‘DRIVE MY CAR’ É ELEITO o MELHOR FILME pela LAFCA

FILME JAPONÊS JÁ HAVIA CONQUISTADO CRÍTICOS DE NOVA YORK

Neste sábado, a Associação de Críticos de Los Angeles divulgou sua seleção dos melhores de 2021 pelo Twitter oficial @LAFilmCritics. Assim como os críticos de Nova York, o filme japonês Drive My Car venceu o prêmio de Melhor Filme, e a neozelandesa Jane Campion venceu como Melhor Diretora por Ataque dos Cães. Tradicionalmente, o LAFCA tem o prêmio de 2º lugar (ou como eles chama “runner up”), e curiosamente, houve uma alternação entre Filme e Direção: Drive My Car ficou com Melhor Filme e 2º lugar na Direção para Ryusuke Hamaguchi, enquanto Ataque dos Cães ficou com Melhor Direção e 2º lugar em Melhor Filme.

Com esta dupla vitória de LA e NY, a adaptação do conto de Haruki Murakami automaticamente se torna o franco favorito na categoria de Filme Internacional, representando o Japão, e alguns especialistas já arriscam outras indicações como Filme, Direção e Roteiro Adaptado, lembrando que já havia vencido Melhor Roteiro no último Festival de Cannes. Embora os críticos de Los Angeles tenham uma tradição de premiar produções estrangeiras, vale lembrar que o sul-coreano Parasita também fez a mesma trajetória em 2019-20.

Nas categorias de atuação, atores estrangeiros também se destacaram. Como previsto, a espanhola Penélope Cruz conquistou o prêmio de Atriz por Madres Paralelas, já em 2º lugar ficou a norueguesa Renate Reinsve em The Worst Person in the World. Na categoria de Ator Coadjuvante, houve um empate entre o francês Vincent Lindon por Titane e o jovem Kodi Smit-McPhee por Ataque dos Cães.

Esse amor às produções estrangeiras também se estendeu à categoria de Melhor Animação com a vitória do dinamarquês Flee, de Jonas Poher Rasmussen, e o 2º lugar para o japonês Belle, de Mamoru Hosoda. E isso comprova que as animações americanas da Disney, Pixar, Dreamworks e Sony deixaram a desejar este ano, pois normalmente elas ganham espaço aqui. Aproveitando a deixa, seria muito bacana se a Academia premiasse uma animação em língua estrangeira após 20 anos, já que A Viagem de Chihiro foi a primeira e única animação estrangeira a conseguir esse feito.

Ariana DeBose venceu como Atriz Coadjuvante, lembrando que Amor, Sublime Amor, de Steven Spielberg continua forte na temporada. A grande surpresa ficou por conta do prêmio de Melhor Ator para Simon Rex por Red Rocket, de Sean Baker. Embora o filme tenha sido indicado à Palma de Ouro em Cannes, a reação da crítica internacional foi mista, mas dependendo da campanha, ele pode conseguir uma indicação ao Oscar.

Mas talvez a maior surpresa desta edição foi a premiação de Duas Tias Loucas de Férias na categoria de Design de Produção, batendo um dos favoritos O Beco do Pesadelo, de Guillermo del Toro. Apesar de existir um trabalho grandioso na construção do resort, geralmente as comédias desse estilo costumam ser completamente ignoradas em temporadas de premiação. Falando em ignorados, a categoria de Filme em Língua Estrangeira se mostrou sem valor ao Oscar, pois Petite Maman não foi o filme selecionado pela França, e o 2º lugar, Quo Vadis, Aida? já foi indicado em 2021 pela Bósnia e Herzegovina.

Embora tenha ficado com o 2º lugar de Roteiro (perdeu para Drive My Car), Paul Thomas Anderson tem as melhores chances de conquistar sua primeira estatueta do Oscar pelo roteiro original de Licorice Pizza. Claro que ele tem boas chances de ser indicado a Diretor no Oscar, mas é mais provável que ele vença pelo roteiro, servindo como uma espécie de prêmio de consolação.

Confira a lista completa de vencedores da LAFCA abaixo:

MELHOR FILME: Drive My Car
2º lugar: Ataque dos Cães

MELHOR DIRETOR: Jane Campion (Ataque dos Cães)
2º lugar: Ryusuke Hamaguchi (Drive My Car)

MELHOR ATOR: Simon Rex (Red Rocket)
2º lugar: Benedict Cumberbatch (Ataque dos Cães)

MELHOR ATRIZ: Penélope Cruz (Madres Paralelas)
2º lugar: Renate Reinsve (The Worst Person in the World)

MELHOR ATOR COADJUVANTE (EMPATE): Vincent Lindon (Titane) E Kodi Smit-McPhee (Ataque dos Cães)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Ariana DeBose (Amor, Sublime Amor)
2º lugar: Aunjanue Ellis (King Richard: Criando Campeãs)

MELHOR ANIMAÇÃOFlee
Runner-up: Belle

MELHOR DOCUMENTÁRIO“Summer of Soul”
2º lugar: “Procession”

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA: Petite Maman, de Céline Sciamma (França)
2º lugar: Quo vadis, Aida?, de Jasmila Zbanic (Bósnia e Herzegovina)

MELHOR ROTEIRO: Ryusuke Hamaguchi and Takamasa Oe (Drive My Car)
2º lugar: Paul Thomas Anderson (Licorice Pizza)

MELHOR FOTOGRAFIAAri Wegner (Ataque dos Cães)
2º lugar: Greig Fraser (Duna)

MELHOR MONTAGEM: Joshua L. Pearson (Summer of Soul)
2º lugar: Andy Jurgensen (Licorice Pizza)

MELHOR TRILHA MUSICAL: Alberto Iglesias (Madres Paralelas)
2º lugar: Jonny Greenwood (Ataque dos Cães) (Spencer)

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO: Steve Saklad (Duas Tias Loucas de Férias)
2º lugar: Tamara Deverell (O Beco do Pesadelo)

PRÊMIO New Generation (EMPATE): Shatara Michelle Ford (Test Pattern) e Tatiana Huezo (Prayers for the Stolen)

Prêmio Douglas Edwards de Filme Experimental: The Works and Days (of Tayoko Shiojiri in the Shiotani Basin)

Prêmio pelo Conjunto da ObraMel Brooks

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: