ALEJANDRO G. IÑÁRRITU RECEBERÁ PRÊMIO ESPECIAL NO OSCAR 2018 POR CURTA DE REALIDADE VIRTUAL

carne-y-anera-poster

Pôster do curta de realidade virtual de Alejandro González Iñárritu (pic by indiewire.com)

ACADEMIA RECONHECE AVANÇO REVOLUCIONÁRIO EM CURTA DE IÑÁRRITU

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou um prêmio especial para uma instalação de realidade virtual intitulada Carne y Arena (Virtually Present, Physically Invisible), realizada pelo cineasta mexicano Alejandro G. Iñárritu, “em reconhecimento de uma experiência visionária e poderosa em narrativa.”

O curta-metragem com duração de sete minutos procura reproduzir a sensação de um imigrante ilegal na fronteira entre México e EUA através de realidade aumentada. Além de óculos de realidade virtual, o espectador andaria sobre areia simulando o deserto americano, interagiria com outros dez imigrantes mexicanos até ser abordado por agentes da fronteira americana. Tudo isso com um áudio 3D de extrema qualidade e com ventos reproduzidos na instalação simulando um helicóptero. A produção teve estréia mundial no último Festival de Cannes e atualmente é exibida no Museu de Arte de Los Angeles.

Carne-y-Arena-180-uhd

Instalação de realidade virtual para exibição de Carne y Arena no Festival de Cannes (pic by theasc.com)

 

Carne-y-Arena-border-wall-on-left.jpg

O presidente da Academia, John Bailey, declarou que “a arte multimídia e a experiência cinematográfica de Iñárritu é uma aventura profundamente emocional e fisicamente imersiva no mundo dos migrantes que atravessam o deserto do sudoeste americano sob o amanhecer. Mais até do que um avanço criativo na forma ainda emergente da realidade virtual, ele nos liga visceralmente às realidades sócio-políticas da controversa fronteira mexicana.”

carney-arena-cannes

Imagem still do curta Carne y Arena em realidade virtual (pic by Evening Standard)

 

Com tamanha repercussão de Carne y Arena em Cannes, e agora através do Oscar, o futuro do cinema passa a ser ainda mais discutido em termos de tecnologia e linguagem. Inúmeros sites especializados discutem as consequências do projeto ambicioso de Iñárritu, já que interfere diretamente na forma de exibição de um filme e no modo como o espectador assiste e sente o filme.

Após muito se discutir este ano sobre a longevidade das salas de cinema devido aos custos, instalações como essa podem dar sobrevida ao cinema como uma experiência que nos tira de nossos lares. Já aconteceu em 2009 com a alta do 3D do Avatar de James Cameron, e agora pode se repetir com esse novo advento. Claro que no momento só existem especulações, mas Carne y Arena pode e deve render muitos desdobramentos.

Por enquanto, o prêmio especial do Oscar será concedido no dia 11 de novembro na 9ª cerimônia anual do Governors Awards para o diretor Alejandro González Iñárritu e seu diretor de fotografia Emmanuel Lubezki, que idealizaram o projeto. Enquanto o primeiro venceu dois Oscars de direção consecutivos, o segundo se tornou o primeiro a conquistar 3 Oscars consecutivos de Fotografia por Gravidade, Birdman e O Regresso.  Lembrando que o Governos Awards deste ano terá homenagens para os cineastas americano Charles Burnett, e à belga Agnès Varda, o diretor de fotografia Owen Roizman e o ator Donald Sutherland.

alejandro-gonzalez-inarritu-emmanuel-chivo-lubezki_4424439ab4d7c2ec11c3f399b0262d03.nbcnews-ux-2880-1000

Da esquerda pra direita, o diretor Alejandro G. Iñárritu e o diretor de fotografia Emmanuel Lubezki posam para fotos no Festival de Cannes, quando Carne y Arena foi exibido. (pic by Revista Escenarios)

Curiosamente, o prêmio especial é uma raridade na história do Oscar, concedido apenas em 17 ocasiões em quase 90 anos. Na última ocasião, a Academia reconheceu o longa de animação Toy Story em 1996, já que ainda não havia a categoria de Longa de Animação, que só surgiria em 2002.

***

O Oscar 2018 está marcado para o dia 04 de março.

Anúncios