Critics’ Choice elege ‘Spotlight’ como Melhor Filme

spotlight critics choice gettyimages-505440458_-_h_2016

À esquerda, o produtor Steve Golin e o elenco de ‘Spotlight – Segredos Revelados’, que venceu o prêmio de Melhor Filme (photo by hollywoodreporter.com)

‘MAD MAX’ CONQUISTOU 9 PRÊMIOS, INCLUINDO O DE MELHOR DIRETOR PARA GEORGE MILLER

Como postei aqui anteriormente, o Critics’ Choice Awards, apelidado carinhosamente por mim de “A Bolha Assassina” por abranger todas as categorias possíveis, representa uma penca de críticos dos EUA e do Canadá. Agora a questão é: “Eles votam guiados por suas análises críticas ou tentam acertar os futuros vencedores do Oscar?”. Como as edições anteriores comprovam, o prêmio previu 11 vencedores de Melhor Filme dos últimos 15 anos, uma estatística bastante expressiva.

Como já discutido no blog, hoje existem muitos prêmios que buscam ser o melhor parâmetro para o Oscar, principalmente depois que o Globo de Ouro deixou o posto, mas não sabemos até quando a Academia deixará de ser previsível dessa forma, pois sabe que, por mais que tenha seu prestígio único, depende de audiência para sua cerimônia, e para isso, precisa de elementos-surpresa para atrair a atenção do público e da mídia. No entanto, até esse dia chegar, o Critics’ Choice continua sendo um bom termômetro e este ano, elegeu Spotlight – Segredos Revelados como Melhor Filme do ano, batendo os favoritos O Regresso e Mad Max: Estrada da Fúria. Seria um indicativo?

The 21st Annual Critics' Choice Awards - Show

Rachel McAdams recebe o prêmio de Elenco, representando seus colegas do filme Spotlight – Segredos Revelados. (Photo by Kevin Winter/Getty Images – Just Jared)

Sim, a vitória do drama sobre os crimes sexuais de padres católicos no Critics’ Choice demonstra um forte poder de reação do filme após definhar nos prêmios de sindicatos e no Globo de Ouro, onde perdeu para O Regresso. Por outro lado, vale lembrar que esses mesmos críticos foram na onda do momento e elegeram O Segredo de Brokeback Mountain, A Rede Social e Boyhood: Da Infância à Juventude, que depois padeceram para Crash – No Limite, O Discurso do Rei e Birdman, respectivamente, no Oscar. Particularmente nesses casos, prefiro os votos dos críticos, principalmente no ano em que o mega-maniqueísta Crash – Limite levou o Oscar.

O mesmo vale para categorias de atuação, onde alguns tinham todo o favoritismo a seu lado, mas não confirmaram seu predomínio no Oscar. Foram os casos de Eddie Murphy (Dreamgirls: Em Busca de um Sonho), Mickey Rourke (O Lutador) e Lauren Bacall (O Espelho tem Duas Faces) pra citar uns exemplos. Portanto, favoritos deste ano como Leonardo DiCaprio (O Regresso) e Sylvester Stallone (Creed: Nascido Para Lutar) podem, sim, perder seus tronos nessas seis semanas seguintes.

Sylvester Stallone critics-choice-awards-20160117-002

Desta vez, Sylvester Stallone não se esqueceu de mencionar o diretor de Creed: Nascido Para Lutar, Ryan Coogler (photo by chicagotribune.com)

Como estratégia, o Critics’ Choice insere seu prêmio bem na semana do anúncio das indicações ao Oscar. Trata-se de uma boa oportunidade de já conferir muitos dos recém-indicados ao Oscar andando no tapete vermelho e ter uma possível prévia dos vencedores e seus discursos de agradecimento. Sim, se os discursos forem chatos e longos, muitos chegam a mudar seus votos na hora da eleição na Academia. Ninguém quer outra Greer Garson… Dos vencedores das categorias de cinema, o único vencedor que não está incluso na festa do Oscar é a canção “See You Again”, do filme Velozes & Furiosos 7. Sem contar, claro, as categorias inexistentes no Oscar como Atriz de Comédia, Ator e Atriz de Filme de Ação, Ficção Científica etc.

Outro diferencial em relação à cerimônia do Oscar, que muitos apoiam, é a desnecessidade de apresentar os prêmios técnicos a fim de agilizar o evento. Num clipe de curtíssima duração, foram anunciados vários vencedores como Fotografia, Direção de Arte, Figurino etc, cuja maioria foi vencida por Mad Max. Tinha prêmios que foram anunciados do lado de fora da festa por repórteres como Melhor Animação! Tudo bem que querem reduzir a duração do evento, mas desse forma?

Eu acredito que a cerimônia do Oscar precisa dar uma recauchutada, mas não voto nas exclusões dessas categorias. Acho um crime! Por exemplo, muitos vencedores do Oscar de Curta-Metragem mal conseguem alguma projeção mesmo aparecendo na televisão, imagina se forem apenas mencionados! Se for pra limar alguma coisa, por que não reduzir as piadinhas dos apresentadores (que ninguém dá risada)?

Talvez essa indiferença do Critics’ Choice em categorias técnicas tenha causado a ausência de diretores também. Nas vitórias de Ex-Machina: Instinto Artificial como Melhor Filme de Ficção Científica e na de Mad Max: Estrada da Fúria como Filme de Ação e Melhor Diretor, Alex Garland e George Miller não estavam presentes.

Se bem que achei o nível de ausências muito alto. Corrijam-me se estiver enganado: Mark Ruffalo, Michael Keaton, Brie Larson, Tom Hardy, Charlize Theron e Leonardo DiCaprio, o único que teve direito a um discurso de agradecimento pré-filmado vendido como transmissão ao vivo via satélite. Achei um pouco desrespeitoso para os concorrentes de Leo, que compareceram ao evento sem saber que iriam perder.

Dos presentes, o discurso mais aplaudido foi do pequeno Jacob Tremblay, que levou o prêmio de Melhor Jovem Ator ou Atriz por sua performance em O Quarto de Jack. Sem alcançar direito o microfone, ele teve a ajuda do apresentador para logo em seguida dizer: “Este é o melhor dia da minha vida!”. Mencionou o alto nível de talento de seus colegas da categoria, agradeceu o elenco e a equipe do filme e terminou com: “Já sei onde colocar esse prêmio: na prateleira, ao lado da minha (espaçonave) Millenium Falcon”. Pena que ele não terá essa oportunidade no Oscar, já que ficou de fora da competição.

 

Seguem os vencedores do 21º Critics’ Choice Awards:

CINEMA

FILME
Spotlight – Segredos Revelados (Spotlight)

ATOR
Leonardo DiCaprio (O Regresso)

ATRIZ
Brie Larson (O Quarto de Jack)

ATOR COADJUVANTE
Sylvester Stallone (Creed: Nascido Para Lutar)

ATRIZ COADJUVANTE
Alicia Vikander (A Garota Dinamarquesa)

DIRETOR: George Miller (Mad Max: Estrada da Fúria)

COMÉDIA
A Grande Aposta (The Big Short)

ATOR EM COMÉDIA
Christian Bale (A Grande Aposta)

ATRIZ EM COMÉDIA
Amy Schumer (Descompensada)

ROTEIRO ORIGINAL
Josh Singer e Tom McCarthy (Spotlight – Segredos Revelados)

ROTEIRO ADAPTADO
Charles Randolph e Adam McKay (A Grande Aposta)

ELENCO
Spotlight – Segredos Revelados

JOVEM ATOR OU ATRIZ
Jacob Tremblay (O Quarto de Jack)

TERROR OU FICÇÃO CIENTÍFICA
Ex-Machina: Instinto Artificial (Ex Machina)

FILME DE AÇÃO
Mad Max: Estrada da Fúria (Mad Max: Fury Road)

LONGA DE ANIMAÇÃO
Divertida Mente (Inside Out)

ATOR EM FILME DE AÇÃO
Tom Hardy (Mad Max: Estrada da Fúria)

ATRIZ EM FILME DE AÇÃO
Charlize Theron (Mad Max: Estrada da Fúria)

FOTOGRAFIA
Emmanuel Lubezki (O Regresso)

DIREÇÃO DE ARTE
Colin Gibson (Mad Max: Estrada da Fúria)

MONTAGEM
Margaret Sixel (Mad Max: Estrada da Fúria)

FIGURINO
Jenny Beavan (Mad Max: Estrada da Fúria)

MAQUIAGEM E CABELO
Mad Max: Estrada da Fúria

EFEITOS VISUAIS
Mad Max: Estrada da Fúria

CANÇÃO
“See You Again” (Velozes & Furiosos 7)

FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
Filho de Saul (Saul Fia)

DOCUMENTÁRIO
Amy (Amy)

TRILHA MUSICAL
Ennio Morricone (Os 8 Odiados)

TELEVISÃO

SÉRIE DE COMÉDIA
Master of None

SÉRIE DRAMÁTICA
Mr. Robot

ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA
Rami Malek (Mr. Robot)

ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA
Carrie Coon (The Leftovers)

ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA
 Jeffrey Tambor (Transparent)

ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA
Rachel Bloom (Crazy Ex-Girlfriend)

ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA
Andre Braugher (Brooklyn Nine-Nine)

ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA
Mayim Bialik (The Big Bang Theory)

FILME FEITO PARA TV OU MINISSÉRIE
Fargo

ATOR EM FILME FEITO PARA TV OU MINISSÉRIE
Idris Elba (Luther)

ATRIZ EM FILME FEITO PARA TV OU MINISSÉRIE
Kirsten Dunst (Fargo)

ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA
Christian Slater (Mr. Robot)

ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA
Constance Zimmer (UnREAL)

ATOR OU ATRIZ CONVIDADO EM SÉRIE DRAMÁTICA
Margo Martindale (The Good Wife)

ATOR OU ATRIZ CONVIDADO EM SÉRIE DE COMÉDIA
Timothy Olyphant (The Grinder)

REALITY SHOW – COMPETIÇÃO
The Voice

ATOR COADJUVANTE EM FILME FEITO PARA TV OU MINISSÉRIE
Jesse Plemons (Fargo)

ATRIZ COADJUVANTE EM FILME FEITO PARA TV OU MINISSÉRIE
Jean Smart (Fargo)

SÉRIE ANIMADA
BoJack Horseman

HOST DE REALITY SHOW
James Lipton (Inside the Actors)

REALITY SHOW ESTRUTURADO
Shark Tank

TALK SHOW
Last Week Tonight with John Oliver

REALITY SHOW NÃO-ESTRUTURADO
Anthony Bourdain: Parts Unknown

OUTROS

MVP AWARD: Amy Schumer

GENIUS AWARD : Industrial Light and Magic

Anúncios
Deixe um comentário

3 Comentários

  1. Hugo

     /  janeiro 19, 2016

    A cerimônia de premiação do “Critics’ Choice Awards” realmente n tem nenhuma moral com a galera. Quase ninguém do cinema compareceu! Das indicadas à melhor atriz só foi a Saoirse Ronan. Dos indicados à melhor ator, somente Bryan Cranston e Matt Damon. Christian Bale deve ter comparecido pq provavelmente avisaram-no q receberia um prêmio Só tinha a Rachel McAdams pra receber o prêmio de elenco por “Spotlight”! Um desprestígio total.

    Nos anos anteriores eles conseguiram encher a plateia com celebridades porque realizaram a cerimônia no mesmo final de semana que o Globo de Ouro. Esse ano, como foi uma semana depois, o povo nem se deu ao trabalho de ficar esperando em Los Angeles (ou de voltar pra lá) para participarem. Um fiasco! Hahahaha…

    Eu entendo a sua preocupação com o reconhecimento das pessoas q trabalham nas categorias técnicas, o problema é q os discursos dos premiados (todos, inclusive dos atores) são mt chatos. É inegável q um grande filme se faz com a contribuição de mts profissionais, mas ninguém (inclusive as pessoas presentes na cerimônia) está interessado no discurso de um editor de som, por exemplo. Acho q o reconhecimento através da premiação e o trabalho em si do profissional já são suficientes pra chamar a atenção e permitir q consigam futuros projetos. Na minha opinião, se pelo menos houvesse a preocupação em falar algo inovador, seria mais interessante. Haja paciência pra aguentar um discurso televisionado agradecendo à mãe, ao pai e à professora da 3ª série. Isso eles podem fazer pessoalmente, n concorda? Se eu fosse produtor do Oscar tb cortaria todos os discursos dos vencedores nas categorias técnicas, e acho q n faria diferença. Duvido q alguém já tenha conseguido trabalho por causa de seu discurso inspirador na cerimônia, o cartão de visitas é a estatueta e o trabalho realizado. Essas cerimônias tb são um show e têm q ser atraentes para a audiência, e os únicos discursos q interessam a ela são os dos atores e diretores (mesmo q sejam horríveis, só os da Viola Davis prestam). Não é a toa q o único prêmio de sindicato televisionado seja o dos atores. De maneira alguma estou desmerecendo o trabalho dos técnicos, apenas acredito q espaço para discursar numa cerimônia de premiação n provoca diferença prática nenhuma em suas vidas profissionais, o que eles têm de melhor pra apresentar é o trabalho feito no filme. (vc vai me odiar por esse parágrafo, mas é a minha opinião. hahahahaha…)

    Voltando ao Critics’ Choice: Acho ridícula essa propaganda de prévia do Oscar q eles usam para se promover, fazendo inclusive menções ao prêmio da Academia ao longo da cerimônia. Umas das coisas q admiro no Globo de Ouro é q eles votam sem se preocupar em antecipar outras premiações,escolhem o q consideraram o melhor e ponto (tanto q elegeram Iñarritu o melhor diretor esse ano, coisa q dificilmente se repetirá no Oscar ou no prêmio do sindicato). Acho q essa independência é resultado do prestígio q a HFPA vem conquistando, ela n precisa mais ser prévia de nada, é um prêmio q se basta. O Critics’ Choice n tem esse prestígio (vide o baixo quórum de celebridades presentes esse ano), mas n precisava forçar tanto a barra! Concordo qd dizem q eles só parecem preocupados em ser prévia do Oscar.

    As 3.454 categorias diferentes geram resultados contraditórios: Como “Ex Machina” ganha de “Mad Max” em melhor filme de ficção científica, se apenas o último tb concorria na categoria principal para filmes? Eu adorei o resultado, mas é contraditório, n concorda? Das atrizes de comédia, apenas Jennifer Lawrence tb estava concorrendo na categoria principal e mesmo assim perdeu para Amy Schumer; outra contradição. Se um trabalho é tão bom a ponto de poder concorrer na categoria geral principal, ele deveria ser o vencedor inquestionável de sua categoria específica, n acha? Aliás, prêmio especial para Amy Schumer? N entendi essa porcaria! Hahaha… Mal conheço e já enjoei dessa mulher!

    Mas, de qualquer forma, a corrida tá interessante! Parece q melhor ator e atriz já estão definidos, vamos esperar o SAG. Os coadjuvantes é q estão deixando a coisa confusa. Alicia ou Kate para atriz? Stallone n tá concorrendo pelo sindicato, será q surgirá um novo favorito? “Spotlight” provavelmente tb levará o prêmio de melhor elenco, mas ainda n consigo enxerga-ló como vencedor de melhor filme. Vamos esperar o resultado do PGA.

    Infelizmente teremos um hiato maior até os próximos prêmios! =(
    Meus favoritos até agora são “The Big Short”, “O Regresso”, “Ponte dos Espiões”, “Ex Machina”, “Divertidamente” e Alicia Vikander.

    Abraço e até a próxima premiação! 🙂

    Responder
    • Oi, Hugo! Perdoe-me pela demora na sua resposta. Ontem, estava meio compondo o texto do “Oscar branco”.

      Bom, primeiramente, sua análise está batendo os recordes de caracteres! Rs Mas brincadeiras à parte, agradeço sua atenção no assunto.

      Realmente o Critics’ Choice desse ano foi um fiasco. Se bobear, tiveram que contratar muitos “sit fellas” para preencher aquele montão de cadeiras! Também acredito que, para convencer Christian Bale a comparecer, tiveram que anunciar o resultado positivo antes. Bale não faz muito o tipo de que vai a um evento só pra aplaudir; ele é muito estrelinha.

      “A Bolha Assassina” do Critics’ Choice me incomoda com tanta categoria. Além de roubar as idéias do Globo de Ouro, Oscar, SAG e Saturn, ainda roubou a categoria de Ator ou Atriz Convidado do Emmy! E essa pataquada dos mesmos filmes e atores concorrendo em duas categorias é uma justificativa de premiarem mais pessoas. Eles querem conquistar o maior número de artistas, por isso premiam Amy Schumer, Ex-Machina etc.

      Cara, eu entendo a sua opinião sobre o corte dos discursos de agradecimentos do pessoal técnico. Eles realmente forçam a barra de vez em quando! (E não, não vou te odiar por isso! Relaxa! rs) Mas, como cinéfilo e cineasta, eu gosto de ver esse povo todo no palco. São eles que fazem o cinema ser cinema com sua fotografia, production design, figurinos, som, efeitos, maquiagem, e merecem ser ouvidos. Eu quero ver a cara do Lubezki, da Sandy Powell, do Kevin O’Connell, do John Williams, do Aaron Sorkin etc. Acho que é um evento para quem curte cinema como profissão. Contudo, depende de patrocinadores e de audiência pra pagar a conta… Enfim, acho também que a Academia exerce assim um ótimo papel de recrutar interessados em trabalhar com cinema.

      E quanto ao seu comentário dos melhores discursos, gosto dos da Viola Davis, mas prefiro algo mais irônico e emocional na medida certa como os da Meryl Streep.

      Em relação ao Globo de Ouro, achei muito estranho não ter premiado um filme sobre jornalistas (‘Spotlight’), já que se trata de um grupo de jornalistas que elege os vencedores. A vitória de Alejandro González Iñárritu não me surpreendeu tanto assim, porque ele perdeu ano passado nesse mesmo Globo de Ouro para Richard Linklater (‘Boyhood’). Agora, no Oscar, são “outros quinhentos”, já que ele levou o Oscar ano passado. Pelo que andei pesquisando, nenhum diretor conseguiu a proeza de levar dois Oscars de Melhor Filme consecutivos.

      Acho que o SAG não vai interferir no favoritismo do Stallone, até mesmo porque os concorrentes da categoria estão quase todos diferentes: Idris Elba, Christian Bale, Jacob Tremblay e Michael Shannon, com exceção de Mark Rylance. E estou apostando que Elba leva esse SAG…

      Enfim, tem chão ainda até o Oscar. Muita coisa pode acontecer! Eu espero que haja surpresas… tirando Rachel McAdams ganhar como Coadjuvante! rs Ah! E só um detalhe: o filme da Pixar se chama ‘Divertida Mente’. Percebi que vc escreveu ‘Divertidamente” pela segunda vez, então descartei a possibilidade de erro de digitação! hehe

      Abraços e se cuida, Hugo!

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: