COMO ESPERADO, ‘PANTERA NEGRA’ REINA NO MTV MOVIE & TV AWARDS

214605824-santa-monica-ca-june-16-l-r-actors-winston-duke-chadwick-boseman-and-michael-b-jordan-a

Os atores de Pantera Negra aceitam o prêmio de Melhor Filme: Winston Duke, Chadwick Boseman e Michael B. Jordan (pic by standard.co.uk)

PREMIAÇÃO POP ELEGE FILME AFRO COMO MELHOR DO ANO

A edição 2018 do MTV Movie & TV Awards não reservou nenhuma surpresa. Aliás, surpresa nunca foi muito a praia desse prêmio, já que não é transmitido ao vivo e ainda correm boatos que os vencedores são previamente avisados para que confirmem presença. Este ano, a organização acertou na programação, já que realizou o evento no sábado e transmitiu na segunda-feira seguinte, dia que possibilitou maior audiência televisiva.

Falando em audiência, o fato de Tiffany Haddish ter sido a hostess parece ter colaborado com os números positivos. Em alta desde seu prêmio de Atriz Coadjuvante no New York Film Critics Circle no final de 2017 por Viagem das Garotas, ela tem aproveitado bem suas chances para elevar seu status de personalidade debochada e politicamente incorreta. Foi assim naquele (desastroso) anúncio de indicados do Oscar ao lado de Andy Serkis, e ao apresentar um prêmio na cerimônia do Oscar ao lado de Maya Rudolph. Particularmente, acho o humor dela bem forçado, mas se o público gosta, ela tem que aproveitar mesmo a chance.

tiffany-haddish-speaks-onstage-during-the-2018-mtv-movie-a

A bola da vez: Tiffany Haddish como hostess do MTV Movie & TV Awards (pic by standard.co.uk)

Bom, pra quem não é muito familiarizado com o MTV, o prêmio tem o objetivo explícito de agradar às massas, uma vez que seus votos são populares via internet. E não, o público estrangeiro (fora dos EUA) não pode votar; eu já tentei. Acredite! Eu ainda sou saudosista da época em que o prêmio reconhecia produções mais ousadas e de ótima qualidade como O Exterminador do Futuro 2, Pulp Fiction e Seven. Na verdade, são filmes que mereciam até o Oscar de Filme, mas por não terem a veia conservadora que a Academia requer, não foram premiados nas principais categorias.

Nesta edição, Pantera Negra levou 4 baldinhos de pipoca: Filme, Atuação em Filme, Herói e Vilão, com destaque para Chadwick Boseman, que subiu ao palco três vezes. Quando aceitou o prêmio de Herói, ele chamou James Shaw Jr., seu convidado, para agradecê-lo por proteger civis contra um atirador que abriu fogo num restaurante Waffle House em Tennesse no mês passado.

Em relação ao prêmio de Melhor Beijo, esta é a terceira vez que temos um casal masculino levando a categoria depois de O Segredo de Brokeback Mountain (2005) e Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016). Pena que o filme Com Amor, Simon seja bobinho e politicamente correto demais.

Falando em bobo demais, tudo bem que o MTV Movie é um prêmio cômico e despretensioso, mas poderiam extinguir essa categoria ridícula de Melhor Atuação Assustada? Por que não substituir por um Melhor Filme de Terror ou Ficção Científica? Ou indo na onda, Melhor Morte? Pelo menos premiaria-se um modo criativo de matar um personagem!

MTV GENERATION AWARD

Seria uma espécie de Oscar Honorário. Na teoria. Nos últimos anos, premiaram Robert Downey Jr., Mark Wahlberg, Will Smith, Johnny Depp, Sandra Bullock, Tom Cruise e Reese Witherspoon. Ok, pra geração de hoje, eles já são veteranos, que começaram suas carreiras nos anos 80 e 90. Mas este ano elegeram Chris Pratt. Chris Pratt? O cara acabou de ficar famoso com Guardiões da Galáxia e Jurassic World! Duvido que não encontraram algum ator ou atriz que merecesse esse reconhecimento! Ano que vem vão entregar o prêmio para o menino Jacob Tremblay!

Chris Pratt MTVAwards1906bJPG

Chris Pratt discursa como homenageado do MTV Generation Award (pic by standard.co.uk)

RESUMO DA ÓPERA

O MTV Movie & TV Awards premia Pantera Negra como o primeiro filme com elenco todo negro. Claro que é uma conquista muito importante, especialmente para o público que jamais imaginou que este dia chegaria. Mas claramente o cinema está sob o regime politicamente correto, e o problema reside no esquecimento das características do cinema como Arte: roteiro, fotografia, montagem ou mesmo construção de personagens sólidos.

MTVAwards Stranger Things 1906f

Elenco de Stranger Things sobe ao palco para receber o prêmio de Melhor Show (pic standard.co.uk)

VENCEDORES DO MTV MOVIE & TV AWARDS 2018:

MELHOR FILME
– Vingadores: Guerra Infinita (Avengers: Infinity War)
* Pantera Negra (Black Panther)
– Viagem das Garotas (Girls Trip)
– It: A Coisa (It)
– Mulher-Maravilha (Wonder Woman)

MELHOR SHOW
– 13 Reasons Why
– Game of Thrones
– Grown-ish
– Riverdale
* Stranger Things

MELHOR ATUAÇÃO EM FILME
* Chadwick Boseman (Pantera Negra)
– Timothée Chalamet (Me Chame Pelo Seu Nome)
– Ansel Elgort (Em Ritmo de Fuga)
– Daisy Ridley (Star Wars: Os Últimos Jedi)
– Saoirse Ronan (Lady Bird)

MELHOR ATUAÇÃO EM SHOW
* Millie Bobby Brown (Stranger Things)
– Darren Criss (The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story)
– Katherine Langford (13 Reasons Why)
– Issa Rae (Insecure)
– Maisie Williams (Game of Thrones)

MELHOR HERÓI
* Chadwick Boseman (Pantera Negra)
– Emilia Clarke (Game of Thrones)
– Gal Gadot (Mulher-Maravilha)
– Grant Gustin (The Flash)
– Daisy Ridley (Star Wars: Os Últimos Jedi)

MELHOR VILÃO
– Josh Brolin (Vingadores: Guerra Infinita)
– Adam Driver (Star Wars: Os Últimos Jedi)
* Michael B. Jordan (Pantera Negra)
– Aubrey Plaza (Legion)
– Bill Skarsgard (It: A Coisa)

MELHOR BEIJO
– Gina Rodriguez e Justin Baldoni (Jane the Virgin)
* Nick Robinson e Keiynan Lonsdale (Com Amor, Simon)
– Olivia Cooke e Tye Sheridan (Jogador Nº 1)
– KJ Apa e Camila Mendes (Riverdale)
– Finn Wolfhard e Millie Bobby Brown (Stranger Things)

MELHOR ATUAÇÃO ASSUSTADA
– Talitha Bateman (Annabelle 2: A Criação do Mal)
– Emily Blunt (Um Lugar Silencioso)
– Sophia Lillis (It: A Coisa)
– Cristin Milioti (Black Mirror)
* Noah Schnapp (Stranger Things)

MELHOR EQUIPE

– Chadwick Boseman, Lupita Nyong’o, Danai Gurira, Letitia Wright (Pantera Negra)
* Finn Wolfhard, Sophia Lillis, Jaeden Lieberher, Jack Dylan Grazer, Wyatt Oleff, Jeremy Ray Taylor, Chosen Jacobs (It: A Coisa)
– Dwayne Johnson, Kevin Hart, Jack Black, Karen Gillan, Nick Jonas (Jumanji: Bem-Vindo à Selva)
– Tye Sheridan, Olivia Cooke, Philip Zhao, Win Morisaki, Lena Waithe (Jogador Nº 1)
– Gaten Matarazzo, Finn Wolfhard, Caleb McLaughlin, Noah Schnapp, Sadie Sink (Stranger Things)

MELHOR ATUAÇÃO CÔMICA
– Jack Black (Jumanji: Bem-Vindo à Selva)
* Tiffany Haddish (Viagem das Garotas)
– Dan Levy (Schitt’s Creek)
– Kate McKinnon (Saturday Night Live)
– Amy Schumer (Sexy por Acidente)

LADRA/ÃO DE CENAS
– Tiffany Haddish (Viagem das Garotas)
– Dacre Montgomery (Stranger Things)
* Madelaine Petsch (Riverdale)
– Taika Waititi (Thor: Ragnarok)
– Letitia Wright (Pantera Negra)

MELHOR LUTA
– Charlize Theron vs. Daniel Hargrave, Greg Rementer (Atômica)
– Scarlett Johansson, Danai Gurira, Elizabeth Olsen vs. Carrie Coon (Vingadores: Guerra Infinita)
– Chadwick Boseman vs. Winston Duke (Pantera Negra)
– Mark Ruffalo vs. Chris Hemsworth (Thor: Ragnarok)
* Gal Gadot vs. soldados alemães (Mulher-Maravilha)

MELHOR DOCUMENTÁRIO MUSICAL
Can’t Stop, Won’t Stop: A Bad Boy Story
Demi Lovato: Simply Complicated
Gaga: Five Foot Two
Jay-Z’s “Footnotes for 4:44
The Defiant Ones

MELHOR REALITY SHOW/FRANQUIA
* The Kardashians
Love & Hip Hop
Real Housewives
RuPaul’s Drag Race
Vanderpump Rules

Anúncios

‘PANTERA NEGRA’ LIDERA INDICAÇÕES AO MTV MOVIE & TV AWARDS

Black Panther.jpg

Chadwick Boseman luta contra Michael B. Jordan em cena de Pantera Negra. Ambos concorrem em categorias distintas no MTV Movie & TV Awards. Pic by outnow.ch

PRODUÇÕES POLITICAMENTE CORRETAS E SUCESSOS DE BILHETERIA PREDOMINAM

Ok, provavelmente você, cinéfilo que tem mais de 30 anos, deve estar se perguntando: “Pra que vou querer saber de MTV Movie Awards em 2018?”. Bem, não se sinta sozinho nessa qutão. Todo ano, quando vejo os filmes indicados, e me lembro dos primeiros anos do prêmio lá no início dos anos 90, quando havia Pulp Fiction, O Exterminador do Futuro 2, Seven e Instinto Selvagem, bate uma depressão instantânea e me pergunto: “O que houve?”. Mesmo premiando filmes mais “pops”, o MTV sempre buscava algo mais ousado ou com conteúdo.

Alguns anos atrás, os filmes premiados passaram a ser Crepúsculo, Transformers e Jogos Vorazes. A premiação deixou de ser o perfil jovem adulto ou adulto para se tornar apenas jovem, justamente o público que passou a consumir mais cinema. E hoje? Hoje o MTV Movie and TV Awards mira o mesmo público, mas passou a englobar os seguidores de séries de TV e streaming, e também passou a seguir a onda do politicamente correto, que está engordando as bilheterias mundiais.

Claro que os sucessos comerciais como Vingadores: Guerra Infinita e It: A Coisa não podiam ficar de fora, afinal trata-se de um prêmio para o público jovem, mas agora estão reconhecendo trabalhos que seguem a nova ordem étnica e sexual com Pantera Negra, Mulher-Maravilha e Viagem das Garotas, ou seja, filmes protagonizados por negros e mulheres com histórias bastante pertinentes aos seus universos.

Wonder Woman 2018.jpg

Gal Gadot e Connie Nielsen em cena de Mulher-Maravilha. Pic by cine.gr

Portanto, se você se questiona por que deve acompanhar o MTV Movie & TV Awards hoje é justamente para entender essas mudanças do mercado cinematográfico, essa evolução das questões raciais e de gênero que tendem a crescer muito na próxima década, e testemunhar as próprias mudanças do cinema como Arte. Uma arte que tem se tornado um veículo inestimável para dar voz às então minorias.

DAS INDICAÇÕES

No total, Pantera Negra foi o recordista de indicações com sete: Filme, Atuação, Herói (ambos por Chadwick Boseman), Ladrão de Cena (Letitia Wright), Vilão (Michael B. Jordan), Time e Luta. Além dos números impressionantes de bilheteria, o filme da Marvel foi abraçado pelo público justamente por apresentar um protagonista negro, contra um vilão negro, e num país fictício chamado Wakanda, onde os negros não sofreram com escravidão e se tornou a nação mais evoluída tecnologicamente.

Claro que, em menor escala, vale citar a inclusão da comédia Viagem das Garotas, com um elenco de quatro atrizes negras: Regina Hall, Queen Latifah, Jada Pinkett Smith e Tiffany Haddish, que causou no Oscar deste ano, e será a hostess desta edição do MTV Movie Awards. Aliás, será um bom teste para vermos se ela se sairá bem caso seja cotada para o Oscar.

Girls Trip MTV

Regina Hall, Jada Pinket Smith, Queen Latifah e Tiffany Haddish em Viagem das Garotas. Pic by outnow.ch

Como muitos já sabem, a categoria de atuação é sem gêneros desde o ano passado, misturando atores e atrizes, e os trabalhos de cinema e TV se misturam em várias categorias como Beijo, Time e Vilão. Só não entendi o porquê voltaram a reduzir para 5 o número de indicados por categoria, já que resolveram expandir os horizontes. Será possível faltar um indicado extra com tantos concorrentes?

Dentre as categorias novas desta edição estão Ladrão de Cenas (uma forma mais informal de reconhecer coadjuvantes), Documentário de Música (com temas do universo musical, que aliás é bem apropriado por se tratar de MTV) e a volta do Performance Mais Assustada (atuações em produções de terror ou suspense, que considero desnecessária. Por que não Melhor Produção de Terror?).

Pelo lado da TV, a série Stranger Things é a recordista com seis indicações. A jovem Millie Bobby Brown continua se destacando e foi novamente indicada por sua performance como Eleven. As séries Riverdale, Game of Thrones e 13 Reasons Why estão entre os indicados.

Millie Bobby Brown Stranger Things

Novamente indicada por Stranger Things, Millie Bobby Brown em cena> Pic by outnow.ch

Apesar de constarem na lista refugos do Oscar como Timothée Chalamet e Saoirse Ronan, não acredito que eles tenham chances reais de vitória aqui.

Segue a lista de indicados deste ano (em laranja, os votos do blog):

MELHOR FILME
* Vingadores: Guerra Infinita (Walt Disney Studios Motion Pictures)
* Pantera Negra (Walt Disney Studios Motion Pictures)
* Viagem das Garotas (Universal Pictures)
* IT: A Coisa (New Line Cinema)
* Mulher-Maravilha (Warner Bros. Pictures)

MELHOR SÉRIE
13 Reasons Why (Netflix)
* Game of Thrones (HBO)
* grown-ish (Freeform)
* Riverdale (The CW)
* Stranger Things (Netflix)

MELHOR PERFORMANCE DE CINEMA
Chadwick Boseman (Pantera Negra)
* Timothée Chalamet (Me Chame Pelo Seu Nome)
* Ansel Elgort (Em Ritmo de Fuga)
* Daisy Ridley (Star Wars: Os Últimos Jedi)
* Saoirse Ronan (Lady Bird: A Hora de Voar)

MELHOR PERFORMANCE DE SÉRIE
Millie Bobby Brown (Stranger Things)
* Darren Criss (The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story)
* Katherine Langford (13 Reasons Why)
* Issa Rae (Insecure)
* Maisie Williams (Game of Thrones)

MELHOR HERÓI/HEROÍNA
* Chadwick Boseman (Pantera Negra)
Emilia Clarke (Game of Thrones)
* Gal Gadot (Mulher-Maravilha)
* Grant Gustin (The Flash)
* Daisy Ridley (Star Wars: Os Últimos Jedi)

MELHOR VILÃO
* Josh Brolin (Vingadores: Guerra Infinita)
Adam Driver (Star Wars: Os Últimos Jedi)
* Michael B. Jordan (Pantera Negra)
* Aubrey Plaza (Legion)
* Bill Skarsgard (IT: A Coisa)

MELHOR BEIJO
* Gina Rodriguez e Justin Baldoni (Jane the Virgin)
Nick Robinson e Keiynan Lonsdale (Com Amor, Simon)
* Olivia Cooke e Tye Sheridan (Jogador Nº 1)
* KJ Apa e Camila Mendes (Riverdale)
* Finn Wolfhard e Millie Bobby Brown (Stranger Things)

PERFORMANCE MAIS ASSUSTADA
* Talitha Bateman (Annabelle 2: A Criação do Mal)
Emily Blunt (Um Lugar Silencioso)
* Sophia Lillis (IT: A Coisa)
* Cristin Milioti (Black Mirror)
* Noah Schnapp (Stranger Things)

MELHOR TIME
* Chadwick Boseman, Lupita Nyong’o, Danai Gurira, Letitia Wright (Pantera Negra)
Finn Wolfhard, Sophia Lillis, Jaeden Lieberher, Jack Dylan Grazer, Wyatt Oleff, Jeremy Ray Taylor, Chosen Jacobs (IT: A Coisa)
* Dwayne Johnson, Kevin Hart, Jack Black, Karen Gillan, Nick Jonas (Jumanji: Bem-Vindo à Selva)
* Tye Sheridan, Olivia Cooke, Philip Zhao, Win Morisaki, Lena Waithe (Jogador Nº 1)
* Gaten Matarazzo, Finn Wolfhard, Caleb McLaughlin, Noah Schnapp, Sadie Sink (Stranger Things)

MELHOR PERFORMANCE DE COMÉDIA
* Jack Black (Jumanji: Bem-Vindo à Selva)
Tiffany Haddish (Viagem das Garotas)
* Dan Levy (Schitt’s Creek)
* Kate McKinnon (Saturday Night Live)
* Amy Schumer (Sexy por Acidente)

LADRÃO DE CENA
* Tiffany Haddish (Viagem das Garotas)
* Dacre Montgomery (Stranger Things)
* Madelaine Petsch (Riverdale)
* Taika Waititi (Thor: Ragnarok)
* Letitia Wright (Pantera Negra)

MELHOR LUTA
* Charlize Theron vs. Daniel Hargrave, Greg Rementer (Atômica)
Scarlett Johansson, Danai Gurira, Elizabeth Olsen vs. Carrie Coon (Vingadores: Guerra Infinita)
* Chadwick Boseman vs. Winston Duke (Pantera Negra)
* Mark Ruffalo vs. Chris Hemsworth (Thor: Ragnarok)
* Gal Gadot vs. German Soldiers (Mulher-Maravilha)

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE MÚSICA
* Can’t Stop, Won’t Stop: A Bad Boy Story
* Demi Lovato: Simply Complicated
* Gaga: Five Foot Two
* Jay-Z’s “Footnotes for 4:44”
* The Defiant Ones

MELHOR REALITY SHOW/FRANQUIA
* The Kardashians
* Love & Hip Hop
* Real Housewives
* RuPaul’s Drag Race
* Vanderpump Rules

***

A cerimônia ocorrerá no dia 18 de junho. Em 2017, a MTV brasileira transmitiu a cerimônia ao vivo, portanto deve seguir a tendência.

20º Critics’ Choice Awards leva ‘Birdman’ à frente da corrida ao Oscar 2015

20º Critics' Choice Awards

20º Critics’ Choice Awards

PRÉVIA DO OSCAR DESTACA BIRDMAN, O GRANDE HOTEL BUDAPESTE E BOYHOOD. JÁ INTERESTELAR CONQUISTA 7 INDICAÇÕES, MAS EM CATEGORIAS MENORES

Com tantos prêmios disputando espaço no calendário, o Critics’ Choice Awards é um dos que mais tem se destacado por dois motivos básicos: 1) Ao contrário da maioria dos prêmios, este oferece 6 vagas para indicados, o que facilita na hora da indecisão de quem deixar de fora; 2) A precisão de acertos tem sido espantosa. Dos últimos 15, houve acerto em 12 Melhores Filmes em relação ao Oscar.

O Critics’ Choice Awards é um prêmio relativamente novo na indústria cinematográfica, uma vez que iniciou suas premiações em 1995, quando laureou Razão e Sensibilidade. Concedido pela Broadcast Film Critics Association, formado por uma organização de críticos de cinema dos Estados Unidos e do Canadá, o prêmio vem se tornando um novo parâmetro para o Oscar, pois a outrora prévia Globo de Ouro não tem tido o mesmo nível de acerto de antes.

Este ano, Birdman foi o grande recordista de indicações com 13. Vale ressaltar aqui que das 13, três indicações são para categorias inexistentes no Oscar: Comédia, Ator em Comédia e Elenco. E também já dá pra excluir a indicação de Antonio Sanchez para Trilha Musical, já que seu trabalho foi considerado inelegível pela Academia.

Michael Keaton e Edward Norton em cena de Birdman (photo by outnow.ch)

Michael Keaton e Edward Norton em cena de Birdman (photo by outnow.ch)

Em seguida, com 11 indicações, surge O Grande Hotel Budapeste, de Wes Anderson. E assim como Birdman, também acumulou indicações em categorias que inexistem no prêmio da Academia: Comédia, Ator em Comédia, Elenco e Jovem Ator/Atriz. Contudo, confirma presença do filme em categorias como Roteiro Original, Direção de Arte, Figurino, e se os votantes estiverem animados, Filme e Diretor.

Algumas produções ganharam um novo gás com as indicações ao Critics’ Choice e podem ainda correr atrás do prejuízo como o novo filme de Paul Thomas Anderson, Vício Inerente, e o drama de guerra Invencível, que conquistou 4 indicações, inclusive a de Diretor para Angelina Jolie, por seu segundo longa. Curiosamente, ela se junta a outra mulher na categoria: Ava DuVernay, diretora de Selma, também concorre depois de ser indicada ao Globo de Ouro. Seu ator central David Oyelowo também foi indicado e pode acabar tirando Ralph Fiennes ou Steve Carell da competição.

Angelina Jolie observa cena de Invencível (photo by outnow.ch)

Angelina Jolie observa cena de Invencível (photo by outnow.ch)

Como pode se perceber, o Critics’ Choice é uma grande mãe para os filmes do ano. Por isso mesmo que criou trocentas categorias (28 para ser mais preciso) e uma indicação extra para os abandonados e excluídos. Como cinéfilo, considero ótima oportunidade de reconhecer filmes de ação e de comédia tomando como base a sua qualidade fílmica, e não pela quantidade de votos de internet como faz o MTV Movie Awards.

Dentre os indicados a Melhor Filme de Ação, Capitão América: O Soldado Invernal merece destaque por criar uma sequência muito consistente que remete aos filmes de espionagem dos anos 70, e que consegue dialogar com a sociedade à beira do colapso da crise da segurança. Já Guardiões da Galáxia merece respeito por se tratar de uma aposta arriscada que deu certo. São personagens da Marvel Comics que eram considerados de segundo escalão que poucos gostariam de adaptar para as telas, mas o diretor James Gunn captou bem o tom do universo e obteve a maior bilheteria de 2014 em solo americano.

Sebastian Stan em ótima performance como o Soldado Invernal na sequência Capitão América: O Soldado Invernal (photo by outnow.ch)

Sebastian Stan em ótima performance como o Soldado Invernal na sequência Capitão América: O Soldado Invernal (photo by outnow.ch)

Vale também citar o uso criativo da montagem na ficção científica No Limite do Amanhã, no qual toda vez que Tom Cruise morre, ele deve repetir toda sua atividade até conseguir uma solução. Claro que, para quem viu a comédia Feitiço do Tempo, não é nada inovador, mas trata-se de uma boa releitura em novo gênero.

Seguem todos os indicados do 20º Critics’ Choice Awards:

MELHOR FILME
Birdman
Boyhood: Da Infância à Juventude (Boyhood)
Garota Exemplar (Gone Girl)
O Grande Hotel Budapeste (The Grand Budapest Hotel)
O Jogo da Imitação (The Imitation Game)
O Abutre (Nightcrawler)
Selma
A Teoria de Tudo (The Theory of Everything)
Invencível (Unbroken)
Whiplash: Em Busca da Perfeição (Whiplash)

DIRETOR
Wes Anderson (O Grande Hotel Budapeste)
Ava DuVernay (Selma)
David Fincher (Garota Exemplar)
Alejandro González Iñárritu (Birdman)
Angelina Jolie (Invencível)
Richard Linklater (Boyhood: Da Infância à Juventude)

ATOR
Benedict Cumberbatch (O Jogo da Imitação)
Ralph Fiennes (O Grande Hotel Budapeste)
Jake Gyllenhaal (O Abutre)
Michael Keaton (Birdman)
David Oyelowo (Selma)
Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)

ATRIZ
Jennifer Aniston (Cake)
Marion Cotillard (Dois Dias, Uma Noite)
Felicity Jones (A Teoria de Tudo)
Julianne Moore (Para Sempre Alice)
Rosamund Pike (Garota Exemplar)
Reese Witherspoon (Livre)

Josh Brolin obteve sua primeira indicação expressiva por Vício Inerente. (photo by elfilm.com)

Josh Brolin obteve sua primeira indicação expressiva por Vício Inerente. (photo by elfilm.com)

ATOR COADJUVANTE
Josh Brolin (Vício Inerente)
Robert Duvall (O Juiz)
Ethan Hawke (Boyhood: Da Infância à Juventude)
Edward Norton (Birdman)
Mark Ruffalo (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)
J.K. Simmons (Whiplash: Em Busca da Perfeição)

 

 

 

ATRIZ COADJUVANTE
Patricia Arquette (Boyhood: Da Infância à Juventude)
Jessica Chastain (A Most Violent Year)
Keira Knightley (O Jogo da Imitação)
Emma Stone (Birdman)
Meryl Streep (Caminhos da Floresta)
Tilda Swinton (Expresso do Amanhã)

ELENCO
Birdman
Boyhood: Da Infância à Juventude
O Grande Hotel Budapeste
O Jogo da Imitação
Caminhos da Floresta
Selma

ROTEIRO ORIGINAL
Alejandro González Iñárritu, Nicolas Giacobone, Alexander Dinelaris, Jr., Armando Bo (Birdman)
Richard Linklater (Boyhood: Da Infância à Juventude)
Wes Anderson, Hugo Guinness (O Grande Hotel Budapeste)
Dan Gilroy (O Abutre)
Damien Chazelle (Whiplash: Em Busca da Perfeição)

ROTEIRO ADAPTADO
Gillian Flynn (Garota Exemplar)
Graham Moore (O Jogo da Imitação)
Paul Thomas Anderson (Vício Inerente)
Anthony McCarten (A Teoria de Tudo)
Joel Coen & Ethan Coen, Richard LaGravenese, William Nicholson (Invencível)
Nick Hornby (Livre)

FOTOGRAFIA
Emmanuel Lubezki (Birdman)
Robert Yeoman (O Grande Hotel Budapeste)
Hoyte Van Hoytema (Interestelar)
Dick Pope (Sr. Turner)
Roger Deakins (Invencível)

Fotografia de Sr. Turner (photo by outnow.ch)

Fotografia de Sr. Turner por Dick Pope (photo by outnow.ch)

DIREÇÃO DE ARTE
Kevin Thompson, George DeTitta Jr. (Birdman)
Adam Stockhausen, Anna Pinnock (O Grande Hotel Budapeste)
David Crank, Amy Wells (Vício Inerente)
Nathan Crowley, Gary Fettis (Interestelar)
Dennis Gassner, Anna Pinnock (Caminhos da Floresta)
Ondrej Nekvasil, Beatrice Brentnerova (Expresso do Amanhã)

MONTAGEM
Douglas Crise, Stephen Mirrione (Birdman)
Sandra Adair (Boyhood: Da Infância à Juventude)
Kirk Baxter (Garota Exemplar)
Lee Smith (Interestelar)
Tom Cross (Whiplash: Em Busca da Perfeição)

FIGURINO
Milena Canonero (O Grande Hotel Budapeste)
Mark Bridges (Vício Inerente)
Colleen Atwood (Caminhos da Floresta)
Anna B. Sheppard (Malévola)
Jacqueline Durran (Sr. Turner)

CABELO E MAQUIAGEM
Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo
Guardiões da Galáxia
O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos
Caminhos da Floresta
Malévola

EFEITOS VISUAIS
Planeta dos Macacos: O Confronto
No Limite do Amanhã
Guardiões da Galáxia
O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos
Interestelar

ANIMAÇÃO
Operação Big Hero 6 (Big Hero 6)
Festa no Céu (The Book of Life)
Os  Boxtrolls (The Boxtrolls)
Como Treinar o Seu Dragão 2 (How to Train Your Dragon 2)
Uma Aventura Lego (The Lego Movie)

FILME DE AÇÃO
Sniper Americano (American Sniper)
Capitão América: O Soldado Invernal (Captain America: The Winter Soldier)
No Limite do Amanhã (Edge of Tomorrow)
Corações de Ferro (Fury)
Guardiões da Galáxia (Guardians of the Galaxy)

Integrantes excêntricos do grupo Guardiões da Galáxia. (photo by outnow.ch)

Integrantes excêntricos do grupo Guardiões da Galáxia. (photo by outnow.ch)

ATOR EM FILME DE AÇÃO
Bradley Cooper (Sniper Americano)
Tom Cruise (No Limite do Amanhã)
Chris Evans (Capitão América: O Soldado Invernal)
Brad Pitt (Corações de Ferro)
Chris Pratt (Guardiões da Galáxia)

ATRIZ EM FILME DE AÇÃO
Emily Blunt (No Limite do Amanhã)
Scarlett Johansson (Lucy)
Jennifer Lawrence (Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1)
Zoe Saldana (Guardiões da Galáxia)
Shailene Woodley (Divergente)

COMÉDIA
Birdman
O Grande Hotel Budapeste (The Grand Budapest Hotel)
Um Santo Vizinho (St. Vincent)
Top Five
Anjos da Lei 2 (22 Jump Street)

ATOR EM COMÉDIA
Jon Favreau (Chef)
Ralph Fiennes (O Grande Hotel Budapeste)
Michael Keaton (Birdman)
Bill Murray (Um Santo Vizinho)
Chris Rock (Top Five)
Channing Tatum (Anjos da Lei 2)

Chris Rock em Top Five (photo by outnow.ch)

Chris Rock na comédia Top Five (photo by outnow.ch)

ATRIZ EM COMÉDIA
Rose Byrne (Vizinhos)
Rosario Dawson (Top Five)
Melissa McCarthy (Um Santo Vizinho)
Jenny Slate (Obvious Child)
Kristen Wiig (The Skeleton Twins)

FILME DE TERROR OU FICÇÃO CIENTÍFICA
The Babadook
Planeta dos Macacos: O Confronto (Dawn of the Planet of the Apes)
Interestelar (Interstellar)
Expresso do Amanhã (Snowpiercer)
Sob a Pele (Under the Skin)

A bela e misteriosa Scarlett Johansson em Sob a Pele (photo by outnow.ch)

A bela e misteriosa Scarlett Johansson em Sob a Pele (photo by outnow.ch)

FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
Força Maior (Turist) – SUÉCIA
Ida – POLÔNIA
Leviatã (Leviafan) – RÚSSIA
Dois Dias, Uma Noite (Deux Jours, Une Nuit) – BÉLGICA
Relatos Selvagens (Relatos Salvajes) – ARGENTINA

DOCUMENTÁRIO
Citizenfour
Glen Campbell: I’ll Be Me
Duna de Jodorowsky (Jodorowsky’s Dune)
Last Days in Vietnam
Life Itself – A Vida de Roger Ebert (Life Itself)
The Overnighters

CANÇÃO
“Big Eyes” (Grandes Olhos)
“Everything Is Awesome” (Uma Aventura Lego)
“Glory” (Selma)
“Lost Stars” (Mesmo Se Nada Der Certo)
“Yellow Flicker Beat” (Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1)

TRILHA MUSICAL
Alexandre Desplat (O Jogo da Imitação)
Johann Johannsson (A Teoria de Tudo)
Trent Reznor, Atticus Ross (Garota Exemplar)
Antonio Sanchez (Birdman)
Hans Zimmer (Interestelar)

JOVEM ATOR OU ATRIZ
Ellar Coltrane (Boyhood: Da Infância à Juventude)
Ansel Elgort (A Culpa é das Estrelas)
Mackenzie Foy (Interestelar)
Jaeden Lieberher (Um Santo Vizinho)
Tony Revolori (O Grande Hotel Budapeste)
Quvenzhane Wallis (Annie)
Noah Wiseman (The Babadook)

A emotiva Mackenzie Foy em cena de Interestelar ao lado de Matthew McConaughey (photo by outnow.ch)

A emotiva Mackenzie Foy em cena de Interestelar ao lado de Matthew McConaughey (photo by outnow.ch)

A cerimônia acontece no dia 15 de janeiro, mesmo dia em que as indicações ao Oscar serão anunciadas na manhã, ou seja, um loooongo dia para os artistas indicados em ambas as premiações.

Oscar 2015: Atores para sua consideração

Keira Knightley (The Imitation Game) - photo by outnow.ch

Pelo filme The Imitation Game: À esquerda, Keira Knightley, e ao centro, Benedict Cumberbatch, fazem parte do grupo de atores jovens e promissores de Hollywood que podem preencher as vagas do Oscar 2015 (photo by outnow.ch)

DISPUTA NAS CATEGORIAS DE ATUAÇÃO BUSCAM APOSTAS ALTERNATIVAS

Num recente levantamento feito pela Variety, houve uma previsão interessante para a categoria de Melhor Ator no Oscar 2015. Todos os cinco concorrentes podem ter sua primeira indicação! Dentre os possíveis concorrentes estão: Steve Carell (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo), Benedict Cumberbatch (The Imitation Game), Michael Keaton (Homem-Pássaro), Oscar Isaac (A Most Violent Year), Jack O’Connell (Invencível), Eddie Redmayne (The Theory of Everything) e Timothy Spall (Sr. Turner), nenhum deles jamais foi reconhecido pela Academia.

Claro que dificilmente todos os cinco serão estreantes, mas no mínimo três são bem prováveis: Steve Carell, Michael Keaton e Benedict Cumberbatch. Embora nunca tenham sido indicados, o trabalho deles vêm sendo aclamado pela crítica, e dependendo dos prêmios de associação de críticos como o National Board of Review (NBR), New York Film Critics Circle (NYFCC) e Los Angeles Film Critics Association (LAFCA), as apostas ganham consistência e podem se concretizar em indicações.

Como levantado aqui no blog (https://cinemaoscareafins.wordpress.com/2014/09/05/primeira-previa-do-oscar-2015-para-aqueles-que-nao-aguentam-esperar/), alguns atores mais conhecidos são esperados na lista como Joaquin Phoenix (Vício Inerente), Brad Pitt (Corações de Ferro) e Ralph Fiennes (O Grande Hotel Budapeste), mas outros nomes ainda precisam daquele “empurrãozinho” na campanha pela indicação.

Já na ala feminina, nomes mais conhecidos e indicados anteriormente figuram na lista. Reese Witherspoon já corre um pouco na frente pelo drama Livre. Ela ganhou o Oscar em 2006 por sua performance como June Carter em Johnny & June. Se depender do número de indicações sem vitória, Amy Adams já está no páreo por Big Eyes. Recebeu ao todo 5 indicações: 4 como coadjuvante e uma como atriz principal neste ano por Trapaça. Existe a possibilidade também de Julianne Moore entrar no bolo por Still Alice, no qual ela faz uma professora de linguística que passa a esquecer as palavras. Personagens com problemas mentais sempre largam na frente, como a Iris de Judi Dench.

Também na lista, Jessica Chastain pode concorrer pela terceira vez ao Oscar por dois trabalhos: A Most Violent Year e The Disappearence of Eleanor Rigby. Numa disputa acirrada com Jennifer Lawrence em 2013, a Academia pode tentar compensá-la pela derrota por A Hora Mais Escura. Entre as nunca indicadas, estão Felicity Jones (The Theory of Everything) e Rosamund Pike (Garota Exemplar).

CHANNING TATUM
Melhor Ator (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)

Chaning Tatum (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo) - photo by elfilm.com

Channing Tatum (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo) – photo by elfilm.com

Quando o jovem Channing Tatum se tornou um rosto famoso, ele fez uma declaração que me deixou intrigado. Na ocasião, ele teria dito que faria de tudo para ser indicado ao Oscar. Não levei muito à sério devido ao naipe das produções que ele estrelava naqueles anos como G.I. Joe: A Origem de Cobra e Ela Dança, Eu Danço, mas ele passou a chamar a atenção de diretores renomados como Steven Soderbergh e Michael Mann, chegando a esse papel em Foxcatcher.

Sob a direção de Bennett Miller, Tatum consegue imprimir uma de suas melhores performances de forma bem contida. Tentamos entender seu personagem o filme todo através de seu olhar e mesmo assim, sem grande sucesso. Seu maior “problema” para ser indicado é justamente seu parceiro de tela, Steve Carell. A Sony Pictures Classics decidiu fazer a campanha de ambos para a categoria de Melhor Ator, o que deve enfraquecer seu lado, uma vez que Carell me parece imbatível com sua interpretação fria, contida e com a prótese de nariz. O caso de Channing Tatum me lembra muito o de Mark Wahlberg, que estava bem em O Vencedor, mas ficou em segundo plano por causa de seus colegas Christian Bale e Melissa Leo, que ganharam os Oscars de coadjuvante.

JAKE GYLLENHAAL
Melhor Ator (O Abutre)

Jake Gyllenhaal (O Abutre) - photo by outnow.ch

Jake Gyllenhaal (O Abutre) – photo by outnow.ch

Jake Gyllenhaal foi indicado uma vez como coadjuvante por O Segredo de Brokeback Mountain em 2006. De lá pra cá, ele vem testando seus limites como ator em papéis diversificados em Soldado Anônimo e nos elogiados Marcados Para Morrer e Os Suspeitos, pelos quais alguns críticos acreditam que ele merecia maior reconhecimento artístico. Mas talvez ele venha agora com seu novo trabalho em O Abutre, de Dan Gilroy.

Nele, Gyllenhaal é um jornalista criminólogo que passa de observador a participante de um crime depois de muito tempo sem trabalho. A matéria da Variety aponta que não se trata de material para Oscar, o que é verdade, afinal é um filme e uma performance mais sombria que dificilmente sai premiada pela Academia, mas o ator obedeceu à cartilha de vitória no Oscar ao perder bastante peso para o papel (vencedor do Oscar deste ano, Matthew McConaughey, é um ótimo exemplo disso). Gyllenhaal perdeu mais de 13 quilos para viver o paparazoo Lou Bloom, e esta pode ser sua passagem para o tapete vermelho.

ELLAR COLTRANE
Melhor Ator (Boyhood – Da Infância à Juventude)

Ellar Coltrane (Boyhood - Da Infância à Juventude) - photo by cinemagia.ro

Ellar Coltrane (Boyhood – Da Infância à Juventude) – photo by cinemagia.ro

Com tantos atores na disputa na categoria de Melhor Ator, fica difícil de incluir o novato Ellar Coltrane até mesmo no buzz (burburinho) do Oscar. Claro que a sua conquista de 12 anos é digna de muitos prêmios, afinal, são poucos os atores que se comprometeriam a um projeto por tanto tempo de suas vidas (lembrando que o diretor Richard Linklater pediu para que os atores não fizessem alterações em seus rostos nesse período).

Obviamente, se a Academia estiver disposta a incentivar o menino, nada melhor do que uma indicação ao Oscar, certo? Em uma declaração recente, Coltrane teria dito que não tinha planos de continuar atuando, então essa decisão pode tomar rumos inesperados nessa temporada de premiação. Por um lado, o reconhecimento pode se tornar uma espécie de despedida, e de outro, um incentivo, do tipo que faltou para a cantora islandesa Björk depois da sua intensa atuação em Dançando no Escuro.

BEN AFFLECK
Melhor Ator (Garota Exemplar)

Ben Affleck (Garota Exemplar)

Ben Affleck (Garota Exemplar)

A Variety defende o posto de Ben Affleck aqui com o inedistimo de uma indicação como ator, já que já ganhou como roteirista por Gênio Indomável em 1998 e mais recentemente como produtor por Argo em 2013. Claro que a direção de David Fincher ajudou Affleck a encontrar uma atuação mais consistente, mas sinceramente? Só consigo ver Ben Affleck sendo Ben Affleck. Ele se esforça em construir a personalidade inferiorizada de Nick Dunne em meio ao caos do desaparecimento de sua esposa, mas não consigo me desvencilhar da imagem do próprio ator.

Essa interpretação me lembra um pouco a do ano passado de Tom Hanks em Capitão Phillips. Ele é capturado, torturado e mantido em cativeiro o filme todo, mas pra mim, era o Tom Hanks ali. Parecia não haver um trabalho para construir uma personagem de fato, mas apenas as reações de um personagem perante às situações absurdas do seqüestro do navio cargueiro. De qualquer forma, considero Affleck carta fora do baralho também pela forte concorrência do ano. Nem sua absurda não-indicação como diretor por Argo há dois anos vai ser compensada numa indicação aqui.

KEIRA KNIGHTLEY
Melhor Atriz (Mesmo se Nada der Certo)

Keira Knightley (Mesmo Se Nada Der Certo) - photo by outnow.ch

Keira Knightley (Mesmo Se Nada Der Certo) – photo by outnow.ch

A Academia adora quando atores soltam suas cordas vocais. Anne Hathaway, Marion Cotillard, Reese Witherspoon e Jamie Foxx são alguns exemplos recentes de vencedores da estatueta que cantaram para viver seus personagens. Nesse quesito, a jovem Keira Knightley pode ter um trunfo na manga por seu papel em Mesmo se Nada Der Certo. Nele, ela interpreta Gretta, uma dedicada cantora de Manhattan com o mesmo guarda-roupa da personagem Annie Hall (Diane Keaton em Noivo Neurótico, Noiva Nervosa), que tem que se virar depois se separar do namorado, que é uma estrela do rock.

Contudo, como a própria atriz ressaltou numa entrevista, ela gostaria que o filme tivesse sido mais visto nos cinemas, mas provavelmente só será nos formatos digitais do DVD e do Blu-ray. Os baixos números podem prejudicar sua campanha ao Oscar, mas os DVDs podem ser mais facilmente entregues aos votantes da Academia. De qualquer forma, Knightley está bem cotada para sua segunda indicação (foi previamente indicada como Melhor Atriz em 2006 por Orgulho e Preconceito), mas desta vez como coadjuvante por The Imitation Game.

ANNE DORVAL
Melhor Atriz (Mommy)

Anne Dorval (Mommy) - photo by outnow.ch

Anne Dorval (Mommy) – photo by outnow.ch

A atriz canadense Anne Dorval se mostra a mais bem cotada entre as estrangeiras a receber uma indicação em 2015. É bem provável que ela ganhe o prêmio de Melhor Atriz da Associação de Críticos de Los Angeles (LAFCA), que adora reconhecer o trabalho de atrizes estrangeiras. Só para citar algumas recentemente premiadas: as francesas Adèle Exarchopoulos e Emmanuelle Riva, as sul-corenas Jeong-hie Yun e Hye-ja Kim, e a belga Yolande Moreau. Além disso, o filme que ela protagoniza, Mommy, foi muito bem recebido em Cannes, e alguns alegam que ela foi “roubada” em sua categoria. O júri presidido pela cineasta Jane Campion resolveu premiar a atriz americana Julianne Moore por Maps to the Stars.

Em Mommy, Dorval interpreta uma mãe viúva disposta a tudo para ajudar seu filho violento e problemático. Com a categoria de Atriz não tão acirrada assim, a atriz canadense pode ter uma ótima chance de adentrar a lista de indicadas. Tudo vai depender dos prêmios dos críticos americanos até sua chegada no Globo de Ouro em janeiro.

JOHN LITHGOW
Ator Coadjuvante (O Amor é Estranho)

John Lithgow (O Amor é Estranho) - photo by cine.gr

John Lithgow (O Amor é Estranho) – photo by cine.gr

Uma das coisas que mais admiro no cinema americano é a existência de oportunidades de um ator ou atriz se reerguer. Sempre defendo que se um profissional de interpretação quer mesmo um desafio, procure o cinema americano independente. Lá, ele encontrará projetos estimulantes e desafiadores que podem  criar ou resgatar uma identidade do artista. Um que sempre cito nessas conversas é o Keanu Reeves. Se eu fosse amigo dele, falaria: “Keanu, meu filho, esqueça essas bobagens de blockbusters. Você já tem dinheiro o suficiente. Resgate sua auto-estima e procure projetos menores e independentes.” Claro que seu agente não deve compartilhar do mesmo pensamento que o meu, mas acredito que ele ainda pode resgatar um pouquinho daquela fase de Garotos de Programa (1991) e Parenthood – O Tiro que Não Saiu Pela Culatra (1990), com quem trabalhou com Gus Van Sant e Ron Howard, respectivamente.

Claro que o veterano John Lithgow não está no mesmo patamar fundo de poço de Reeves, mas digamos que ele ficou um pouco esquecido nas últimas duas décadas. Ele retomou um pouco sua popularidade com sua participação na série de TV Dexter, mas acredito que sua atuação em O Amor é Estranho pode ajudá-lo ainda mais na sua retomada.

No filme dirigido por Ira Sachs, ele é casado com Alfred Molina, formando um casal gay. Contudo, as dificuldades começam quando seu parceiro é despedido, obrigando-os a vender a casa e viver em locais diferentes até a poeira baixar e conseguir uma casa mais barata. Aqueles que viram o filme defendem que se trata do melhor trabalho de Lithgow desde O Mundo Segundo Garp (1983), e também a mais franca atuação dele desde então. Ele já foi indicado duas vezes como coadjuvante, a primeira por Garp e a segunda por Laços de Ternura, mas nunca levou. E a Academia adora retornos triunfais, tipo Alan Arkin e Christopher Plummer.

JAEDEN LIEBERHER
Melhor Ator Coadjuvante (St. Vincent)

Jaeden Lieberher (St. Vincent) - photo by cine.gr

Jaeden Lieberher (St. Vincent) – photo by cine.gr

Ok, crianças no Oscar vocês já sabem: ascensão ou maldição. Que o diga Tatum O’Neal e Haley Joel Osment (que sequer ganhou, mas desapareceu do mapa). Claro que existem casos mais raros em que o ator ou atriz-mirim conseguem driblar uma possível maldição provinda de um certo deslumbramento do Oscar e se tornar um sucesso por tempo indeterminado. O caso mais concreto disso é Jodie Foster, que atua em comerciais de TV desde os 3 anos e até hoje, com mais de 50, continua uma excelente profissional.Claro que o alto QI dela ajuda bastante, mas os pais são fundamentais nessas horas.

A Academia também gosta de fazer sua parte ao não premiar uma criança e acabar “estragando” um futuro todo de sucesso. Quando a jovem Abigail Breslin foi indicada por Pequena Miss Sunshine em 2007, seu colega de filme e veterano Alan Arkin declarou poucos dias antes da cerimônia que não gostaria que ela ganhasse para que a vitória não lhe subisse à cabeça. A Academia tem evitado indicar crianças, mas em alguns casos como o da própria Abigail, eles seriam crucificados se não o fizessem. Então, essa menção ao jovem Jaeden Lieberher tem de ser vista com cautela. Ele tem 12 anos e faz par com Bill Murray na comédia de humor negro St. Vincent.

No filme, ele faz um menino cujos pais acabam de se divorciar e acaba encontrando conforto e amizade no vizinho veterano de guerra. Dizem que sua química com Murray é tão boa e seus diálogos são tão afiados, que fica quase impossível não xingar a Academia em caso de ausência na lista de indicados…

TILDA SWINTON
Melhor Atriz Coadjuvante (Expresso do Amanhã)

Tilda Swinton (Expresso do Amanhã) - photo by outnow.ch

Tilda Swinton (Expresso do Amanhã) – photo by outnow.ch

Eu adoro Tilda Swinton. Desde os trabalhos em que ela protagoniza como Até o Fim (1999) até os que ela faz pontas como O Grande Hotel Budapeste (2014). Ela tem presença de tela e talento, uma combinação que ajudou Meryl Streep a assumir o posto que tem hoje. Ela só não foi mais indicada ou ganhou mais prêmios americanos porque ela é meio off-Hollywood.

Prova disso também são suas escolhas incomuns. Este ano, ela viveu uma espécie de líder distópica e autoritária na ficção científica futurista Expresso do Amanhã, dirigido pelo sul-coreano Bong Joon-ho. Neste futuro apocalíptico, as condições climáticas acabaram com a vida na Terra, restando apenas os passageiros do trem Snowpiercer, que viaja ao redor do globo. Ali dentro, as classes brigam entre si para ter o controle do sistema. A caracterização da personagem de Swinton chama a atenção já pelo figurino e pelos óculos fundos, e se aprofunda pelo tom de voz frio e autoritário com a imagem meio Margaret Thatcher de Meryl Streep em A Dama de Ferro.

Embora a Academia não saiba admirar uma boa atuação no gênero (aliás, uma das poucas atuações de ficção científica indicadas foi de Sigourney Weaver em Aliens, o Resgate em 1987), espero que o filme seja bem recebido pelos votantes e que pelo menos considerem o talento de Swinton. Ela ganhou um Oscar de coadjuvante em 2008 por Conduta de Risco.

 

* As indicações ao Oscar 2015 serão conhecidas no dia 15 de janeiro, e a cerimônia será no dia 22 de fevereiro.