A BARREIRA DO BILHÃO: O Cinema das Bilheterias Massivas

jaws-box-office-lines

Filas que dobram o quarteirão de Tubarão, considerado o primeiro blockbuster da história do Cinema (pic by johnrieber.com)

O SITE IMDb FEZ UM LEVANTAMENTO DAS 44 PRODUÇÕES QUE SUPERARAM A BARREIRA DE UM BILHÃO DE DÓLARES NAS BILHETERIAS

O sucesso comercial de um filme nem sempre justifica a qualidade dele, ou vice-versa. Muitas vezes um excelente filme passa quase em branco nos cinemas para depois conquistar seu público em fitas VHS e DVD como aconteceu com Blade Runner (1982) e Um Sonho de Liberdade (1994). Esta matéria procura entender o mercado cinematográfico e confirma que os grandes estúdios não querem mais dar nenhuma chance ao fracasso e ao prejuízo.

“O QUE A MARVEL FAZ NÃO É CINEMA”

As palavras do diretor Martin Scorsese ecoaram relevantemente no último mês. Houve debates, discussões e reinterpretações por parte de cineastas, atores, crítica e público, mas a verdade é que os filmes da Marvel estão incomodando muitos profissionais da área, que perderam consideravelmente seu espaço no circuito comercial .

irishman-prem

No centro, Martin Scorsese promove seu novo filme O Irlandês pela Netflix, ao lado de Al Pacino e Robert De Niro (pic by Empire)

Partindo do princípio básico que Cinema é uma história bem contada (até mesmo os filmes experimentais têm sua narrativa), a Marvel consegue cativar seu público através de suas histórias. Claro que o elenco tem seu carisma, os efeitos visuais e sonoros são excelentes, mas é a narrativa que atrai o público para as salas, mantendo vivo o hábito das salas de projeção.

Responsável pelo planejamento da Marvel Studios, o produtor Kevin Feige soube extrair o melhor da linguagem e material dos quadrinhos e transformá-lo em uma longa série de filmes que beiram o espetáculo. Foi alguém que teve visão e soube explorá-la de forma estupenda. E, como se tratam de produções de alto custo, o estúdio, produtores e investidores, buscam retorno financeiro elevado, não apenas nas bilheterias, mas todo um marketing inteligente que vai de parques temáticos da Disney, video-games, brinquedos e até produtos escolares como cadernos e canetas.

O sucesso comercial é tão colossal, que seria impossível não ficar admirado e invejado (que o diga a DC Comics que falhou por vários anos até acertar com Aquaman). E é nessa categoria que se encaixa o comentário de Scorsese. Assim como outros diretores atuantes, ele busca seu espaço para exibir seus novos trabalhos, mas diante do cenário dominado por filmes de super-heróis, ele se viu obrigado a bater a porta da Netflix e pedir dinheiro e espaço na plataforma de streaming para seu novo O Irlandês.

Não é vergonha alguma se render à Netflix e ao streaming. Muito pelo contrário! São formas alternativas de produção de filmes (que muitas vezes não encontram meios de venda nos cinemas) e de exibição, afinal quantas casas a Netflix não alcança mundialmente? Quando estudei Cinema e lia muitos livros a respeito, todos diziam que o mais importante era seu filme alcançar o público. De que adianta ter feito um filmaço se ninguém o assiste? E o que importa se o filme não está na tela grande com caixas de som THX e DTS? Melhor ser visto num computador ou tablet do que nunca visto! Claro que o ideal seria que TODOS os filmes tivessem seu espaço no circuito comercial, mas seria algo economicamente inviável, infelizmente.

ESTRATÉGIAS PARA CONQUISTAR MAIS PÚBLICO

Mesmo a Disney ou Marvel, que são extremamente bem-sucedidos, buscam estratégias para chamar mais público. Recentemente, os grandes estúdios estão mirando cada vez mais o mercado chinês, já que se trata do maior público mundial. Para conquistá-lo, os produtores chegam a fazer versões específicas dos filmes para esse público, como aconteceu com Homem de Ferro 3, no qual a personagem chinesa interpretada por BingBing Fan sequer aparece na versão original. A franquia Transformers, que aparece duas vezes aqui, contratou a atriz Bingbing Li para viver uma das personagens em Transformers: A Era da Extinção.

Para filmar Vingadores: Era de Ultron e Pantera Negra, a Marvel optou por selecionar a Coréia do Sul como locação pelo custo mais baixo e para tentar conquistar mais espaço nas bilheterias do país, já que a nação asiática é uma das raras em que as produções nacionais arrecadam mais do que as norte-americanas. Vale lembrar que escalaram a atriz sul-coreana Claudia Kim para viver a personagem cientista Dra. Helen Cho.

E, claro, as campanhas publicitárias contam com a presença dos astros dos filmes. Robert Downey Jr. foi à China para divulgar Homem de Ferro 3. Todos os Vingadores foram à Coréia do Sul prestigiar o público. Tom Holland e Jake Gyllenhaal vieram ao evento da CCXP aqui no Brasil para divulgar Homem-Aranha: Longe de Casa em 2018, e este ano, o elenco de Star Wars: A Ascensão Skywalker marcará presença no mesmo evento, confirmando que o Brasil também é um mercado enorme para as grandes produções.

avengerskoreahead

Premiere de Vingadores: Ultimato na Coréia do Sul, com as presenças dos diretores Anthony e Joe Russo, o produtor Kevin Feige, e os atores Robert Downey Jr., Brie Larson e Jeremy Renner (pic by vitalthrills.com)

Não deixa de ser uma estratégia também a aquisição da Twentieth Century Fox pela Disney, que já tinha outras grandes corporações em seu bolso: a Marvel Studios, a LucasFilm e a Pixar Animations. Completando, na semana passada, a empresa lançou a sua própria plataforma de streaming intitulada Disney Plus, que disponibiliza filmes e séries de todos esses selos. Apesar de ainda estar em seu início, em breve deve competir com a Netflix e até ultrapassá-la em números de usuários.

disney plus_1.0

Plataforma de streaming da Disney Plus contendo produções da Disney, Pixar, Marvel, Star Wars e até National Geographic (pic by Polygon)

Tais fatores ajudam a explicar melhor os números de bilheteria desses 44 filmes que ultrapassaram a barreira de 1 bilhão de dólares, e explicam o medo que muitos profissionais da área têm do monopólio desenfreado da Disney.

GALINHA DE OVOS DE OURO

Todo grande estúdio tem sua própria galinha de ovos de ouro. No caso da Universal, eles têm nesta lista o sétimo e o oitavo filme da franquia Velozes & Furiosos. Vocês acham que eles vão parar por aí? Com um elenco relativamente mais barato e sequências de ação com automóveis, os filmes mostraram sobrevida mesmo com a saída de Paul Walker (falecido em 2013). A cada nova produção, a fórmula é a mesma: prover novas sequências de ação com carros e contratar algum nome de destaque como Charlize Theron. E no caso da nova trilogia de Jurrasic World, bastam novos tipos de dinossauros, inclusive os mutados geneticamente, e novos personagens para servirem de refeição aos animais pré-históricos.

Outra franquia que, honestamente, não vejo como conseguem atrair tanto público para assistir aos filmes é a dos Transformers! Bom, a Paramount sabe muito bem como, e pretende manter assim. O diretor Michael Bay pode não ser uma unanimidade entre cinéfilos, mas se derem uns 200 milhões de orçamento, espera-se que ele arrecade cinco vezes mais. São casos que exemplificam o famoso “em time que está ganhando não se mexe”. Por um lado temos outros artistas e cinéfilos que reclamam da mesmice, como Scorsese, por outro temos um público fiel às franquias que querem ainda mais.

Pelo lado da Pixar, as animações são sempre garantia de sucesso comercial. Apesar de ter primado pela criatividade e originalidade na década anterior com Os Incríveis, Ratatouille e Wall-E, nos últimos anos deram uma relaxada para se apoiarem nas sequências lucrativas: Carros 2, Carros 3, Os Incríveis 2, Toy Story 4, Procurando Dory e Universidade Monstros. Mesmo assim, duas dessas sequências ultrapassaram um bilhão nas bilheterias.

Aliás, as animações são um segmento naturalmente lucrativo, independente se é original ou sequência, porque são filmes destinados ao público infantil, que obriga os pais ou tios a levarem as crianças aos cinemas. Se o filme não se limitar ao universo infantil, pode conquistar os adultos também como aconteceu com Up – Altas AventurasZootopia e Homem-Aranha no Aranha-Verso, que conquistaram o Oscar de Melhor Animação também.

E para aqueles que defendem que a Academia só premia os sucessos de bilheteria, vale lembrar que apenas dois filmes nesta lista do bilhão venceram o Oscar de Melhor Filme: O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (2003) e Titanic (1997), curiosamente ambos os filmes conquistaram onze estatuetas, mantendo um recorde histórico ao lado de Ben-Hur (1959).

ACORDO COM DIRETORES

Os grandes estúdios estão cada vez mais rígidos a fechados para novos projetos. Eles não trocam o certo pelo duvidoso, pois isto representaria um alto risco que eles não estão dispostos a correr. Por outro lado, se você lhes trouxe um bom lucro através de seu filme anterior, é muito mais fácil eles abrirem os bolsos para seu próximo projeto como uma forma de retribuição.

Olhando a lista dos 44 filmes, vemos alguns diretores que marcaram presença mais de uma vez. Christopher Nolan é um deles. O diretor britânico rendeu mais de dois bilhões com suas duas sequências do Batman de Christian Bale. Como forma de agradecimento e até investimento mais arriscado, a Warner Bros. deu carta branca (e montanhas de dinheiro) para que ele realizasse seus projetos mais pessoais como O Grande Truque (2006), A Origem (2010), Interestelar (2014) e Dunkirk (2017). Hoje, Nolan é visto como sinônimo de sucesso garantido, independente do projeto que ele toque, um privilégio cada vez mais raro no sistema industrial.

O diretor malaio James Wan também aparece duas vezes nessa lista em duas franquias diferentes, Velozes & Furiosos e Aquaman, o que certamente lhe rendeu sinal verde com bom orçamento para que ele continue filmando seus ótimos filmes de terror como Invocação do Mal, Sobrenatural e atualmente está filmando Malignant, que tem estréia marcada para 2020.

São as regras do jogo no Cinema que fazem as engrenagens rodarem e produzirem grandes sucessos. Vamos à lista dos 44 filmes mais bem-sucedidos em ordem crescente:

44. The Dark Knight43. Joker42.The Hobbit

41. Zootopia40. Alice in Wonderland39. Star Wars Episode I38. Finding Dory37. Kurassic Park36. Despicable Me 335. Pirates of the Caribbean On Stranger Tides34. Aladdin33. Rogue One32. Pirates of the Caribbean Dead Mans Chest31. Toy Story 330. Toy Story 429. The Dark Knight Rises28. Transformers Age of Extinction27. Skyfall26. The Lord of the Rings25. Transformers Dark of the Moon24. Captain Marvel23. SpiderMan Far from Home22. Aquaman21. Captain America Civil War20. Minions19. Iron Man 318. Fate of the Furious17. The Incredibles 216. Beauty and the Beast15. Frozen14. Jurassic World Fallen Kingdom13. Star Wars The Last Jedi12. Harry Potter and the Deathly Hallows part 211. Black Panther10. Avengers Age of Ultron9. Furious Seven8. The Avengers7. The Lion King6. Jurassic World5. Avengers Infinity War4. Star Wars The Force Awakens3. Titanic2. Avatar1. Avengers Endgame

Sucessos de público, ‘VINGADORES: ULTIMATO’ e ‘GAME OF THRONES’, lideram o MTV MOVIE & TV Awards

F109C056-4591-409B-8DE6-28073747EF14

Atualmente em primeiro lugar nas bilheterias, Vingadores: Ultimato também conquista espaço no MTV Movie Awards

PRÊMIO POPULAR APROVEITA A ONDA GLOBAL

Após uma temporada de premiações permeada por blockbusters como Pantera Negra, e sucessos comerciais como Nasce uma Estrela e Bohemian Rhapsody, logo deduziríamos que se trata de um prato cheio para o MTV Movie Awards, certo? Não necessariamente.

A verdade é que o calendário do prêmio é diferente do Oscar e Globo de Ouro. Por exemplo, Pantera Negra que ganhou 3 Oscars este ano, já havia ganhado o prêmio de Melhor Filme na edição anterior do MTV Movie Awards.

Mas mesmo assim, resgataram bons títulos de 2018 como a visualmente fantástica animação Homem-Aranha no Aranha-Verso, Hereditário e os bons documentários Minding the Gap e RBG

Já da safra 2019, reconhecimento mais do que merecido para o novo filme de Jordan Peele, Nós, e para a a protagonista Lupita Nyong’o, que está excepcional em papel duplo. E um reconhecimento não tão merecido para outros como Aquaman, Venom e Para Todos os Garotos que Já Amei, provando que o gênero da Comédia Romântica nunca sai de moda.

8E1EA1E5-14F9-4669-ACD1-F113F4B534C3

Lupita Nyong’o, Shahadi Wright Joseph e Evan Alex em cena de Nós

Em extrema ascensão no momento, Vingadores: Ultimato (cuja bilheteria mundial já ultrapassou a barreira dos 2 bilhões de dólares e a marca de Titanic – restando apenas o recorde de Avatar) e a série da HBO Game of Thrones preencheram boa parte das indicações. Por se tratar de um prêmio baseado no voto popular, seria estupidez não aproveitar esse hype todo e promover seu próprio evento em cima.

864DA9AA-1DA6-4958-8280-BE50FE45EC1E

A oitava e última temporada de Game of Thrones está atraindo um público global

O MTV Movie Awards procura estar sempre antenado com o público jovem, por isso todo ano, eles promovem mudanças nas categorias. Nesta edição, criaram três novas categorias: Melhor Herói da Vida Real (retratados em documentários), Melhor Host (de programas televisivos) e Momento Mais Meme-ável que coroa as cenas que originam os melhores memes. Nem sempre essas novidades funcionam, como aquela besteira de Melhor Performance Sem Camisa, mas tem aquelas que vieram para ficar como a unificação dos sexos em categorias de atuação.

O prêmio da MTV contará com o ator Zachary Levi, que está indicado em duas categorias por Shazam!, e está agendado para o próximo dia 17 de junho.

Seguem todos os indicados:

MELHOR FILME
Vingadores: Ultimato (Avengers: Endgame)
Infiltrado na Klan (BlacKkKlansman)
Homem-Aranha no Aranha-Verso (Spider-Man: Into the Spider-Verse)
Para Todos os Garotos que Já Amei (To All the Boys I’ve Loved Before)
Nós (Us)

MELHOR SHOW
Big Mouth
Game of Thrones
Riverdale
Schitt’s Creek
A Maldição da Residência Hill

MELHOR PERFORMANCE EM FILME
Amandla Stenberg (O Ódio que Você Semeia)
Lady Gaga (Nasce uma Estrela)
Lupita Nyong’o (Nós)
Rami Malek (Bohemian Rhapsody)
Sandra Bullock (Bird Box)

MELHOR PERFORMANCE EM SHOW
Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale)
Emilia Clarke (Game of Thrones)
Gina Rodriguez (Jane the Virgin)
Jason Mitchell (The Chi)
Kiernan Shipka (Chilling Adventures of Sabrina)

MELHOR HERÓI
Brie Larson (Capitã Marvel)
John David Washington (Infiltrado na Klan)
Maisie Williams (Game of Thrones)
Robert Downey Jr. (Vingadores: Ultimato)
Zachary Levi (Shazam!)

MELHOR VILÃO
Jodie Comer (Killing Eve)
Joseph Fiennes (The Handmaid’s Tale)
Josh Brolin (Vingadores: Ultimato)
Lupita Nyong’o (Nós)
Penn Badgley (You)

MELHOR BEIJO
Camila Mendes & Charles Melton (Riverdale)
Jason Momoa & Amber Heard (Aquaman)
Ncuti Gatwa & Connor Swindells (Sex Education)
Noah Centineo & Lana Condor (Para Todos os Garotos que Já Amei)
Tom Hardy & Michelle Williams (Venom)

REALEZA DE REALITY SHOW
Jersey Shore: Family Vacation
Love & Hip Hop: Atlanta
The Bachelor
The Challenge
Vanderpump Rules

MELHOR PERFORMANCE CÔMICA
Awkwafina (Podres de Ricos)
Dan Levy (Schitt’s Creek)
John Mulaney (Big Mouth)
Marsai Martin (Little)
Zachary Levi (Shazam!)

PERFORMANCE REVELAÇÃO
Awkwafina (Podres de Ricos)
Haley Lu Richardson (A Cinco Passos de Você)
Mj Rodriguez (Pose)
Ncuti Gatwa (Sex Education)
Noah Centineo (Para Todos os Garotos que Já Amei)

MELHOR LUTA
Vingadores: Ultimato  – Capitão América vs. Thanos
Capitã Marvel – Capitã Marvel vs. Minn-Erva
Game of Thrones – Arya Stark vs. the White Walkers
RBG – Ruth Bader Ginsburg vs. Inequality
WWE Wrestlemania – Becky Lynch vs. Ronda Rousey vs. Charlotte Flair

MELHOR HERÓI DA VIDA REAL
Alex Honnold (Free Solo)
Hannah Gadsby (Nanette)
Roman Reigns (WWE SmackDown)
Ruth Bader Ginsburg (RBG)
Serena Williams (Being Serena)

MELHOR PERFORMANCE ASSUSTADA
Alex Wolff (Hereditáriao)
Linda Cardellini (A Maldição da Chorona)
Rhian Rees (Halloween)
Sandra Bullock (Bird Box)
Victoria Pedretti (A Maldição da Residência Hill)

MELHOR DOCUMENTÁRIO
At the Heart of Gold: Inside the USA Gymnastics Scandal
McQueen
Minding the Gap
RBG
Surviving R. Kelly

MELHOR HOST
Gayle King (CBS This Morning)
Nick Cannon (Wild ‘n Out)
Nick Cannon (The Masked Singer)
RuPaul (RuPaul’s Drag Race)
Trevor Noah (The Daily Show with Trevor Noah)

MOMENTO MAIS MEME-ÁVEL
“Lindsay Lohan’s Beach Club” – The Lilo Dance
“Love & Hip Hop: Hollywood” – Ray J’s Hat
“RBG” – The Notorious RBG
“RuPaul’s Drag Race” – Asia O’Hara’s butterfly finale fail
“The Bachelor” – Colton Underwood jumps the fence

 

‘PANTERA NEGRA’ MARCA PRESENÇA nos PRÊMIOS dos SINDICATOS de DIREÇÃO DE ARTE, FIGURINO e MAQUIAGEM

the favourite

Cena de A Favorita (pic by IMDb)

Depois dos sindicatos de Diretores, saíram os indicados aos prêmios de sindicato dos Diretores de Arte (ADG), dos Figurinistas e dos Maquiadores. Nessas listas, certamente estão vários futuros indicados ao Oscar 2019.

ART DIRECTORS GUILD

Como de costume, o Art Directors Guild (ADG) divide seus prêmios em três categorias: Filme de Época, Filme de Fantasia e Contemporâneo. As primeiras duas categorias são as grandes fornecedoras de indicações ao Oscar. A Academia reverencia demais o design de filmes de época, enquanto a arte Contemporânea é negligenciada frequentemente, tanto que a última que me recordo que foi para o Oscar foi a excelente production design de Ela (2013).

Sem trocadilhos, a arte de Fiona Crombie de A Favorita é a favorita, pois é o filme que mais evidencia a direção de arte. Contudo, é preciso lembrar que o palácio britânico onde foram feitas as filmagens é o verdadeiro, e não uma reprodução feita em estúdio, e isso pode pesar na hora da votação.

Os demais trabalhos indicados na categoria de Filme de Época são fortes concorrentes também. Prestes a conquistar sua 5ª indicação ao Oscar por O Primeiro Homem, Nathan Crowley pode ganhar sua primeira estatueta dourada. Também acredito em uma nova indicação para Jess Gonchor, que é especialista em filmes de western, como The Ballad of Buster Scruggs.

first man

Arte de Nathan Crowley dos anos 60 de O Primeiro Homem (pic by IMDb)

Dos esnobados, destacaria o design futurista de Upgrade, que se resolve com poucos elementos, Aniquilação, que desenvolve uma identidade alienígena, Hereditário, devido às miniaturas criadas pela protagonista.

FILME DE ÉPOCA
THE BALLAD OF BUSTER SCRUGGS Jess Gonchor
BOHEMIAN RHAPSODY Aaron Haye
A FAVORITA Fiona Crombie
O PRIMEIRO HOMEM Nathan Crowley
ROMA Eugenio Caballero

FILME DE FANTASIA
PANTERA NEGRA Hannah Beachler
ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD Stuart Craig
O MISTÉRIO DO RELÓGIO NA PAREDE Jon Hutman
O RETORNO DE MARY POPPINS John Myhre
JOGADOR Nº 1 Adam Stockhausen

FILME CONTEMPORÂNEO
UM LUGAR SILENCIOSO Jeffrey Beecroft
NASCE UMA ESTRELA Karen Murphy
PODRES DE RICOS Nelson Coates
MISSÃO: IMPOSSÍVEL – EFEITO FALLOUT Peter Wenham
BEM-VINDOS A MARWEN Stefan Dechant

FILME DE ANIMAÇÃO
O GRINCH Colin Stimpson
OS INCRÍVEIS 2 Ralph Eggleston
ILHA DOS CACHORROS Adam Stockhausen, Paul Harrod
WIFI RALPH: QUEBRANDO A INTERNET Cory Loftis
HOMEM-ARANHA NO ARANHAVERSO Justin K. Thompson

O 23º ADG Awards será entregue no dia 02 de fevereiro.

***

black panther

Figurinos de Ruth E. Carter de Pantera Negra (pic by IMDb)

COSTUME DESIGNERS GUILD

Eu já cravaria a 4ª vitória de Sandy Powell por A Favorita. MAS… o problema é que ela pode concorrer contra ela mesma por O Retorno de Mary Poppins, e isso dividiria seus votos e a estatueta poderia ir para outro figurinista. Esse cenário de dupla indicação já aconteceu com Powell em 2016, quando ela foi indicada por Carol e Cinderela, e acabou perdendo para Jenny Beavan por Mad Max: Estrada da Fúria.

Outro trabalho bem lembrado pelo sindicato foi de Ruth E. Carter, que deve receber sua terceira indicação ao Oscar, depois de Malcolm X (1992) e Amistad (1997), por Pantera Negra. E ela pode atravessar Sandy Powell em caso de dupla indicação. Apesar dos figurinos de Carter recriar o universo africano da Marvel, certamente chamou a atenção por seu aspecto antropológico. E seria uma ótima forma de reconhecer uma figurinista experiente ao mesmo tempo em que reconhece uma das maiores bilheterias de 2018.

Para ocupar as últimas duas vagas, Alexandra Byrne por Duas Rainhas parece ser uma aposta certa, já Julian Day por Bohemian Rhapsody ainda é dúvida, pois Mary Zophres por The Ballad of Buster Scruggs e Paco Delgado por Uma Dobra no Tempo ainda disputam seu espaço.

mary queen of scots

Figurinos de Alexandra Byrne em Duas Rainhas (pic by IMDb)

Gostaria de ver figurinos mais contemporâneos indicados também, afinal não apenas os de época que são bonitos, certo? Poderiam reconhecer os designs de figurinos de Podres de Ricos, mostrando a moda de Singapura, ou de Oito Mulheres e um Segredo, que criou um estilo para cada uma das personagens em Nova York.

FILME CONTEMPORÂNEO
PODRES DE RICOS (Mary E. Vogt )
MAMMA MIA! LÁ VAMOS NÓS DE NOVO (Michele Clapton)
OITO MULHERES E UM SEGREDO (Sarah Edwards)
NASCE UMA ESTRELA (Erin Benach)
AS VIÚVAS (Jenny Eagan)

FILME DE ÉPOCA
INFILTRADO NA KLAN (Marci Rodgers)
BOHEMIAN RHAPSODY (Julian Day)
A FAVORITA (Sandy Powell)
O RETORNO DE MARY POPPINS (Sandy Powell)
DUAS RAINHAS (Alexandra Byrne)

FILME DE FICÇÃO CIENTÍFICA OU FANTASIA
AQUAMAN (Kym Barrett)
VINGADORES: GUERRA INFINITA (Judianna Makovsky)
PANTERA NEGRA (Ruth E. Carter)
O QUEBRA-NOZES E OS QUATRO REINOS (Jenny Beavan)
UMA DOBRA NO TEMPO (Paco Delgado)

A cerimônia do 21º Costume Designers Guild acontece no dia 19 de fevereiro.

***

vice

Maquiagem de envelhecimento e próteses de Vice (pic by IMDb)

MAKE-UP ARTISTS AND HAIR STYLISTS GUILD

Como fã do trabalho de Rick Baker como Um Lobisomem Americano em Londres, Um Príncipe em Nova York e Homens de Preto, o Oscar de Maquiagem não é mais o mesmo depois de sua aposentadoria. Hoje em dia, são mais trabalhos de envelhecimento e de cópia de personagem real ou fictício. A criatividade no ramo foi podada.

É possível confirmar isso nos três favoritos às indicações ao Oscar: Pantera Negra, Stan & Ollie e Vice. Todos reproduzem personagens pré-existentes, que não envolvem uma criatividade que muito faz falta nesse ramo. Pode ser que a maquiagem de Duas Rainhas roube a lugar de algum deles, já que Jenny Shircore já venceu o Oscar por Elizabeth em 1999.

stan & ollie

Maquiagem de O Gordo e o Magro em Stan & Ollie (pic by IMDb)

Claro que todos os trabalhos listados abaixo são de qualidade indubitável. O cinema industrial norte-americano leva muito à sério o entretenimento e investe em tecnologia e profissionais de ponta. A questão da criatividade é mais um desabafo pessoal…

Sobre a competição, acredito que, confirmados esses três filmes, Vice deve levar o Oscar. Toda vez que vemos fotos vazadas de um ator transformado semanas ou meses antes do lançamento do filme (que aconteceu com Christian Bale maquiado como Dick Cheney), o trabalho é reconhecido no Oscar. Foi assim com Jamie Foxx como Ray Charles, Kate Winslet como Hanna Schmitz e Meryl Streep como Margaret Thatcher.

E um trabalho que não consta nas listas daqui, mas que pode conquistar uma indicação é de Suspiria, o remake do filme italiano de Dario Argento. Tilda Swinton faz três personagens, e dois deles precisam de maquiagem pesada.

MAQUIAGEM CONTEMPORÂNEA
QUERIDO MENINO (Jean Black, Rolf Keppler)
BOY ERASED: UMA VERDADE ANULADA (Kimberly Jones, Mi Young, Kyra Panchenko)
PODRES DE RICOS (Heike Merker, Irina Strukova)
NASCE UMA ESTRELA (Ve Neill, Debbie Zoller, Sarah Tanno)
BEM-VINDOS A MARWEN (Ve Neill, Rosalina De Silva)
AS VIÚVAS (Ma Kalaadevi Ananda, Denise Pugh-Ruiz, Jacqueline Fernandez)

CABELO CONTEMPORÂNEO
PODRES DE RICOS (Heike Merker, Sophia Knight)
FELICIDADE POR UM FIO (Dawn Turner, Larry Simms)
NASCE UMA ESTRELA (Lori McCoy-Bell, Joy Zapata, Frederic Aspires)
VOX LUX (Esther Ahn, Daniel Koye)
AS VIÚVAS (Linda Flowers, Daniel Curet, Denise Wynbrandt)

MAQUIAGEM DE FILME E/OU PERSONAGEM DE ÉPOCA
BOHEMIAN RHAPSODY (Jan Sewell, Mark Coulier)
O RETORNO DE MARY POPPINS (Peter Robb-King, Paula Price)
DUAS RAINHAS (Jenny Shircore, Hannah Edwards, Sarah Kelly)
STAN & OLLIE (Jeremy Woodhead, Marc Coulier)
VICE (Kate Biscoe, Ann Pala Williams, Jamie Kelman)

CABELO DE FILME E/OU PERSONAGEM DE ÉPOCA
PANTERA NEGRA (Camille Friend, Jaime Leigh McIntosh, Louisa Anthony)
INFILTRADO NA KLAN (LaWanda Pierre-Weston, Shaun Perkin)
BOHEMIAN RHAPSODY (Jan Sewell, Julio Parodi)
O RETORNO DE MARY POPPINS (Peter Robb-King, Paula Price)
DUAS RAINHAS (Jenny Shircore, Marc Pilcher)

MAQUIAGEM DE EFEITOS
AQUAMAN (Justin Raleigh, Ozzy Alvarez, Sean Genders)
THE BALLAD OF BUSTER SCRUGGS Christien Tinsley, Corey Welk, Rolf Keppler)
PANTERA NEGRA (Joel Harlow, Ken Diaz, Sian Richards)
STAN & OLLIE (Mark Coulier, Jeremy Woodhead)
VICE (Greg Cannom, Christopher Gallaher)

Os vencedores do 6º Makeup Artists and Hairstylists Guild Awards está marcado para o dia 16 de fevereiro. 

%d blogueiros gostam disto: