‘NOMADLAND’ VENCE o LEÃO de OURO em VENEZA

Frances McDormand em NOMADLAND. Photo Courtesy of Searchlight Pictures. © 2020 20th Century Studios All Rights Reserved

ROAD MOVIE DEVE RENDER INDICAÇÕES AO OSCAR 2021 DE DIREÇÃO E ATRIZ

A 77ª edição do Festival de Veneza certamente entrará para a história já por acontecer mesmo diante de uma pandemia. E agora com a premiação de uma diretora asiática, a chinesa Chloé Zhao, algo que não acontecia desde 2001 quando a indiana Mira Nair ganhou o Leão de Ouro por Um Casamento à Indiana.

Apesar de haver um número recorde de oito diretoras indicadas, havia forte expectativa de que a presidente do júri Cate Blanchett reconhecesse uma delas. Infelizmente, Zhao não estava presente na cerimônia, mas agradeceu numa chamada virtual: “Obrigada por nos deixarem participar do festival nesse modo estranho. A gente se vê pela frente!”

A diretora chinesa, que se destacou há três anos com o filme independente Domando o Destino, tornou-se também a primeira diretora mulher a ganhar o prêmio depois de Sofia Coppola, que venceu em 2010 por Um Lugar Qualquer. Como todos sabem, uma vitória no festival italiano tem aumentado consideravelmente as chances no Oscar seguinte.

Só para citar exemplos mais recentes de vencedores do Leão de Ouro, A Forma da Água levou os Oscars de Filme e Diretor para Guillermo del Toro, enquanto Roma levou Diretor para Alfonso Cuarón, e Coringa foi o recordista de indicações, levando Melhor Ator para Joaquin Phoenix e Trilha Original. Com isso, existe uma forte expectativa para que Chloé Zhao se torne a primeira diretora não-branca a ser indicada na categoria. A Searchlight (ex-Fox) vai lançar Nomadland no dia 04 de Dezembro nos EUA. Já no Brasil, a previsão por enquanto é só para o dia 04 de Fevereiro.

Já para o Grande Prêmio do Júri, que seria uma espécie de segundo colocado, o júri concedeu o prêmio para o mexicano Michel Franco e seu novo filme Nuevo Orden, que é uma distopia social em forma de thriller. Para quem conhece os trabalhos anteriores do diretor, sabe que ele costuma abordar temas mais polêmicos, e este filme não deve fugir do padrão.

Naian González em cena de Nuevo Orden, de Michel Franco

Para Melhor Direção, o japonês Kiyoshi Kurosawa foi lembrado pelo drama de espionagem Wife of a Spy, que foi bastante elogiado na crítica internacional, inclusive muitos alegando que se tratava do melhor filme dele dos últimos anos.

Enquanto na seleção de Melhor Ator, o júri não encontrou dificuldades e premiou o italiano Pierfrancesco Favino pelo thriller sobre terrorismo baseado em fatos reais de Padrenostro, para escolher a Melhor Atriz, Cate Blanchett afirmou que ficou maravilhada por contar com “tantas performances extraordinárias”, já que havia muitos filmes protagonizados por mulheres. O prêmio ficou com a britânica Vanessa Kirby por Pieces of a Woman, que foi adquirido pela Netflix e deve estrear na plataforma digital.

À esquerda, Pierfrancesco Favino em cena de Padrenostro.

Até pouco tempo atrás, a atriz era mais conhecida por seu trabalhos nos filmes de ação Missão: Impossível – Efeito Fallout (2018) e Velozes & Furiosos: Hobbs e Shaw (2019) e pela série da Netflix The Crown, mas já nesta edição de Veneza, estrelava dois dramas na corrida pelo Leão de Ouro: The World to Come e este Pieces of a Woman, no qual ela ela interpreta uma mãe em luto por ter perdido seu bebê. Ela aceitou o prêmio e dedicou a “todas as mães que perderam seus filhos e não tiveram suas histórias contadas”, e agradeceu Shia LaBeouf com quem contracenou no filme.

Vanessa Kirby contracena com Shia LaBeouf em Pieces of a Woman

O prêmio de Roteiro ficou com o indiano Chaitanya Tamhane pelo filme The Disciple, que explora uma jornada pela música Indiana clássica. E o Prêmio do Júri ficou com o russo Andrei Konchalovsky pelo drama soviético Dear Comrades.

Pela mostra paralela Horizontes, presidida pela cineasta Claire Denis, o grande vencedor foi o filme iraniano The Wasteland, de Ahmed Bahrami, que lida com a tensão de trabalhadores numa fábrica de tijolos no ambiente rural.

Confira todos os vencedores desta 77ª edição do Festival de Veneza:

LEÃO DE OURO
“Nomadland,” Chloé Zhao

GRANDE PRÊMIO DO JÚRI
“New Order,” Michel Franco

LEÃO DE PRATA DE MELHOR DIRETOR
Kiyoshi Kurosawa, “Wife of a Spy”

MELHOR ATRIZ
Vanessa Kirby, “Pieces of a Woman”

MELHOR ATOR
Pierfrancesco Favino, “Padrenostro”

MELHOR ROTEIRO
“The Disciple,” Chaitanya Tamhane

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI
“Dear Comrades,” Andrei Konchalovsky

PRÊMIO MARCELLO MASTROIANNI DE ATOR JOVEM
Rouhollah Zamani, “Sun Children”

MOSTRA HORIZONTES

MELHOR FILME
“The Wasteland,” Ahmad Bahrami

MELHOR DIRETOR
“Genus Pan,” Lav Diaz

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI
“Listen,” Ana Rocha de Sousa

MELHOR ATOR
Yahya Mahayni, “The Man Who Sold His Skin”

MELHOR ATRIZ
Khansa Batma, “Zanka Contact”

MELHOR ROTEIRO
“I Predatori,” Pietro Castellitto

MELHOR CURTA-METRAGEM
“Entre tú y milagros,” Mariana Safron


LEÃO DO FUTURO

PRÊMIO LUIGI DELAURENTIIS POR FILME DE ESTREANTE
“Listen,” Ana Rocha de Sousa

COMPETIÇÃO DE REALIDADE VIRTUAL

MELHOR VR
“The Hangman at Home: An Immersive Single User Experience,”Michelle and Uri Kranot

MELHOR EXPERIÊNCIA VR
“Finding Pandora X,” Kiira Benzing

MELHOR HISTÓRIA VR
“Killing a Superstar,” Fan Fan

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: