‘JUDAS E O MESSIAS NEGRO’ FAZ HISTÓRIA no PGA. EMERALD FENNELL e CHLOÉ ZHAO são INDICADAS ao DGA.

FILME SOBRE LÍDER ATIVISTA FRED HAMPTON É O PRIMEIRO INDICADO APENAS COM PRODUTORES NEGROS

Nesta segunda-feira, dia 08, o Sindicato de Produtores anunciou seus 10 filmes indicados para Melhor Filme. A Netflix e a Amazon Studios conquistaram três indicações cada. A Voz Suprema do Blues, Mank e Os 7 de Chicago representando o team Netflix, enquanto Uma Noite em Miami…, O Som do Silêncio e Borat: Fita de Cinema Seguinte levam a bandeira do team Amazon Studios. Seis produções de estúdios de streaming seria apenas um reflexo do ano da pandemia e dos cinemas fechados, ou estamos diante de mudanças nesse universo? Ou ambos os casos?

Dentre as ausências mais sentidas estão Meu Pai (que é a nossa maior aposta para substituir a comédia Borat no Oscar da categoria em caso de 10 filmes indicados), Destacamento Blood e Relatos do Mundo. Obviamente, a indicação da comédia estrelada por Sacha Baron Cohen foi vista como uma grande surpresa pelos especialistas, que caso se repita no Oscar, certamente impulsionará a campanha de Maria Bakalova na disputadíssima categoria de Atriz Coadjuvante.

É preciso destacarmos a ascensão de Judas e o Messias Negro, que teve um lançamento meio tardio, mas se recuperou principalmente após as duas vitórias de Ator Coadjuvante para Daniel Kaluuya no Globo de Ouro e Critics’ Choice. A Warner Bros. deve investir ainda mais para que o filme de Shaka King obtenha maior número de indicações como Roteiro Original, Fotografia, Montagem, Design de Produção e Figurino, além das prováveis de Filme, Ator Coadjuvante e Canção Original. Independentemente desses objetivos, a produção já fez história ao ter uma equipe de produtores exclusivamente negros indicada pela primeira vez em 32 anos.

É sempre bom lembrarmos que, embora tenha havido uma divergência de vencedores em 2020, as estatísticas do PGA em relação ao Oscar continuam muito boas, elevando as chances de vitória na Academia para o filme que vencer o prêmio do sindicato. Acompanhe a tabela dos últimos dez anos abaixo:

ANOPGA FILMEOSCAR FILME
20201917Parasita
2019Green BookGreen Book
2018A Forma da ÁguaA Forma da Água
2017La La LandMoonlight
2016A Grande ApostaSpotlight
2015BirdmanBirdman
201412 Anos de Escravidão12 Anos de Escravidão
2013ArgoArgo
2012O ArtistaO Artista
2011O Discurso do ReiO Discurso do Rei

CONFIRA TODOS OS INDICADOS AO 32º PGA AWARDS:

PRÊMIO DARRYL F. ZANUCK DE MELHOR PRODUÇÃO DE CINEMA

  • BORAT: FITA DE CINEMA SEGUINTE (Borat Subsequent Moviefilm) (Amazon Studios)
    Produtores: Sacha Baron Cohen, Monica Levinson, Anthony Hines
  • JUDAS E O MESSIAS NEGRO (Judas and the Black Messiah) (Warner Bros)
    Produtores: Charles D. King, Ryan Coogler, Shaka King
  • A VOZ SUPREMA DO BLUES (Ma Rainey’s Black Bottom) (Netflix)
    Produtores: Denzel Washington, Todd Black
  • MANK (Mank) (Netflix)
    Produtores: Ceán Chaffin, Eric Roth, Douglas Urbanski
  • MINARI (Minari) (A24)
    Produtora: Christina Oh
  • NOMADLAND (Nomadland) (Searchlight Pictures)
    Produtores: Mollye Asher, Dan Janvey, Frances McDormand, Peter Spears, Chloé Zhao
  • UMA NOITE EM MIAMI… (One Night in Miami) (Amazon Studios)
    Produtores: Jess Wu Calder, Keith Calder, Jody Klein
  • BELA VINGANÇA (Promising Young Woman) (Focus Features)
    Produtores: Josey McNamara, Ben Browning, Ashley Fox, Emerald Fennell
  • O SOM DO SILÊNCIO (Sound of Metal) (Amazon Studios)
    Produtores: Bert Hamelinck, Sacha Ben Harroche
  • OS 7 DE CHICAGO (The Trial of the Chicago 7) (Netflix)
    Produtores: Marc Platt, Stuart Besser

MELHOR PRODUÇÃO DE LONGA DE ANIMAÇÃO

  • OS CROODS 2: UMA NOVA ERA (The Croods: A New Age) (DreamWorks Animation)
    Produtor: Mark Swift
  • DOIS IRMÃOS: UMA JORNADA FANTÁSTICA (Onward) (Pixar)
    Produtora: Kori Rae
  • A CAMINHO DA LUA (Over the Moon) (Netflix)
    Produtores: Gennie Rim, Peilin Chou
  • SOUL (Soul) (Pixar)
    Produtora: Dana Murray
  • WOLFWALKERS (Wolfwalkers) (Apple TV Plus/GKIDS)
  • Produtores: Paul Young, Nora Twomey, Tomm Moore, Stéphan Roelants

MELHOR PRODUÇÃO DE SÉRIE EPISÓDICA – DRAMA

  • Better Call Saul” (AMC) – Season 5
  • Bridgerton” – (Netflix) – Season 1
  • The Crown” (Netflix) – Season 4
  • The Mandalorian” (Disney Plus) – Season 2
  • Ozark” (Netflix) – Season 3

MELHOR PRODUÇÃO DE SÉRIE EPISÓDICA – COMÉDIA

  • Curb Your Enthusiasm” (HBO) – Season 10
  • The Flight Attendant” (HBO Max) – Season 1
  • Schitt’s Creek” (Pop TV) – Season 6
  • Ted Lasso” (Apple TV Plus) – Season 1
  • What We Do in the Shadows” (FX) – Season 2

MELHOR PRODUÇÃO DE MINISSÉRIE

  • I May Destroy You” (HBO)
  • Normal People” (Hulu)
  • The Queen’s Gambit” (Netflix)
  • The Undoing” (HBO)
  • Unorthodox” (Netflix)

MELHOR PRODUÇÃO DE FILMES PARA TV OU STREAMING

  • Bad Education” (HBO)
  • Dolly Parton’s Christmas on the Square
  • Hamilton” (Disney Plus)
  • Jane Goodall: The Hope
  • What the Constitution Means To Me

MELHOR PRODUÇÃO DE NÃO-FICÇÃO PARA TV

  • 60 Minutes” (CBS) – Season 53
  • The Last Dance” (ESPN) – Season 1
  • Laurel Canyon” (EPIX)
  • McMillion$” (HBO) – Season 1
  • Tiger King: Murder, Mayhem and Madness” (Netflix)

MELHOR PRODUÇÃO DE ENTRETENIMENTO AO VIVO & TALK SHOW

  • 8:46 – Dave Chappelle (Special)” (Netflix)
  • The Daily Show with Trevor Noah” (Comedy Central) – Season 26
  • Last Week Tonight with John Oliver” (HBO) – Season 7
  • The Late Show with Stephen Colbert” (CBS) – Season 6
  • Saturday Night Live” (NBC) – Season 46

MELHOR PRODUÇÃO DE PROGRAMA DE COMPETIÇÃO E GAME

  • The Amazing Race” (CBS) – Season 32
  • The Masked Singer” (FOX) – Season 3, Season 4
  • Nailed It!” (Netflix) – Season 4
  • RuPaul’s Drag Race” ( (Season 12)
  • The Voice” (NBC) – Season 18, Season 19

A cerimônia do PGA está marcada para o dia 24 de Março.
_______________________________________________________________________________________________

EMERALD FENNELL e CHLOÉ ZHAO SE TORNAM A OITAVA e NONA MULHERES a SEREM INDICADAS AO SINDICATO de DIRETORES

No mesmo dia em que a britânica Emerald Fennell foi excluída da categoria de Direção no BAFTA, ele foi devidamente reconhecida pelo DGA Awards por seu trabalho em Bela Vingança. O que chama a atenção é que se trata de seu primeiro filme como diretora, estando mais apta a ser indicada a Diretora Estreante, mas ela conseguiu reconhecimento na categoria principal. Já Chloé Zhao, que vem conquistando inúmeros prêmios por Nomadland, torna-se a primeira mulher não-branca (e asiática) a ser indicada ao DGA e tem tudo para se tornar a segunda mulher vencedora do DGA e Oscar.

MELHOR DIREÇÃO

  • Lee Isaac Chung (Minari)
  • Emerald Fennell (Bela Vingança)
  • David Fincher (Mank)
  • Aaron Sorkin (Os 7 de Chicago)
  • Chloé Zhao (Nomadland)

Elas se juntam às outras cineastas indicadas na história do DGA foram: Lina Wertmüller (Pasqualino Sete Belezas), Barbra Streisand (O Príncipe das Marés), Jane Campion (O Piano), Sofia Coppola (Encontros e Desencontros), Valerie Faris (que co-dirigiu Pequena Miss Sunshine), Kathryn Bigelow (Guerra ao Terror e A Hora Mais Escura) e Greta Gerwig (Lady Bird).

Embora tenha havido uma nova divergência de vencedores entre o DGA e o Oscar de Diretor no ano passado com Bong Joon Ho (Parasita), o DGA Awards continua sendo o prêmio mais certeiro em relação ao prêmio da Academia. Em sua longeva história, houve apenas OITO vencedores diferentes entre si, o que praticamente sacramenta a vitória no Oscar para o vencedor do sindicato de diretores. Veja tabela abaixo dos anos divergentes:

ANODGAOSCAR
2020Sam Mendes (1917)Bong Joon Ho (Parasita)
2013Ben Affleck (Argo)Ang Lee (As Aventuras de Pi)
2002Rob Marshall (Chicago)Roman Polanski (O Pianista)
2000Ang Lee (O Tigre e o Dragão)Steven Soderbergh (Traffic)
1995Ron Howard (Apollo 13)Mel Gibson (Coração Valente)
1985Steven Spielberg (A Cor Púrpura)Sydney Pollack (Entre Dois Amores)
1975Francis Ford Coppola (O Poderoso Chefão)Bob Fosse (Cabaret)
1968Anthony Harvey (O Leão no Inverno)Carol Reed (Oliver!)

Este ano, Chloé Zhao carrega um favoritismo que caminha para uma das categorias mais previsíveis da próxima edição do Oscar, a menos que haja um concorrente totalmente inesperado e que poderia bater de frente com ela. No caso, só conseguimos enxergar Steve McQueen pela antologia de filmes Small Axe, mas seria inelegível por se tratar de um projeto para a televisão.

Já pela categoria de Melhor Diretor Estreante, criada em 2015,  temos duas diretoras negras (Regina King e Radha Blank) e um latino (Fernando Frias). Desta seleção, Regina King continua sendo a diretora que mais tem chances de ser indicada ao Oscar de Direção, e caso isso ocorra, ela se tornaria a primeira diretora negra a ser indicada na categoria por Uma Noite em Miami…

MELHOR DIREÇÃO DE ESTREANTE

  • Radha Blank (The Forty-Year-Old Version)
  • Fernando Frias de la Parra (I’m No Longer Here)
  • Regina King (Uma Noite em Miami…)
  • Darius Marder (O Som do Silêncio)
  • Florian Zeller (Meu Pai)

Dentre os vencedores desta categoria: Alex Garland (Ex Machina), Garth Davis (Lion), Jordan Peele (Corra!), Bo Burnham (Oitava Série) e Alma Har’el (O Preço do Talento), apenas Peele converteu sua vitória em indicação ao Oscar. Nesta categoria, a presença de mulheres tem sido mais constante, já que quatro já foram indicadas: Marielle Heller (O Diário de uma Adolescente), Kelly Fremon Craig (Quase 18), Melina Matsoukas (Queen & Slim) e Har’el, que foi a única vencedora feminina.

A cerimônia do DGA acontecerá no dia 10 de Abril.

‘NOMADLAND’ e ‘ROCKS’ LIDERAM as INDICAÇÕES ao BAFTA 2021

APÓS ESCÂNDALO DO #BAFTASOWHITE EM 2020, ACADEMIA BRITÂNICA SURPREENDE EM INÚMERAS CATEGORIAS

Quando não tivemos nenhuma diretora indicada ou nenhum ator ou atriz negros indicados na última edição do BAFTA, a Academia Britânica reuniu membros e comissão (incluindo o Príncipe William) por sete meses e decidiu fazer mudanças urgentes. Dentre elas, houve aumento de 5 para 10 filmes indicados na categoria de Melhor Filme Britânico, a divulgação de uma pré-lista extensa de possíveis indicados que expandiria as opções reconhecidas, e o convite para 1.000 novos membros votantes pertencentes à classes minoritárias ou sub-representadas. Nas categorias de atuação e direção, o número de indicados também cresceu de 5 para 6, possibilitando maior justiça.

Como é possível ver nas indicações deste ano, as mudanças logo surtiram efeito. Ao ler a lista de indicados, parecia que estávamos diante do BAFTA antigo que se perdeu depois dos anos 90, quando tinha personalidade própria e não estava buscando prever os filmes do Oscar. Pelo lado positivo, realmente houve maior inclusão de etnias e nacionalidades, o que possibilitou o reconhecimento de produções menores que não contavam com orçamentos para fazer campanhas publicitárias. Parece que os votantes realmente fizeram uma seleção própria, ao contrários dos anos anteriores em que iam muito no automático das outras premiações, fazendo alterações mínimas.

E pelo lado negativo, como toda mudança, há exclusões que não devem agradar aqueles que dão preferência a nomes mais famosos e figurinhas carimbadas da temporada. A ausência mais sentida entre os atores é de Carey Mulligan, que há dois dias levou o prêmio de Melhor Atriz por Bela Vingança no Critics’ Choice Awards. Na categoria de Direção, foram 4 mulheres entre os 6 indicados, mas com a exceção de Chloé Zhao que vinha marcando presença em todas as listas, nenhuma das outras 3 estavam na expectativa: Shannon Murphy (Dente de Leite), Jasmila Žbanić (Quo Vadis, Aida?) e Sarah Gavron (Rocks). Os ausentes masculinos David Fincher e Aaron Sorkin deram lugar a Lee Isaac-Chung (Minari) e Thomas Vinterberg (Druk – Mais uma Rodada).

Após uma década publicando notícias das temporadas de premiações, vejo essa mudança no BAFTA como muito mais positiva. Muitas vezes, as premiações parecem mais uma casa de apostas e estatísticas do que um reconhecimento dos filmes e dos profissionais da área de Cinema. Há muitos anos, vimos vários filmes de qualidade duvidosa ganhando prêmios importantes porque contaram com campanhas milionárias ou um padrinho influente como o hoje preso Harvey Weinstein. Os prêmios não apenas servem para reconhecer um trabalho bem feito, mas para ajudar aqueles cineastas emergentes a conquistar mais espaço com projetos mais ousados que estúdios conservadores não querem apostar mais por pensarem exclusivamente em lucros. Quais filmes ou profissionais vão ganhar o BAFTA é uma questão subjetiva de cada membro votante, mas ao ver essa diversidade de títulos na lista de indicados já me deixa bastante esperançoso.

NÚMEROS DO BAFTA 2021

Os recordistas desta edição, Nomadland e Rocks, acumularam sete indicações cada. Enquanto o road movie de Chloé Zhao foi indicado para Melhor Filme, Direção, Atriz (Frances McDormand), Roteiro Adaptado, Fotografia, Montagem e Som, o drama familiar de Sarah Gavron disputa Melhor Filme Britânico, Melhor Estreia de Diretor, Produtor ou Roteirista Britânico, Direção, Roteiro Original, Atriz (Bukky Bakray), Atriz Coadjuvante (Kosar Ali) e Casting.

Logo em seguida, com seis indicações cada, temos Meu Pai, Mank, Minari e Bela Vingança. Dentre eles, a queda de Mank é bastante chamativa para um filme que tinha perspectivas de ser o recordista de indicações, alavancado pela Netflix. Havia uma expectativa de 10 ou 11 indicações para o filme de David Fincher, mas teve que se contentar com apenas 6, sendo ausência em categorias-chave como Ator (Gary Oldman), Atriz Coadjuvante (Amanda Seyfried) e Direção para o próprio Fincher.

A Escavação e The Mauritanian acumularam 5 indicações cada. Curiosamente, Jodie Foster, que havia ganhado o Globo de Ouro de Atriz Coadjuvante ficou de fora, enquanto Tahar Rahim foi reconhecido como Melhor Ator.

AUSÊNCIAS

São tantas que poderíamos fazer uma lista só com os nomes que ficaram de fora: Carey Mulligan (Bela Vingança), Gary Oldman e Amanda Seyfried (Mank), Sacha Baron Cohen (Borat: Fita de Cinema Seguinte e Os 7 de Chicago), Viola Davis (A Voz Suprema do Blues), Delroy Lindo (Destacamento Blood), Olivia Colman (Meu Pai), Glenn Close (Era uma Vez um Sonho), Steven Yeun (Minari), Helena Zengel (Relatos do Mundo) e Jodie Foster (The Mauritanian).

SURPRESAS

Houve várias inclusões já citadas acima que surpreenderam como o próprio recordista Rocks. Citamos também a indicação dos atores Mads Mikkelsen (Druk – Mais uma Rodada), Radha Blank (The Forty-Year-Old Version), Wunmi Mosaku (O Que Ficou Para Trás), Dominique Fishback (Judas e o Messias Negro), Barry Keoghan (Calm With Horses), Clarke Peters (Destacamento Blood) e Alan Kim (Minari).

Existe uma expectativa mínima de que essas indicações do BAFTA influenciem de alguma forma a votação de indicados ao Oscar que começou dia 07 e termina amanhã, dia 10. Para aqueles que deixaram para votar de última hora, o BAFTA ainda pode fazer alguma diferença, mas só o fato de ter recuperado um pouco da identidade original já nos deixa satisfeitos. Lembrando que, devido à pandemia, a cerimônia será dividida em duas partes. A primeira divulgará os vencedores das categorias técnicas, e a segunda os vencedores das categorias principais, nos dias 10 e 11 de Abril, respectivamente.

CONFIRA TODOS OS INDICADOS DA 74ª EDIÇÃO DO BAFTA:

FILME

MEU PAI Philippe Carcassonne, Jean-Louis Livi, David Parfitt
THE MAURITANIAN TBC
NOMADLAND Mollye Asher, Dan Janvey, Frances McDormand, Peter Spears, Chloé Zhao
BELA VINGANÇA Ben Browning, Emerald Fennell, Ashley Fox, Josey McNamara
OS 7 DE CHICAGO Stuart Besser, Marc Platt

FILME BRITÂNICO

CALM WITH HORSES Nick Rowland, Daniel Emmerson, Joe Murtagh
A ESCAVAÇÃO Simon Stone, Gabrielle Tana, Moira Buffini
MEU PAI Florian Zeller, Philippe Carcassone, Jean-Louis Livi, David Parfitt, Christopher Hampton
O QUE FICOU PARA TRÁS Remi Weekes, Martin Gentles, Edward Kings, Roy Lee
LIMBO Ben Sharrock, Irune Gurtubai, Angus Lamont
THE MAURITANIAN Kevin Macdonald, Rory Haines, Sohrab Noshirvani, M.B. Traven
MOGUL MOWGLI Bassam Tariq, Riz Ahmed, Thomas Benski, Bennett McGhee
BELA VINGANÇA Emerald Fennell, Ben Browning, Ashley Fox, Josey McNamara
ROCKS Sarah Gavron, Ameenah Ayub Allen, Faye Ward, Theresa Ikoko, Claire Wilson
SAINT MAUD Rose Glass, Andrea Cornwell, Oliver Kassman

ESTREIA DE DIRETOR, ROTEIRISTA OU PRODUTOR BRITÂNICO

O QUE FICOU PARA TRÁS Remi Weekes (Writer/Director)
LIMBO Ben Sharrock (Writer/Director), Irune Gurtubai (Producer) [also produced by Angus Lamont]
MOFFIE Jack Sidey (Writer/Producer) [also written by Oliver Hermanus and produced by Eric Abraham]
ROCKS Theresa Ikoko, Claire Wilson (Writers)
SAINT MAUD Rose Glass (Writer/Director), Oliver Kassman (Producer) [also produced by Andrea Cornwell]

FILME EM LÍNGUA NÃO-INGLESA

DRUK – MAIS UMA RODADA Thomas Vinterberg, Sisse Graum Jørgensen
DEAR COMRADES! Andrei Konchalovsky, Alisher Usmanov
LES MISÉRABLES Ladj Ly
MINARI Lee Isaac Chung, Christina Oh
QUO VADIS, AIDA? Jasmila Žbanić, Damir Ibrahimovich

DOCUMENTÁRIO

COLLECTIVE Alexander Nanau
DAVID ATTENBOROUGH: A LIFE ON OUR PLANET Alastair Fothergill, Jonnie Hughes, Keith Scholey
THE DISSIDENT Bryan Fogel, Thor Halvorssen
MY OCTOPUS TEACHER Pippa Ehrlich, James Reed, Craig Foster
THE SOCIAL DILEMMA Jeff Orlowski, Larissa Rhodes

LONGA DE ANIMAÇÃO

DOIS IRMÃOS: UMA JORNADA FANTÁSTICA Dan Scanlon, Kori Rae
SOUL Pete Docter, Dana Murray
WOLFWALKERS Tomm Moore, Ross Stewart, Paul Young

DIREÇÃO

DRUK – MAIS UMA RODADA Thomas Vinterberg
DENTE DE LEITE Shannon Murphy
MINARI Lee Isaac Chung
NOMADLAND Chloé Zhao
QUO VADIS, AIDA? Jasmila Žbanić
ROCKS Sarah Gavron

ROTEIRO ORIGINAL

DRUK – MAIS UMA RODADA Tobias Lindholm, Thomas Vinterberg
MANK Jack Fincher
BELA VINGANÇA Emerald Fennell
ROCKS Theresa Ikoko, Claire Wilson
OS 7 DE CHICAGO Aaron Sorkin

ROTEIRO ADAPTADO

A ESCAVAÇÃO Moira Buffini
MEU PAI Christopher Hampton, Florian Zeller
THE MAURITANIAN Rory Haines, Sohrab Noshirvani, M.B. Traven
NOMADLAND Chloé Zhao
THE WHITE TIGER Ramin Bahrani

ATRIZ

BUKKY BAKRAY Rocks
RADHA BLANK The Forty-Year-Old Version
VANESSA KIRBY Pieces of a Woman
FRANCES McDORMAND Nomadland
WUNMI MOSAKU O Que Ficou Para Trás
ALFRE WOODARD Clemency

ATOR

RIZ AHMED O Som do Silêncio
CHADWICK BOSEMAN A Voz Suprema do Blues
ADARSH GOURAV The White Tiger
ANTHONY HOPKINS Meu Pai
MADS MIKKELSEN Druk – Mais uma Rodada
TAHAR RAHIM The Mauritanian

ATRIZ COADJUVANTE

NIAMH ALGAR Calm With Horses
KOSAR ALI Rocks
MARIA BAKALOVA Borat: Fita de Cinema Seguinte
DOMINIQUE FISHBACK Judas e o Messias Negro
ASHLEY MADEKWE County Lines
YUH-JUNG YOUN Minari

ATOR COADJUVANTE

DANIEL KALUUYA Judas e o Messias Negro
BARRY KEOGHAN Calm With Horses
ALAN KIM Minari
LESLIE ODOM JR. Uma Noite em Miami…
CLARKE PETERS Destacamento Blood
PAUL RACI O Som do Silêncio

TRILHA ORIGINAL

MANK Trent Reznor, Atticus Ross
MINARI Emile Mosseri
RELATOS DO MUNDO James Newton Howard
BELA VINGANÇA Anthony Willis
SOUL Jon Batiste, Trent Reznor, Atticus Ross

CASTING

CALM WITH HORSES Shaheen Baig
JUDAS E O MESSIAS NEGRO Alexa L. Fogel
MINARI Julia Kim
BELA VINGANÇA Lindsay Graham Ahanonu, Mary Vernieu
ROCKS Lucy Pardee

FOTOGRAFIA

JUDAS E O MESSIAS NEGRO Sean Bobbitt
MANK Erik Messerschmidt
THE MAURITANIAN Alwin H. Küchler
RELATOS DO MUNDO Dariusz Wolski
NOMADLAND Joshua James Richards

MONTAGEM

MEU PAI Yorgos Lamprinos
NOMADLAND Chloé Zhao
BELA VINGANÇA Frédéric Thoraval
O SOM DO SILÊNCIO Mikkel E.G. Nielsen
OS 7 DE CHICAGO Alan Baumgarten

DESIGN DE PRODUÇÃO

A ESCAVAÇÃO Maria Djurkovic, Tatiana Macdonald
MEU PAI Peter Francis, Cathy Featherstone
MANK Donald Graham Burt, Jan Pascale
RELATOS DO MUNDO David Crank, Elizabeth Keenan
REBECCA Sarah Greenwood, Katie Spencer

FIGURINO

AMMONITE Michael O’Connor
A ESCAVAÇÃO Alice Babidge
EMMA. Alexandra Byrne
A VOZ SUPREMA DO BLUES Ann Roth
MANK Trish Summerville

MAQUIAGEM E PENTEADO

A ESCAVAÇÃO Jenny Shircore
ERA UMA VEZ UM SONHO Patricia Dehaney, Eryn Krueger Mekash, Matthew Mungle
A VOZ SUPREMA DO BLUES Matiki Anoff, Larry M. Cherry, Sergio Lopez-Rivera, Mia Neal
MANK Kimberley Spiteri, Gigi Williams
PINÓQUIO Mark Coulier

SOM

GREYHOUND: NA MIRA DO INIMIGO TBC
RELATOS DO MUNDO Michael Fentum, William Miller, Mike Prestwood Smith, John Pritchett, Oliver Tarney
NOMADLAND Sergio Diaz, Zach Seivers, M. Wolf Snyder
SOUL Coya Elliott, Ren Klyce, David Parker
O SOM DO SILÊNCIO Jaime Baksht, Nicolas Becker, Phillip Bladh, Carlos Cortés, Michelle Couttolenc

EFEITOS VISUAIS ESPECIAIS

GREYHOUND: NA MIRA DO INIMIGO Pete Bebb, Nathan McGuinness, Sebastian von Overheidt
O CÉU DA MEIA-NOITE Matt Kasmir, Chris Lawrence, David Watkins
MULAN Sean Faden, Steve Ingram, Anders Langlands, Seth Maury
O GRANDE IVAN Santiago Colomo Martinez, Nick Davis, Greg Fisher
TENET Scott Fisher, Andrew Jackson, Andrew Lockley

CURTA BRITÂNICO DE ANIMAÇÃO

THE FIRE NEXT TIME Renaldho Pelle, Yanling Wang, Kerry Jade Kolbe
THE OWL AND THE PUSSYCAT Mole Hill, Laura Duncalf
THE SONG OF A LOST BOY Daniel Quirke, Jamie MacDonald, Brid Arnstein

%d blogueiros gostam disto: