39ª Mostra Internacional de Cinema de SP exibe possíveis candidatos ao Oscar 2016

Cartaz oficial da 39ª Mostra Internacional de SP composta por storyboard do próximo filmes do diretor Martin Scorsese, Silêncio. (photo by revistapreview.com)

Cartaz oficial da 39ª Mostra Internacional de SP composta por storyboard do próximo filmes do diretor Martin Scorsese, Silêncio. (photo by revistapreview.com)

MOSTRA DE CINEMA APRESENTA GRANDE MOSAICO DE FESTIVAIS INTERNACIONAIS

Todo mês de outubro é a mesma coisa. Aquelas filas extensas para comprar pacotes de filmes de 20, 40 e integral no Conjunto Nacional na Avenida Paulista, e depois mais filas para acompanhar os filmes mais badalados. A 39ª edição acontece entre os dia 22 de outubro a 04 de novembro, com direito a uns dias extras de repescagem de alguns títulos mais bem votados. Com a crise econômica, o número de produções exibidas reduziu um pouco para 312 títulos, mas que mesmo assim, abrange 62 países.

Para os aficcionados do cinema “oscarizável”, a Mostra tem em sua programação 15 representantes de países pré-selecionados para o Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira, incluindo um dos grandes favoritos: o húngaro O Filho de Saul, sobre o Holocausto. Confira a lista dos 15 filmes:

Géza Rohrig é Saul, o prisioneiro húngaro do campo de concentração de Son of Saul, de László Nemes (photo by outnow.ch)

Géza Rohrig é Saul, o prisioneiro húngaro do campo de concentração de O Filho de Saul, de László Nemes (photo by outnow.ch)

  • Labirinto de Mentiras, de Giulio Ricciarelli – ALEMANHA
  • O Abraço da Serpente, de Ciro Guerra – COLÔMBIA
  • Guerra, de Tobias Lindholm – DINAMARCA
  • Cordeiro, de Yared Zeleke – ETIÓPIA
  • O Esgrimista, de Klaus Härö – FINLÂNDIA
  • Ixcanul, de Jayro Bustamante – GUATEMALA
  • The Paradise Suite, de Joost van Ginkel – HOLANDA
  • O Filho de Saul, de László Nemes – HUNGRIA
  • A Ovelha Negra, de Grímur Hákonarson – ISLÂNDIA
  • Pai, de Visar Morina – KOSOVO
  • O Verão de Sangaile, de Alanté Kavaïté – LITUÂNIA
  • As Mil e uma Noites: Volume 2, O Desolado, de Miguel Gomes – PORTUGAL
  • Nômade Celestial, de Mirlan Abdykalykov – QUIRGUISTÃO
  • Aferim!, de Radu Jude – ROMÊNIA
  • Lo que Lleva el Río, de Mario Crespo – VENEZUELA

Além da categoria de estrangeiros, a Mostra tem em sua grade dois filmes que podem figurar na lista de indicações em janeiro. Aliança do Crime, de Scott Cooper, sobre um criminoso que se junta ao FBI, pode receber indicações até para Melhor Filme graças à força que Johnny Depp tem em Hollywood. Aliás, a grande chance que o filme tem é justamente na categoria de Melhor Ator, já que Depp está transformado com maquiagem e esta seria sua quarta indicação sem vitória.

À esquerda, Joel Edgerton atua com Johnny Depp em cena de Aliança do Crime (photo by cine.gr)

À esquerda, Joel Edgerton atua com Johnny Depp em cena de Aliança do Crime (photo by cine.gr)

E, em menor escala, a dramédia Mistress America, de Noah Baumbach, pode surpreender nas categorias de Melhor Roteiro Original e Melhor Atriz para Greta Gerwig. A jovem atriz conseguiu alavancar devido ao sucesso da parceria anterior com o diretor Baumbach (que também é seu namorado) no divertido Frances Ha (2012).

Mas obviamente, a Mostra é muito mais do que candidatos ao prêmio da Academia. Existem vários títulos premiados e selecionados de festivais prestigiados como Cannes, Berlim e Veneza. Abaixo, a lista de títulos presentes em cada um deles que está na Mostra:

FESTIVAL DE CANNES 2015

  • Dheepan – O Refúgio, de Jacques Audiard
    Vencedor da Palma de Ouro
  • O Filho de Saul, de László Nemes
    Vencedor do Grande Prêmio do Júri
  • Chronic, de Michel Franco
    Vencedor de Melhor Roteiro
  • Para o Outro Lado, de Kiyoshi Kurosawa
    Vencedor do Prêmio de Direção do Un Certain Regard
  • A Terra e a Sombra, de César Augusto Acevedo
    Vencedor do Camera D’Or
  • A Ovelha Negra, de Grímur Hákonarson
    Vencedor do Un Certain Regard
  • Paulina, de Santiago Mitre
    Vencedor do Critics Week
Cena de Dheepan, de Jacques Audiard (photo by cine.gr)

Cena de Dheepan, de Jacques Audiard (photo by cine.gr)

FESTIVAL DE VENEZA 2015

  • Desde Allá, de Lorenzo Vigas
    Vencedor do Leão de Ouro
  • Coração de Cachorro, de Laurie Anderson
    Vencedor do prêmio Lina Mangiacapre
  • Boi Neon, de Gabriel Mascaro
    Vencedor do Prêmio do Júri da Mostra Horizontes
Cena do documentário Coração de Cachorro, de Laurie Anderson (photo by cine.gr)

Cena do documentário Coração de Cachorro, de Laurie Anderson (photo by cine.gr)

FESTIVAL DE BERLIM 2015

  • Aferim!, de Radu Jude
    Vencedor do Urso de Prata de Melhor Diretor
  • Body, de Malgorzata Szumowska
    Vencedor do Urso de Prata de Melhor Diretor
  • O Botão de Pérola, de Patricio Guzmán
    Vencedor de Melhor Roteiro
  • Ixcanul, de Jayro Bustamante
    Vencedor do prêmio Alfred Bauer
Cena de O Botão de Pérola, de (photo by cine.gr)

Cena de O Botão de Pérola, de Patricio Guzmán (photo by cine.gr)

Claro que muitos dos premiados nesses festivais estão ausentes, mas alguns se deve à imposição das próprias distribuidoras que almejam destaque maior em circuito comercial como Carol, de Todd Haynes, e Sicario: Terra de Ninguém, de Denis Villeneuve.

Vale ressaltar que a Mostra contará com homenagens ao mestre italiano Mario Monicelli ao projetar os seus filmes Filhas do Desejo, Os Eternos Desconhecidos, A Grande Guerra, Ladrão Apaixonado e Casanova 70; e ao brasileiro José Mojica Marins, o Zé do Caixão, com a exibição de seus clássicos À Meia-Noite Levarei sua Alma, Encarnação do Demônio e O Desperar da Besta.

E o bacana desse evento é poder ver ou rever pérolas clássicas nas sessões especiais. Este ano, teremos a sessão de O Inquilino (1926), filme mudo de Alfred Hitchcock; da última comédia romântica muda de Mary Pickford, Meu Único Amor (1927), de Sam Taylor; e Limite (1931), de Mário Peixoto, a grande obra-prima do cinema brasileiro.

Ivor Novello como O INquilino, de Alfred Hitchcock (photo by mostra.org)

Ivor Novello como O Inquilino, de Alfred Hitchcock (photo by mostra.org)

Cena com Mary Pickford de Meu Único Amor, de Sam Taylor (photo by mostra.org)

Cena com Mary Pickford de Meu Único Amor, de Sam Taylor (photo by mostra.org)

Cena da obra-prima brasileira Limite, de Mário Peixoto (photo by mostra.org)

Cena da obra-prima brasileira Limite, de Mário Peixoto (photo by mostra.org)

Confira a programação completa da 39ª Mostra Internacional de São Paulo e os locais de exibição em:

www.mostra.org

*** Para quem tem pouco tempo como eu, vale a pena comprar pelo site ou aplicativo ingresso.com , pois por lá é possível comprar com três dias de antecedência à sessão. Bons filmes a todos!

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: