12 Mortos em sessão de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Palco de tiroteio em Denver, Colorado – EUA

É com extremo, extremo pesar que informo uma tragédia, que já tomou conta de todas as manchetes. Esse é o pior tipo de notícia para todos os cinéfilos do mundo. Nessa última madrugada, dia 20 de julho, no subúrbio chamado Aurora, na cidade de Denver, estado de Colorado, EUA, um suspeito usando uma máscara de gás e munido de um rifle e duas pistolas, invadiu uma sala que exibia a pré-estréia do novo filme de Christopher Nolan.

Pelos relatos, o homem teria entrado na sala e detonado uma bomba de gás lacrimogêneo. Logo em seguida, posicionado em frente à tela, começou a atirar no público que, com a visão comprometida pela fumaça espessa, teve extrema dificuldade para a fuga em massa. Ele teria subido degrau por degrau, atirando em todos que estivessem em sua frente. Inicialmente, muitos desses espectadores teriam deduzido que os tiros faziam parte do espetáculo, afinal, performances de marketing são comuns em pré-estréias desse porte.

A polícia contabilizou oficialmente 12 mortos (10 mortos na cena do crime e 2 no hospital) no total de 59 feridos. Como se o elevado número de mortos não fosse o suficiente, a tragédia infelizmente levou uma menina de 6 anos de idade, que apesar da censura ser de 13 anos, só queria ver seu herói mascarado nas telas. Veronica Moser-Sullivan foi acompanhada de seu pai, que foi seriamente ferido com tiros no abdômen e garganta e está hospitalizado em estado crítico. E infelizmente, alguns casais foram separados, quando os homens pularam em frente às suas parceiras, protegendo-as com as próprias vidas.

James Holmes, 24, o atirador de Denver

O FBI prendeu o suspeito trajado com colete à prova de balas no estacionamento do cinema tentando fugir. Ele foi identificado como James Holmes, 24 anos, morador da cidade e não teria qualquer ligação com grupos terroristas. Holmes cursava Neurociências na Universidade de Colorado e era considerado um rapaz muito solitário; não tinha amigos e sequer perfis em redes sociais. Talvez por isso, tenha se autodenominado ‘Coringa’ para a polícia, pois assim como o personagem de Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008), não tinha qualquer registro dele online.

Curiosamente, Aurora é um subúrbio de Denver localizado muito próximo do palco de outros dois tiroteios: na escola de Columbine, onde 15 pessoas (entre estudantes e professores) foram baleadas e mortas em 1999; e mais recentemente, em 2007, quando o estudante sul-coreano matou 32 estudantes e professores na Universidade de Virgínia.

Com essa tragédia, a discussão sobre a venda de armas volta à pauta nos EUA. Como visto no documentário de Michael Moore, Tiros em Columbine (2002), é possível comprar armas de fogo com extrema facilidade e em lugares inusitados como supermercados. Apesar do presidente norte-americano Barack Obama lamentar profundamente o ocorrido, ele deverá encarar a discussão sobre a restrição da venda de armas em pleno ano eleitoral, uma vez que James Holmes tinha a posse legal de todas as armas.

Mateus da Costa Meira: o assassino do shopping Morumbi

Aqui no Brasil, devido à essa tragédia, muitos devem ter se recordado da polêmica sessão do filme Clube da Luta (1999), ocorrida no dia 13 de novembro de 1999 no Shopping Morumbi, em São Paulo-SP. Na ocasião, o estudante de medicina, Mateus da Costa Meira, matou 3 pessoas e feriu 4 com uma submetralhadora 9mm. Rendido pelos seguranças desarmados do cinema, ele teria justificado que escolheu o filme de David Fincher porque seu protagonista é esquizofrênico como ele. Conversa pra boi dormir, porque todo louco e seu advogado de defesa buscam argumentos válidos para abrandar a pena, e nesse caso, a culpa sobrou para o ótimo filme estrelado por Brad Pitt e Edward Norton.

Pelo que se sabe, ele estava preso na penitenciária de Salvador, mas depois de tentar matar um colega de cela com uma tesoura, foi transferido para um hospital psiquiátrico, onde permanece até hoje. Isso comprova que ele poderia ter assistido a Branca de Neve e os Sete Anões que ele teria cometido esse crime premeditado de qualquer maneira.

Curiosamente, na história em quadrinhos The Dark Knight Returns de autoria de Frank Miller, há uma sequência em que um homem abre fogo numa sala de cinema. Felizmente, até o momento, não existe nenhuma ligação de que isso tenha servido como inspiração ao maluco.

Sequência de atirador na graphic novel The Dark Knight Returns, de Frank Miller

Não duvido nada daqui a pouco começarem a tachar os fãs de quadrinhos de potenciais lunáticos, afinal, tem que sempre haver um culpado. E muitas vezes a Arte e admiradores dela são responsabilizados para encobrir falhas humanas individuais.

Aproveitando o incidente, cito o escritor Oscar Wilde, parafraseando um trecho de seu romance O Retrato de Dorian Gray:

“Quanto a ser envenenado por um livro, não existe nada disso. A arte não tem influência sobre a ação. Ela aniquila o desejo de agir. Ela é soberbamente estéril. Os livros que o mundo chama de imorais são livros que mostram ao mundo a sua própria vergonha. Isso é tudo”

Chucky: o culpado

Em Brasília, um menino de 9 anos desferiu 25 golpes de faca na amiga de 7 anos, uma semana depois de ter assistido ao filme de terror Brinquedo Assassino 2 (1990), que passou no SBT. No boletim de ocorrência, o menor teria afirmado que sua inspiração foi Chucky, o boneco possuído. Na época, o então presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu critérios mais rigorosos para as emissoras com faixa etária e horário de transmissão num discurso transmitido ao vivo pela TV. Felizmente, o SBT seguiu as normas e havia passado o filme depois das 22h. Não seriam os pais os responsáveis pelo crime? Não, melhor culpar o Chucky e o SBT… Que tal culpar o governo por não reformar a educação do país?

Como cinéfilo, torço para que esse tipo de tragédia não volte a ocorrer e que não comprometa a diversão de incontáveis espectadores pelo mundo. O ingresso já é caro, tem que pagar estacionamento caro (porque aqui em São Paulo e em alguns estados brasileiros, 90% dos cinemas estão em shoppings), um saquinho de pipoca por 10 reais, tem que aguentar calado inúmeros infelizes que atendem celular e conversam durante o filme e ainda por cima, malucos armados?! Desse jeito, muita gente vai passar a adotar o cinema no conforto da casa, com lançamentos baixados da internet, sem a companhia de gente ignorante e pipoca no microondas…

Anúncios
Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Thank you for the good writeup. It if truth be told was a amusement account it.
    Look complicated to far brought agreeable from you! By the way,
    how could we communicate?

    Responder
  1. Primeira prévia do Oscar 2013: Melhor Filme « Cinema, Oscar e Afins

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: