Com 14 INDICAÇÕES, ‘A FAVORITA’ LIDERA o CRITICS’ CHOICE AWARDS

The Favourite Emma Stone Olivia Colman

Emma Stone agradando a Rainha Anne (Olivia Colman) em cena de A Favorita (pic by IMDb)

FILME DE ÉPOCA DO GREGO YORGOS LANTHIMOS TEM TUDO PARA REPETIR O FEITO NO BAFTA E NO OSCAR

Nesta segunda, dia 10/12, foram anunciadas as indicações ao Critics’ Choice Awards, ou como gostamos de chamar carinhosamente de “A Bolha Assassina” (quer ser todos os prêmios, mas não é nenhum). Explicando rapidamente: o Critics’ Choice está apenas em sua 24ª edição, mas a cada ano que passa, o prêmio gosta de agregar novas categorias, tipo aquele vizinho chato que quer convidar o bairro inteiro para a festa dele só pra dizer que é a melhor? Já “roubou” a categoria de Melhor Elenco do SAG, e Melhor Terror e Sci-Fi do Saturn Awards. Daqui a pouco, pegam Melhor Beijo do MTV Movie Awards. Este ano, inventaram que deveriam ter 7 (sete!) indicados nas categorias de direção e atuação. Daqui a pouco até o Keanu Reeves vai ser indicado. Cadê a seletividade nesse negócio?

Aliás, vamos dar o braço a torcer este ano para o Critics’, afinal ele está fazendo escola até no Oscar, que está inventando de criar uma nova categoria para “Filmes Populares”. No Critics’, isso já existe faz tempo: Melhor Filme de Comédia, Melhor Filme de Ação e Melhor Filme de Terror e Ficção Científica. Podiam criar Melhor Filme de Arte! Vamos chamar os diretores europeus e asiáticos pra roda, ué!

E uma coisa que detestamos na cerimônia do Critics’ Choice é a apresentação de prêmios seletiva no palco. Eles têm cerca de 50 categorias, mas só querem apresentar umas 20 no palco. Os outros menos populares passam nos intervalos com seus nomes expostos em quadros, tipo resultado de loteria. Muito capenga!

NÚMEROS DA BOLHA

Como dito anteriormente, 14 indicações para A Favorita. Não é nenhuma surpresa, já que os filmes de época tendem a conquistar indicações em categorias técnicas como Direção de Arte, Figurino e Maquiagem, pelo menos. Além disso, as três atrizes do filme foram reconhecidas, o que expande ainda mais o espaço do filme na premiação. Desse total, apenas 3 indicações são de categorias que não existem no Oscar: Comédia, Atriz de Comédia e Elenco, ou seja, o filme de Yorgos Lanthimos deve conquistar entre 10 ou 11 indicações em janeiro.

Black panther Michael B Jordan

Michael B. Jordan e Chadwick Boseman em cena de Pantera Negra (pic by IMDb)

 

Em segundo lugar, o blockbuster conceitual politicamente correto Pantera Negra acumula 12 indicações, com destaque para Michael B. Jordan como Coadjuvante e Ryan Coogler concorrendo por Roteiro Adaptado. Em terceiro, vem O Primeiro Homem, que estava em franca decadência na temporada, com 10 indicações. Essas três produções concorrem com Nasce uma Estrela (9 indicações), Vice (9), O Retorno de Mary Poppins (9), Roma (8), Green Book: O Guia (7), Se a Rua Beale Falasse (5) e Infiltrado na Klan (4) o prêmio de Melhor Filme.

Nas categorias alternativas, estão filmes que até pouco tempo atrás estavam mega cotados para serem indicados ao novo Oscar de Filme Popular, tais como Vingadores: Guerra Infinita, Missão: Impossível – Efeito Fallout, Podres de Ricos, e Um Lugar Silencioso.

Crazy Rich Asians_

Awkwafina e Constance Wu em cena de Podres de Ricos (pic by IMDb)

AUSÊNCIAS

Sim, mesmo com sete indicados em 583 categorias, é possível ter ausências. Ano que vem, o Critics’s Choice aumenta para 12 indicados. Claro que nenhuma ausência assim tão alternativa para direcionar um pouco de atenção para filmes menores porém de qualidade, afinal, o Critics’ Choice está unicamente preocupado em acertar os vencedores do Oscar.

Pelas categorias de atuação, dá pra citar os ausentes Lucas Hedges (Boy Erased), Sam Rockwell (Vice), Rosamund Pike (A Private War) e John David Washington (Infiltrado na Klan), todos foram recentemente indicados ao Globo de Ouro. Tem ainda Ben Foster (Não Deixe Rastros), que estava indicado ao Gotham Awards e ficou em segundo lugar no LAFCA, e Joaquin Phoenix (Você Nunca Esteve Realmente Aqui), que levou o prêmio de Melhor Ator no Festival de Cannes e foi indicado ao Independent Spirit Awards.

Com certeza ficou faltando a indicação para a fenomenal Helena Howard (A Madeline de Madeline) na categoria de Jovem Atriz, e por que não incluir Kayli Carter por Mais Uma Chance? Ambas foram merecidamente lembradas pelo Independent Spirit.

Também ressalto a ausência das belas fotografias Lukasz Zal (Guerra Fria) e de Sayombhu Mukdeeprom no remake de Suspiria. Pelo menos o filme de Luca Guadanigno foi reconhecido na categoria de Filme de Terror ou Sci-Fi, e Cabelo e Maquiagem.

Suspiria_.jpg

No centro, Dakota Johnson lidera grupo de bailarinas em Suspiria (pic by IMDb)

PELA TELEVISÃO…

Muitas séries e minisséries previamente reconhecidos pelo Globo de Ouro repetem suas indicações aqui no Critics’ como é o caso do The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story, The Americans e Escape from Dannemora, que conquistaram 5 indicações cada, liderando o quadro de indicações, enquanto Sharp Objects acumulou 4.

Já na divisão por produtoras, a HBO lidera com 20 indicações, seguida por FX com 17, Amazon com 12, e NBC e Netflix com 11 cada.

INDICADOS AO 24º CRITICS’ CHOICE AWARDS:

CINEMA

MELHOR FILME
A Favorita (The Favourite)
Green Book: O Guia (Green Book)
Infiltrado na Klan (BlacKkKlansman)
Nasce uma Estrela (A Star is Born)
Pantera Negra (Black Panther)
O Primeiro Homem (First Man)
O Retorno de Mary Poppins (Mary Poppins Returns)
Roma (Roma)
Se a Rua Beale Falasse (If Beale Street Could Talk)
Vice

MELHOR ATOR
Christian Bale (Vice)
Bradley Cooper (Nasce uma Estrela)
Willem Dafoe (No Portal da Eternidade)
Ryan Gosling (O Primeiro Homem)
Ethan Hawke (First Reformed)
Rami Malek (Bohemian Rhapsody)
Viggo Mortensen (Green Book: O Guia)

MELHOR ATRIZ
Yalitza Aparicio (Roma)
Emily Blunt (O Retorno de Mary Poppins)
Glenn Close (A Esposa)
Toni Collette (Hereditário)
Olivia Colman (A Favorita)
Lady Gaga (Nasce uma Estrela)
Melissa McCarthy (Poderia Me Perdoar?)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Mahershala Ali (Green Book: O Guia)
Timothée Chalamet (Querido Menino)
Adam Driver (Infiltrado na Klan)
Sam Elliott (Nasce uma Estrela)
Richard E. Grant (Poderia Me Perdoar?)
Michael B. Jordan (Pantera Negra)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Amy Adams (Vice)
Claire Foy (O Primeiro Homem)
Nicole Kidman (Boy Erased: Uma Verdade Anulada)
Regina King (Se a Rua Beale Falasse)
Emma Stone (A Favorita)
Rachel Weisz (A Favorita)

MELHOR JOVEM ATOR OU ATRIZ
Elsie Fisher (Oitava Série)
Thomasin McKenzie (Não Deixe Rastros)
Ed Oxenbould (Vida Selvagem)
Millicent Simmonds (Um Lugar Silencioso)
Amandla Stenberg (O Ódio que Você Semeia)
Sunny Suljic (Mid90s)

MELHOR ELENCO
Pantera Negra
Podres de Ricos
A Favorita
Vice
As Viúvas

MELHOR DIREÇÃO
Damien Chazelle (O Primeiro Homem)
Bradley Cooper (Nasce uma Estrela)
Alfonso Cuarón (Roma)
Peter Farrelly (Green Book: O Guia)
Yorgos Lanthimos (A Favorita)
Spike Lee (Infiltrado na Klan)
Adam McKay (Vice)

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Bo Burnham (Oitava Série)
Alfonso Cuarón (Roma)
Deborah Davis, Tony McNamara (A Favorita)
Adam McKay (Vice)
Paul Schrader (First Reformed)
Nick Vallelonga, Brian Hayes Currie, Peter Farrelly (Green Book: O Guia)
Bryan Woods, Scott Beck, John Krasinski (Um Lugar Silencioso)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Ryan Coogler, Joe Robert Cole (Pantera Negra)
Nicole Holofcener, Jeff Whitty (Poderia Me Perdoar?)
Barry Jenkins (Se a Rua Beale Falasse)
Eric Roth, Bradley Cooper, Will Fetters (Nasce uma Estrela)
Josh Singer (O Primeiro Homem)
Charlie Wachtel, David Rabinowitz, Kevin Willmott, Spike Lee (Infiltrado na Klan)

MELHOR FOTOGRAFIA
Alfonso Cuarón (Roma)
James Laxton (Se a Rua Beale Falasse)
Matthew Libatique (Nasce uma Estrela)
Rachel Morrison (Pantera Negra)
Robbie Ryan (A Favorita)
Linus Sandgren (O Primeiro Homem)

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
Hannah Beachler, Jay Hart (Pantera Negra)
Eugenio Caballero, Barbara Enriquez (Roma)
Nelson Coates, Andrew Baseman (Podres de Ricos)
Fiona Crombie, Alice Felton (A Favorita)
Nathan Crowley, Kathy Lucas (O Primeiro Homem)
John Myhre, Gordon Sim (O Retorno de Mary Poppins)

MELHOR MONTAGEM
Jay Cassidy (Nasce uma Estrela)
Hank Corwin (Vice)
Tom Cross (O Primeiro Homem)
Alfonso Cuarón, Adam Gough (Roma)
Yorgos Mavropsaridis (A Favorita)
Joe Walker (As Viúvas)

MELHOR FIGURINO
Alexandra Byrne (Duas Rainhas)
Ruth Carter (Pantera Negra)
Julian Day (Bohemian Rhapsody)
Sandy Powell (A Favorita)
Sandy Powell (O Retorno de Mary Poppins)

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM
Pantera Negra
Bohemian Rhapsody
A Favorita
Duas Rainhas
Suspiria
Vice

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Vingadores: Guerra Infinita
Pantera Negra
O Primeiro Homem
O Retorno de Mary Poppins
Missão: Impossível – Efeito Fallout
Jogador Nº 1

MELHOR LONGA DE ANIMAÇÃO
O Grinch
Os Incríveis 2
Ilha dos Cachorros
Mirai
WiFi Ralph: Quebrando a Internet
Homem-Aranha no Aranhaverso

MELHOR FILME DE AÇÃO
Vingadores: Guerra Infinita
Pantera Negra
Deadpool 2
Missão: Impossível – Efeito Fallout
Jogador Nº 1
As Viúvas

MELHOR COMÉDIA
Podres de Ricos
Deadpool 2
A Morte de Stalin
A Favorita
A Noite do Jogo
Sorry to Bother You

MELHOR ATOR EM COMÉDIA
Christian Bale (Vice)
Jason Bateman (A Noite do Jogo)
Viggo Mortensen (Green Book: O Guia)
John C. Reilly (Stan & Ollie)
Ryan Reynolds (Deadpool 2)
Lakeith Stanfield (Sorry to Bother You)

MELHOR ATRIZ EM COMÉDIA
Emily Blunt (O Retorno de Mary Poppins)
Olivia Colman (A Favorita)
Elsie Fisher (Oitava Série)
Rachel McAdams (A Noite do Jogo)
Charlize Theron (Tully)
Constance Wu (Podres de Ricos)

MELHOR TERROR OU FICÇÃO CIENTÍFICA
Aniquilação (Annihilation)
Halloween (Halloween)
Hereditário (Hereditary)
Um Lugar Silencioso (A Quiet Place)
Suspiria

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
Em Chamas
Cafarnaum
Guerra Fria
Roma
Assunto de Família

MELHOR CANÇÃO
All the Stars (Pantera Negra)
Girl in the Movies (Dumplin’)
I’ll Fight (RBG)
The Place Where Lost Things Go (O Retorno de Mary Poppins)
Shallow (Nasce uma Estrela)
Trip a Little Light Fantastic (O Retorno de Mary Poppins)

MELHOR TRILHA MUSICAL
Kris Bowers (Green Book: O Guia)
Nicholas Britell (Se a Rua Beale Falasse)
Alexandre Desplat (Ilha dos Cachorros)
Ludwig Göransson (Pantera Negra)
Justin Hurwitz (O Primeiro Homem)
Marc Shaiman (O Retorno de Mary Poppins)

TELEVISÃO E STREAMING

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA
The Americans (FX)
Better Call Saul (AMC)
The Good Fight (CBS All Access)
Homecoming (Amazon)
Killing Eve (BBC America)
My Brilliant Friend (HBO)
Pose (FX)
Succession (HBO)

MELHOR ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA
Freddie Highmore – “The Good Doctor” (ABC)
Diego Luna – “Narcos: Mexico” (Netflix)
Richard Madden – “Bodyguard” (Netflix)
Bob Odenkirk – “Better Call Saul” (AMC)
Billy Porter – “Pose” (FX)
Matthew Rhys – “The Americans” (FX)
Milo Ventimiglia – “This Is Us” (NBC)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA
Jodie Comer – “Killing Eve” (BBC America)
Maggie Gyllenhaal – “The Deuce” (HBO)
Elisabeth Moss – “The Handmaid’s Tale” (Hulu)
Sandra Oh – “Killing Eve” (BBC America)
Elizabeth Olsen – “Sorry For Your Loss” (Facebook Watch)
Julia Roberts – “Homecoming” (Amazon)
Keri Russell – “The Americans” (FX)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA
Richard Cabral – “Mayans M.C.” (FX)
Asia Kate Dillon – “Billions” (Showtime)
Noah Emmerich – “The Americans” (FX)
Justin Hartley – “This Is Us” (NBC)
Matthew Macfadyen – “Succession” (HBO)
Richard Schiff – “The Good Doctor” (ABC)
Shea Whigham – “Homecoming” (Amazon)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA
Dina Shihabi – “Jack Ryan” (Amazon)
Julia Garner – “Ozark” (Netflix)
Thandie Newton – “Westworld” (HBO)
Rhea Seehorn – “Better Call Saul” (AMC)
Yvonne Strahovski – “The Handmaid’s Tale” (Hulu)
Holly Taylor – “The Americans” (FX)

MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA
Atlanta (FX)
Barry (HBO)
The Good Place (NBC)
The Kominsky Method (Netflix)
The Marvelous Mrs. Maisel (Amazon)
The Middle (ABC)
One Day at a Time (Netflix)
Schitt’s Creek (Pop)

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA
Hank Azaria – “Brockmire” (IFC)
Ted Danson – “The Good Place” (NBC)
Michael Douglas – “The Kominsky Method” (Netflix)
Donald Glover – “Atlanta” (FX)
Bill Hader – “Barry” (HBO)
Jim Parsons – “The Big Bang Theory” (CBS)
Andy Samberg – “Brooklyn Nine-Nine” (Fox)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA
Rachel Bloom – “Crazy Ex-Girlfriend” (The CW)
Rachel Brosnahan – “The Marvelous Mrs. Maisel” (Amazon)
Allison Janney – “Mom” (CBS)
Justina Machado – “One Day at a Time” (Netflix)
Debra Messing – “Will & Grace” (NBC)
Issa Rae – “Insecure” (HBO)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA
William Jackson Harper – “The Good Place” (NBC)
Sean Hayes – “Will & Grace” (NBC)
Brian Tyree Henry – “Atlanta” (FX)
Nico Santos – “Superstore” (NBC)
Tony Shalhoub – “The Marvelous Mrs. Maisel” (Amazon)
Henry Winkler – “Barry” (HBO)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA
Alex Borstein – “The Marvelous Mrs. Maisel” (Amazon)
Betty Gilpin – “GLOW” (Netflix)
Laurie Metcalf – “The Conners” (ABC)
Rita Moreno – “One Day at a Time” (Netflix)
Zoe Perry – “Young Sheldon” (CBS)
Annie Potts – “Young Sheldon” (CBS)
Miriam Shor – “Younger” (TV Land)

MELHOR MINISSÉRIE
A Very English Scandal (Amazon)
American Vandal (Netflix)
The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story (FX)
Escape at Dannemora (Showtime)
Genius: Picasso (National Geographic)
Sharp Objects (HBO)

MELHOR FILME PARA TV
Icebox (HBO)
Jesus Christ Superstar Live in Concert (NBC)
King Lear (Amazon)
My Dinner with Hervé (HBO)
Notes from the Field (HBO)
The Tale (HBO)

MELHOR ATOR EM MINISSÉRIE OU FILME PARA TV
Antonio Banderas – “Genius: Picasso” (National Geographic)
Darren Criss – “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story” (FX)
Paul Dano – “Escape at Dannemora” (Showtime)
Benicio Del Toro – “Escape at Dannemora” (Showtime)
Hugh Grant – “A Very English Scandal” (Amazon)
John Legend – “Jesus Christ Superstar Live in Concert” (NBC)

MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE OU FILME PARA TV
Amy Adams – “Sharp Objects” (HBO)
Patricia Arquette – “Escape at Dannemora” (Showtime)
Connie Britton – “Dirty John” (Bravo)
Carrie Coon – “The Sinner” (USA Network)
Laura Dern – “The Tale” (HBO)
Anna Deavere Smith – “Notes From the Field” (HBO)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU FILME PARA TV
Brandon Victor Dixon – “Jesus Christ Superstar Live in Concert” (NBC)
Eric Lange – “Escape at Dannemora” (Showtime)
Alex Rich – “Genius: Picasso” (National Geographic)
Peter Sarsgaard – “The Looming Tower” (Hulu)
Finn Wittrock – “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story” (FX)
Ben Whishaw – “A Very English Scandal” (Amazon)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU FILME PARA TV
Ellen Burstyn – “The Tale” (HBO)
Patricia Clarkson – “Sharp Objects” (HBO)
Penelope Cruz – “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story” (FX)
Julia Garner – “Dirty John” (Bravo)
Judith Light – “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story” (FX)
Elizabeth Perkins – “Sharp Objects” (HBO)

MELHOR SÉRIE ANIMADA
Adventure Time (Cartoon Network)
Archer (FX)
Bob’s Burgers (Fox)
BoJack Horseman (Netflix)
The Simpsons (Fox)
South Park (Comedy Central)

***

A cerimônia de premiação está marcada para o dia 13 de janeiro, e deve ser transmitida ao vivo pela TNT.

Anúncios

VENEZA ELEVA SEU STATUS AO ACEITAR OSCARIZÁVEIS E NETFLIX, REJEITADO EM CANNES

FIRST MAN Neil_Ryan_Gosling

Ryan Gosling como Neil Armstrong em O Primeiro Homem, de Damien Chazelle, abrirá a mostra competitiva de Veneza (pic by CineImage)

FESTIVAL ITALIANO VAI NA CONTRAMÃO DE CANNES E RECEBE PRODUÇÕES DE PLATAFORMAS COMO NETFLIX E AMAZON DE BRAÇOS ABERTOS

Se no Festival de Cannes, o negócio estava emperrado com uma série de restrições e até banimento das selfies no tapete vermelho, na cidade italiana de Veneza, it’s all open for business!

Filme da Netflix?
– Pode trazer que a gente põe até pra competir!
Filme restaurado inédito do Orson Welles distribuído pela Netflix?
– Traga que será recebido como uma gema do cinema!
Candidato fortíssimo ao prêmio da indústria hollywoodiana do Oscar?
– Não apenas concorrerá ao Leão de Ouro, como vai abrir a competição oficial.
Filme estrelado pela Lady Gaga?
– Aceitamos… mas pode ser na mostra paralela?

Quando questionado sobre a presença maciça da Netflix com seis títulos, o presidente do evento, Alberto Barbera, foi contundente: “Não podemos nos recusar a aceitar a realidade do novo cenário das produções.” Pela perspectiva dos cineastas, que buscam financiamentos e plataformas diversas para seus projetos, essa aceitação do festival foi abraçada e aplaudida. Só para citar um exemplo: o novo filme do mexicano Alfonso Cuarón, Roma, produzido pela Netflix, foi recusado em Cannes, mas aceito em Veneza. Quem sai perdendo nessa história?

Se antes Veneza já vinha num crescendo por ser uma prévia do Oscar (Vencedores do Oscar, Gravidade, Spotlight e A Forma da Água, estrearam no festival italiano), agora com essa abertura de formatos e plataformas, firma-se como o mais prestigiado no cenário internacional. E com isso em mente, o filme de abertura, O Primeiro Homem, do diretor de La La Land, Damien Chazelle, automaticamente se torna o franco-favorito para a próxima temporada de premiações.

Além de O Primeiro Homem contar com o triunfo de ser uma cinebiografia do astronauta Neil Armstrong, subgênero muito querido pela Academia, depois daquela lambança de La La Land ganhando e perdendo o Oscar de Melhor Filme em dois minutos, muitos votantes podem se sentir compelidos a compensar o diretor em 2019.

Outros nomes fortes aqui presentes para o Oscar são: Mike Leigh com seu drama histórico PeterlooJulian Schnabel com seu At Eternity’s Gate sobre a vida do artista Van Gogh; o novo filme dos irmãos Ethan e Joel CoenThe Ballad of Buster Scruggs, que era uma série originalmente que acabou virando um longa; o próprio Roma, de Alfonso Cuarón, que se passa na Cidade do México nos anos 70; e 22 July, de Paul Greengrass, que volta com mais uma tragédia terrorista que se passa na Noruega.

PETERLOO

Cena de Peterloo, de Mike Leigh (pic by Variety)

E diretores consagrados que costumam bater o cartão em festivais e sempre são favoritos aos grandes prêmios como o francês Jacques Audiard, que fez seu primeiro filme em inglês com The Sister Brothers, um western com Jake Gyllenhaal e Joaquin Phoenix; o grego Yorgos Lanthimos com The Favorite, que contou com as vencedoras do Oscar Emma Stone e Rachel Weisz. Também competindo pelo Leão de Ouro estão os ganhadores do Oscar de Filme em Língua Estrangeira: o húngaro László Nemes, que volta com Sunset; e o alemão Florian Henckel Von Donnersmarck, com Work Without Auhor.

thesistersbrothers_01

Joaquin Phoenix e John C. Reilly em cena de The Sister Brothers, de Jacques Audiard (pic by ew.com)

Dentre os concorrentes desta edição, Suspiria certamente tem um dos visuais mais arrebatadores. Dirigido pelo italiano Luca Guadanigno, que repete a ótima parceria com o diretor de fotografia Sayombhu Mukdeeprom com quem trabalhou em Me Chame Pelo seu Nome, a refilmagem teria chances mínimas de premiação ainda mais por ser do gênero terror, mas como o presidente do júri deste ano é ninguém menos do que o criador de monstros Guillermo Del Toro, algumas surpresas podem acontecer. Veja trailer abaixo:

Apesar de entender toda a situação da briga que o festival de Cannes compraria com os vários donos de cinemas na França se aceitasse a Netflix, por outro lado, agora está vendo o festival de Veneza investindo no futuro por ter uma mente mais aberta. Nas últimas duas décadas, vimos o Cinema como Arte definhar a cada ano e se tornar um mero produto de grandes estúdios, especialmente da Disney que, recentemente, oficializou a compra da Fox. Nesse cenário de decadência criativa, a Netflix e outras plataformas de streaming estão acolhendo cineastas que perderam sua liberdade criativa e lhes oferecendo oportunidades de criação de conteúdo de forma mais livre. Hoje, os filmes produzidos pela Netflix ainda demonstram certo amadorismo, mas com as recentes inclusões de talentos como Alfonso Cuarón no acervo, a tendência é que dentro de alguns anos, teremos mais filmes de Netflix no Oscar do que os que estrearam nos cinemas. Além disso, o valor do ingresso que já era caro, pode ficar ainda mais devido à redução de público nas salas de projeção.

INDICADOS AO LEÃO DE OURO DE VENEZA 2018:

EM COMPETIÇÃO

  • O Primeiro Homem (First Man). Dir: Damien Chazelle
  • The Mountain. Dir: Rick Alverson
  • Doubles Vies. Dir: Olivier Assayas
  • The Sisters Brothers. Dir: Jacques Audiard
  • The Ballad of Buster Scruggs. Dir: Ethan and Joel Coen
  • Vox Lux. Dir: Brady Corbet
  • Roma. Dir: Alfonso Cuarón
  • 22 July. Dir: Paul Greengrass
  • Suspiria (Suspiria). Dir: Luca Guadagnino
  • Work Without Author. Dir: Florian Henkel Von Donnersmark
  • The Nightingale. Dir: Jennifer Kent
  • The Favourite. Dir: Yorgos Lanthimos
  • Peterloo.  Dir: Mike Leigh
  • Capri-Revolution. Dir: Mario Martone
  • What You Gonna Do When The World’s On Fire?. Dir: Roberto Minervini
  • Sunset. Dir: László Nemes
  • Freres Ennemis. Dir: David Oelhoffen
  • Neustro Tiempo. Dir: Carlos Reygadas
  • At Eternity’s Gate. Dir: Julian Schnabel
  • Acusada. Dir: Gonzalo Tobal
  • Killing. Dir: Shinya Tsukamoto

FORA DE COMPETIÇÃO

SPECIAL EVENT

  • The Other Side Of The Wind. Dir: Orson Welles
  • They’ll Love Me When I’m Dead. Dir: Morgan Neville

PROJEÇÕES ESPECIAIS

  • My Brilliant Friend. Dir: Saverio Costanzo
  • Il Diario Di Angela – Noi Due Cineasti. Dir: Yervant Gianikian

FICÇÃO

  • Una Storia Senza Nome. Dir: Roberto Andò
  • Les Estivants. Dir: Valeria Bruni Tedeschi
  • A Star Is Born. Dir: Bradley Cooper
  • Mi Obra Maestra. Dir: Gaston Duprat
  • A Tramway in Jerusalem. Dir: Amos Gitai
  • Un Peuple et Son Roi. Dir: Pierre Schoeller
  • La Quietud. Dir: Pablo Trapero
  • Dragged Across Concrete. Dir: S. Craig Zahler
  • Shadow. Dir: Zhang Yimou

NÃO-FICÇÃO

  • A Letter to a Friend In Gaza. Dir: Amos Gitai
  • Aquarela. Dir: Victor Kossakovsky
  • El Pepe, Una Vida Suprema. Dir: Emir Kusturica
  • Process. Dir: Sergei Loznitsa
  • Carmine Street Guitars. Dir: Ron Mann
  • Isis, Tomorrow. The Lost Souls Of Mosul. Dir: Francesca Mannocchi, Alessio Romenzi
  • American Dharma. Dir: Errol Morris
  • Introduzione All’Oscuro. Dir: Gaston Solnicki
  • 1938 Diversi. Dir: Giorgio Treves
  • Your Face. Dir: Tsai Ming-Liang
  • Monrovia, Indiana. Dir: Frederick Wiseman

MOSTRA HORIZONTES

  • Sulla Mia Pelle. Dir: Alessio Cremonini
  • Manta Ray. Dir: Phuttiphong Aroonpheng
  • Soni. Dir: Ivan Ayr
  • The River. Dir: Emir Baigazin
  • La Noche de 12 Anos. Dir: Alvaro Brechner
  • Deslembro. Dir: Flavia Castro
  • The Announcement. Dir: Mahmut Fazil Coskun
  • Un Giorno All’Improvviso. Dir: Ciro D’Emilio
  • Charlie Says. Dir: Mary Harron
  • Amanda. Dir: Mikhael Hers
  • The Day I Lost My Shadow. Dir: Soudade Kaadan
  • L’Enkas. Dir: Sarah Marx
  • The Man Who Surprised Everyone. Dir: Evgeniy Tsiganov, Natalya Kudryashowa
  • Through The Holes. Dir: Garin Nugroho
  • As I Lay Dying. Dir: Mostafa Sayyari
  • La Profezia Dell’armadillo. Dir: Emanuele Scaringi
  • Stripped. Dir: Yaron Shani
  • Jinpa. Dir: Pema Tseden
  • Tel Aviv on Fire. Dir: Same Zoabi