‘FIRST COW’ É ELEITO o MELHOR FILME pelo NYFCC 2020

FILME DE KELLY REICHARDT CONQUISTA OUTRO PRÊMIO APÓS INDICAÇÕES AO GOTHAM AWARDS

O Círculo de Críticos de Nova York (NYFCC) havia anunciado que não iria prorrogar sua premiação devido à pandemia, mantendo assim seu calendário tradicional de eleger seus melhores do Cinema em Dezembro. Essa decisão tem repercussões positivas e negativas.

Por um lado, os filmes que estrearão em Janeiro e Fevereiro, que serão elegíveis ao Oscar, que acontece dia 25 de Abril, perderão essa ótima oportunidade de alavancar suas campanhas publicitárias com uma premiação tão tradicional como a NYFCC. Pelo outro, existem maiores chances de premiar filmes e profissionais diferentes na temporada de premiações, ampliando o leque de opções de reconhecimento artístico.

Composto por um grupo de aproximadamente 50 críticos e jornalistas, o NYFCC premiou como Melhor Filme na temporada anterior O Irlandês, que apesar de ter conquistado 10 indicações ao Oscar, não levou nenhuma estatueta pra casa. Na última década, dentre os filmes vencedores do prêmio principal, apenas Carol, de Todd Haynes, não conseguiu uma indicação ao Oscar de Melhor Filme. Os críticos nova-iorquinos também já fizeram escolhas ousadas nos últimos anos como Melhor Direção para Josh e Benny Safdie por Joias Brutas, Melhor Atriz para Regina Hall por Support the Girls, e Atriz Coadjuvante para Tiffany Haddish por Viagem das Garotas e Kirsten Stewart por Acima das Nuvens.

Nesta edição, é importante destacar a presença de cineastas e profissionais do sexo feminino. Além de First Cow, de Kelly Reichardt, ter levado o prêmio de Melhor Filme, a chinesa Chloé Zhao ficou com o prêmio de Direção por Nomadland. Vale ressaltar também que o filme Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre, que proporcionou o prêmio de Melhor Atriz para Sidney Flanigan, foi dirigido por Eliza Hittman, que levou o prêmio de Roteiro sobre um filme centrado no trauma do aborto.

Nas categorias de atuação, o filme de Spike Lee, disponível na Netflix, levou os prêmios de Ator para Delroy Lindo e um póstumo de Ator Coadjuvante para Chadwick Boseman por Destacamento Blood. Já na categoria de Atriz Coadjuvante, a atriz búlgara Maria Bakalova levou o prêmio por interpretar a filha do repórter cazaque Borat na sequência Borat: Fita de Cinema Seguinte, disponível na Prime Video.

A boa notícia para o Cinema Brasileiro foi a premiação de Bacurau como Melhor Filme em Língua Estrangeira. O western com ficção científica da dupla Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles tem conquistado espaço em algumas listas de Melhor Filme de 2020, e este prêmio possibilita uma campanha mais consistente rumo ao Oscar. Infelizmente, o filme não pode mais concorrer como Filme Internacional, pois já concorreu na seleção brasileira de 2019, mas pode conquistar indicações em outras categorias como Roteiro Original, por exemplo.

Apesar de se tratar de uma premiação atípica em ano de pandemia, essas vitórias certamente valorizarão as campanhas dos filmes entre outros prêmios da crítica até o Globo de Ouro, que ocorre em 28 de Fevereiro.

SEGUEM OS VENCEDORES DO NYFCC 2020:

FILME
First Cow
Dir: Kelly Reichardt

DIREÇÃO
Chloé Zhao (Nomadland)

ATOR
Delroy Lindo (Destacamento Blood)

ATRIZ
Sidney Flanigan (Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre)

ATOR COADJUVANTE
Chadwick Boseman (Destacamento Blood)

ATRIZ COADJUVANTE
Maria Bakalova (Borat: Fita de Cinema Seguinte)

ROTEIRO
Eliza Hittman (Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre)

FOTOGRAFIA
Small Axe (todos os filmes)

FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRO
Bacurau
Dir: Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles

FILME DE NÃO-FICÇÃO
Time

LONGA DE ANIMAÇÃO
Wolfwalkers
Dir: Tomm Moore, Ross Stewart

FILME DE ESTREIA
The Forty-Tear-Old Version
Dir: Radha Blank

%d blogueiros gostam disto: