‘Ela’ e ‘Gravidade’ dividem o prêmio de Melhor Filme no LAFCA 2013

Joaquin Phoenix em cena com a voz de Samantha (Scarlett Johansson) em Ela, que vence o LAFCA Awards (photo by www.collider.com)

Joaquin Phoenix em cena com a voz de Samantha (Scarlett Johansson) em Ela, que vence o LAFCA Awards (photo by http://www.collider.com)

Sandra Bullock em cena de Gravidade (photo by www.elfilm.com)

Sandra Bullock em cena de Gravidade (photo by http://www.elfilm.com)

Criado em 1975, o LAFCA Award ficou marcado por premiar filmes pelo reconhecimento artístico, uma atitude cada vez mais rara, mas que eles procuram manter até hoje. Nos últimos anos, produções estrangeiras têm sido bem lembradas pelos críticos de Los Angeles independente do hype da temporada. No ano passado, o vencedor da Palma de Ouro, Amor, acabou levando Melhor Filme mesmo sendo uma co-produção entre França, Alemanha e Áustria.

Entre os atores, muitos profissionais que atuam em língua estrangeira foram devidamente reconhecidos: as sul-coreanas Jeong-hi Yun (Poesia) e Hye-ja Kim (Mother – A Busca Pela Verdade), os franceses Emmanuelle Riva (Amor) e Niels Arestrup (O Profeta), a belga Yolande Moreau (Séraphine), a australiana Jackie Weaver (Reino Animal) e o romeno Vlad Ivanov (4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias) são alguns exemplos de que a competição realmente é intensa e internacional no LAFCA Awards. Este ano, a jovem e bela Adèle Exarchopoulos (francesa de origem grega) se junta aos consagrados estrangeiros por sua atuação no apaixonante Azul é a Cor Mais Quente, que também levou o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro. Infelizmente, por regras arcaicas, a produção não foi selecionada para representar a França e não pode competir na categoria do Oscar. Uma perda lamentável para a Academia.

A bela Adèle Exarchopoulos se torna mais uma estrangeira premiada no LAFCA Awards (photo by www.outnow.ch)

A bela Adèle Exarchopoulos se torna mais uma estrangeira premiada no LAFCA Awards (photo by http://www.outnow.ch)

Com uma grande quantidade de filmes acima da média em competição, os críticos votantes do LAFCA se dividiram entre o ousado Ela, de Spike Jonze, e o hi-tech Gravidade, de Alfonso Cuarón. Não sabemos se houve diferença de votos mínima, mas declararam empate para agradar gregos e troianos. Apesar de menos badalado na corrida para o Oscar, acredito que essa vitória no LAFCA reforça a consagração recente no National Board of Review, de onde saiu com os prêmios de Melhor Filme e Diretor, o que deve engrenar as chances de Ela.

Enquanto Gravidade levou os prêmios de direção, fotografia e montagem, denotando sua superioridade técnica, Ela ficou com direção de arte, além dos segundos lugares nas categorias de direção, roteiro e trilha musical. Apesar de não ter vencido como Melhor Diretor, Spike Jonze entra definitivamente para a corrida para o Oscar 2014 por Ela.

Formado na escola de videoclipes, Spike Jonze tornou-se um diretor-revelação com Quero Ser John Malkovich (1999), pelo qual recebeu sua única indicação ao Oscar. Dirigiu Adaptação. (2002) e Onde Vivem os Monstros (2009), mais duas obras que é impossível sair indiferente. Trata-se de um dos melhores profissionais dessa geração, que deve ser muito prezado pelo cinema norte-americano por sua busca incessante por inovações de estrutura narrativa.

Spike Jonze dirige Joaquin Phoenix em cena de Ela (photo by cinetoscopio.com.br)

Spike Jonze dirige Joaquin Phoenix em cena de Ela (photo by cinetoscopio.com.br)

Um dos grandes favoritos da temporada, 12 Years a Slave, teve que se contentar com o prêmio de Atriz Coadjuvante para Lupita Nyong’o e o 2º lugar de Melhor Ator para Chiwetel Ejiofor. Como prêmio de consolação, criaram uma citação especial para a equipe do filme de Steve McQueen.

Chama a atenção também o empate entre James Franco e Jared Leto na categoria de coadjuvante. São duas performances que marcaram pelo ótimo trabalho de transformação física. Enquanto Franco faz um traficante de drogas e armas em Spring Breakers: Garotas Perigosas, Leto emagreceu 13kg para dar vida ao travesti Rayon em Dallas Buyers Club.

James Franco como o traficante Alien em Spring Breakers: Garotas Perigosas (photo by www.outnow.ch)

James Franco como o traficante Alien em Spring Breakers: Garotas Perigosas (photo by http://www.outnow.ch)

E também vale ressaltar a importante vitória da animação francesa Ernest & Celestine sobre o novo filme de Hayao Miyazaki, O Vento Está Soprando. Ambos os trabalhos estão entre os 19 pré-selecionados a concorrer às indicações ao Oscar de Melhor Animação. Apesar de ser raro ter duas animações estrangeiras competindo como em 2012, quando a espanhola Chico & Rita e a francesa Um Gato em Paris estavam indicadas, existe forte possibilidade dessas duas animações disputarem o Oscar 2014, o que elevaria bastante o nível artístico da categoria.

Cena da animação francesa Ernest & Celestine: difícil bater o mestre Hayao Miyazaki (photo by www.outnow.ch)

Cena da animação francesa Ernest & Celestine: difícil bater o mestre Hayao Miyazaki (photo by http://www.outnow.ch)

Confira lista completa dos vencedores e segundos lugares:

MELHOR FILME (empate): Gravidade (Gravity) E Ela (Her)

MELHOR DIRETOR: Alfonso Cuarón (Gravidade)
2º Lugar: Spike Jonze (Ela)

MELHOR ATOR: Bruce Dern (Nebraska)
2º Lugar: Chiwetel Ejiofor (12 Years a Slave)

MELHOR ATRIZ (Empate): Cate Blanchett (Blue Jasmine) E Adèle Exarchopoulos (Azul é a Cor Mais Quente)

MELHOR ATOR COADJUVANTE (Empate): James Franco (Spring Breakers: Garotas Perigosas) E Jared Leto (Dallas Buyers Club)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Lupita Nyong’o (12 Years a Slave)
2º Lugar: June Squibb (Nebraska)

MELHOR ROTEIRO: Richard Linklater, Julie Delpy e Ethan Hawke (Antes da Meia-Noite)
2º Lugar: Spike Jonze (Ela)

MELHOR FOTOGRAFIA: Emmanuel Lubezki (Gravidade)
2º Lugar: Bruno Delbonnel (Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum)

MELHOR MONTAGEM: Alfonso Cuarón, Mark Sanger (Gravidade)
2º Lugar: Shane Carruth, David Lowery (Upstream Color)

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE: K.K. Barrett (Ela)
2º Lugar: Jess Gonchor (Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum)

MELHOR TRILHA MUSICAL: T-Bone Burnett (Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum)
2º Lugar: Arcade Fire e Owen Pallett (Ela)

MELHOR ANIMAÇÃO: Ernest & Celestine, de Stéphane Aubier, Vincent Patar e Benjamin Renner
2º Lugar: O Vento Está Soprando, de Hayao Miyazaki

MELHOR FILME ESTRANGEIRO: Azul é a Cor Mais Quente, de Abdellatif Kechiche
2º Lugar: The Great Beauty (La Grande Bellezza), de Paolo Sorrentino

MELHOR DOCUMENTÁRIO: Stories We Tell, de Sarah Polley
2º Lugar: O Ato de Matar, de Joshua Oppenheimer

SPECIAL CITATION: Ao time de 12 Years a Slave

PRÊMIO NEW GENERATION: Megan Ellison (produtora de Ela, Trapaça e O Grande Mestre)

PRÊMIO DOUGLAS EDWARDS INDEPENDENTE/ FILME EXPERIMENTAL/ VÍDEO: Cabinets Of Wonder: Films and a Performance by Charlotte Pryce

LEGACY OF CINEMA: Criterion Collection
Trata-se de um prêmio merecidíssimo para o melhor selo de filmes em mídia digital. A coleção abrange grandes clássicos como M, o Vampiro de Düsseldorf (1931) a cults saídos do forno como Frances Ha (2013), todos com qualidade de restauração de imagem e áudio impecáveis, além de extras recheados que só enriquecem a sessão de cinema caseira.

É possível encontrar um título ou outro na Livraria Cultura, mas os preços são salgados (giram em torno de 140/150reais). Para quem tem cartão de crédito internacional, vale a pena comprar pela Amazon ou Barnes & Noble a cerca de 30 dólares. Para conhecer melhor os títulos disponíveis, acesse: www.criterion.com

Minha coleção de blu-rays da Criterion

Minha coleção de blu-rays da Criterion

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: