‘ROMA’ É O MELHOR FILME no BAFTA

EE British Academy Film Awards - Press Room

Alfonso Cuarón posou com dois dos quatro BAFTAs que conquistou por Roma (pic by Engadget)

NETFLIX FINCA MAIS UMA BANDEIRA INÉDITA RUMO AO OSCAR

Apesar do recorde de 12 indicações, A Favorita não foi a favorita no BAFTA, mas venceu sete prêmios, incluindo o de Melhor Filme Britânico. Coube a Roma retomar sua posição de franco-favorito na temporada, e levantarmos a seguinte questão: E o Oscar? Vai coroar um filme da Netflix logo em sua primeira indicação a Melhor Filme?

Além dessa barreira, Roma tem que superar as últimas estatísticas nada favoráveis do BAFTA em relação ao Oscar. Nos últimos quatro anos, todos os vencedores de Melhor Filme no Reino Unido perderam no Oscar: Três Anúncios Para um Crime (que perdeu para A Forma da Água), La La Land (para Moonlight), O Regresso (para Spotlight) e Boyhood (para Birdman).

A 72ª edição do BAFTA aconteceu neste último domingo, dia 10, no Royal Albert Hall, e teve pela segunda vez a atriz Joanna Lumley como hostess. Claro que ela não perdeu a oportunidade de zombar o Oscar: “Graças a Deus, o BAFTA tem um host! Mas suspeito que tem algo a ver com o fato de que não tenho Twitter”.

O grande vencedor da noite foi Roma, mas individualmente falando foi Alfonso Cuarón, que levou quatro BAFTAs num recorde prévio de seis indicações. Ele venceu nas categorias de Melhor Filme, Diretor, Fotografia e Filme em Língua Estrangeira. Acredito que a tendência para o Oscar seja essa: Roma nas categorias principais e A Favorita nas demais.

O filme de Yorgos Lanthimos não se saiu nada mal, pois levou sete prêmios, incluindo Filme Britânico, Atriz para Olivia Colman, Atriz Coadjuvante para Rachel Weisz e Roteiro Original. “O filme levou 20 anos para sair, eu contribuí nos últimos 10”, declarou Lanthimos ao subir no palco.

Muito humilde como sempre, Colman criticou seu status único de protagonista ao receber o prêmio. “É estranho apenas uma ser indicada como protagonista. Este prêmio é para todas nós três. Está escrito meu nome, mas podemos rabiscar outros nomes em cima”, o que garantiu risadas e aplausos calorosos da platéia. Apesar da vitória dela, muitos especialistas já previam que Glenn Close perderia essa honraria, mas que sua campanha continuaria firme e forte. Será?

olivia_colman

Olivia Colman com seu BAFTA de Melhor Atriz por A Favorita (pic by Toronto Star)

Já a campanha de Amy Adams sofreu outro revés pesado. Novamente, mesmo com a ausência da favorita Regina King, a atriz saiu de mãos vazias por sua atuação em Vice, que levou apenas um BAFTA pela montagem de Hank Corwin. No SAG, foi Emily Blunt que tirou o prêmio de Adams, já no BAFTA foi Rachel Weisz por uma ótima performance. Ela consegue trazer o equilíbrio necessário de seriedade no meio das performances mais cômicas de Colman e Emma Stone. De qualquer forma, Amy Adams ainda pode se beneficiar dessa bagunça na categoria, ou até mesmo a zebra Marina de Tavira, de Roma. Já pensou?

rachel-weisz-bafta

Rachel Weisz levou a melhor na disputada categoria de Atriz Coadjuvante por A Favorita (pic by ABC7 Chicago)

Repetindo o feito do Globo de Ouro, Nasce uma Estrela teve que se contentar com um prêmio de categoria musical. Como no BAFTA não há o prêmio de canção, decidiram premiar a trilha, composta por Lady Gaga, Bradley Cooper e Lukas Nelson. Como Gaga estava brilhando no Grammy, coube a Cooper discursar no palco: “Eu consegui consolidar um sonho que jamais pensei que aconteceria e consegui fazer isso com alguns dos melhores músicos do mundo. A música foi o coração do filme.”

É curioso esse declínio que o filme sofreu desde o Globo de Ouro, que só se agravou com a ausência de Bradley Cooper na categoria de direção no Oscar, tanto que acabou perdendo em ambas as categorias no DGA. Isso acabou afetando também a campanha de Lady Gaga como atriz. Até pouco tempo atrás, a campanha de Bradley como Ator ainda era viável, mas depois da derrota no SAG e BAFTA, ficou difícil. Agora, se o filme levar Melhor Canção no Oscar já será uma grande conquista.

Bohemian Rhapsody levou dois BAFTAs: Som e Ator para Rami Malek. Com isso, o ator de Mr. Robot está definitivamente na frente na disputa pelo Oscar. Obviamente, o ator dedicou o prêmio ao cantor Freddie Mercury, “o maior outsider de todos por ser o mais inabalável, inflexível e intransigente em todos os sentidos”.

BRITAIN-ENTERTAINMENT-FILM-AWARDS-BAFTA

Rami Malek com seu BAFTA de Melhor Ator por Bohemian Rhapsody (pic by The USA Times)

Green Book, apesar de todas as polêmicas de bastidores envolvendo o diretor, o roteirista e até mesmo o ator Viggo Mortensen, levou seu BAFTA pelas mãos de Mahershala Ali como Ator Coadjuvante. “O trabalho por si só tem sido a recompensa para mim, então o fato de conquistar esse tipo de coisa é sempre surreal.” Com mais essa importante vitória, Ali tem tudo para conquistar seu segundo Oscar de Coadjuvante depois de Moonlight.

E Infiltrado na Klan também conquistou seu prêmio de consolação pelo Roteiro Adaptado. Spike Lee, diretor e um dos roteiristas do filme, subiu ao palco e agradeceu o verdadeiro Ron Stallworth pela coragem de se infiltrar na Ku Klux Klan. Alguns especialistas ainda acreditam na possibilidade de Spike levar Melhor Direção no Oscar, tornando-o o primeiro diretor negro a vencer, mas depois desse BAFTA, talvez o Oscar também o compense apenas pelo roteiro.

O grande perdedor desta edição acabou sendo O Primeiro Homem, que estava indicado a sete BAFTAs, mas não levou nenhum para casa. O filme de Damien Chazelle foi o que mais sofreu queda vertiginosa, pois antes da temporada começar, era considerado um dos favoritos a levar o Oscar. Já individualmente falando, o maior perdedor da noite foi o diretor polonês Pawel Pawlikowski, que não levou nenhum dos três prêmios a que estava indicado: Direção, Roteiro Original e Filme em Língua Estrangeira, além de Fotografia para Lukasz Zal, pelo filme Guerra Fria.

Pelas categorias de Documentário e de Animação, novamente os favoritos venceram: Free Solo (na verdade, era Won’t You Be My Neighbor, mas acabou excluído do Oscar e do mapa) e Homem-Aranha no Aranhaverso, respectivamente. Já o prêmio de público de Revelação foi para a atriz guianense Letitia Wright, que ficou conhecida como a Shuri do filme Pantera Negra.

LetitiaWrightBAFTA.jpg

Letitia Wright recebeu o prêmio de Revelação votado pelo público (pic by Business Insider)

VENCEDORES DO 72º BAFTA:

MELHOR FILME
Roma (Roma)

Produtores: Alfonso Cuarón, Gabriela Rodríguez

DIREÇÃO
Alfonso Cuarón (Roma)

ATOR
Rami Malek (Bohemian Rhapsody)

ATRIZ
Olivia Colman (A Favorita)

ATOR COADJUVANTE
Mahershala Ali (Green Book)

ATRIZ COADJUVANTE
Rachel Weisz (A Favorita)

ROTEIRO ORIGINAL
Deborah Davis, Tony McNamara (A Favorita)

ROTEIRO ADAPTADO
Spike Lee, David Rabinowitz, Charlie Wachtel, Kevin Willmott (Infiltrado na Klan)

TRILHA ORIGINAL
Bradley Cooper, Lady Gaga, Lukas Nelson (Nasce uma Estrela)

FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
Roma (Roma), de Alfonso Cuarón

DOCUMENTÁRIO
Free Solo
Dir: Elizabeth Chai Vasarhelyi, Jimmy Chin

LONGA DE ANIMAÇÃO
Homem-Aranha no Aranhaverso

Dir: Bob Persichetti, Peter Ramsey, Rodney Rothman

FILME BRITÂNICO
A Favorita (The Favourite)

Dir: Yorgos Lanthimos

FOTOGRAFIA
Alfonso Cuarón (Roma)

MONTAGEM
Hank Corwin (Vice)

DIREÇÃO DE ARTE
Fiona Crombie, Alice Felton (A Favorita)

FIGURINO
Sandy Powell (A Favorita)

MAQUIAGEM E CABELO
Nadia Stacey (A Favorita)

SOM
John Casali, Tim Cavagin, Nina Hartstone, Paul Massey, John Warhurst (Bohemian Rhapsody)

EFEITOS VISUAIS
Geoffrey Baumann, Jesse James Chisholm, Craig Hammack, Dan Sudick (Pantera Negra)

ROTEIRISTA, DIRETOR OU PRODUTOR BRITÂNICO ESTREANTE
Beast

Dir: Michael Pearce

CURTA DE ANIMAÇÃO BRITÂNICO
Roughhouse

Dir: Jonathan Hodgson, Richard Van Den Boom

CURTA-METRAGEM BRITÂNICO
73 Cows

Dir: Alex Lockwood

EE RISING STAR AWARD (VOTADO PELO PÚBLICO)
Letitia Wright

CONTRIBUIÇÃO BRITÂNICA PARA O CINEMA (PREVIAMENTE ANUNCIADO)
Elizabeth Karlsen and Stephen Woolley, Number 9 Films

BAFTA FELLOWSHIP (PREVIAMENTE ANUNCIADO)
Thelma Schoonmaker

***

O Oscar 2019 está marcado para o dia 24 de fevereiro.

%d blogueiros gostam disto: