‘Argo’ vence o BAFTA 2013

Ben Affleck e seu BAFTA (photo insidemovies.ew.com by Stuart Wilson/ Getty Images)

Ben Affleck e seu BAFTA: “Argo Fuck Yourself!”  (photo insidemovies.ew.com by Stuart Wilson/ Getty Images)

Agora é oficial. Argo e Ben Affleck arrebataram todos os grandes prêmios da temporada: Globo de Ouro, SAG Awards, PGA Awards, DGA Awards e agora o BAFTA, o prêmio da Academia Britânica de Cinema. Levou Montagem, Diretor e Melhor Filme. Claro que também pode triunfar no Oscar no dia 24 de fevereiro, mas sem a mínima chance do diretor levar seu merecido prêmio de direção. Será Argo o novo Conduzindo Miss Daisy? Ou será que vão premiar Lincoln, O Lado Bom da Vida ou As Aventuras de Pi como Melhor Filme assumindo o lado imprevisível que começou com as indicações?

No geral, a premiação deste ano do BAFTA procurou ser bem democrática, com direito a algumas surpresas. 007 – Operação Skyfall bateu o franco-favorito Os Miseráveis como Melhor Filme Britânico do ano. Apesar da 23ª aventura de James Bond ter sido bem recebida pela crítica internacional, trata-se de um reconhecimento inusitado para um filme de ação e aventura. O filme de Sam Mendes ainda bateu Anna Karenina, O Exótico Hotel Marigold e Sete Psicopatas e um Shih Tzu, e ainda levou o prêmio Anthony Asquith de Trilha Musical para Thomas Newman, talvez como uma tentativa de compensar a ausência da categoria de Canção Original para Adele. Derrotado como Melhor Filme, o musical Os Miseráveis ainda conseguiu somar quatro BAFTAs: Atriz Coadjuvante (Anne Hathaway), Direção de Arte, Maquiagem e Som.

Anne Hathaway segue super favorita para o Oscar de coadjuvante com mais essa vitória (photo by empireonline.com)

Anne Hathaway segue super favorita para o Oscar de coadjuvante com mais essa vitória (photo by empireonline.com)

Na categoria de interpretação feminina, a surpresa ficou por conta da veterana Emmanuelle Riva, de 85 anos, que saiu vitoriosa entre as americanas Jennifer Lawrence e Jessica Chastain, ambas vencedoras do Globo de Ouro. Como previsto, seu filme Amor, dirigido por Michael Haneke, ganhou o prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira. Os dois prêmios devem fortalecer a campanha do filme nessa reta final do Oscar.

Django Livre confirmou seu favoritismo nas categorias de Roteiro Original para Quentin Tarantino, e Melhor Ator Coadjuvante para Christoph Waltz. O fato do ator austríaco já ter levado o mesmo prêmio há três anos por Bastardos Inglórios em nada interferiu nesse novo reconhecimento, o que pode se repetir na Academia. Outro que confirma seu favoritismo supremo é Daniel Day-Lewis em Lincoln. Apesar do filme ter recebido dez indicações, levou apenas Melhor Ator e Steven Spielberg sequer foi indicado em sua categoria. Talvez no Oscar, no qual soma doze indicações, tenha melhor sorte devido à patriotada americana em relação ao presidente Abraham Lincoln.

Christoph Waltz leva o BAFTA de Ator Coadjuvante por Django Livre (photo by digitalspy.co.uk)

Christoph Waltz leva o BAFTA de Ator Coadjuvante por Django Livre (photo by digitalspy.co.uk)

Outro grande concorrente no Oscar que teve que se contentar com um prêmio foi a comédia O Lado Bom da Vida. Seu diretor e roteirista David O. Russell saiu com o BAFTA de Roteiro Adaptado, batendo Tony Kushner (Lincoln) e Chris Terrio (Argo). Já nas categorias mais técnicas, As Aventuras de Pi saiu consagrado com Melhor Fotografia e Melhores Efeitos Visuais.

Na categoria de Animação, as preferências estão bastante divididas. O filme da Pixar, Valente, já tinha vencido o Globo de Ouro e agora coleta o BAFTA. Mas a animação mais premiada até o momento foi Detona Ralph, que sequer foi indicada no BAFTA. E tem ainda Frankenweenie, que embora não tenha recebido grandes honrarias, tem o nome forte de Tim Burton associado.

O prêmio EE Rising Star que se destina a novos talentos do cinema reconheceu a atriz Juno Temple. Até o momento, fez pequenos papéis em Desejo e Reparação e no blockbuster de 2012 Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Mas chamou a atenção em Killer Joe – Matador de Aluguel, e tem grandes chances de brilhar este ano em Lovelace, Malévola e Sin City: A Dame to Kill for.

Juno Temple começa bem 2013 com o prêmio EE Rising Star (photo by metro.co.uk)

Juno Temple começa bem 2013 com o prêmio EE Rising Star (photo by metro.co.uk)

Depois do anúcio dos vencedores do BAFTA, fica nítida a supremacia de Argo como Melhor Filme de 2012, assim como Ben Affleck na direção. Com apenas um prêmio, o recordista de indicações ao Oscar, Lincoln, fica mais enfraquecido e pode perecer diante da força do lobby de Harvey Weinstein para O Lado Bom da Vida. Claro que, por se tratar de uma premiação britânica, o musical Os Miseráveis foi o filme que mais recebeu prêmios, mas não deve repetir o feito no Oscar.

Segue lista completa dos vencedores:

FILME: Argo, de Ben Affleck

FILME BRITÂNICO: 007 – Operação Skyfall, de Sam Mendes

DIRETOR: Ben Affleck (Argo)

ATOR: Daniel Day-Lewis (Lincoln)

ATRIZ: Emmanuelle Riva (Amor)

ATOR COADJUVANTE: Christoph Waltz (Django Livre)

ATRIZ COADJUVANTE: Anne Hathaway (Os Miseráveis)

ROTEIRO ORIGINAL: Quentin Tarantino (Django Livre)

ROTEIRO ADAPTADO: David O. Russell (O Lado Bom da Vida)

FOTOGRAFIA: Claudio Miranda (As Aventuras de Pi)

MONTAGEM: William Goldenberg (Argo)

DIREÇÃO DE ARTE: Eve Stewart, Anna Lynch-Robinson (Os Miseráveis)

FIGURINO: Jacqueline Durran (Anna Karenina)

MAQUIAGEM: Os Miseráveis

TRILHA MUSICAL: Thomas Newman (007 – Operação Skyfall)

SOM: Os Miseráveis

FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA: Amor, de Michael Haneke

ANIMAÇÃO: Valente, de Mark Andrews, Brenda Chapman

DOCUMENTÁRIO: Searching for Sugar Man, de Malik Bendjelloul

EE RISING STAR AWARD: Juno Temple

ESTRÉIA DE ROTEIRISTA, DIRETOR OU PRODUTOR BRITÂNICO: Bart Layton, Dimitri Doganis (The Imposter)

CURTA DE ANIMAÇÃO: The Making of Longbird, de Will Anderson, Ainslie Henderson

CURTA-METRAGEM: Swimmer, de Lynne Ramsay, Peter Carlton, Diarmid Scrimshaw

De dourado, de verde, de vermelho e agora, de azul: de qualquer forma Jessica Chastain se destaca no tapete vermelho (photo by JustJared.com)

De dourado, de verde, de vermelho e agora, de azul: de qualquer forma Jessica Chastain se destaca no tapete vermelho (photo by JustJared.com)

 

Anúncios
Deixe um comentário

3 Comentários

  1. Bia

     /  fevereiro 14, 2013

    Agora eu realmente preciso assistir Argo! Depois de todos esses prêmios, me chamou mais ainda a atenção!

    Parabéns pelos posts! Incríveis como sempre!

    Responder
  2. Eu vi Argo e talz… Achei uma maravilha. Mas ainda torço por “Silver Linings Playbook”. Divertidíssimo. E Riva para Melhor Atriz!

    Responder
    • Olá! Também gosto do trabalho de David O. Russell, especialmente a direção de atores dele, desde a época de Huckabees. Acredito que Jenny Lawrence deva levar o Oscar, mas ainda tem aqueles 5% que acreditam que por ser jovem demais, a estatueta vá para Emmanuelle Riva, o que seria uma surpresa bem agradável. Aliás, dia 24, dia do Oscar, ela completa 86 anos! E quanto a Argo, trata-se de um filme que ganhou todos os prêmios possíveis e também tem todas as receitas de um vencedor de Melhor Filme do Oscar. Se não fosse pela ausência de Ben Affleck na categoria de direção, Argo já seria uma aposta 100% certa. E seus votos para as demais categorias de atuação? Abs.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: