Philip Seymour Hoffman (1967 – 2014)

tumblr_mhuzhv90uc1r0k2r8o1_500

Philip Seymour Hoffman (tumblr_mhuzhv90uc1r0k2r8o1_500)

VENCEDOR DO OSCAR POR CAPOTE, PHILIP SEYMOUR HOFFMAN É ENCONTRADO MORTO

Além das notícias de tiroteiros em salas de cinema, a pior notícia é quando perdemos um talento inestimável. Muitos já devem saber que o ator Philip Seymour Hoffman foi encontrado morto no banheiro de seu apartamento em Nova York. Um amigo dele o achou caído no chão com seringa no braço. Ele tinha apenas 46 anos.

As investigações acerca de sua morte ainda estão correndo, mas tudo indica que se trata de mais um caso de overdose. Além da seringa, foram encontradas cerca de 50 sacos de heroína no apartamento. Hoffman tinha um histórico com drogas há alguns anos. Em 2012, teve uma decaída e no ano seguinte foi se tratar numa clínica de reabilitação. Seu amigo alega que ele estava bem e sóbrio, tanto que esteve recentemente no Festival de Sundance (no dia 17 de janeiro) para promover seu mais novo filme: O Homem Mais Procurado (A Most Wanted Man).

Philip Seymour Hoffman já ganhou um Oscar por Capote em 2006, foi indicado em mais 4 oportunidades e faz inúmeros filmes independentes. Mas sua morte foi anunciada assim em vários sites: “Ator de ‘Jogos Vorazes’ morre”. OK, eu compreendo perfeitamente o poder desta manchete se compararmos a “Ator de ‘Capote’ e ‘O Mestre’ morre”. Não sou hipócrita, mas fica aquela impressão de que toda a sólida e coerente carreira do ator se resume à sua  participação num blockbuster infanto-juvenil.

Aliás, muitos fãs ensandecidos já se perguntam como vão ficar os filmes dos Jogos Vorazes sem o ator. Bem, além de ele ter finalizado Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1, parece que só restavam apenas sete dias de filmagem para seu personagem Plutarch Heavensbee em Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 2, com lançamento previsto para 2015.

À esquerda, Philip Seymour Hoffman como Plutarch ao lado de Woody Harrelson (photo by Lionsgate)

À esquerda, Philip Seymour Hoffman como Plutarch ao lado de Woody Harrelson (photo by Lionsgate)

Aliás, não tenho nada contra Hoffman atuar em blockbusters, afinal, são essas produções que pagam todas as contas do ano e ainda dão mais visibilidade. Ele já havia participado também de Missão: Impossível 3 (2006), no qual interpreta o vilão Owen Davian, que inferniza a vida do agente Ethan Hunt (Tom Cruise). Nada mais justo, afinal, ele estava apenas colhendo os frutos depois de tantos anos atuando em produções de baixo orçamento.

É uma pena que o ator tenha sido descoberto por Hollywood muito tarde. Após se formar na New York University’s Tisch School of the Arts em 1989, ele conseguiu papéis secundários em produções independentes como Boogie Nights – Prazer Sem Limites (1997), Felicidade (1998), O Talentoso Ripley (1999) e Quase Famosos (2000), pelo qual chamou bastante atenção como o produtor musical Lester Bangs. Cada vez mais requisitado, trabalhou com diretores consagrados como os irmãos Coen (O Grande Lebowski), Spike Lee (A Última Noite), Anthony Minghella (Cold Mountain) e Sidney Lumet (Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto).

Mas sua parceria mais forte foi com o diretor Paul Thomas Anderson, que o escalou para Boogie Nights (1997), Magnólia (1999), Embriagado de Amor (2002) e O Mestre (2012), pelo qual recebeu sua quarta indicação ao Oscar. Ele só ficou de fora de Sangue Negro (2007), estrelado por Daniel Day-Lewis.

Como Truman Capote, Philip Seymour Hoffman (photo by outnow.ch)

Como Truman Capote, Philip Seymour Hoffman (photo by outnow.ch)

Para viver um dos mais polêmicos autores literários contemporâneos, Truman Capote, Philip perdeu 18 quilos. Treinou bastante suas cordas vocais até atingir o tom agudo característico do escritor. Ao longo dos 36 dias de filmagem, procurou se manter em personagem mesmo com a câmera desligada. O peso e a voz eram levados para casa. Embora essa tática seja eficiente, é considerada insana por alguns atores que necessitam de um escape já entre um take e outro. Daniel Day-Lewis é um desses loucos, mas tem 3 Oscars em casa.


Hilary Swank apresenta o Oscar para Philip Seymour Hoffman

Curiosamente, ele bateu Heath Ledger, que concorria por O Segredo de Brokeback Mountain, em 2006 no Oscar. Já em 2009, como o anárquico Coringa, Ledger o bateu na categoria de coadjuvante, quando concorria por Dúvida.

Philip Seymour Hoffman era casado com a figurinista Mimi O’Donnell, com quem teve 3 filhos: Cooper Alexander Hoffman, Tallulah Hoffman e Willa Hoffman. Claro que será uma perda inestimável para sua família, mas também deixa muitos admiradores e cinéfilos órfãos de sua versatilidade e de sua intensidade nas interpretações, mesmo que em papéis bem menores. Descanse em paz, Phil!

PHILIP SEYMOUR HOFFMAN NO OSCAR:

2006: Vencedor do Oscar de Melhor Ator por Capote
2008: Indicado ao Oscar de Coadjuvante por Jogos do Poder
2009: Indicado ao Oscar de Coadjuvante por Dúvida
2013: Indicado ao Oscar de Coadjuvante por O Mestre

Anúncios
Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Layane

     /  fevereiro 4, 2014

    Eu não acreditei quando vi,e ainda não acredito que ele morreu, vai demorar pra ficha cair.

    Responder
    • Pois é, Layane! Aparentemente, perdemos mais um grande ator para a overdose. Ele tinha uma carreira inteira pela frente e certamente projetos de alta qualidade, mas infelizmente não sabemos o que se passa na vida pessoal de cada um desses artistas. Com certeza, um profissional que fará muita falta para o cinema.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: