‘Perdido em Marte’, ‘Mad Max’ e ‘O Regresso’ saem vitoriosos do ADG 2016

Direção de arte de Colin Gibson de Mad Max: Estrada da Fúria (photo by elfilm.com)

Direção de arte de Colin Gibson de Mad Max: Estrada da Fúria (photo by elfilm.com)

OS TRÊS VENCEDORES CONCORREM AO OSCAR DE DIREÇÃO DE ARTE

Se o 20º ADG (Art Directors Guild) nos disse alguma coisa com as vitórias de O Regresso, Mad Max: Estrada da Fúria e Perdido em Marte, foi que não há nada definido na categoria Direção de Arte, ou como eles dizem, Production Design, uma vez que todos os três disputam esses mesmo Oscar com Ponte dos Espiões e A Garota Dinamarquesa.

À princípio, Jack Fisk sairia na frente por seu trabalho em O Regresso por se tratar de um filme considerado de época, que costuma papar quase todos os Oscars. A Academia se derrete por trabalhos de reconstrução de época como Titanic, O Grande Gatsby e Lincoln (o mesmo vale para a categoria de Figurino), contudo, ao se ver o trailer de O Regresso, são as paisagens que se destacam mais pela fotografia do que a direção de arte, representada por uma ou outra cabaninha e um forte simples. Eu concederia o prêmio ADG para as mansões de A Colina Escarlate, mas acho que como o trabalho não foi indicado ao Oscar, preferiram premiar Fisk.

Uma pilha de crânios conta como direção de arte? (photo by cinemagia.ro)

O Regresso: Uma pilha de crânios conta como direção de arte? (photo by cinemagia.ro)

Não muito atrás, ficam os vencedores da categoria de Filme de Fantasia. Nos anos mais recentes, a Academia premiou muitos trabalhos do gênero como O Grande Hotel Budapeste, A Invenção de Hugo Cabret, Alice no País das Maravilhas, Avatar e O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei. Este ano, pela reprodução do universo desértico pós-apocalíptico de Mad Max: Estrada da Fúria, Colin Gibson larga na frente de seus concorrentes. Alguns podem questionar a (falta) de direção de arte, já que a maior parte do filme se passa no deserto, mas os próprios veículos utilizados nas perseguições são trabalho de design. No início, também temos a cidade de Immortan Joe, com seus corredores de túneis, o cativeiro das moças, as gaiolas dos prisioneiros (foto) e a queda d’água em forma de caveira para o povo.

Já pela categoria de Direção de Arte – Contemporânea, o trabalho espacial de Arthur Max em Perdido em Marte foi o vitorioso. Apesar de ser uma produção convincente, há uma espécie de reciclagem da direção de arte de Prometheus (2012), a prequel de Alien: O Oitavo Passageiro (1979). As instalações espaciais são semelhantes, então dá a idéia de que muita coisa que não foi aproveitada no filme anterior foi utilizada aqui. Claro que não deixa de ter seus méritos (até mesmo porque Ennio Morricone também foi indicado ao Oscar este ano por Os 8 Odiados, trilha que foi descartada em 1982 da ficção científica de John Carpenter, O Enigma do Outro Mundo), mas considero a direção de arte meio futurista de Ex-Machina: Instinto Artificial mais merecedor de reconhecimento, já que com pouquíssimos elementos consegue dar o clima tecnológico necessário para ambientar a trama dos ciborgues. Este trabalho minimalista me lembra a bem-sucedida arte futurista de K.K. Barrett em Ela.

Perdido em Marte: cenário de Perdido em Marte ou de Prometheus? (photo by cinemagia.ro)

Perdido em Marte: cenário de Perdido em Marte ou de Prometheus? (photo by cinemagia.ro)

Os vencedores do ADG, Jack Fisk e Arthur Max, já foram indicados anteriormente, mas nunca levaram o Oscar. Colin Gibson desfruta de sua primeira indicação.

Este ano, o Art Directors Guild premiou o diretor David O. Russell com o Cinematic Imagery Award. Patrizia von Brandenstein, a primeira diretora de arte mulher a ganhar o Oscar por Amadeus, recebeu o prêmio pelo conjunto da obra. William J. Newmon, o primeiro set designer negro, o artista cênico Bill Anderson e o artista matte Harrison Ellenshaw também foram honrados.

Este ano, criaram um novo prêmio nomeado William Cameron Menzies Award para diretores de arte pioneiros. Para quem não conhece Menzies, ele foi um dos artistas mais requisitados das décadas de 20 e 30, ganhou o primeiro Oscar da categoria por A Tempestade e Mulher Cobiçada, mas ficou conhecido mesmo por seu trabalho fenomenal em …E o Vento Levou, pelo qual foi reconhecido com o Oscar Honorário por usar as cores para compor a dramaticidade. O primeiro prêmio foi concedido para o crítico de cinema Robert Osborne, que não compareceu à cerimônia.

Seguem os vencedores do 20º ADG:

CINEMA

Filme de Época
Jack Fisk (O Regresso)

Fantasia
Colin Gibson (Mad Max: Estrada da Fúria)

Filme Contemporâneo
Arthur Max (Perdido em Marte)

TELEVISÃO

SÉRIE DE TV DE ÉPOCA OU FANTASIA DE UM HORA, CÂMERA ÚNICA:

  • Deborah Riley (Game of Thrones) Episódios: “High Sparrow”, “Unbowed, Unbent, Unbroken” e “Hardhome”

SÉRIE DE TV CONTEMPORÂNEA, CÂMERA ÚNICA:

  • Steve Arnold (House of Cards) Episódios: “Chapter 29,” “Chapter 36”

MINISSÉRIE OU FILME DE TV, CÂMERA ÚNICA:

  • Mark Worthington (American Horror Story: Hotel) Episódio: “Checking in”
AMERICAN HORROR STORY: HOTEL -- Pictured: (top row, l-r) Mare Winningham as Miss Evers, Evan Peters as Mr. March, Cheyenne Jackson as Will Drake, Lyric Lennon as Lachlan Drake; (middle row, l-r) Finn Wittrock as Tristan, Lennon Henry as Holden Lowe, Lady Gaga as The Countess, Matt Bomer as Donovan; (front row, l-r) Kathy Bates as Iris, Denis O'Hare as Liz Taylor, Wes Bentley as John Lowe, Chloe Sevigny as Alex Lowe, Sarah Paulson as Sally, Max Greenfield as Gabriel, Angela Bassett as Ramona Royale. CR: Frank Ockenfels/FX Networks

AMERICAN HORROR STORY: HOTEL — Da cima pra baixo, esq pra direita: Mare Winningham como Miss Evers, Evan Peters como Mr. March, Cheyenne Jackson como Will Drake, Lyric Lennon como Lachlan Drake, Finn Wittrock como Tristan, Lennon Henry como Holden Lowe, Lady Gaga como The Countess, Matt Bomer como Donovan, Kathy Bates como Iris, Denis O’Hare como Liz Taylor, Wes Bentley como John Lowe, Chloe Sevigny como Alex Lowe, Sarah Paulson como Sally, Max Greenfield como Gabriel, Angela Bassett como Ramona Royale. Photo by Frank Ockenfels/FX Networks

SÉRIE DE TV DE MEIA HORA, SÉRIE DE CÂMERAS:

  • Denise Pizzini (The Muppets) Episódios: “The Ex-Factor,” “Pig’s in a Blanket”

SÉRIE DE TV DE MULTI-CÂMERAS:

  • John Shaffner (The Big Bang Theory) Episódios: “The Skywalker Incursion,” “The Mystery Date Observation,” “The Platonic Permutation”

PRÊMIOS OU EVENTOS ESPECIAIS:

  • Derek Mclane (The Oscars: 2015)

FORMATO CURTO: WEBSÉRIES, VIDEOCLIPE OU COMERCIAL:

  • Jess Gonchor (Apple Music) Episódio: “The History of Sound”

PROGRAMA DE VARIEDADE, COMPETIÇÃO, REALIDADE OU SÉRIE DE GAME SHOW:

  • Gary Kordan (Key & Peele) Episódios: “Ya’ll Ready for This?” “The End”

Direção de Arte de ‘Ponte dos Espiões’, ‘Mad Max’ e ‘Perdido em Marte’ concorrem pelo ADG 2016

Tom Hanks em cena de Ponte dos Espiões (photo by outnow.ch)

Tom Hanks em cena de Ponte dos Espiões (photo by outnow.ch)

SINDICATO RECONHECE GRANDES PRODUÇÕES COMO ‘STAR WARS’ A MODESTAS COMO ‘EX-MACHINA’

Chegou a vez do sindicato de Diretores de Arte divulgar seus indicados em três categorias: Filme de Época, Fantasia e Contemporâneo. Por se tratarem de trabalhos mais vistosos, as duas primeiras categorias apresentam os candidatos mais fortes para concorrer ao Oscar de Direção de Arte (ou como chamam: Production Design), e é onde estão os favoritos: Mad Max: Estrada da Fúria, O Regresso e Ponte dos Espiões.

Particularmente, considero o trabalho de Thomas E. Sanders em A Colina Escarlate o melhor entre os filmes de época. Além da experiência profissional (já foi indicado duas vezes ao Oscar por Drácula de Bram Stocker (1992) e O Resgate do Soldado Ryan (1998)), ele estava sob o comando de um diretor muito exigente na questão visual: Guillermo del Toro. Na categoria, a ausência mais sentida foi de Brooklyn, uma bela reconstituição dos EUA na década de 50 por François Séguin.

Entre as Fantasias, o padrão de excelência do italiano Dante Ferretti fez toda a diferença na refilmagem live-action de Cinderela, mas este é o ano de Mad Max: Estrada da Fúria, e a contribuição de Colin Gibson ao universo desértico de George Miller não deve passar desapercebida pela Academia.

E entre os trabalhos concorrentes de Contemporâneo, destaco a mansão subterrânea de Ex-Machina: Instinto Artificial. Mesmo com baixo orçamento, o filme de Alex Garland conseguiu sintetizar elementos futuristas na trama e criar o ambiente para a história, contudo, o design de Arthur Max em Perdido em Marte foi reconhecido pela própria Nasa, então deve ter grandes chances de sair com o prêmio.

Confira lista completa dos indicados ao 20º ADG Awards:

CINEMA

FILME DE ÉPOCA (PERIOD FILM):

– Adam Stockhausen (Ponte dos Espiões)

– Thomas E. Sanders (A Colina Escarlate)

– Eve Stewart (A Garota Dinamarquesa)

– Jack Fisk (O Regresso)

– Mark Ricker (Trumbo – Lista Negra)

Direção de arte primorosa de A Colina Escarlate (photo by cinemagia.ro)

Direção de arte primorosa de Thomas E. Sanders em A Colina Escarlate (photo by cinemagia.ro)

FILME DE FANTASIA OU FANTÁSTICO (FANTASY FILM):

– Dante Ferretti (Cinderela)

– Edward Verreaux (Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros)

– Colin Gibson (Mad Max: Estrada da Fúria)

– Rick Carter, Darren Gilford (Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força)

– Scott Chambliss (Tomorrowland: Um Lugar Onde Nada é Impossível)

Trabalho de Dante Ferretti em Cinderela (photo by cinemagia.ro)

Trabalho impecável de Dante Ferretti em Cinderela (photo by cinemagia.ro)

FILME CONTEMPORÂNEO (CONTEMPORARY FILM):

– Mark Digby (Ex-Machina: Instinto Artificial)

– Judy Becker (Joy: O Nome do Sucesso)

– Arthur Max (Perdido em Marte)

– Patrice Vermette (Sicario: Terra de Ninguém)

– Dennis Gassner (007 Contra Spectre)

Sala de controle da Nasa por Arthur Max em Perdido em Marte (photo by cinemagia.ro)

Sala de controle da Nasa por Arthur Max em Perdido em Marte (photo by cinemagia.ro)

TELEVISÃO

SÉRIE DE TV DE ÉPOCA OU FANTASIA DE UM HORA, CÂMERA ÚNICA:

  • Donal Woods (Downton Abbey) Episódio: “A Moorland Holiday”
  • Deborah Riley (Game of Thrones) Episódios: “High Sparrow”, “Unbowed, Unbent, Unbroken” e “Hardhome”
  • Richard Berg (Gotham) Episódios: “Strike Force,” “Dammed If You Do…”
  • Howard Cummings (The Knick) Episódios: “Ten Knots,” “The Best with the Best to Get the Best,” “Wonderful Surprises”
  • Dan Bishop (Mad Men) Episódio: “Person to Person”

SÉRIE DE TV CONTEMPORÂNEA, CÂMERA ÚNICA:

  • Tony Fanning (Better Call Saul) Episódios: “Five-O,” “Rico,” “Marco”
  • Steve Saklad (Empire) Episódio: “Pilot”
  • John D. Kretschmer (Homeland) Episódios: “The Tradition of Hospitality,” “All about Allison,” “The Litvinov Ruse”
  • Steve Arnold (House of Cards) Episódios: “Chapter 29,” “Chapter 36”
  • Alex Digerlando (True Detective) Episódios: “The Western Book of the Dead,” “Night Finds You,” “Omega Station”

MINISSÉRIE OU FILME DE TV, CÂMERA ÚNICA:

  • Mark Worthington (American Horror Story: Hotel) Episódio: “Checking in”
  • Clark Hunter (Bessie)
  • Warren Alan Young (Fargo) Episódios: “Waiting for Dutch,” “Before the Law,” “Fear and Trembling”
  • Michael Hanan (Tut) Episódios: “Power,” “Betrayal,” “Destiny”
  • Pat Campbell (Wolf Hall) Episódio: “Three Card Trick”

SÉRIE DE TV DE MEIA HORA, SÉRIE DE CÂMERAS:

  • Bruce Robert Hill (The Last Man on Earth) Episódios: “Alive in Tucson,” “Is Anybody out There?,” “Silent Night”
  • Denise Pizzini (The Muppets) Episódios: “The Ex-Factor,” “Pig’s in a Blanket”
  • Richard Toyon (Silicon Valley) Episódios: “Sand Hill Shuffle,” “Homicide,” “Adult Content”
  • Cat Smith (Transparent) Episódios: “Kina Hora,” “The Book of Life,” “Oscillate”
  • James Gloster (Veep) Episódios: “Joint Session,” “Election Night”

SÉRIE DE TV DE MULTI-CÂMERAS:

  • Glenda Rovello (2 Broke Girls) Episódios: “And the Escape Room,” “And the Maybe Baby,” “The Coming Out Party”
  • John Shaffner (The Big Bang Theory) Episódios: “The Skywalker Incursion,” “The Mystery Date Observation,” “The Platonic Permutation”
  • Greg Grande (Clipped) Episódios: “Dreamers,” “Wi-Fi,” “World’s Rudest Barbershop”
  • John Shaffner (Mom) Episódios: “Mashed Potatoes and a Little Nitrous,” “Six Popes and Red Ferrari,” “Fun Girl Stuff and Eternal Salvation”
  • Stephan Olson (Truth Be Told) Episódios: “Pilot,” “Big Black Coffee,” “Members Only”

PRÊMIOS OU EVENTOS ESPECIAIS:

  • Tamlyn Wright, Baz Halpin (67th Annual Emmy Awards)
  • Joe Stewart, John Shaffner (The American Music Awards: 2015)
  • Derek Mclane (The Oscars: 2015)
  • Keith Ian Raywood, Eugene Lee, Akira Yoshimura, N . Joseph Detullio, Peter Baran (Saturday Night Live: 40th Anniversary Special)
  • Derek Mclane (The Wiz Live)

FORMATO CURTO: WEBSÉRIES, VIDEOCLIPE OU COMERCIAL:

  • Zach Mathews (American Horror Story: Hotel) Episódio:“Hallways”
  • Jess Gonchor (Apple Music) Episódio: “The History of Sound”
  • Tom Meyer (Duracell – Star Wars) Episódio: “Battle for Christmas Morning”
  • Emma Fairley (Madonna) Episódio: “Ghosttown”
  • Jeffrey Beecroft (Victoria’s Secret) Episódio: “Rome”

PROGRAMA DE VARIEDADE, COMPETIÇÃO, REALIDADE OU SÉRIE DE GAME SHOW:

  • Christopher Goumas (Conan) Episódio: “At Comic-Con”
  • Scott Moses (The Ellen Degeneres Show) Episódio: “Halloween”
  • Gary Kordan (Key & Peele) Episódios: “Ya’ll Ready for This?” “The End”
  • Keith Ian Raywood, Eugene Lee, Akira Yoshimura, N. Joseph Detullio (Saturday Night Live) Episódios: “Tracey Morgan/Demi Lovato,” “Scarlett Johansson/Wiz Khalifa,” “Miley Cyrus”
  • James Pearse Connelly (Top Chef) Episódio: “Stop the Presses”
  • Anton Goss, James Pearse Connelly (The Voice Season 9) Episódios: “Blind Auditions Premiere,” “Battles Premiere,” “The Knockouts Premiere”

Os vencedores do 20º ADG Awards serão conhecidos no dia 31 de janeiro no Beverly Hilton Hotel.

Alejandro González Iñárritu supera Richard Linklater no DGA Awards 2015!

Alejandro González Iñárritu vibra com sua vitória no DGA (photo by Getty Images)

Alejandro González Iñárritu vibra com sua vitória no DGA (photo by Getty Images)

DEPOIS DE SOBERANIA DE ‘BOYHOOD’, ‘BIRDMAN’ CRESCE NA RETA FINAL

Agora as coisas ficaram complicadas para o Oscar! Depois de uma hegemonia de Boyhood: Da Infância à Juventude, Birdman passou a conquistar importantes prêmios da indústria que abrem caminho para o Oscar. Depois de conquistar os prestigiados PGA e SAG Awards, Birdman também leva o DGA para o mexicano Alejandro González Iñárritu.

O último filme que levou os três importantes prêmios, mas não conquistou o Oscar de Melhor Filme foi Apollo 13, de 1995, que foi para Coração Valente. Depois disso, houve mais sete produções que conquistaram os mesmos prêmios e também o Oscar: Beleza Americana, Chicago, O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei, Onde os Fracos Não Têm Vez, Quem Quer Ser um Milionário?, O Discurso do Rei e Argo.
Sua vitória praticamente garantiria seu Oscar de direção, pois de todos os prêmios relacionados à temporada, o DGA é o mais acertivo em relação ao prêmio da Academia. De seus 66 vencedores, 59 ganharam o Oscar de direção. É uma marca impressionante. Outro fator curioso é que pela terceira vez consecutiva, o Oscar pode premiar Filmes e Diretores distintos. Em 2013, enquanto Argo levou Melhor Filme, Ang Lee levou Diretor por As Aventuras de Pi. Em 2014, 12 Anos de Escravidão faturou Filme, e Gravidade melhor Diretor.
E Alejandro se torna o segundo latino a vencer do DGA Awards, podendo também se tornar o segundo no Oscar, seguido por seu compatriota Alfonso Cuarón. Além de Linklater, o diretor competia com Clint Eastwood (Sniper Americano), Morten Tyldum (O Jogo da Imitação) e Wes Anderson (O Grande Hotel Budapeste).
Alejandro González Iñárritu posa com o prêmio por Birdman (photo by pipocamoderna.com.br)

Alejandro González Iñárritu posa com o prêmio por Birdman (photo by pipocamoderna.com.br)

Já pela categoria de Documentário, Citizenfour, de Laura Poitras, levou o DGA. Enquanto pela TV, duas mulheres levaram o prêmio. Jill Soloway pela série Transparent, e Lisa Cholodenko pela minissérie Olive Kitteridge.

A diretora e criadora da série Transparent, Jill Soloway (photo by imdb.com)

A diretora e criadora da série Transparent, Jill Soloway (photo by imdb.com)

Seguem os vencedores do DGA 2015:

FILME: Alejandro González Iñárritu (Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)
DOCUMENTÁRIO: Laura Poitras (Citizenfour)
SÉRIE DRAMÁTICA: Lesli Linka Glatter (Homeland) – Episódio: From A to B and Back Again
SÉRIE DE COMÉDIA: Jill Soloway (Transparent) – Episódio: Best New Girl
FILMES PARA TV OU MINISSÉRIES: Lisa Cholodenko (Olive Kitteridge)
VARIEDADES/ TALK SHOW/ NOTÍCIAS/ ESPORTES – PROGRAMAÇÃO REGULAR: Dave Diomedi (The Tonight Show With Jimmy Fallon) – Episódio #1
VARIEDADES/ TALK SHOW/ NOTÍCIAS/ ESPORTES – ESPECIAIS: Glenn Weiss (The 68th Annual Tony Awards)
REALITY: Anthony B. Sacco (The Chair: The Test)
PROGRAMA INFANTIL: Jonathan Judge (100 Things To Do Before High School) – Episódio: Piloto
COMERCIAIS: Nicolai Fuglsig, “Sapeurs,” Guinness; “Waiting,” FEMA

Logo do Art Directors Guild (photo by cinema7arte.com)

Logo do Art Directors Guild (photo by cinema7arte.com)

Aproveitando o post dos sindicatos dos diretores, o ADG (Art Directors Guild), sindicato dos diretores de arte também divulgou seus eleitos de 2014. Dividido em três categorias, o prêmio consagrou três trabalhos de design de produção bem diferentes entre si.

FILME DE ÉPOCA: Adam Stockhausen (O Grande Hotel Budapeste)

FILME DE FANTASIA: Charles Wood (Guardiões da Galáxia)

FILME CONTEMPORÂNEO: Kevin Thompson (Birdman)

Entre os vencedores, apenas o trabalho de Stockhausen por O Grande Hotel Budapeste está entre os indicados ao Oscar da categoria, dando-lhe vantagem sobre os demais concorrentes.

PRÊMIOS DA TV:

SÉRIE DE TV DE ÉPOCA OU FANTASIA DE UM HORA, CÂMERA ÚNICA: Deborah Riley (Game of Thrones) – Episódios: “The Laws of Gods and Men” e “The Mountain and the Viper”

SÉRIE DE TV CONTEMPORÂNEA, CÂMERA ÚNICA: Alex DiGerlando (True Detective) – Episódios: “The Locked Room” e “Form and Void”

MINISSÉRIE OU FILME DE TV, CÂMERA ÚNICA: Mark Worthington (American Horror Story: Freak Show) – Episódio: “Massacres and Matinees”

SÉRIE DE TV DE MEIA HORA, CÂMERA ÚNICA: Richard Toyon (Sillicon Valley) – Episódios: “Articles of Incorporation”, “Signaling Risk” e “Optimal Tip-To-Tip Efficiency”

SÉRIE DE TV DE MULTI-CÂMERAS: John Shaffner (The Big Bang Theory) – Episódios: “The Locomotive Manipulation”, “The Convention Conundrum” e “The Status Quo Combustion”

PRÊMIOS OU EVENTOS ESPECIAIS: Derek McLane (86th Annual Academy Awards)

PROGRAMA DE VARIEDADE, COMPETIÇÃO, REALIDADE OU SÉRIE DE GAME SHOW: Tyler B. Robinson (Portlandia): “Celery”

FORMATO CURTO: 

WEBSÉRIES, VIDEOCLIPE OU COMERCIAL: Sean Hargreaves (Apple): “Perspective”

‘O Grande Hotel Budapeste’, ‘O Jogo da Imitação’ e ‘Vício Inerente’ competem pelo ADG Awards 2015

Direção de Arte de O Grande Hotel Budapeste entre os melhores trabalhos de 2014 (photo by cinemagia.ro)

Direção de Arte de O Grande Hotel Budapeste entre os melhores trabalhos de 2014 (photo by cinemagia.ro)

O GRANDE HOTEL BUDAPESTE POSSUI MAIS TRIUNFOS DO QUE OS CONCORRENTES

Seguindo a carreata de anúncio de sindicatos, o Art Directors Guild (ADG) divulgou a lista de seus indicados nas três categorias: filme de época, fantasia e contemporâneo. Independente de qual filme ganhe na terceira categoria de filme contemporâneo, o Oscar sempre prioriza as produções de época como o vencedor do ano passado, O Grande Gatsby, ou baseadas em mundos imaginários como a trilogia de O Senhor dos Anéis. Claro que além de se tratarem de trabalhos mais vistosos e mais facilmente reconhecidos pelo grande público, os votantes costumam levar em conta o grau maior de trabalho que esse tipo de produção exige de uma equipe grande. No ano passado, o vencedor de Filme Contemporâneo, Ela, apresentava um cenário futurista sutil repleto de minúcias, e por isso mesmo, acabou sendo indicado ao Oscar na categoria. Gostaria que tivesse ganhado o prêmio, pois sai um pouco da mesmice dos vencedores, mas a bela reconstrução dos anos 20 de O Grande Gatsby acabou levando.

Este ano, Adam Stockhausen sai na frente por seu belíssimo trabalho em O Grande Hotel Budapeste. Além da bela construção dos anos 30, respeita o estilo colorido do diretor Wes Anderson, e ainda o hotel é um personagem do filme. Stockhausen foi previamente indicado ao Oscar ano passado por 12 Anos de Escravidão, o que deve ajudar bastante em sua campanha rumo à vitória. Os demais concorrentes da categoria não estão muito atrás. Vício Inerente reconstrói a Los Angeles das drogas dos anos 70; enquanto O Jogo da Imitação e Invencível resgatam dois lados da 2ª Guerra Mundial; e A Teoria de Tudo inicia seu trabalho nos anos 60, quando o casal Stephen e Jane Hawking se conheceram.

Já entre os filmes de Fantasia, as ficções científicas Guardiões da Galáxia e Interestelar devem figurar entre os vencedores por seus trabalhos excepcionais em criar novos universos e planetas. Enquanto Birdman cuida das alucinações do personagem de Michael Keaton, um ator que busca seu retorno trinufal nos palcos após um longínquo sucesso como super-herói.

Confira lista completa dos indicados ao 19º ADG Awards:

CINEMA

FILME DE ÉPOCA (PERIOD FILM):
♦ David Crank (Vício Inerente)
♦ Adam Stockhausen (O Grande Hotel Budapeste)
♦ Maria Djurkovic (O Jogo da Imitação)
♦ John Paul Kelly (A Teoria de Tudo)
♦ Jon Hutman (Invencível)

Anos 70 de Vício Inerente (photo by cinemagia.ro)

Anos 70 de Vício Inerente (photo by cinemagia.ro)

FILME DE FANTASIA OU FANTÁSTICO (FANTASY FILM):
♣ Peter Wenham (Capitão América: O Soldado Invernal)
♣ James Chinlund (Planeta dos Macacos: O Confronto)
♣ Charles Wood (Guardiões da Galáxia)
♣ Nathan Crowley (Interestelar)
♣ Dennis Gassner (Caminhos da Floresta)

Nave é parte do grande trabalho de Nathan Crowley (photo by outnow.ch)

Nave é parte do grande trabalho de Nathan Crowley em Interestelar (photo by outnow.ch)

FILME CONTEMPORÂNEO (CONTEMPORARY FILM):
♠ James J. Murakami, Charisse Cardenas (Sniper Americano)
♠ Kevin Thompson (Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância))
♠ Jess Gonchor (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)
♠ Donald Graham Burt (Garota Exemplar)
♠ Kevin Kavanaugh (O Abutre)

Cena de Birdman em que a direção de arte faz sua parte (photo by outnow.ch)

Cena de Birdman em que a direção de arte faz sua parte (photo by outnow.ch)

TELEVISÃO

SÉRIE DE TV DE ÉPOCA OU FANTASIA DE UM HORA, CÂMERA ÚNICA:
♦ Deborah Riley (Game of Thrones) – Episódios: “The Laws of Gods and Men” e “The Mountain and the Viper”
♦ Dan Bishop (Mad Men) – Episódio: “Time Zones”
♦ Doug Kraner (Gotham) – Episódios: “Pilot”, “Selina Kyle” e “Arkham”
♦ Howard Cummings (The Knick) – Episódios: “Method and Madness” e “Working Late a Lot”
♦ Bill Groom (Boardwalk Empire) – Episódio: “Golden Days for Boys and Girls”

SÉRIE DE TV CONTEMPORÂNEA, CÂMERA ÚNICA:
♣ John D. Kretschmer (Homeland) – Episódio: “The Drone Queen”
♣ Steve Arnold (House of Cards) – Episódio: “Chapter 18”
♣ Dave Blass (Justified) – Episódios: “Murder Of Crowes”, “Wrong Roads” e “The Toll”
♣ Karen Steward (The Newsroom) – Episódios: “Boston”, “Main Justice” e “Contempt”
♣ Alex DiGerlando (True Detective) – Episódios: “The Locked Room” e “Form and Void”

MINISSÉRIE OU FILME DE TV, CÂMERA ÚNICA:
♠ Mark Worthington (American Horror Story: Freak Show) – Episódio: “Massacres and Matinees”
♠ Seth Reed (Cosmos: A SpaceTime Odyssey) – Episódio: “Unafraid of the Dark”
♠ John Blackie (Fargo) – Episódio: “The Crocodiles Dilemma”
♠ Patrizia Von Brandenstein (Houdini) – Episódios: “Part I” e “Part II”
♠ Arwel W. Jones (Sherlock) – Episódio: “His Last Vow”

SÉRIE DE TV DE MEIA HORA, CÂMERA ÚNICA:
♥ Ray Yamagata (Californication) – Episódios: “Faith, Hope, Love”, “Like Father Like Son” e “Kickoff”
♥ Ray Yamagata (House of Lies) – Episódios: “Wreckage”, “Middlegame” e “Zha- Moreng”
♥ Claire Bennett (Modern Family) – Episódios: “Halloween 3: Awesomeland”, “Marco Polo” e “Won’t You Be Our Neighbor”
♥ Richard Toyon (Sillicon Valley) – Episódios: “Articles of Incorporation”, “Signaling Risk” e “Optimal Tip-To-Tip Efficiency”
♥ James Gloster (Veep) – Episódios: “Clovis”, “Special Relationship” e “Debate”

SÉRIE DE TV DE MULTI-CÂMERAS:
• Stephan Olson (How I Met Your Mother) – Episódio: “How Your Mother Met Me”
• John Shaffner (Mike & Molly) – Episódios: “Mike & Molly’s Excellent Adventure” e “The Dice Lady Cometh”
• John Shaffner (The Big Bang Theory) – Episódios: “The Locomotive Manipulation”, “The Convention Conundrum” e “The Status Quo Combustion”
• Glenda Rovello (The Millers) – Episódios: “You Are the Wind Beneath My Wings, Man”, “Con-Troversy” e “Papa Was a Rolling Bone”
• Cabot McMullen (Undatable) – Episódio: “Pilot”

PRÊMIOS OU EVENTOS ESPECIAIS:
♦ Derek McLane (86th Annual Academy Awards)
♦ Derek McLane (Peter Pan Live!)
♦ Bruce Rodgers (Super Bowl XLVIII Halftime Show: Starring Bruno Mars)
♦ Joe Stewart (The American Music Awards 2014)
♦ Matthew Russell (The Night that Changed America: A Grammy Salute to the Beatles)
♦ Keith Ian Raywood (The 66th Primetime Emmy Awards)

FORMATO CURTO: WEBSÉRIES, VIDEOCLIPE OU COMERCIAL:
♣ Sean Hargreaves (Apple): “Perspective”
♣ Emma Fairley (Coldplay): “Magic”
♣ Richard Lassalle (Ikea): “Carousel”
♣ Jeremy Reed (Katy Perry): “Dark Horse”
♣ Zach Mathews (Simpson’s Marathon)

PROGRAMA DE VARIEDADE, COMPETIÇÃO, REALIDADE OU SÉRIE DE GAME SHOW:
♠ Gary Kordan (Key & Peele): “Halloween Episode” e “Alien Imposters”
♠ Tyler B. Robinson (Portlandia): “Celery”
♠ Keith Ian Raywood, Eugene Lee, Akira Yoshimura, N. Joseph DeTullio (Satuday Night Live): “Louis C. K. with Sam Smith”, “Anna Kendrick with Pharrell Williams”, “Chris Rock with Prince”
♠ Eugene Lee, Peter Baran (The Tonight Show Starring Jimmy Fallon): “1”, “45” e “56”
♠ James Pearse Connelly, Anton Goss (The Voice): “Blind Auditions Premiere”

Homenageado pelo ADG, o diretor Christopher Nolan (photo by i.huffpost.com)

Homenageado pelo ADG, o diretor Christopher Nolan (photo by i.huffpost.com)

O ADG costuma conceder a honraria anual do Cinematic Imagery Award para artistas que contribuem para a criatividade da categoria. O escolhido do ano foi o diretor Christopher Nolan, que juntamente com seu colaborador Nathan Crowley, instiga a imaginação do espectador com seus filmes fantásticos como O Grande Truque e A Origem.

Os vencedores serão conhecidos no dia 31 de janeiro no Hotel Beverly Hilton.

Concorrentes ao Oscar, ‘Gravidade’, ‘Ela’ e ‘O Grande Gatsby’, ganham o Art Directors Guild

O vencedor da categoria Filme Contemporâneo, K.K. Barrett, pela arte de Ela (photo by zimbio.com)

O vencedor da categoria Filme Contemporâneo, K.K. Barrett, pela arte de Ela (photo by zimbio.com)

Existem 3 categorias de Direção de Arte no Art Directors Guild (ADG): Filme de Época, Fantasia e Contemporâneo. Nesses 18 anos de premiação da AGD, nunca um concorrente a contemporâneo venceu o Oscar. Embora todas as artes sejam trabalhosas, fica muito injusta uma competição entre cenários de décadas ou até mesmo séculos anteriores com cenários mais atuais. Contudo, este ano, o vencedor da categoria Filme Contemporâneo apresenta características futuristas que podem finalmente render um Oscar.

Claro que a briga não será nada fácil, afinal, a Academia adora produções de época. Aliás, a categoria de figurino também é afetada diretamente por essa predileção. O trabalho de arte de Ela apresenta pequenas mudanças ecologicamente corretas e no estilo “clean” (que faria qualquer designer da Apple se ajoelhar), já dando impressão de um futuro próximo. Talvez 2018. Não há carros voadores, nem nada tecnológico demais. Pra se ter uma idéia, o protagonista (Joaquin Phoenix) dita cartas que o computador escreve automaticamente. Apesar de econômica, a direção de arte é de extrema importância para o filme e seus personagens.

Confira os vencedores das categorias:

Trabalho primoroso de Catherine Martin (photo by outnow.ch)

Trabalho primoroso de Catherine Martin (photo by outnow.ch)

Filme de Época (Period Film)
♦ Judy Becker (Trapaça)
♦ Catherine Martin (O Grande Gatsby)
♦ Jess Gonchor (Inside Llewyn Davis)
♦ Michael Corenblith (Walt nos Bastidores de Mary Poppins)
♦ Adam Stockhausen (12 Anos de Escravidão)

Colaboradora assídua e esposa do diretor Baz Luhrmann, Catherine Martin recriou os anos 20 de uma América de riquezas retratada pelo escritor F. Scott Fitzgerald. Não é presunção em dizer que a direção de arte e o figurino (ambas de autoria de Martin) são as melhores coisas desta nova adaptação de O Grande Gatsby. Com este prêmio da ADG, ela se torna a grande favorita a ganhar o Oscar (ela venceu anteriormente por Moulin Rouge – Amor Em Vermelho em 2002), mas o fracasso nas bilheterias americanas e com a crítica pode se tornar o maior empecilho em relação à sua vitória na Academia.

Sandra Bullock em cena de Gravidade (photo by www.elfilm.com)

Sandra Bullock em cena de Gravidade (photo by http://www.elfilm.com)

Filme de Fantasia ou Fantástico
♣ Philip Ivey (Elysium)
♣ Andy Nicholson (Gravidade)
♣ Dan Hennah (O Hobbit: A Desolação de Smaug)
♣ Darren Gilford (Oblivion)
♣ Scott Chambliss (Além da Escuridão: Star Trek)

Ao contrário da arte dos concorrentes Elysium ou Oblivion, o trabalho vencedor de Andy Nicholson prima pela recriação. Através de uma pesquisa aprofundada, ele transpõe as estações espaciais de forma meticulosa, chegando a receber elogios de astronautas da NASA. A estação espacial russa Soyeuz, por exemplo, apresenta o painel com todos os botões na ordem real e em russo! Pode não envolver criatividade, mas a direção de arte, em colaboração com os efeitos visuais e a fotografia, consistentemente transporta o público para o espaço para que foque apenas na sobrevivência dos personagens. É a primeira indicação de Nicholson ao Oscar, e pode se tornar o primeiro prêmio caso os votantes levem em conta o fracasso de O Grande Gatsby.

Com poucos elementos, a direção de arte indica um futuro próximo (photo by whorange.net)

Com poucos elementos, a direção de arte indica um futuro próximo (photo by whorange.net)

Filme Contemporâneo
♠ David Gropman (Álbum de Família)
♠ Santo Loquasto (Blue Jasmine)
♠ Paul Kirby (Capitão Phillips)
♠ K.K. Barrett (Ela)
♠ Bob Shaw (O Lobo de Wall Street)

A direção de arte de Capitão Phillips busca recriar os interiores da embarcação invadida pelos somalianos em 2009, mas vale destacar a arte de O Lobo de Wall Street com todos os cômodos da mansão com piscina de Jordan Belfort, dos escritórios enormes e dos restaurantes chiquérrimos. Nenhum país consegue bater a excelência na direção de arte americana. Talvez a China em produções como O Clã das Adagas Voadoras

Fechando a matéria, seguem os indicados ao Oscar de Direção de Arte:

– Judy Becker, Heather Loeffler (Trapaça)
– Andy Nicholson, Rosie Goodwin (Gravidade)
– Catherine Martin, Beverley Dunn (O Grande Gatsby)
– K.K. Barrett, Gene Serdena (Ela)
– Adam Stockhausen, Alice Baker (12 Anos de Escravidão)

O vencedor será conhecido em 02 de março.

ASC e ADG divulgam seus indicados para Fotografia e Direção de Arte

Brasão da ASC: American Society of Cinematographers (photo by btlnews.com)

Brasão da ASC: American Society of Cinematographers (photo by btlnews.com)

THE 28th ASC AWARDS (2014)

O ASC (American Society of Cinematographers – sindicato de diretores de fotografia) anunciou seus indicados para Melhor Fotografia. Tradicionalmente, figuram apenas cinco indicados, mas houve empates que resultaram em sete candidatos:

  • Sean Bobbitt, BSC por 12 Anos de Escravidão
  • Barry Ackroyd, BSC por Capitão Phillips
  • Philippe Le Sourd por O Grande Mestre
  • Emmanuel Lubezki, ASC, AMC por Gravidade
  • Bruno Delbonnel, ASC, AFC por Inside Llewyn Davis
  • Phedon Papamichael, ASC por Nebraska
  • Roger Deakins, ASC, BSC por Os Suspeitos
The Grandmaster, de Wong Kar-Wai (photo by www.berlinale.de)

Fotografia de Philippe Le Sourd para O Grande Mestre, de Wong Kar-Wai (photo by http://www.berlinale.de). A iluminação com chuva lembra a antológica cena de Paul Newman em Estrada Para Perdição, feita por Conrad L. Hall

“Nossos membros acreditam que esses diretores de fotografia estabeleceram um padrão contemporâneo para a fotografia cinematográfica. Eles dominaram um ofício complexo que contribui vitalmente ao processo de contar uma história e gera maior intensidade a todos os envolvidos na produção“, disse o presidente da ASC Richard Crudo.

Ao contrário da maioria dos prêmios de sindicato, o ASC não tem eleito o vencedor do Oscar da categoria. Nos últimos 5 anos, apenas dois vencedores coincidiram: em 2011, Wally Pfister (A Origem), e 2008, Anthony Dod Mantle (Quem Quer Ser um Milionário?). Ano passado, Roger Deakins (007 – Operação Skyfall) não repetiu a vitória no Oscar, concedido ao ultra-manipulado As Aventuras de Pi, de Claudio Miranda.

Não sou tão radical como o diretor de fotografia australiano Christopher Doyle (do belíssimo Amor à Flor da Pele), que tachou a fotografia de Claudio Miranda como “lixo” depois que ele ganhou o Oscar, mas concordo com o excesso de manipulação digital na pós-produção, onde uma iluminação esdrúxula e amadora poderia se transformar numa obra bela, porém sem vida.

O diretor de fotografia Roger Deakins (à dir) acompanha a direção de Denis Villeneuve no set de Os Suspeitos (photo by www.goldderby.com)

O diretor de fotografia Roger Deakins (à dir) acompanha a direção de Denis Villeneuve no set de Os Suspeitos (photo by http://www.goldderby.com)

Roger Deakins recebe sua 12ª indicação ao ASC e já ganhou em 3 oportunidades. Além de Skyfall, foi reconhecido anteriormente por Um Sonho de Liberdade e O Homem que Não Estava Lá, através de uma belíssima fotografia em preto-e-branco.  Apesar dessas vitórias e de já ter sido até homenageado com o prêmio Lifetime Achievement em 2011, ele foi indicado 10 vezes ao Oscar, mas injustamente nunca ganhou.

No momento, seu grande concorrente é o mexicano Emmanuel Lubezki, colaborador assíduo de Alfonso Cuarón. Ele foi responsável por verdadeiras pinturas na última década como O Novo Mundo, Filhos da Esperança e A Árvore da Vida. Apesar de nunca ter vencido o Oscar também, já levou o ASC em duas oportunidades.

Representando uma ameça menor, o francês Bruno Delbonnel já ganhou o ASC com Eterno Amor e foi indicado pelo cult O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, do mesmo diretor Jean-Pierre Jeunet. 3 indicações ao Oscar, mas nenhuma vitória. Já Barry Ackroyd, previamente indicado por Guerra ao Terror, conquista sua segunda indicação no ASC por Capitão Phillips.

Papamichael foi indicado por trabalhos televisivos, mas nunca ganhou. Enquanto Bobbitt e Le Sourd foram lembrados pelo sindicato pela primeira vez.

O vencedor será divulgado no dia 1º de fevereiro.

Logo do Art Directors Guild (photo by cinema7arte.com)

Logo do Art Directors Guild (photo by cinema7arte.com)

THE 18th ADG AWARDS (2014)

As estatísticas do prêmio do sindicato de Direção de Arte (Art Directors Guild) também não são das melhores em relação ao Oscar, mesmo havendo três categorias: Filme de Época, Filme de Fantasia e Filme Contemporâneo. Nos últimos 5 anos, apenas 3 acertos com o Oscar: A Invenção de Hugo Cabret, Avatar e O Curioso Caso de Benjamin Button.

Em seus 18 anos de existência, nunca um trabalho de Filme Contemporâneo levou o prêmio da Academia, pois eles preferem pesquisa histórica e reprodução como de Titanic ou imaginação fértil como a visão do paraíso e do inferno de Amor Além da Vida. Confira os indicados por categoria:

Filme de Época (Period Film)
♦ Judy Becker (Trapaça)
♦ Catherine Martin (O Grande Gatsby)
♦ Jess Gonchor (Inside Llewyn Davis)
♦ Michael Corenblith (Walt nos Bastidores de Mary Poppins)
♦ Adam Stockhausen (12 Anos de Escravidão)

Meticuloso trabalho de direção de arte de Catherine Martin em O Grande Gatsby (photo by www.beyondhollywood.com)

Meticuloso trabalho de direção de arte de Catherine Martin em O Grande Gatsby (photo by http://www.beyondhollywood.com)

Filme de Fantasia ou Fantástico
♣ Philip Ivey (Elysium)
♣ Andy Nicholson (Gravidade)
♣ Dan Hennah (O Hobbit: A Desolação de Smaug)
♣ Darren Gilford (Oblivion)
♣ Scott Chambliss (Além da Escuridão: Star Trek)

Futuro apocalíptico mais clean de Oblivion (photo by www.beyondhollywood.com)

Futuro apocalíptico mais clean de Oblivion (photo by http://www.beyondhollywood.com)

Filme Contemporâneo
♠ David Gropman (Álbum de Família)
♠ Santo Loquasto (Blue Jasmine)
♠ Paul Kirby (Capitão Phillips)
♠ K.K. Barrett (Ela)
♠ Bob Shaw (O Lobo de Wall Street)

K.K. Barret trabalha sutilezas para criar um futuro bem próximo em Ela (photo by www.cine.gr)

K.K. Barrett trabalha sutilezas para criar um futuro bem próximo em Ela (photo by http://www.cine.gr)

ANÚNCIO DAS INDICAÇÕES AO OSCAR 2014

Agora, você, mulher cinéfila, que estava aguardando um bom motivo para finalmente assistir ao anúncio dos indicados ao Oscar, aqui está: Chris Hemsworth, o Thor dos Vingadores. Talvez você fique mais atenta aos bíceps e peitoral do ator, mas ele também vai ler as indicações, viu?

Chris Hemsworth

Chris Hemsworth (photo by prince-hemsworth.tumblr.com/post/69270956741/chris-hemsworth)

Ele dividirá a tarefa meio ingrata de levantar no início da madrugada do dia 16 para estar pronto às 5h15 da manhã (no horário da costa oeste dos EUA, e às 11h15 no horário de Brasília) com a nova presidente da Academia, a sul-africana Cheryl Boone Isaacs.

A transmissão do anúncio dos indicados será feita ao vivo pelo canal TNT, que também transmitirá o SAG no dia 17 e o Oscar no dia 02 de março.