‘Game of Thrones’ quebra recorde com 12 Emmys

Elenco e equipe de Game of Thrones posa para fotos após vitória histórica no Emmy (photo by radiotimes.com)

Elenco e equipe de Game of Thrones posa para fotos após vitória histórica no Emmy (photo by radiotimes.com)

SÉRIE QUE CONQUISTOU TODA UMA LEGIÃO DE FÃS FINALMENTE CONQUISTA SEU EMMY

Bom, provavelmente não sou a pessoa mais indicada para falar e destrinchar as incontáveis séries de TV que competiram pelo Emmy, porque não acompanho de fato as séries e minisséries de forma aprofundada. Vários amigos já me recomendaram zilhões de séries como a própria Game of Thrones, mas não tenho muita paciência, especialmente para aquelas com episódios de quase uma hora de duração que parecem nunca ter fim. Não tenho a mínima dúvida de que esses trabalhos premiados pelo Emmy apresentam qualidade indiscutível, e que provavelmente vou gostar quando assistir, mas tenho que acumular uma boa dose de persistência antes.

Independente da minha expertise em séries, deu pra notar que houve algumas mudanças na premiação que refletem um mercado em constante transformação. Primeiramente, os principais vencedores Game of Thrones, Veep e Olive Kitteridge são produções da HBO, canal pago americano, que superou as séries mais tradicionais da TV aberta como Modern Family. Quanto aos filhos do streaming, as séries conquistaram prêmios coadjuvantes, mas já demonstram maior força a cada ano. Prova disso foi a vitória de Jeffrey Tambor por Transparent do streaming Amazon, e a de Uzo Aduba como Coadjuvante por Orange is the New Black, da Netflix.

Jeffrey Tambor com seu Emmy e ao lado direito, caracterizado como seu personagem pela série Transparent (photo by syracuse.com)

Jeffrey Tambor com seu Emmy e ao lado direito, caracterizado como seu personagem pela série Transparent (photo by syracuse.com)

Apesar da extrema popularidade de Game of Thrones, para muitos especialistas em premiações, a vitória expressiva da série foi considerada uma surpresa. Outras surpresas respondem pelo nome de Regina King, vencedora de Melhor Atriz Coadjuvante por American Crime, batendo as favoritas Kathy Bates e Sarah Paulson por American Horror Story: Freak Show; Tony Hale, que venceu por Veep como Coadjuvante; e a vitória de The Voice por sua nona temporada batendo a franco-favorita Amazing Race.

Assim como o Oscar, o Emmy também gosta de deixar o reconhecimento para o último momento. Se a Academia premiou o terceiro e último O Senhor dos Anéis. o Emmy deixou o ator Jon Hamm esperar até a última temporada de Mad Men para lhe reconhecer. Nos últimos anos, ele foi batido por nomes como Bryan Cranston (Breaking Bad), Jeffrey Daniels (The Newsroom), Damian Lewis (Homeland) e Kyle Chandler (Friday Night Lights), comprovando também que a concorrência foi bastante acirrada.

Jon Hamm posa para fotos no backstage com seu primeiro e último Emmy por Mad Men (photo by latimes.com)

Jon Hamm posa para fotos no backstage com seu primeiro e último Emmy por Mad Men (photo by latimes.com)

Em clima de despedida também foi a premiação do programa The Daily Show With Jon Stewart. Ele encerrou sua participação iniciada em 1999 pelo canal Comedy Central e cede lugar ao humorista sul-africano Trevor Noah. Sem planos de carreira após a aposentadoria do The Daily Show, espero que Jon Stewart abra a possibilidade de retornar como host do Oscar 2016! Na minha opinião, foi um dos melhores hosts dos últimos anos e merece retornar com sua língua afiada.

O apresentador e humorista Jon Stewart agradece por todos os anos no Daily Show (photo by variety.com)

O apresentador e humorista Jon Stewart agradece por todos os anos no Daily Show (photo by variety.com)

Embora a noite tenha sido da série Game of Thrones, houve um discurso que arrepiou muitos espectadores. Viola Davis se tornou a primeira atriz negra a ganhar o Emmy de Melhor Atriz de Série Dramática por seu trabalho em How to Get Away With Murder. Ciente do momento histórico de sua vitória, ela começa citando Harriet Tubman, o famoso ativista que lutou pela abolição da escravidão nos EUA: “Em minha cabeça, vejo uma linha, vejo campos verdes e flores adoráveis e mulheres brancas lindas, com seus braços estendidos para mim. Mas parece que não consigo chegar lá, não importa como. Não consigo superar esta linha”. E as frases que ficaram super marcadas de seu discurso: “A única coisa que separa os mulheres negras de qualquer outra raça é oportunidade. Você não consegue ganhar um Emmy por papéis que simplesmente não existem”.


Viola Davis derrotou outras fortes candidatas na categoria

O jornal Folha de S. Paulo citou em matéria alguns estudos estatísticos que revelam que realmente os negros são minoria, tanto na frente como atrás das câmeras em trabalhos para a televisão nos EUA. Não costumo abrir discussões sobre porcentagens de negros, amarelos e índios em ocupações, pois sou contra cotas raciais e não consigo enxergar talento e profissionalismo baseado em cor, sexo ou religião, até mesmo porque a Arte está acima disso, mas como boa parte da História humana, os homens brancos sempre foram dominantes, ainda vai levar muito tempo pra quebrar tabus tão seculares. Viola Davis declarou no Los Angeles Times que “[…] em breve, a frase ‘a primeira negra a…’ deixará de existir”. É uma previsão otimista, mas espero que ela esteja certa.

VENCEDORES DO 67º EMMYS

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA
Game of Thrones

MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA
Veep

ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA
Jon Hamm (Mad Men)

ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA
Viola Davis (How to Get Away With Murder)

ROTEIRO – SÉRIE DRAMÁTICA
David Benioff, D.B. Weiss (Game of Thrones) pelo episódio “Mother’s Mercy”

ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA
Uzo Aduba (Orange is the New Black)

DIREÇÃO – SÉRIE DRAMÁTICA
David Nutter (Game of Thrones) pelo episódio “Mother’s Mercy”

ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA
Peter Dinklage (Game of Thrones)

MELHOR PROGRAMA DE VARIEDADES
The Daily Show With Jon Stewart

MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA DE ESQUETES
Inside Amy Schumer

MELHOR TELEFILME
Bessie

MELHOR MINISSÉRIE
Olive Kitteridge

ATRIZ – MINISSÉRIE OU TELEFILME
Frances McDormand (Olive Kiiteridge)

ATOR – MINISSÉRIE OU TELEFILME
Richard Jenkins (Olive Kitteridge)

DIREÇÃO – MINISSÉRIE OU TELEFILME
Lisa Cholodenko (Olive Kitteridge)

ATOR COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU TELEFILME
Bill Murray (Olive Kitteridge)

ATRIZ COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU TELEFILME
Regina King (American Crime)

ROTEIRO – MINISSÉRIE, TELEFILME OU ESPECIAL DE DRAMA
Jane Anderson (Olive Kitteridge)

MELHOR PROGRAMA DE REALITY
The Voice

MELHOR HOST EM PROGRAMA DE REALITY
Jane Lynch (Hollywood Game Night)

ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA
Julia Louis-Dreyfus (Veep)

ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA
Jeffrey Tambor (Transparent)

DIREÇÃO – SÉRIE DE COMÉDIA
Jill Soloway (Transparent) pelo episódio “Best New Girl”

ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA
Allison Janney (Mom)

ROTEIRO – SÉRIE DE COMÉDIA
Simon Blackwell, Armando Iannucci, Tony Roche (Veep) pelo episódio “Election Night”

ATOR CODJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA
Tony Hale (Veep)

ROTEIRO – SÉRIE DE VARIEDADES
The Daily Show With Jon Stewart

DIREÇÃO – SÉRIE DE VARIEDADES
Chuck O’Neil (The Daily Show With Jon Stewart)

ATRIZ CONVIDADA EM SÉRIE DE COMÉDIA
Joan Cusack (Shameless)

ATOR CONVIDADO EM SÉRIE DE COMÉDIA
Bradley Whitford (Transparent)

ATRIZ CONVIDADA EM SÉRIE DRAMÁTICA
Margo Martindale (The Americans)

ATOR CONVIDADO EM SÉRIE DRAMÁTICA
Reg E. Cathey (House of Cards)

Julia Louis-Dreyfus com seu sexto Emmy na mão (photo by usatoday.com)

Julia Louis-Dreyfus com seu sexto Emmy na mão (photo by usatoday.com)

Anúncios

‘Argo’ vence o Producers Guild Awards 2013

Vitória do produtor Ben Affleck por Argo no PGA Awards

Vitória do produtor Ben Affleck por Argo no PGA

Há cinco anos, o vencedor do Producers Guild of America Awards (PGA) coincide com o vencedor do Oscar de Melhor Filme. Como parâmetro para o Oscar, o PGA só perde para o Directors Guild of America (DGA). A última vez que houve divergência entre os vencedores foi em 2007, quando Pequena Miss Sunshine não levou o Oscar.

2007: Pequena Miss Sunshine
2008: Onde os Fracos Não Têm Vez
2009: Quem Quer Ser um Milionário?
2010: Guerra ao Terror
2011: O Discurso do Rei
2012: O Artista
2013: Argo

Se as previsões se mantiverem, Argo deve levar o Oscar de Melhor Filme, reconhecimento merecido aos produtores. Ainda nessa mesma hipótese, acontecerá um fato que não ocorria desde 1990, quando Conduzindo Miss Daisy saiu vencedor no Oscar sem ter seu diretor sequer indicado na categoria de Melhor Diretor, o que levanta a seguinte questão: “Como pode um filme ser eleito o melhor sem a importante colaboração de seu diretor?”

Seguindo essa lógica, o fato de um indicado a Melhor Filme não ter seu diretor indicado reduz drasticamente suas chances. Este ano, filmes considerados fortes e bem avaliados pela crítica como A Hora Mais Escura, Os Miseráveis, Django Livre e o próprio Argo despencaram na casa de apostas simplesmente porque seus diretores Kathryn Bigelow, Tom Hooper, Quentin Tarantino e Ben Affleck, respectivamente, não receberam indicações para Melhor Diretor.

Como já explicado em posts anteriores, a Academia estava farta de ser tachada de ‘previsível’ e resolveu fazer mudanças drásticas do ponto de vista conservador: adiantaram o anúncio dos indicados para três dias antes da cerimônia do Globo de Ouro. A estratégia era ser menos dependente dos resultados de organizações alheias e surpreender a mídia e o público.

Se formos pensar dessa maneira, a Academia realmente surpreender, principalmente na categoria de Direção. Excluiu favoritos como Affleck e Bigelow para incluírem Michael Haneke e Benh Zeitlin. Nada contra os contemplados do reconhecimento, mas os mesmos estrategistas do Oscar não poderiam ter deixado de lado os diretores mais premiados da temporada. A surpresa da Academia acabou revoltando alguns cinéfilos, porque a indicação de Ben Affleck coroaria a ascensão de um jovem diretor, destoando completamente de sua carreira como ator.

Os cinco indicados para Melhor Diretor no painel do anúncio (photo by straitstimes.com)

Os cinco indicados para Melhor Diretor no painel do anúncio (photo by straitstimes.com)

A esta altura, os responsáveis pelas indicações ao Oscar já devem estar se remoendo de arrependimento. Tenho certeza de que se pudessem voltar no tempo ou mesmo criar uma sexta vaga na categoria, Ben Affleck já estaria garantido. A situação ainda pode piorar se ele também ganhar o DGA Awards no dia 02 de fevereiro.

Talvez a solução para o Oscar seja premiar o recordista de indicações Lincoln e seu diretor Steven Spielberg a fim de surpreender até o fim e tentar maquiar a ausência de Affleck.

Já na categoria de Melhor Animação, Detona Ralph bateu outros favoritos como Frankenweenie e Valente (vencedor do Globo de Ouro), reforçando as chances do filme sobre personagens de video-game sair vitorioso na noite do Oscar. O mesmo ocorre com o documentário Searching for Sugar Man, que já havia vencido o National Board of Review.

O diretor Rich Moore (a dir) e o produtor Clark Spencer em pré-estréia de Detona Ralph, vencedor de Melhor Animação no PGA(photo by zimbio.com)

O diretor Rich Moore (a esq.) e o produtor Clark Spencer em pré-estréia de Detona Ralph, vencedor de Melhor Animação no PGA (photo by zimbio.com)

Segue a lista de vencedores do PGA 2013:

FILME
Argo
Produtores: Ben Affleck, George Clooney, Grant Heslov

ANIMAÇÃO
Detona Ralph
Produtor: Clark Spencer

DOCUMENTÁRIO
Searching For Sugar Man
Produtores: Malik Bendjelloul, Simon Chinn

TELEVISÃO

FILME DE TV OU MINI-SÉRIES:
Virada no Jogo (Game Change) (HBO)
Produtores: Gary Goetzman, Tom Hanks, Jay Roach, Amy Sayres, Steven Shareshian, Danny Strong

DRAMA

Homeland (Showtime)
Produtores: Henry Bromell, Alexander Cary, Michael Cuesta, Alex Gansa, Howard Gordon, Chip Johannessen, Michael Klick, Meredith Stiehm

COMÉDIA
Modern Family (ABC)
Produtores: Cindy Chupack, Paul Corrigan, Abraham Higginbotham, Ben Karlin, Steven Levitan, Christopher Lloyd, Jeff Morton, Dan O’Shannon, Jeffrey Richman, Chris Smirnoff, Brad Walsh, Bill Wrubel, Danny Zuker

NÃO-FICÇÃO
American Masters (PBS)
Produtores: Prudence Glass, Susan Lacy, Julie Sacks

ENTRETENIMENTO AO VIVO E ENTREVISTAS
The Colbert Report (Comedy Central)
Produtores: Meredith Bennett, Stephen Colbert, Richard Dahm, Paul Dinello, Barry Julien, Matt Lappin, Emily Lazar, Tanya Michnevich Bracco, Tom Purcell, Jon Stewart

COMPETIÇÃO
The Amazing Race (CBS)
Produtores: Jerry Bruckheimer, Elise Doganieri, Jonathan Littman, Bertram van Munster, Mark Vertullo

ESPORTES
Real Sports with Bryant Gumbel (HBO)

INFANTIL
Sesame Street (PBS)

SÉRIES DA WEB
30 Rock: The Webisodes (www.nbc.com)