‘ZOOLANDER 2’ e ‘BATMAN VS SUPERMAN’ lideram as indicações do FRAMBOESA DE OURO

batman-v-superman-dawn-of-justice-mit-henry-cavill

Ben Affleck e Henry Cavill em Batman vs Superman: A Origem da Justiça. Ambos foram indicados a Pior Ator: páreo duro. Pic by moviepilot.de

CONTINUAÇÕES E REFILMAGENS CONTINUAM SEU REINADO NO FRAMBOESA

Ok, primeiramente, peço desculpas pelo atraso neste post. O pessoal do Framboesa de Ouro anunciou seu indicados lá no dia 23 de janeiro, mas devido a alguns contratempos e maior urgência em outros posts como as indicações do Oscar, acabei dando prioridade.

Bom, estou postando sobre o Framboesa porque acho um prêmio super necessário. Hoje o cinema virou um mega parque de diversões para produtores que só pensam em refilmagens, sequências e efeitos especiais. Ninguém mais quer arriscar em inovações ou mesmo fazer cinema adulto (não, não pornôs, mas dramas sérios como Manchester à Beira-Mar, por exemplo).

Aí você pensa: “Mas Batman vs. Superman faturou não sei quantos milhões de dólares! Como o Framboesa de Ouro vai impedir novas catástrofes diante de tantas cifras?”. Sim, é verdade. Os verdadeiros responsáveis pelas bombas do cinema estão em suas jacuzzis, rodeados de modelos, tomando martinis. A premiação do Framboesa não vai ferir nem um pouco seus egos inflados. Eles só serão punidos quando seus filmes não faturarem alto nas bilheterias.

Assim aconteceu com Zoolander 2, a sequência que chegou quinze anos atrasada. Onde estava Ben Stiller com a cabeça? A produção sobre o universo da moda custou 50 milhões de dólares, e faturou apenas 28 nos EUA. Isso sim foi uma punição por se acomodar em continuações. Acho que a única sequência atrasada que deu certo foi Toy Story 3 (houve um hiato de 11 anos do segundo para o terceiro filme), porque a Pixar soube caprichar no roteiro.

zoolander-2

Ben Stiller, Penelope Cruz e Owen Wilson na sequência Zoolander 2, recordista de indicações no Framboesa de Ouro. Pic by moviepilot.de

Enquanto as outras premiações reconhecem os melhores e buscam estimular mais trabalhos interessantes e inovadores, o Framboesa tem a missão mais árdua de todas: escolher os piores e tentar evitar filmes catastróficos, e há 37 anos!

No caso do Framboesa de Ouro, vou parafrasear a atriz Glória Pires na transmissão do Oscar na Globo: “Não posso opinar”. Já me falta tempo para ver tantos bons filmes que acaba não sobrando tempo para ver os ruins. Entre todos os indicados aqui, assisti ao todo 3 filmes: Batman vs Superman, Deuses do Egito (um amigo meu me obrigou a acompanhá-lo porque é fã do diretor Alex Proyas) e Esquadrão Suicida, que vi em casa mesmo, depois de tanto falarem mal que acabei tendo curiosidade. E sim, é péssimo mesmo. Aliás, não sei como não está indicado a Pior Filme e em quase todas as categorias. Pegaram leve com essa adaptação da DC Comics, que errou em absolutamente tudo! Exceto o trailer, que vendeu um filme maravilhoso!

Também incluiria o novo Caça-Fantasmas (apesar do esforço por parte do elenco feminino, essa continuação está completamente deslocada para o público de hoje) e a sequência Bruxa de Blair. Pra que mexer no que já é bom? Embora haja trocentos críticos do primeiro A Bruxa de Blair (1999), considero um dos filmes de terror mais inovadores das últimas décadas. O estilo “mocumentary” (ou falso documentário) fez escola no gênero e até hoje se usa muita câmera na mão por causa do filme. Fazer um novo filme sobre o tema foi desnecessário. A única “inovação” à fórmula foi o uso de tecnologia por parte dos personagens perdidos na floresta: celulares e drones.

blair-witch-mit-james-allen-mccune-valorie-curry-callie-hernandez-corbin-reid-brandon-scott-und-wes-robinson.jpg

Bruxa de Blair: o legado se resume a um bando de jovens cuja morte não nos importamos (pic by moviepilot.de)

E por último, adorei a indicação para o elenco do filme Beleza Oculta. Pra quem acompanha o blog, sabe que peguei um bode tremendo do ator Will Smith depois que ele e sua querida esposa Jada Pinkett decidiram não ir ao Oscar por causa da “falta de diversidade”. Adorei quando o Chris Rock falou na cerimônia (não exatamente nessas palavras): “Estou cagando pra Jada Pinkett  não vir ao Oscar, porque ela nem foi convidada!”. Will Smith foi querer fazer filme pra ganhar Oscar e acabou parando no Framboesa. Ops! Pior que ele não foi pro fundo do poço sozinho. Conseguiu convencer e arrastar nomes de peso como Helen Mirren, Kate Winslet, Edward Norton, Keira Knightley e até a indicada ao Oscar este ano, Naomie Harris.

verborgene-schonheit-mit-will-smith.jpg

O tiro saiu pela culatra: Will Smith faz Beleza Colateral pensando em Oscar e acaba parando no Framboesa de Ouro, e acaba arrastando um monte de bons atores junto. Pic by moviepilot.de

INDICADOS AO 37º FRAMBOESA DE OURO (RAZZIE AWARDS):

PIOR FILME

  • Batman vs Superman: A Origem da Justiça
  • Tirando o Atraso (Dirty Grandpa)
  • Deuses do Egito (Gods of Egypt)
  • Hillary’s America: The Secret History of the Democratic Party
  • Independence Day: O Ressurgimento (Independence Day: Resurgence)
  • Zoolander 2 (Zoolander 2)

PIOR ATOR

  • Ben Affleck (Batman vs Superman: A Origem da Justiça)
  • Gerard Butler (Deuses do Egito) (Invasão a Londres)
  • Henry Cavill (Batman vs Superman: A Origem da Justiça)
  • Robert De Niro (Tirando o Atraso)
  • Dinesh D’Souza – como ele mesmo (Hillary’s America: The Secret History of the Democratic Party)
  • Ben Stiller (Zoolander 2)

PIOR ATRIZ

  • Megan Fox (As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras)
  • Tyler Perry – como Madea (Boo! A Madea Halloween)
  • Julia Roberts (O Maior Amor do Mundo)
  • Becky Turner – como Hillary Clinton (Hillary’s America: The Secret History of the Democratic Party)
  • Naomi Watts (A Série Divergente: Convergente) (Refém do Medo)
  • Shailene Woodley (A Série Divergente: Convergente)

PIOR ATRIZ COADJUVANTE

  • Julianne Hough (Tirando o Atraso)
  • Kate Hudson (O Maior Amor do Mundo)
  • Aubrey Plaza (Tirando o Atraso)
  • Jane Seymour (Cinquenta Tons de Preto)
  • Sela Ward (Independence Day: O Ressurgimento)
  • Kristen Wiig (Zoolander 2)

PIOR ATOR COADJUVANTE

  • Nicolas Cage (Snowden: Herói ou Traidor)
  • Johnny Depp (Alice Através do Espelho)
  • Will Ferrell (Zoolander 2)
  • Jesse Eisenberg (Batman vs Superman: A Origem da Justiça)
  • Jared Leto (Esquadrão Suicida)
  • Owen Wilson (Zoolander 2)

PIRO DIRETOR

  • Dinesh D’Souza (Hillary’s America: The Secret History of the Democratic Party)
  • Roland Emmerich (Independence Day: O Ressurgimento)
  • Tyler Perry (Boo! A Madea Halloween)
  • Alex Proyas (Deuses do Egito)
  • Zack Snyder  (Batman vs Superman: A Origem da Justiça)
  • Ben Stiller (Zoolander 2)

PIOR ROTEIRO

  • Batman vs Superman: A Origem da Justiça
  • Tirando o Atraso
  • Deuses do Egito
  • Hillary’s America: The Secret History of the Democratic Party
  • Independence Day: O Ressurgimento
  • Esquadrão Suicida

PIOR REMAKE, ADAPTAÇÃO OU SEQUÊNCIA

  • Alice Através do Espelho
  • Batman vs Superman: A Origem da Justiça
  • Cinquenta Tons de Preto
  • Independence Day: O Ressurgimento
  • As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras
  • Zoolander 2

PIOR COMBO EM TELA

  • Ben Affleck e seu pior inimigo para sempre Henry Cavill (Batman vs Superman: A Origem da Justiça)
  • Qualquer deus egípcio ou mortal (Deuses do Egito)
  • Johnny Depp e seu visual vibrante e nauseante (Alice Através do Espelho)
  • O elenco inteiro de antes respeitáveis atores (Beleza Oculta)
  • Tyler Perry e sua velha peruca de sempre (Boo! A Madea Halloween)
  • Ben Stiller e seu amigo quase engraçado Owen Wilson (Zoolander 2)

***

Tradicionalmente, a cerimônia do Framboesa ocorre sempre um dia antes do Oscar. Neste ano, marcado para dia 25 de fevereiro.

‘Spotlight’ leva o Oscar de Melhor Filme e de Roteiro Original

oscar spotlight (2)

O produtor Michael Sugar discursa pela vitória de Spotlight – Segredos Revelados ao lado de equipe e elenco. (photo by g1.globo.com)

oscars-press-4-win_3585151k

Actors photo, da esquerda para direita: Mark Rylance, Brie Larson, Leonardo DiCaprio e Alicia Vikander (photo by telegraph.co.uk)

COMO HÁ MUITO NÃO SE VIA, ‘SPOTLIGHT’ FOI O GRANDE VENCEDOR COM APENAS DUAS ESTATUETAS DO OSCAR

Embora tenha sido um dos favoritos a ganhar Melhor Filme, a vitória de Spotlight – Segredos Revelados surpreendeu a todos porque até pouco antes do anúncio só tinha levado Roteiro Original. Literalmente, levou o primeiro e o último prêmio da noite! Trata-se da primeira  produção a vencer apenas com duas estatuetas depois de O Melhor Espetáculo da Terra, de Cecil B. DeMille, no longínquo ano de 1953.

Spotlight se consagrou por sua temática de denúncia de abusos sexuais cometidos por padres católicos, revelados pelo Boston Globe. É um filme sério, com um bom elenco, mas à parte de seu tema, convencional e com cara de telefilme. Acho que o prêmio de Roteiro Original já estava de bom tamanho para o filme de Tom McCarthy. Indo além, teria indicado Liev Schreiber como Ator Coadjuvante e premiado o ator, pra dar aquela “incrementada” nessa campanha! Será que foi uma boa escolha? Só o tempo dirá, mas está com cara daquelas futuras injustiças do tipo “Nossa, deveria ter perdido para Mad Max!”

E falando nele, o maior vencedor da noite foi Mad Max: Estrada da Fúria, com 6 estatuetas: Montagem, Direção de Arte, Figurino, Maquiagem, Som e Efeitos Sonoros. Foi engraçado porque o filme de George Miller estava ganhando tudo desde o início! Como muitos sabem, essa alegria dura pouco no Oscar. Eu previa que Mad Max teria o mesmo destino de A Invenção de Hugo Cabret, que no final, perdeu para O Artista, que no caso seria O Regresso. Mas foi Spotlight que roubou a cena! Se George Miller não foi coroado como Melhor Diretor, pelo menos, ele viu sua esposa, Margaret Sixel, levar o Oscar de Montagem.

Oscar Mad-Max-Oscars

Margaret Sixel leva o Oscar de Montagem para Mad Max: Estrada da Fúria, dirigido por seu marido George Miller. O filme levou seis estatuetas de categorias técnicas. (photo by Getty through businessinsider.com.au)

O Regresso tinha tudo para ser o grande vencedor da noite: havia ganhado Melhor Fotografia, Diretor (aliás, o segundo consecutivo de Alejandro G. Iñárritu, e o terceiro consecutivo para um mexicano!) e Ator. Talvez a experiência transcendental não tenha sido comprada pela maioria dos votantes, e querendo ou não, a falta de uma indicação a Roteiro fez falta.

De qualquer forma, é o filme que finalmente trouxe o Oscar para Leonardo DiCaprio. Sim, agora chega desses memes, viu povo da internet? No clipe que mostram antes do anúncio, colocaram um trecho em que DiCaprio fala a língua indígena como se quisessem dizer: “Tá vendo? Estamos dando o Oscar para ele porque ele também fala outro idioma, e não só porque foi mordido pela ursa!”. DiCaprio foi ovacionado pela platéia, denotando que se trata de um ator muito querido por seus colegas de trabalho. Kate Winslet foi uma das mais exaltadas com a vitória dele, já que são amigos de longa data, desde Titanic!

oscar IndiaTv864992_leonardo

Não, não é uma montagem! Leonardo DiCaprio finalmente ganha seu Oscar e põe fim a jejum e aos memes da internet. (photo by indiatvnews.com)

E quanto às surpresas da noite? Acho que a maior foi a vitória de Mark Rylance sobre Sylvester Stallone. Não que o primeiro não merecesse ganhar (que por sinal, rouba todas as cenas em que aparece em Ponte dos Espiões), mas depois de toda a torcida desde o Globo de Ouro, todos esperavam uma vitória bastante emotiva. Quando ele perdeu, na hora, pensei: “Depois dessa, nunca mais vai haver outra chance de premiar Stallone!”.

Esta foi a surpresa negativa, na minha opinião. Já a surpresa positiva foi a derrota de Lady Gaga na categoria de Melhor Canção Original. Não sei quem acompanhou, mas a cantora estava com um excesso de exposição na mídia que, sinceramente, cansei. No ano passado, ela já fez aquela homenagem desnecessária cantando as trocentas músicas de A Noviça Rebelde, aí este ano, ela ganha aquele Globo de Ouro duvidoso de American Horror Story: Hotel. Desde o início do ano, ela vinha fazendo uma campanha ferrenha pela canção “Til It Happens to You” e do documentário The Hunting Ground, que acabou gerando até uma controvérsia no Twitter, quando uma colaboradora revelou que Lady Gaga não teria contribuído de fato na composição da canção, entrando de gaiato ao lado de Diane Warren. Pena que Gaga perdeu para uma canção meia-boca de James Bond.

oscar lady gaga c47c761bdddacc0a910f6a706700e560_tx600

Lady Gaga canta sua canção “Til it Happens to You” na cerimônia do Oscar (photo by sandiegouniontribune.com)

Gostei da premiação de Ex-Machina: Instinto Artificial como Melhores Efeitos Visuais. Com tantas produções repletas de efeitos de computação megalomaníacos e em peso, é interessante ver que a Academia conseguiu enxergar o trabalho minucioso e conciso de efeitos digitais nesta modesta ficção científica. Acho que independente da época, os efeitos são bons quando bem utilizados e realmente necessários.

Para o hall dos meus likes, adorei ver o mestre Ennio Morricone premiado com um Oscar competitivo. Tudo bem que ele já havia sido honrado com o Oscar Honorário em 2007, mas convenhamos que ganhar numa categoria é infinitamente melhor! Quando seu nome foi anunciado, ele foi aplaudido de pé por todos os presentes, e entregou um discurso em italiano, passado para o inglês por um tradutor que o acompanhou. Foi bacana ver que Morricone ganhou seu Oscar graças a Quentin Tarantino, um fã obecado por western spaghettis, cujas trilhas foram compostas pelo mesmo Ennio Morricone.

oscar2016-vincitori-morricone2-1000x600

Mestre Ennio Morricone discursa em italiano, traduzido para o inglês pelo tradutor ao lado (photo by panorama.it)

A grande surpresa que estava aguardando não aconteceu. Saoirse Ronan batendo Brie Larson! Ela interpretou Eilis de forma tão cativante que gostaria muito que ela ganhasse. Mas Larson foi mais esperta e fez uma campanha impecável. Ela literalmente esteve lá, em tudo quanto é festival, cerimônias e entrevistas. Pela dedicação, ganhou status de queridinha do cinema americano. Só espero que ela aproveite esse Oscar e possa fazer escolhas sábias para futuros projetos, já que ela é uma vencedora do Oscar agora.

Oscar GettyImages-512946466.0

Brie Larson recebe seu Oscar das mãos de Eddie Redmayne por O Quarto de Jack (photo by theverge.com)

Embora tenha achado super estranho, não desaprovo a idéia de botar aqueles letreiros correndo na parte de baixo da tela para adiantar os agradecimentos dos vencedores na tentativa de reduzir os discursos longos e chatos. A idéia teve boas intenções, mas acho que não funcionou de fato, especialmente com Alejandro González Iñárritu, que queria uns 3 minutos de agradecimento. Fico imaginando a cena de todos os indicados tentando lembrar todas as pessoas que o indivíduo quer agradecer caso vença para um estagiário anotando tudo num iPad. Só em Hollywood mesmo!

Mas todo ano faço a mesma reclamação: se estão tentando reduzir tanto tempo asssim, por que insistem em manter essas piadinhas de apresentadores que parecem intermináveis? Só porque está escrito num teleprompter? A pior de todas foi a Sarah Silverman, que falou, falou e falou, e não conseguia arrancar nem sorrisos amarelos da platéia. Por favor, Academia, vamos rever essas introduções e escolher melhores apresentadores!

Quanto à cerimônia em si, apesar dos esforços, acho que Chris Rock pegou leve nas críticas. Na verdade, ele falou algumas verdades que precisavam ser ditas após a polêmica envolvendo atores negros não terem sido indicados. “Nos anos 50 e 60, também houve Oscars sem nenhum ator negro indicado, mas ninguém protestava. E você sabe por quê? Porque tínhamos coisas reais para se protestar na época. Estávamos ocupados demais sendo estuprados e linchados para nos importar com quem iria ganhar Melhor Fotografia! Quando sua avó está enforcada na árvore, é difícil se importar com curta-documentário estrangeiro”  – e isso reflete bastante o que vivemos hoje, com essa vigilância politicamente correta constante que enxerga tudo como uma ofensa. Ele cutucou também o boicote: “Jada Pinkett Smith boicotando o Oscar é como eu boicotar a calcinha da Rihanna. Eu não fui convidado!” – se eu estivesse lá, aplaudiria de pé esse comentário. Foi bom que Chris Rock foi o host da noite, pois por ser negro, permitiu falar abertamente sobre essa tal polêmica com propriedade. Imaginem um branco falando essas coisas… seria crucificado e queimado vivo!

APTOPIX 88th Academy Awards - Show

Chris Rock faz seu monólogo de abertura com piadas sobre as controvérsias do Oscar “racista”. (Photo by Chris Pizzello/Invision/AP)

Chris Rock e outros artistas negros fizeram uma boa paródia ao estilo de Billy Crystal, inserindo-se em cenas de filmes protagonizados por atores brancos. A melhor foi do próprio Rock, substituindo Matt Damon em cena de Perdido em Marte. Na central de comando da Nasa, os personagens de Jeff Daniels e Kristen Wiig discutem o resgate do astronauta em Marte: “Vamos gastar 25 milhões de dólares para trazer um astronauta negro de volta?”. Definitivamente, um jeito criativo de cutucar sem soar racista ou quadrado.

Ele fez uma encenação com as supostas filhas dele, vendendo biscoitos de escoteiras para as celebridades. Embora tenha ficado bom, Ellen DeGeneres fez algo semelhante há dois anos, mas de forma muito mais inusitada e despretensiosa, quando pediu pizza e foi coletar dinheiro para pagar a conta. “Onde está Harvey Weinstein? Sem pressão! Apenas um bilhão de pessoas assistindo”.

A homenagem In Memoriam aos falecidos ficou bonita, ainda mais com a interpretação de “Blackbird” (escolha bastante coerente) por Dave Grohl ao vivo. Grandes perdas relembradas ficaram mais emocionantes.

No final, acho que os resultados condisseram com o inesperado. Spotlight levando dois Oscars, Mark Rylance batendo Stallone, 007 Contra Spectre batendo o circo em volta de Lady Gaga e os efeitos simples de Ex-Machina batendo os peixes grandes como Star Wars e Mad Max. Uma premiação atípica para um ano atípico.

Seguem todos os vencedores do Oscar 2016:

MELHOR FILME
* Spotlight – Segredos Revelados (Spotlight)

MELHOR DIRETOR
* Alejandro González Iñárritu (O Regresso)

MELHOR ATOR
* Leornardo DiCaprio (O Regresso)

MELHOR ATRIZ
* Brie Larson (O Quarto de Jack)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
* Mark Rylance (Ponte dos Espiões)

oscar_highlights_290216_11-840x571

Mark Rylance levou Ator Coadjuvante por Ponte dos Espiões, batendo Sylvester Stallone. (photo by themalaimailonline.com)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
* Alicia Vikander (A Garota Dinamarquesa)

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
* Josh Singer, Tom McCarthy (Spotlight – Segredos Revelados)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
* Charles Randolph, Adam McKay (A Grande Aposta)

MELHOR FOTOGRAFIA
* Emmanuel Lubezki (O Regresso)

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
* Colin Gibson, Katie Sharrock, Lisa Thompson (Mad Max: Estrada da Fúria)

MELHOR MONTAGEM
* Margaret Sixel (Mad Max: Estrada da Fúria)

MELHOR FIGURINO
* Jenny Beavan (Mad Max: Estrada da Fúria)

MELHOR MAQUIAGEM E CABELO
* Mad Max: Estrada da Fúria

MELHOR TRILHA MUSICAL ORIGINAL
* Ennio Morricone (Os 8 Odiados)

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
* “Writing’s on the Wall”, de Jimmy Napes e Sam Smith (007 Contra Spectre)

MELHOR SOM
* Mad Max

MELHORES EFEITOS SONOROS
* Mad Max: Estrada da Fúria

MELHORES EFEITOS VISUAIS
* Ex-Machina: Instinto Artificial

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
* Filho de Saul, de László Nemes (HUNGRIA)

MELHOR ANIMAÇÃO
* Divertida Mente

MELHOR DOCUMENTÁRIO
* Amy

MELHOR DOCUMENTÁRIO-CURTA
* A Girl in the River: The Price of Forgiveness

MELHOR CURTA-METRAGEM
* Stutterer

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO
* Bear Story

E pra fechar com chave de ouro, a mais belamente vestida da noite: Saoirse Ronan.

88th Annual Academy Awards - Arrivals

Saoirse Ronan no tapete vermelho num belo vestido esmeralda da Calvin Klein Collection. (Photo by Jason Merritt/Getty Images through Just Jared)

88th Annual Academy Awards - Arrivals

Saoirse Ronan e sua fenda nas costas ousada. (Photo by Jason Merritt/Getty Images through Just Jared)

‘Trumbo’ lidera com 3 indicações ao SAG Awards 2016

TRUMBO 2

Helen Mirren e Bryan Cranston, ambos indicados ao SAG, em cena de Trumbo (photo by cine.gr)

MEIO ESQUECIDO ATÉ ENTÃO, DRAMA SOBRE ROTEIRISTA DE LISTA NEGRA DE HOLLYWOOD SURPREENDE NO SAG

* Antes de começar o post, vou fazer uma ressalva. O calendário das premiações bateram cabeça este ano: o Globo de Ouro anunciou seus indicados UM DIA depois do SAG. Pela ordem de importância, a repercussão do SAG durou menos de um dia! E outra: Nem deu tempo de digerir o SAG! Escrever dois posts dessa magnitude em dois dias consecutivos é sacanear com este blogueiro! Enfim… vamos ao que interessa. Primeiro o SAG Awards.

Depois de Perdido em Marte ter levado o Hollywood Film Awards, depois de Mad Max: Estrada da Fúria levar o National Board of Review, depois de Carol ter vencido o New York Film Critics Circle e depois de Spotlight bater a concorrência no Los Angeles Film Critics Association, chegou a vez de… Trumbo.

Anna Faris e Anthony Mackie anunciaram as indicações ao 22º SAG Awards

Apesar da cara de telefilme, Trumbo se beneficiou da regra número 1 do SAG Awards: as performances dos atores acima de tudo. Além de contar com os queridos do sindicato de atores, Helen Mirren e Bryan Cranston, o elenco ainda conta com nomes de peso como Diane Lane, John Goodman, Louis C.K., Elle Fanning e Michael Stuhlbarg, fato que rendeu a indicação de Melhor Elenco. No Oscar, o filme pode (e deve) conquistar as indicações para Cranston e Mirren, assim como Roteiro Adaptado e até Filme, não necessariamente por sua qualidade fílmica, mas pela grandeza de seu tema do roteirista da lista negra de Hollywood. A Academia adora destacar filmes metalinguísticos e que valorizem sua história, mesmo que negra.

Já entre as produções vencedoras dos demais prêmios citados acima, Carol e Spotlight conseguiram duas indicações cada no SAG. Enquanto o primeiro reconheceu o trabalho de Cate Blanchett e Rooney Mara como atriz e atriz coadjuvante respectivamente, o segundo proporcionou Melhor Elenco e atriz coadjuvante para Rachel McAdams. Curiosamente, Spotlight é um drama composto por um elenco quase todo masculino, interpretando jornalistas e pessoas ligadas à Igreja, mas foi McAdams apenas que conseguiu indicação solo. As expectativas eram altas para Michael Keaton e Mark Ruffalo como coadjuvantes, mas ficaram de fora, muito provavelmente por competirem entre si.

Entre as surpresas, destaque para a indicação do pequeno Jacob Tremblay (O Quarto de Jack) e Christian Bale (A Grande Aposta) na categoria de coadjuvante. Eles bateram Keaton e Ruffalo por Spotlight, assim como Benicio Del Toro (Sicario: Terra de Ninguém) e Sylvester Stallone (Creed: Nascido Para Lutar).

JACOB TREMBLAY ROOM

Ao lado de Brie Larson, o pequeno Jacob Tremblay em cena de O Quarto de Jack (photo by outnow.ch)

Embora a categoria de Melhor Elenco não represente garantia de muita coisa no Oscar, uma vez que já indicou os elencos de O Mordomo da Casa Branca, O Exótico Hotel Marigold, Missão Madrinha de Casamento, Nine, Hairspray: Em Busca da Fama, Os Indomáveis, Bobby e O Agente da Estação, não deixa de ser curiosa a indicação única de Straight Outta Compton: A História do N.W.A. Formado por um elenco quase todo de desconhecidos, o filme bateu fortes concorrentes como Os 8 Odiados e Steve Jobs.

Straight Outta Compton

Elenco de Straight Outta Compton: A História do N.W.A., com Ice Cube (segundo no alto), além de Paul Giamatti (photo by cine.gr)

Contudo, a grande surpresa mesmo ficou na categoria de Melhor Atriz. Num ano super concorrido, é curiosa a presença de Sarah Silverman por I Smile Back. Conhecida por seu talento cômico nas apresentações do Saturday Night Live e solos, ela consegue um grande feito por sua atuação dramática. Aliás, isso muito me lembra a trajetória de Jennifer Aniston por Cake: Uma Razão Para Viver, que fez campanha, foi indicada ao SAG e Globo de Ouro, mas ficou de fora do Oscar. Nesse filme, Silverman faz uma esposa dedicada à família, mas que tem problemas com drogas, depressão e casos extraconjugais

i smile back

Sarah Silverman em cena de I Smile Back (photo by outnow.ch)

Entre outras curiosidades estão as duas indicações para Helen Mirren (Atriz por A Dama Dourada e Coadjuvante por Trumbo); a primeira participação da Netflix nas categorias de cinema com Beasts of No Nation, confirmando crescimento estratosférico do sistema de streaming no cinema; e para os fãs de Leonardo DiCaprio, eis que ressurge no SAG! Se Leo estiver na lista do Globo de Ouro, sua presença no Oscar é garantida. 6ª indicação e 1ª vitória? Por falta de torcida na internet não vai ser…

Num ano atípico, não há favoritos dominando boa parte dos prêmios até o momento. Cada filme tem seu ponto forte que deve ser reconhecido ao longo da temporada e no Oscar. Exemplificando:

  • Mad Max: Estrada da Fúria
    Direção, Fotografia, Montagem, Direção de Arte, Figurino, Maquiagem e tudo que envolve som e efeitos visuais
  • Carol
    Direção, Atrizes, Roteiro Original, Fotografia, Direção de Arte e Figurino
  • Spotlight
    Atores, Roteiro Original e Montagem
  •  Trumbo
    Atores, Roteiro Adaptado e Figurino
  • A Garota Dinamarquesa
    Direção, Atores, Roteiro Adaptado, Direção de Arte, Figurino e Trilha Musical
  • As Sufragistas
    Atrizes, Roteiro Original e Figurino
  • Perdido em Marte
    Direção, Atores, Roteiro Adaptado e Montagem
  • Steve Jobs
    Direção, Atores, Roteiro Adaptado e Montagem
  • Ponte dos Espiões
    Direção, Atores, Roteiro Original, Fotografia, Montagem, Trilha Musical, Direção de Arte e Figurino
  • Joy: O Nome do Sucesso
    Direção, Atores e Roteiro Original
  • Os 8 Odiados
    Atores, Roteiro Original, Fotografia, Montagem, Direção de Arte, Figurino e Trilha Musical

Nas categorias de televisão, a Netflix liderou com House of Cards, estrelada por Kevin Spacey e Robin Wright.

Seguem os indicados ao 22º SAG Awards:

CINEMA

Outstanding Performance by a Male Actor in a Leading Role
BRYAN CRANSTON / Dalton Trumbo – TRUMBO
JOHNNY DEPP / James “Whitey” Bulger – ALIANÇA DO CRIME
LEONARDO DiCAPRIO / Hugh Glass – O REGRESSO
MICHAEL FASSBENDER / Steve Jobs – STEVE JOBS
EDDIE REDMAYNE / Einar Wegener/Lili Elbe – A GAROTA DINAMARQUESA

Outstanding Performance by a Female Actor in a Leading Role
CATE BLANCHETT / Carol Aird – CAROL
BRIE LARSON / Ma – O QUARTO DE JACK
HELEN MIRREN / Maria Altmann – A DAMA DOURADA
SAOIRSE RONAN/ Eilis – BROOKLYN
SARAH SILVERMAN / Laney Brooks – I SMILE BACK

Outstanding Performance by a Male Actor in a Supporting Role
CHRISTIAN BALE / Michael Burry – A GRANDE APOSTA
IDRIS ELBA / Commandant – BEASTS OF NO NATION
MARK RYLANCE / Abel Rudolph – PONTE DOS ESPIÕES
MICHAEL SHANNON / Rick Carver – 99 HOMES
JACOB TREMBLAY / Jack – O QUARTO DE JACK

Outstanding Performance by a Female Actor in a Supporting Role
ROONEY MARA / Therese Belivet – CAROL
RACHEL McADAMS / Sacha Pfeiffer – SPOTLIGHT
HELEN MIRREN / Hedda Hopper – TRUMBO
ALICIA VIKANDER / Gerda Wegener – A GAROTA DINAMARQUESA
KATE WINSLET / Joanna Hoffman – STEVE JOBS

Outstanding Performance by a Cast in a Motion Picture
BEASTS OF NO NATION (Netflix)
ABRAHAM ATTAH
KURT EGYIAWAN
IDRIS ELBA

A GRANDE APOSTA (Paramount Pictures)
CHRISTIAN BALE
STEVE CARELL
RYAN GOSLING
MELISSA LEO
HAMISH LINKLATER
JOHN MAGARO
BRAD PITT
RAFE SPALL
JEREMY STRONG
MARISA TOMEI
FINN WITTROCK

SPOTLIGHT (Open Road Films)
BILLY CRUDUP
BRIAN D’ARCY JAMES
MICHAEL KEATON
RACHEL McADAMS
MARK RUFFALO
LIEV SCHREIBER
JOHN SLATTERY
STANLEY TUCCI

STRAIGHT OUTTA COMPTON (Universal Pictures)
NEIL BROWN JR.
PAUL GIAMATTI
COREY HAWKINS
ALDIS HODGE
O’SHEA JACKSON JR.
JASON MITCHELL

TRUMBO (Bleecker Street)
ADEWALE AKINNUOYE-AGBAJE
LOUIS C.K.
BRYAN CRANSTON
DAVID JAMES ELLIOTT
ELLE FANNING
JOHN GOODMAN
DIANE LANE
HELEN MIRREN
MICHAEL STUHLBARG
ALAN TUDYK

TELEVISÃO

Outstanding Performance by a Male Actor in a Television Movie or Miniseries
IDRIS ELBA / DCI John Luther – LUTHER
BEN KINGSLEY / Grand Vizier Ay – TUT
RAY LIOTTA / Lorca/Tom Mitchell – TEXAS RISING
BILL MURRAY / Himself – A VERY MURRAY CHRISTMAS
MARK RYLANCE / Thomas Cromwell – WOLF HALL

Outstanding Performance by a Female Actor in a Television Movie or Miniseries
NICOLE KIDMAN / Grace – GRACE OF MONACO
QUEEN LATIFAH / Bessie Smith – BESSIE
CHRISTINA RICCI / Lizzie Borden – THE LIZZIE BORDEN CHRONICLES
SUSAN SARANDON / Gladys Mortenson – THE SECRET LIFE OF MARILYN MONROE
KRISTEN WIIG / Delores DeWinter – THE SPOILS BEFORE DYING

Outstanding Performance by a Male Actor in a Drama Series
PETER DINKLAGE / Tyrion Lannister – GAME OF THRONES
JON HAMM / Don Draper – MAD MEN
RAMI MALEK / Elliot – MR. ROBOT
BOB ODENKIRK / Jimmy McGill – BETTER CALL SAUL
KEVIN SPACEY / Francis Underwood – HOUSE OF CARDS

Outstanding Performance by a Female Actor in a Drama Series
CLAIRE DANES / Carrie Mathison – HOMELAND
VIOLA DAVIS / Annalise Keating – HOW TO GET AWAY WITH MURDER
JULIANNA MARGULIES / Alicia Florrick – THE GOOD WIFE
MAGGIE SMITH / Violet Crawley, Dowager Countess of Grantham – DOWNTON ABBEY
ROBIN WRIGHT / Claire Underwood – HOUSE OF CARDS

Outstanding Performance by a Male Actor in a Comedy Series
TY BURRELL / Phil Dunphy – MODERN FAMILY
LOUIS C.K. / Louie – LOUIE
WILLIAM H. MACY / Frank – SHAMELESS
JIM PARSONS / Sheldon Cooper – THE BIG BANG THEORY
JEFFREY TAMBOR / Maura Pfefferman – TRANSPARENT

Outstanding Performance by a Female Actor in a Comedy Series
UZO ADUBA / Suzanne “Crazy Eyes” Warren – ORANGE IS THE NEW BLACK
EDIE FALCO / Jackie Peyton – NURSE JACKIE
ELLIE KEMPER / Kimmy Schmidt – UNBREAKABLE KIMMY SCHMIDT
JULIA LOUIS-DREYFUS / President Selina Meyer – VEEP
AMY POEHLER / Leslie Knope – PARKS AND RECREATION

Outstanding Performance by an Ensemble in a Drama Series
DOWNTON ABBEY (Masterpiece/PBS)
HUGH BONNEVILLE
LAURA CARMICHAEL
JIM CARTER
RAQUEL CASSIDY
BRENDAN COYLE
TOM CULLEN
MICHELLE DOCKERY
KEVIN DOYLE
JOANNE FROGGATT
LILY JAMES
ROBERT JAMES-COLLIER
ALLEN LEECH
PHYLLIS LOGAN
ELIZABETH McGOVERN
SOPHIE McSHERA
LESLEY NICOL
JULIAN OVENDEN
DAVID ROBB
MAGGIE SMITH
PENELOPE WILTON

GAME OF THRONES (HBO)
ALFIE ALLEN
IAN BEATTIE
JOHN BRADLEY
GWENDOLINE CHRISTIE
EMILIA CLARKE
MICHAEL CONDRON
NIKOLAJ COSTER-WALDAU
BEN CROMPTON
LIAM CUNNINGHAM
STEPHEN DILLANE
PETER DINKLAGE
NATHALIE EMMANUEL
TARA FITZGERALD
JEROME FLYNN
BRIAN FORTUNE
JOEL FRY
AIDAN GILLEN
IAIN GLEN
KIT HARINGTON
LENA HEADEY
MICHIEL HUISMAN
HANNAH MURRAY
BRENOCK O’CONNOR
DANIEL PORTMAN
IWAN RHEON
OWEN TEALE
SOPHIE TURNER
CARICE VAN HOUTEN
MAISIE WILLIAMS
TOM WLASCHIHA

HOMELAND (Showtime)
F. MURRAY ABRAHAM
ATHEER ADEL
CLAIRE DANES
ALEXANDER FEHLING
RUPERT FRIEND
NINA HOSS
RENÉ DAVID IFRAH
MARK IVANIR
SEBASTIAN KOCH
MIRANDA OTTO
MANDY PATINKIN
SARAH SOKOLOVIC

HOUSE OF CARDS (Netflix)
MAHERSHALA ALI
DEREK CECIL
NATHAN DARROW
MICHAEL KELLY
ELIZABETH MARVEL
MOLLY PARKER
JIMMI SIMPSON
KEVIN SPACEY
ROBIN WRIGHT

MAD MEN (AMC)
SOLA BAMIS
STEPHANIE DRAKE
JAY R. FERGUSON
BRUCE GREENWOOD
JON HAMM
CHRISTINA HENDRICKS
JANUARY JONES
VINCENT KARTHEISER
ELISABETH MOSS
KEVIN RAHM
KIERNAN SHIPKA
JOHN SLATTERY
RICH SOMMER
AARON STATON
MASON VALE COTTON

Outstanding Performance by an Ensemble in a Comedy Series
THE BIG BANG THEORY (CBS)
MAYIM BIALIK
KALEY CUOCO
JOHNNY GALECKI
SIMON HELBERG
KUNAL NAYYAR
JIM PARSONS
MELISSA RAUCH

KEY & PEELE (Comedy Central)
KEEGAN-MICHAEL KEY
JORDAN PEELE

MODERN FAMILY (ABC)
JULIE BOWEN
TY BURRELL
AUBREY ANDERSON EMMONS
JESSE TYLER FERGUSON
NOLAN GOULD
SARAH HYLAND
ED O’NEILL
RICO RODRIGUEZ
ERIC STONESTREET
SOFIA VERGARA
ARIEL WINTER

ORANGE IS THE NEW BLACK (Netflix)
UZO ADUBA
MIKE BIRBIGLIA
MARSHA STEPHANIE BLAKE
DANIELLE BROOKS
LAVERNE COX
JACKIE CRUZ
CATHERINE CURTIN
LEA DELARIA
BETH FOWLER
JOEL MARSH GARLAND
KIMIKO GLENN
ANNIE GOLDEN
DIANE GUERRERO
MICHAEL J. HARNEY
VICKY JEUDY
SELENIS LEYVA
TARYN MANNING
ADRIENNE C. MOORE
KATE MULGREW
EMMA MYLES
MATT PETERS
LORI PETTY
JESSICA PIMENTEL
DASCHA POLANCO
LAURA PREPON
ELIZABETH RODRIGUEZ
RUBY ROSE
NICK SANDOW
ABIGAIL SAVAGE
TAYLOR SCHILLING
CONSTANCE SHULMAN
DALE SOULES
YAEL STONE
SAMIRA WILEY

TRANSPARENT (Amazon)
ALEXANDRA BILLINGS
CARRIE BROWNSTEIN
JAY DUPLASS
KATHRYN HAHN
GABY HOFFMANN
CHERRY JONES
AMY LANDECKER
JUDITH LIGHT
HARI NEF
EMILY ROBINSON
JEFFREY TAMBOR

VEEP (HBO)
DIEDRICH BADER
SUFE BRADSHAW
ANNA CHLUMSKY
GARY COLE
KEVIN DUNN
TONY HALE
HUGH LAURIE
JULIA LOUIS-DREYFUS
PHIL REEVES
SAM RICHARDSON
REID SCOTT
TIMOTHY SIMONS
SARAH SUTHERLAND
MATT WALSH

SAG AWARDS® HONORS FOR STUNT ENSEMBLES

Outstanding Action Performance by a Stunt Ensemble in a Motion Picture
EVERESTE (Universal Pictures)
VELOZES & FURIOSOS 7 (Universal Pictures)
JURASSIC WORLD: O MUNDO DOS DINOSSAUROS (Universal Pictures)
MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA (Warner Bros. Pictures)
MISSÃO: IMPOSSÍVEL – NAÇÃO SECRETA (Paramount Pictures)

Outstanding Action Performance by a Stunt Ensemble in a Comedy or Drama Series
THE BLACKLIST (NBC)
GAME OF THRONES (HBO)
HOMELAND (Showtime)
MARVEL’S DAREDEVIL (Netflix)
THE WALKING DEAD (AMC)

52nd Annual SAG Life Achievement Award
CAROL BURNETT

O 22º SAG Awards será transmitido ao vivo pelo canal TNT no dia 30 de janeiro.

Indicados ao Oscar marcam presença no MTV Movie Awards 2015

Novo logo do MTV Movie Awards (photo by mtv.com)

Novo logo do MTV Movie Awards (art by Dabs Myla – photo by mtv.com)

‘SNIPER AMERICANO’, ‘BOYHOOD’, ‘WHIPLASH’ E ATÉ ‘SELMA’ CONCORREM AO PRÊMIO DA MTV QUE SOA COMO UM PRÊMIO DE CONSOLAÇÃO

Depois de vários anos em decadência, o MTV Movie Awards tem tudo para decolar novamente este ano. É possível ver inúmeros artistas em destaque pelos trabalhos de 2014 nas listas de indicação que poderiam até figurar no Oscar. É o caso dos atores Miles Teller, Channing Tatum e pra alegria dos racistas de plantão, David Oyelowo, que foi preterido pela Academia. Expandiram até o número de indicados a Melhor Filme para oito produções! Contudo, de nada adianta ter ótimas opções de escolha se o público não ajudar na hora de votar pela internet.

Para Melhor Filme, por exemplo, eu votaria para Whiplash: Em Busca da Perfeição. Se no Oscar o filme de Damien Chazelle era considerado “pequeno ou independente demais” para ganhar como Melhor Filme, aqui no MTV Movie Awards ele se encaixaria como uma luva, ainda mais por se tratar de um filme sobre música. Mas a minha bola de cristal pessimista (pra não dizer realista) me diz que o público acéfalo vai eleger o novo filme da saga Jogos Vorazes como o melhor do ano. Será uma pena se isso acontecer, porque o prêmio tem uma grande oportunidade de resgatar sua credibilidade, já que no passado chegou a eleger ótimos filmes como O Exterminador do Futuro 2 e Pulp Fiction – Tempo de Violência.

Cena com Milles Teller e J.K. Simmons de Whiplash: Em Busca da Perfeição, de Damien Chazelle. (photo by outnow.ch)

Cena com Milles Teller e J.K. Simmons de Whiplash: Em Busca da Perfeição, de Damien Chazelle. (photo by outnow.ch)

Aí você pode retrucar dizendo que não se pode discutir o gosto do público, afinal gosto é subjetivo. Sim, é verdade. Mas como cinéfilo, vejo com tristeza essa decadência de um prêmio que já foi o mais cool da indústria ficar vítima de um péssimo paladar do público que já elegeu A Saga Crepúsculo quase toda e Transformers como Melhor Filme. Espero que se não votarem em Whiplash, que pelo menos votem em Guardiões da Galáxia, um filme pipoca bem escrito.

Outros podem argumentar dizendo que se o MTV Movie Awards elegesse apenas filmes preteridos pelo Oscar, poderia perder sua identidade. Concordo. O Movie Awards não precisa ser um estepe do Oscar, mas também não precisa eleger apenas filmes da modinha. Há incontáveis bons filmes que sequer figuraram em listas de críticos, mas que poderiam ser reconhecidos aqui. Só para exemplificar, cito Capitão América 2: O Soldado Invernal (indicado a Melhor Luta e Melhor Beijo) e a comédia Top Five (indicado a Melhor Comediante e WTF Moment). Seriam prêmios merecidos, mas resta saber se o público concorda.

Chris Rock em Top Five (photo by outnow.ch)

Chris Rock em Top Five (photo by outnow.ch)

Lembro que uns anos atrás, a votação era limitada a norte-americanos, mas felizmente este ano a votação está aberta internacionalmente. Wohooo! Então, meninos e meninas, caso queira colaborar com uma melhora efetiva nos resultados do MTV Movie Awards, e não for votar em Jogos Vorazes (brincadeira!), vote agora. Basta fazer um login por Facebook, Twitter ou e-mail:

http://www.mtv.com/ontv/movieawards/2015/movie-of-the-year/

Também fiz crítica ao prêmio de Shirtless Performance (performance sem camisa) por ser uma futilidade, mas felizmente, este ano temos uma concorrente feminina! E que concorrente! Kate Upton foi indicada pelo medíocre Mulheres ao Ataque (adivinhem em que votei). Então, cuecas de plantão, por favor vamos votar! De qualquer forma, eu trocaria essa categoria pelo retorno de Most Desirable Female e Male, pois premiaria a sensualidade toda de um personagem, e não apenas o fato de ele ou ela tirar a roupa.

A belíssima Kate Upton em Mulheres ao Ataque (photo by elfilm.com)

A belíssima Kate Upton em Mulheres ao Ataque (photo by elfilm.com)

Nesta edição, Guardiões da Galáxia, A Culpa é das Estrelas e Vizinhos lideram as indicações com sete cada. Coincidentemente, todos os três competem nas categorias Shirtless Performance e Melhor Beijo. Imagina Cinquenta Tons de Cinza no MTV Movie Awards de 2016…

Este ano, a hostess será a escritora, comediante e atriz Amy Schumer, que ficou conhecida por sua série Inside Amy Schumer, na qual faz comédia stand up e entrevista pessoas nas ruas. Vi uns vídeos de stand up comedy dela no Youtube e achei bem sem graça. Veja um vídeo promocional do evento abaixo e confirme:


Amy Schumer com Anna Kendrick. A noite vai ser looonga…

Seguem os indicados ao MTV Movie Awards:

Movie of the Year
– Sniper Americano (American Sniper)
– Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 (The Hunger Games: Mockingjay – Part 1)
– Guardiões da Galáxia (Guardians of the Galaxy)
– Garota Exemplar (Gone Girl)
– A Culpa é das Estrelas (The Fault In Our Stars)
– Boyhood: Da Infância à Juventude (Boyhood)
– Whiplash: Em Busca da Perfeição (Whiplash)
– Selma: Uma Luta Pela Igualdade (Selma)

Best Female Performance
– Jennifer Lawrence (Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1)
– Emma Stone (Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância))
– Shailene Woodley (A Culpa é das Estrelas)
– Reese Witherspoon (Livre)
– Scarlett Johansson (Lucy)

Best Male Performance
– Bradley Cooper (Sniper Americano)
– Chris Pratt (Guardiões da Galáxia)
– Ansel Elgort (A Culpa é das Estrelas)
– Miles Teller (Whiplash: Em Busca da Perfeição)
– Channing Tatum (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)

Best Scared-As-S**t Performance
– Rosamund Pike (Garota Exemplar)
– Annabelle Wallis (Annabelle)
– Jennifer Lopez (O Garoto da Casa ao Lado)
– Dylan O’Brien (Maze Runner: Correr ou Morrer)
– Zach Gilford (Uma Noite de Crime: Anarquia)

Breakthrough Performance
– Ansel Elgort (A Culpa é das Estrelas)
– Rosamund Pike (Garota Exemplar)
– David Oyelowo (Selma: Uma Luta Pela Igualdade)
– Dylan O’Brien (Maze Runner: Correr ou Morrer)
– Ellar Coltrane (Boyhood: Da Infância à Juventude)

Best Shirtless Performance
– Zac Efron (Vizinhos)
– Chris Pratt (Guardiões da Galáxia)
– Channing Tatum (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)
– Ansel Elgort (A Culpa é das Estrelas)
– Kate Upton (Mulheres ao Ataque)

Best Duo
– Channing Tatum & Jonah Hill (Anjos da Lei 2)
– Zac Efron & Dave Franco (Vizinhos)
– Shailene Woodley & Ansel Elgort (A Culpa é das Estrelas)
– Bradley Cooper & Vin Diesel (Guardiões da Galáxia)
– James Franco & Seth Rogen (A Entrevista)

Best Fight
– Jonah Hill vs. Jillian Bell (Anjos da Lei 2)
– Chris Evans vs. Sebastian Stan (Capitão América 2: O Soldado Invernal)
– Dylan O’Brien vs. Will Poulter (Maze Runner: Correr ou Morrer)
– Seth Rogen vs. Zac Efron (Vizinhos)
– Edward Norton vs. Michael Keaton (Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância))

Best Kiss
– Ansel Elgort & Shailene Woodley (A Culpa é das Estrelas)
– James Franco & Seth Rogen (A Entrevista)
– Andrew Garfield & Emma Stone (O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro)
– Scarlett Johansson & Chris Evans (Capitão América 2: O Soldado Invernal)
– Rose Byrne & Halston Sage (Vizinhos)

Best WTF Moment
– Seth Rogen & Rose Byrne (Vizinhos)
– Jonah Hill (Anjos da Leis 2)
– Jason Sudeikis & Charlie Day (Quero Matar Meu Chefe 2)
– Miles Teller (Whiplash: Em Busca da Perfeição)
– Rosario Dawson & Anders Holm (Top Five)

 Best Villain
– Rosamund Pike (Garota Exemplar)
– J.K. Simmons (Whiplash: Em Busca da Perfeição)
– Jillian Bell (Anjos da Lei 2)
– Meryl Streep (Caminhos da Floresta)
– Peter Dinklage (X-Men: Dias de um Futuro Esquecido)
.
Best Musical Moment
– Jennifer Lawrence (Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1)
– Chris Pratt (Guardiões da Galáxia)
– Seth Rogen & Zac Efron (Vizinhos)
– Bill Hader & Kristen Wiig (Irmãos Desastre)
– Miles Teller (Whiplash: Em Busca da Perfeição)
.
Best Comedic Performance
– Channing Tatum (Anjos da Lei 2)
– Chris Pratt (Guardiões da Gláxia)
– Rose Byrne (Vizinhos)
– Chris Rock (Top Five)
– Kevin Hart (Padrinhos LTDA)
.
Best On-Screen Transformation
– Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)
– Elizabeth Banks (Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1)
– Zoe Saldana (Guardiões da Galáxia)
– Steve Carell (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)
– Ellar Coltrane (Boyhood: Da Infância à Juventude)
.
O MTV Movie Awards acontece no dia 12 de abril, e a MTV Brasil vai transmitir ao vivo. Sim, eu confirmei através da propaganda exibida no próprio canal.

20º Critics’ Choice Awards leva ‘Birdman’ à frente da corrida ao Oscar 2015

20º Critics' Choice Awards

20º Critics’ Choice Awards

PRÉVIA DO OSCAR DESTACA BIRDMAN, O GRANDE HOTEL BUDAPESTE E BOYHOOD. JÁ INTERESTELAR CONQUISTA 7 INDICAÇÕES, MAS EM CATEGORIAS MENORES

Com tantos prêmios disputando espaço no calendário, o Critics’ Choice Awards é um dos que mais tem se destacado por dois motivos básicos: 1) Ao contrário da maioria dos prêmios, este oferece 6 vagas para indicados, o que facilita na hora da indecisão de quem deixar de fora; 2) A precisão de acertos tem sido espantosa. Dos últimos 15, houve acerto em 12 Melhores Filmes em relação ao Oscar.

O Critics’ Choice Awards é um prêmio relativamente novo na indústria cinematográfica, uma vez que iniciou suas premiações em 1995, quando laureou Razão e Sensibilidade. Concedido pela Broadcast Film Critics Association, formado por uma organização de críticos de cinema dos Estados Unidos e do Canadá, o prêmio vem se tornando um novo parâmetro para o Oscar, pois a outrora prévia Globo de Ouro não tem tido o mesmo nível de acerto de antes.

Este ano, Birdman foi o grande recordista de indicações com 13. Vale ressaltar aqui que das 13, três indicações são para categorias inexistentes no Oscar: Comédia, Ator em Comédia e Elenco. E também já dá pra excluir a indicação de Antonio Sanchez para Trilha Musical, já que seu trabalho foi considerado inelegível pela Academia.

Michael Keaton e Edward Norton em cena de Birdman (photo by outnow.ch)

Michael Keaton e Edward Norton em cena de Birdman (photo by outnow.ch)

Em seguida, com 11 indicações, surge O Grande Hotel Budapeste, de Wes Anderson. E assim como Birdman, também acumulou indicações em categorias que inexistem no prêmio da Academia: Comédia, Ator em Comédia, Elenco e Jovem Ator/Atriz. Contudo, confirma presença do filme em categorias como Roteiro Original, Direção de Arte, Figurino, e se os votantes estiverem animados, Filme e Diretor.

Algumas produções ganharam um novo gás com as indicações ao Critics’ Choice e podem ainda correr atrás do prejuízo como o novo filme de Paul Thomas Anderson, Vício Inerente, e o drama de guerra Invencível, que conquistou 4 indicações, inclusive a de Diretor para Angelina Jolie, por seu segundo longa. Curiosamente, ela se junta a outra mulher na categoria: Ava DuVernay, diretora de Selma, também concorre depois de ser indicada ao Globo de Ouro. Seu ator central David Oyelowo também foi indicado e pode acabar tirando Ralph Fiennes ou Steve Carell da competição.

Angelina Jolie observa cena de Invencível (photo by outnow.ch)

Angelina Jolie observa cena de Invencível (photo by outnow.ch)

Como pode se perceber, o Critics’ Choice é uma grande mãe para os filmes do ano. Por isso mesmo que criou trocentas categorias (28 para ser mais preciso) e uma indicação extra para os abandonados e excluídos. Como cinéfilo, considero ótima oportunidade de reconhecer filmes de ação e de comédia tomando como base a sua qualidade fílmica, e não pela quantidade de votos de internet como faz o MTV Movie Awards.

Dentre os indicados a Melhor Filme de Ação, Capitão América: O Soldado Invernal merece destaque por criar uma sequência muito consistente que remete aos filmes de espionagem dos anos 70, e que consegue dialogar com a sociedade à beira do colapso da crise da segurança. Já Guardiões da Galáxia merece respeito por se tratar de uma aposta arriscada que deu certo. São personagens da Marvel Comics que eram considerados de segundo escalão que poucos gostariam de adaptar para as telas, mas o diretor James Gunn captou bem o tom do universo e obteve a maior bilheteria de 2014 em solo americano.

Sebastian Stan em ótima performance como o Soldado Invernal na sequência Capitão América: O Soldado Invernal (photo by outnow.ch)

Sebastian Stan em ótima performance como o Soldado Invernal na sequência Capitão América: O Soldado Invernal (photo by outnow.ch)

Vale também citar o uso criativo da montagem na ficção científica No Limite do Amanhã, no qual toda vez que Tom Cruise morre, ele deve repetir toda sua atividade até conseguir uma solução. Claro que, para quem viu a comédia Feitiço do Tempo, não é nada inovador, mas trata-se de uma boa releitura em novo gênero.

Seguem todos os indicados do 20º Critics’ Choice Awards:

MELHOR FILME
Birdman
Boyhood: Da Infância à Juventude (Boyhood)
Garota Exemplar (Gone Girl)
O Grande Hotel Budapeste (The Grand Budapest Hotel)
O Jogo da Imitação (The Imitation Game)
O Abutre (Nightcrawler)
Selma
A Teoria de Tudo (The Theory of Everything)
Invencível (Unbroken)
Whiplash: Em Busca da Perfeição (Whiplash)

DIRETOR
Wes Anderson (O Grande Hotel Budapeste)
Ava DuVernay (Selma)
David Fincher (Garota Exemplar)
Alejandro González Iñárritu (Birdman)
Angelina Jolie (Invencível)
Richard Linklater (Boyhood: Da Infância à Juventude)

ATOR
Benedict Cumberbatch (O Jogo da Imitação)
Ralph Fiennes (O Grande Hotel Budapeste)
Jake Gyllenhaal (O Abutre)
Michael Keaton (Birdman)
David Oyelowo (Selma)
Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)

ATRIZ
Jennifer Aniston (Cake)
Marion Cotillard (Dois Dias, Uma Noite)
Felicity Jones (A Teoria de Tudo)
Julianne Moore (Para Sempre Alice)
Rosamund Pike (Garota Exemplar)
Reese Witherspoon (Livre)

Josh Brolin obteve sua primeira indicação expressiva por Vício Inerente. (photo by elfilm.com)

Josh Brolin obteve sua primeira indicação expressiva por Vício Inerente. (photo by elfilm.com)

ATOR COADJUVANTE
Josh Brolin (Vício Inerente)
Robert Duvall (O Juiz)
Ethan Hawke (Boyhood: Da Infância à Juventude)
Edward Norton (Birdman)
Mark Ruffalo (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)
J.K. Simmons (Whiplash: Em Busca da Perfeição)

 

 

 

ATRIZ COADJUVANTE
Patricia Arquette (Boyhood: Da Infância à Juventude)
Jessica Chastain (A Most Violent Year)
Keira Knightley (O Jogo da Imitação)
Emma Stone (Birdman)
Meryl Streep (Caminhos da Floresta)
Tilda Swinton (Expresso do Amanhã)

ELENCO
Birdman
Boyhood: Da Infância à Juventude
O Grande Hotel Budapeste
O Jogo da Imitação
Caminhos da Floresta
Selma

ROTEIRO ORIGINAL
Alejandro González Iñárritu, Nicolas Giacobone, Alexander Dinelaris, Jr., Armando Bo (Birdman)
Richard Linklater (Boyhood: Da Infância à Juventude)
Wes Anderson, Hugo Guinness (O Grande Hotel Budapeste)
Dan Gilroy (O Abutre)
Damien Chazelle (Whiplash: Em Busca da Perfeição)

ROTEIRO ADAPTADO
Gillian Flynn (Garota Exemplar)
Graham Moore (O Jogo da Imitação)
Paul Thomas Anderson (Vício Inerente)
Anthony McCarten (A Teoria de Tudo)
Joel Coen & Ethan Coen, Richard LaGravenese, William Nicholson (Invencível)
Nick Hornby (Livre)

FOTOGRAFIA
Emmanuel Lubezki (Birdman)
Robert Yeoman (O Grande Hotel Budapeste)
Hoyte Van Hoytema (Interestelar)
Dick Pope (Sr. Turner)
Roger Deakins (Invencível)

Fotografia de Sr. Turner (photo by outnow.ch)

Fotografia de Sr. Turner por Dick Pope (photo by outnow.ch)

DIREÇÃO DE ARTE
Kevin Thompson, George DeTitta Jr. (Birdman)
Adam Stockhausen, Anna Pinnock (O Grande Hotel Budapeste)
David Crank, Amy Wells (Vício Inerente)
Nathan Crowley, Gary Fettis (Interestelar)
Dennis Gassner, Anna Pinnock (Caminhos da Floresta)
Ondrej Nekvasil, Beatrice Brentnerova (Expresso do Amanhã)

MONTAGEM
Douglas Crise, Stephen Mirrione (Birdman)
Sandra Adair (Boyhood: Da Infância à Juventude)
Kirk Baxter (Garota Exemplar)
Lee Smith (Interestelar)
Tom Cross (Whiplash: Em Busca da Perfeição)

FIGURINO
Milena Canonero (O Grande Hotel Budapeste)
Mark Bridges (Vício Inerente)
Colleen Atwood (Caminhos da Floresta)
Anna B. Sheppard (Malévola)
Jacqueline Durran (Sr. Turner)

CABELO E MAQUIAGEM
Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo
Guardiões da Galáxia
O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos
Caminhos da Floresta
Malévola

EFEITOS VISUAIS
Planeta dos Macacos: O Confronto
No Limite do Amanhã
Guardiões da Galáxia
O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos
Interestelar

ANIMAÇÃO
Operação Big Hero 6 (Big Hero 6)
Festa no Céu (The Book of Life)
Os  Boxtrolls (The Boxtrolls)
Como Treinar o Seu Dragão 2 (How to Train Your Dragon 2)
Uma Aventura Lego (The Lego Movie)

FILME DE AÇÃO
Sniper Americano (American Sniper)
Capitão América: O Soldado Invernal (Captain America: The Winter Soldier)
No Limite do Amanhã (Edge of Tomorrow)
Corações de Ferro (Fury)
Guardiões da Galáxia (Guardians of the Galaxy)

Integrantes excêntricos do grupo Guardiões da Galáxia. (photo by outnow.ch)

Integrantes excêntricos do grupo Guardiões da Galáxia. (photo by outnow.ch)

ATOR EM FILME DE AÇÃO
Bradley Cooper (Sniper Americano)
Tom Cruise (No Limite do Amanhã)
Chris Evans (Capitão América: O Soldado Invernal)
Brad Pitt (Corações de Ferro)
Chris Pratt (Guardiões da Galáxia)

ATRIZ EM FILME DE AÇÃO
Emily Blunt (No Limite do Amanhã)
Scarlett Johansson (Lucy)
Jennifer Lawrence (Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1)
Zoe Saldana (Guardiões da Galáxia)
Shailene Woodley (Divergente)

COMÉDIA
Birdman
O Grande Hotel Budapeste (The Grand Budapest Hotel)
Um Santo Vizinho (St. Vincent)
Top Five
Anjos da Lei 2 (22 Jump Street)

ATOR EM COMÉDIA
Jon Favreau (Chef)
Ralph Fiennes (O Grande Hotel Budapeste)
Michael Keaton (Birdman)
Bill Murray (Um Santo Vizinho)
Chris Rock (Top Five)
Channing Tatum (Anjos da Lei 2)

Chris Rock em Top Five (photo by outnow.ch)

Chris Rock na comédia Top Five (photo by outnow.ch)

ATRIZ EM COMÉDIA
Rose Byrne (Vizinhos)
Rosario Dawson (Top Five)
Melissa McCarthy (Um Santo Vizinho)
Jenny Slate (Obvious Child)
Kristen Wiig (The Skeleton Twins)

FILME DE TERROR OU FICÇÃO CIENTÍFICA
The Babadook
Planeta dos Macacos: O Confronto (Dawn of the Planet of the Apes)
Interestelar (Interstellar)
Expresso do Amanhã (Snowpiercer)
Sob a Pele (Under the Skin)

A bela e misteriosa Scarlett Johansson em Sob a Pele (photo by outnow.ch)

A bela e misteriosa Scarlett Johansson em Sob a Pele (photo by outnow.ch)

FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
Força Maior (Turist) – SUÉCIA
Ida – POLÔNIA
Leviatã (Leviafan) – RÚSSIA
Dois Dias, Uma Noite (Deux Jours, Une Nuit) – BÉLGICA
Relatos Selvagens (Relatos Salvajes) – ARGENTINA

DOCUMENTÁRIO
Citizenfour
Glen Campbell: I’ll Be Me
Duna de Jodorowsky (Jodorowsky’s Dune)
Last Days in Vietnam
Life Itself – A Vida de Roger Ebert (Life Itself)
The Overnighters

CANÇÃO
“Big Eyes” (Grandes Olhos)
“Everything Is Awesome” (Uma Aventura Lego)
“Glory” (Selma)
“Lost Stars” (Mesmo Se Nada Der Certo)
“Yellow Flicker Beat” (Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1)

TRILHA MUSICAL
Alexandre Desplat (O Jogo da Imitação)
Johann Johannsson (A Teoria de Tudo)
Trent Reznor, Atticus Ross (Garota Exemplar)
Antonio Sanchez (Birdman)
Hans Zimmer (Interestelar)

JOVEM ATOR OU ATRIZ
Ellar Coltrane (Boyhood: Da Infância à Juventude)
Ansel Elgort (A Culpa é das Estrelas)
Mackenzie Foy (Interestelar)
Jaeden Lieberher (Um Santo Vizinho)
Tony Revolori (O Grande Hotel Budapeste)
Quvenzhane Wallis (Annie)
Noah Wiseman (The Babadook)

A emotiva Mackenzie Foy em cena de Interestelar ao lado de Matthew McConaughey (photo by outnow.ch)

A emotiva Mackenzie Foy em cena de Interestelar ao lado de Matthew McConaughey (photo by outnow.ch)

A cerimônia acontece no dia 15 de janeiro, mesmo dia em que as indicações ao Oscar serão anunciadas na manhã, ou seja, um loooongo dia para os artistas indicados em ambas as premiações.

Indicações ao Oscar 2012!

Jennifer Lawrence e Tom Sherak anunciam os Indicados

As indicações ao Oscar foram anunciadas esta manhã, com um ligeiro atraso. Aqui no Brasil, o anúncio foi transmitido pelo canal Globo News. Mas para quem piscou e perdeu, confira no youtube pelo canal oficial da Academia:

http://www.youtube.com/watch?v=ODy4Z2Lp_jE&feature=g-all-u&context=G22f03c4FAAAAAAAAAAA

Infelizmente, Jennifer Lawrence não contribuiu muito para os americanos acordarem melhor. Sua roupa não favoreceu muito… E o presidente da Academia, Tom Sherak, se enrolou na pronúncia do nome de Michel Hazanavicius.

MELHOR FILME (Best Motion Picture of the Year)

– O Artista (The Artist)

– Os Descendentes (The Descendants)

– Tão Forte e Tão Perto (Extremely Loud & Incredibly Close)

– Histórias Cruzadas (The Help)

– A Invenção de Hugo Cabret (Hugo)

– Meia-Noite em Paris (Midnight in Paris)

– O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball)

– A Árvore da Vida (The Tree of Life)

– Cavalo de Guerra (War Horse)

MELHOR DIRETOR (Achievement in Directing)

– Michel Hazanavicius (O Artista)

– Alexander Payne (Os Descendentes)

– Martin Scorsese (A Invenção de Hugo Cabret)

– Woody Allen (Meia-Noite em Paris)

– Terrence Malick (A Árvore da Vida)

MELHOR ATOR (Performance by an Actor in a Leading Role)

– Demián Bichir (A Better Life)

– George Clooney (Os Descendentes)

– Jean Dujardin (O Artista)

– Gary Oldman (O Espião que Sabia Demais)

– Brad Pitt (O Homem que Mudou o Jogo)

MELHOR ATRIZ (Performance by an Actress in a Leading Role)

Glenn Close (Albert Nobbs)

– Viola Davis (Histórias Cruzadas)

– Rooney Mara (Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres)

– Meryl Streep (A Dama de Ferro)

– Michelle Williams (Sete Dias com Marilyn)

MELHOR ATOR COADJUVANTE (Performance by an Actor in a Supporting Role)

Kenneth Branagh (Sete Dias com Marilyn)

– Jonah Hill (O Homem que Mudou o Jogo)

– Nick Nolte (Guerreiro)

– Christopher Plummer (Toda Forma de Amor)

– Max Von Sydow (Tão Forte e Tão Perto)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE (Performance by an Actress in a Supporting Role)

– Bérénice Bejo (O Artista)

– Jessica Chastain (Histórias Cruzadas)

– Melissa McCarthy (Missão Madrinha de Casamento)

– Janet McTeer (Albert Nobbs)

– Octavia Spencer (Histórias Cruzadas)

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL (Screenplay Written Directly for the Screen)

– Michel Hazanavicius (O Artista)

– Kristen Wiig, Annie Mumolo (Missão Madrinha de Casamento)

– J. C. Chandor (Margin Call – O Dia Antes do Fim)

– Woody Allen (Meia-Noite em Paris)

– Asghar Farhadi (A Separação)

ROTEIRO ADAPTADO (Screenplay Based on Material Previously Produced or Published)

– Alexander Payne, Nat Faxon, Jim Rash (Os Descendentes)

– John Logan (A Invenção de Hugo Cabret)

– George Clooney, Grant Heslov, Beau Willimon (Tudo Pelo Poder)

– Steven Zaillian, Aaron Sorkin, Stan Chervin (O Homem que Mudou o Jogo)

– Bridget O’Connor, Peter Straughan (O Espião que Sabia Demais)

MELHOR LONGA DE ANIMAÇÃO (Best Animated Feature Film of the Year)
– Um Gato em Paris, de Alain Gagnol e Jean-Loup Felicioli
– Chico & Rita, de Fernando Trueba, Javier Mariscal
– Kung Fu Panda 2, de Jennifer Yuh
– Gato de Botas, de Chris Miller
– Rango, de Gore Verbinski
MELHOR FILME ESTRANGEIRO (Best Foreign Language Film of the Year)
– Bullhead, de Michael R. Roskan (Bélgica)
– Footnote, de Joseph Cedar (Israel)
– In Darkness, de Agnieszka Holland (Polônia)
– Monsieur Lazhar, de Philippe Falardeau (Canadá)
– A Separação, de Asghar Farhadi (Irã)
MELHOR FOTOGRAFIA (Best Achievement in Cinematography) 
– Guillaume Schiffman (O Artista)
– Jeff Cronenweth (Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres)
– Robert Richardson (A Invenção de Hugo Cabret)
– Emmanuel Lubezki (A Árvore da Vida)
– Janusz Kaminski (Cavalo de Guerra)
MELHOR MONTAGEM (Best Achievement in Editing)
– Anne-Sophie Bion, Michel Hazanavicius (O Artista)
– Kevin Tent (Os Descendentes)
– Angus Wall, Kirk Baxter (Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres)
– Thelma Schoonmaker (A Invenção de Hugo Cabret)
– Christopher Tellefsen (O Homem que Mudou o Jogo)
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE (Best Achievement in Art Direction)
– Laurence Bennett, Robert Gould (O Artista)
– Stuart Craig, Stephenie McMillan (Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2)
– Dante Ferretti, Francesca LoSchiavo (A Invenção de Hugo Cabret)
– Anne Seibel, Hélène Dubreuil (Meia-Noite em Paris)
– Rick Carter, Lee Sandales (Cavalo de Guerra)
MELHOR FIGURINO (Best Achievement in Costume Design)
– Lisy Christl (Anonymous)
– Mark Bridges (O Artista)
– Sandy Powell (A Invenção de Hugo Cabret)
– Michael O’Connor (Jane Eyre)
– Arianne Phillips (W.E. – O Romance do Século)
MELHOR MAQUIAGEM (Best Achievement in Makeup)
– Martial Corneville, Lynn Johnson, Matthew W. Mungle (Albert Nobbs)
– Nick Dudman, Amanda Knight, Lisa Tomblin (Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2)
– Mark Coulier, J. Roy Helland (A Dama de Ferro)
MELHOR TRILHA MUSICAL (Best Achievement in Music Written for Motion Pictures, Original Score)
– John Williams (As Aventuras de Tintim)
– Ludovic Bource (O Artista)
– Howard Shore (A Invenção de Hugo Cabret)
– Alberto Iglesias (O Espião que Sabia Demais)
– John Williams (Cavalo de Guerra)
MELHOR CANÇÃO ORIGINAL (Best Achievement in Music Written for Motion Pictures, Original Song)
– “Man or Muppet”, de Bret McKenzie (Os Muppets)
– “Real in Rio”, de Sergio Mendes, Carlinhos Brown, Siedah Garrett (Rio)
MELHOR SOM (Best Achievement in Sound Mixing)
– David Parker, Michael Semanick, Ren Klyce, Bo Persson (Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres)
– Tom Fleischman, John Midgley (A Invenção de Hugo Cabret)
– Deb Adair, Ron Bochar, David Giammarco, Ed Novick (O Homem que Mudou o Jogo)
– Greg P. Russell, Gary Summers, Jeffrey J. Haboush, Peter J. Devlin (Transformers: O Lado Oculto da Lua)
– Gary Rydstrom, Andy Nelson, Tom Johnson, Stuart Wilson (Cavalo de Guerra)
MELHORES EFEITOS SONOROS (Best Achievement in Sound Editing)
– Lon Bender, Victor Ray Ennis (Drive)
– Ren Klyce (Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres)
– Philip Stockton, Eugene Gearty (A Invenção de Hugo Cabret)
– Ethan Van der Ryn, Erik Aadahl (Transformers: O Lado Oculto da Lua)
– Richard Hymns, Gary Rydstrom (Cavalo de Guerra)
MELHORES EFEITOS VISUAIS (Best Achievement in Visual Effects)
– Tim Burke, David Vickery, Greg Butler, John Richardson (Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2)
– Robert Legato, Joss Williams, Ben Grossmann, Alex Henning (A Invenção de Hugo Cabret)
– Erik Nash, John Rosengrant, Danny Gordon Taylor, Swen Gillberg (Gigantes de Aço)
– Joe Letteri, Dan Lemmon, R. Christopher White, Daniel Barrett (Planeta dos Macacos: A Origem)
– Scott Farrar, Scott Benza, Matthew E. Butler, John Frazier (Transformers: O Lado Oculto da Lua)
MELHOR DOCUMENTÁRIO (Best Documentary, Features)
– Hell and Back Again, de Danfung Dennis, Mike Lerner
– If a Tree Falls: A Story of the Earth Liberation Front, de Marshall Curry, Sam Cullman
– Paradise Lost 3: Purgatory, de Joe Berlinger, Bruce Sinofsky
– Pina, de Wim Wenders, Gian-Piero Ringel
– Undefeated, de Daniel Lindsay, T. J. Martin, Rich Middlemas
MELHOR DOCUMENTÁRIO-CURTA (Best Documentary, Short Subjects)
– The Barber of Birmingham: Foot Soldier of the Civil Rights Movement, de Robin Fryday, Gail Dolgin
– God is the Bigger Elvis, de Rebecca Cammisa, Julie Anderson
– Incident in New Baghdad, de James Spione
– Saving Face, de Daniel Junge, Sharmeen Obaid-Chinoy
– The Tsunami and the Cherry Blossom, de Lucy Walker, Kira Cartensen
MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO (Best Short Film, Animated)
– Dimanche, de Patrick Doyon
– The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore, de William Joyce, Brandon Oldenburg
– La Luna, de Enrico Casarosa
– A Morning Stroll, de Grant Orchard, Sue Goffe
– Wild Life, de Amanda Forbis, Wendy Tilby
MELHOR CURTA-METRAGEM (Best Short Film, Live Action)
– Pentecost, de Peter McDonald
– Raju, de MaxZähle, Stefan Gieren
– The Shore, de Terry George, Oorlagh George
– Time Freak, de Andrew Bowler, Gigi Causey
– Tuba Atlantic, de Hallvar Witzø
Nove para Melhor Filme? No post anterior, comentei a forte possibilidade de indicarem um número incomum como 7 ou 9. Dito e feito. Foram nove filmes que passaram da nova nota de corte do Oscar. O filme de Stephen Daldry, Tão Forte e Tão Perto conseguiu uma vaga e só mais uma outra indicação: ator coadjuvante. Curiosamente, no anúncio dos indicados, o filme foi deixado propositadamente por último, realçando que se tratava do nono filme.
Agora, se a Academia resolvesse arredondar para 10 filmes, provavelmente a comédia Missão Madrinha de Casamento teria entrado na briga.

Tão Forte e Tão Perto: O nono filme

Recordista de Indicações: Como previsto, o filme de Martin Scorsese, A Invenção de Hugo Cabret, levou 11 indicações e foi o recordista, o que aumenta muito suas chances de ganhar Melhor Filme. Logo em seguida, vem O Artista com 10 indicações. Nesse quesito de número de indicações, Os Descendentes sai um pouco atrás porque levou apenas 5.
Atores na Lista e Outros Esquecidos: Nunca é possível agradar a todos nas categorias de atuação. Sempre fica faltando alguém que acaba se juntando ao grupo “Os injustiçados do Oscar”.  Talvez a maior surpresa tenha ficado por conta do veterano Max von Sydow, que foi indicado para ator coadjuvante, batendo nomes como Albert Brooks, Viggo Mortensen e Armie Hammer. Sydow ficou mundialmente conhecido pelo papel de Padre Merrin em O Exorcista e foi parceiro fiel do diretor Ingmar Bergman nas produções suecas. O mexicano Démian Bichir também pode ser considerado uma surpresa na categoria de Melhor Ator, mesmo tendo sido indicado pelo SAG Awards.

Max von Sydow: já era idoso desde 1973 em O Exorcista

A ausência que mais senti foi do ator Michael Fassbender pelo drama Shame. O ator alemão vem conquistando público e crítica desde seu trabalho no filme independente Hunger e mais recentemente em Um Método Perigoso e no blockbuster X-Men: Primeira Classe. Merecia uma indicação, mas talvez o fato de seu filme apresentar cenas de nudez frontal tenha assustado os membros mais reservados da Academia. Uma pena…
Pelo lado feminino, senti a falta da Tilda Swinton pelo drama Precisamos Falar Sobre o Kevin. Sua atuação foi bastante elogiada e vem conquistando alguns prêmios importantes, mas provavelmente pelo fato do filme tratar de um tema forte (Kevin é um jovem que matou colegas na escola), Swinton tenha perdido sua chance mais pelo conservadorismo. Outro erro da Academia…
Dos nomes mais frequentes em premiações, a jovem Shailene Woodley pelo filme Os Descendentes também ficou de fora na disputa de atriz coadjuvante. Melissa McCarthy roubou a cena na comédia Missão Madrinha de Casamento e sua vaga, aparentemente. Mas Shailene é um rosto jovem e novo no mercado e acredito que terá muitas oportunidades. Só espero que ela não desande em refilmagens de terror teenagers.

Shailene Woodley: Que seu talento não seja desperdiçado em tranqueiras

Ryan Gosling foi outro nome que apareceu bastante nas listas, mas não conseguiu chegar à final. Apesar de ter feito 3 trabalhos em 2011: Drive, Tudo Pelo Poder e Amor à Toda Prova, Gosling fica de mãos abanando. Mas se ele apresentar um bom trabalho em 2012, certamente ele voltará ao Oscar no ano que vem.
Pra não dizerem que só reclamo, gostei da indicação de Gary Oldman. O ator britânico já tem uma extensa filmagrafia e com essa nova ascensão, merecia um reconhecimento por parte da Academia. Espero que sua carreira decole ainda mais e papéis mais interessantes cheguem mais à sua mesa.
Dois Robôs nos Efeitos: Não botava fé que o terceiro filme do Transformers fosse conseguir uma vaga na categoria de efeitos visuais. OK, votei no quarto filme do Piratas do Caribe, mas pelo menos os efeitos sempre apresentam algo diferente, tipo criaturas feitas de vegetais ou com tentáculos como barba. E fizeram uma campanha tão forte para que o último filme do Harry Potter vingasse em categorias principais, mas não deu certo. Tiveram que se contentar com direção de arte, efeitos visuais e maquiagem. E deve ganhar pela maquiagem, mais como conjunto da obra dos 8 filmes.
Filmes Estrangeiros Estranhos: Cadê a França, Itália, Japão, Alemanha e Espanha? O representante alemão, Pina, de Wim Wenders foi compensando da eliminação pela indicação na categoria de documentário (sim, veja como a mágica do planejamento do Oscar funciona). Se em edições anteriores, o Oscar de Filme Estrangeiro foi uma surpresa, este ano não deve escapar do favorito: o iraniano A Separação.
Animações Estranhas: Lembram-se dos filmes franceses e espanhóis que faltaram na categoria de Filme Estrangeiro? Mudaram-se para a categoria de Melhor Animação! Um Gato em Paris e Chico & Rita. Conhecem? Prazer! Fiquei com a mesma cara de dúvida no anúncio dos indicados. “Que raio de animações são essas?” Mas não sei se é porque a categoria de animação é nova, mas o Oscar tem mantido uma tradição boa de trazer alguns trabalhos meio desconhecidos para o holofote e revelar novos talentos.

Chico & Rita: Trabalho mais da linha adulta

Um Gato em Paris: produção francesa com traços fortes

Indicados ao 18º Screen Actors Guild Awards

SAG Awards

Eu sei que a esta altura do campeonato, todo mundo já está de saco cheio de ler sobre premiações, de NYFCC, de LAFCA, de Globo de Ouro… Calma! Só faltam 57 prêmios até o Oscar. Estamos apenas começando! O Screen Actors Guild Awards, ou SAG Awards, é um dos prêmios mais recentes da indústria do Cinema. Apesar do Sindicato dos Atores ser bastante antigo, seu prêmio só começou a ser distribuído em 1995. Antes disso, só reconhecia atores pelo conjunto da obra, como Barbara Stanwyck, James Stewart, Gregory Peck, Edward G. Robinson, Charlton Heston, Katharine Hepburn e James Cagney.

É claro que o Sindicato ainda reconhece atores consagrados pela carreira, mas desde a criação de seus prêmios para os melhores do ano, passou a ser o melhor parâmetro para as categorias de atuação e até para direção para o Oscar, pois o SAG Awards criou uma categoria de Best Ensemble, ou seja, elege o melhor conjunto de atores, o que normalmente significa qual elenco foi melhor dirigido.

Duvida? Vejamos. Este ano, O Discurso do Rei levou o prêmio de Ensemble. Quem ganhou melhor diretor no Oscar? Tom Hooper, diretor de O Discurso do Rei. Em 2009, Quem Quer Ser um Milionário? foi reconhecido no SAG e seu diretor Danny Boyle como Melhor Diretor no Oscar. Em 2008, foi a vez de Onde os Fracos Não Têm Vez coincidir elenco e diretor. Então, nos últimos 4 anos, 3 vencedores da categoria levaram Melhor Diretor. Portanto, fique de olhos abertos para isso no próximo bolão do Oscar!

Cowboys & Aliens: Concorrendo como Melhor Equipe de Dublês

Vale a pena ressaltar que desde 2008, o SAG também passou a reconhecer os melhores trabalhos de equipes de dublês. Os dublês podem não se expressar com seus rostos, mas seus corpos compõem as performances de atores, na maioria das vezes em cenas de ação ou simplesmente como dublês de corpo para aquelas cenas de nudez em que o ator ou atriz não têm o corpo exigido para o papel. Obviamente, os vencedores da categoria são filmes de ação: O Ultimato Bourne, Batman – O Cavaleiro das Trevas, Star

Trek, A Origem. Alguns anos atrás, tentaram incluir a categoria no Oscar, mas acho que o conservadorismo de pedra dos membros falou mais alto. Apesar de achar que a cerimônia em si já está longa demais, sou favorável a essa inclusão, afinal a profissão de dublê praticamente nasceu junto com o Cinema.

Este ano, Cowboys & Aliens, Os Agentes do Destino, Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2, Transformers –  O Lado Oculto da Lua e X-Men: Primeira Classe estão na disputa. Quem é o favorito? Ninguém. Todos têm chances iguais de ganhar. Porém, aposto no filme do Harry Potter pelo número grande de dublês e pelas várias cenas de ação.

Bom, mas voltando aos indicados, para quem acompanhou a trajetória dos prêmios concedidos anteriormente, não há nenhuma grande surpresa. Talvez a maior seja a indicação de Demián Bichir. Nascido na Cidade do México, o ator já pode ser considerado um veterano, pois já atua desde 1985 em produção mexicanas, ganhando destaque no cult Perdita Durango (1997), ao lado de Javier Bardem, Rosie Perez e James Gandolfini, além disso, em 2001, na comédia espanhola Sem Notícias de Deus, atuou com Penélope Cruz e Victoria Abril. Apesar de sua extensa filmografia, foi com os dois filmes de Steven Soderbergh, Che e Che 2: A Guerrilha (2008), interpretando ninguém menos que Fidel Castro, que Demián chamou a atenção da mídia (e não Rodrigo Santoro, como a imprensa brasileira dizia…). Foi indicado por um drama social intitulado A Better Life (sem título em português e previsão de estréia no Brasil, claro), em que vive um jardineiro em Los Angeles que tenta afastar seu filho de gangues de drogas e agentes da imigração.

Apesar do mundo de premiação de Cinema ser um pouco como futebol em termos de imprevisibilidade de resultados, Demián Bichir tem 1% de chance de vitória e já pode ser considerado, literalmente, o patinho feio da categoria, pois temos competindo: George Clooney, Brad Pitt, Leonardo DiCaprio (só faltou Tom Cruise para deixar a mulherada babando na frente da TV) e o ainda desconhecido do grande público mas que não deixa a desejar, Jean Dujardin. Boa sorte, Demián Bichir! Você vai precisar.

Demián Bichir: Quem é o feio aqui?

Para Melhor Conjunto de Elenco, apesar de fortes candidatos como Os Descendentes e O Artista disputarem com pequenas surpresas como Missão Madrinha de Casamento e Meia-Noite em Paris, o prêmio deve ficar entre os dois favoritos, ou seja, Alexander Payne contra Michel Hazanavicius.

Confira as indicações ao SAG Awards, que será transmitido pelo canal pago TNT no dia 29 de janeiro de 2012.

* Apenas uma curiosidade: Quando você achou que veria uma Primeira-Dama francesa indicada como atriz? Nicolas Sarkozy deve estar orgulhoso.

Outstanding Performance by a Male Actor in a Leading Role
DEMIÁN BICHIR / Carlos Galindo – “A BETTER LIFE” (Summit Entertainment)
GEORGE CLOONEY / Matt King – “THE DESCENDANTS” (Fox Searchlight Pictures)
LEONARDO DiCAPRIO / J. Edgar Hoover – “J. EDGAR” (Warner Bros. Pictures)
JEAN DUJARDIN / George – “THE ARTIST” (The Weinstein Company)
BRAD PITT / Billy Beane – “MONEYBALL” (Columbia Pictures)

Outstanding Performance by a Female Actor in a Leading Role
GLENN CLOSE  / Albert Nobbs – “ALBERT NOBBS” (Roadside Attractions)
VIOLA DAVIS / Aibileen Clark – “THE HELP” (DreamWorks Pictures / Touchstone Pictures)
MERYL STREEP / Margaret Thatcher – “THE IRON LADY” (The Weinstein Company)
TILDA SWINTON / Eva – “WE NEED TO TALK ABOUT KEVIN” (Oscilloscope Laboratories)
MICHELLE WILLIAMS / Marilyn Monroe – “MY WEEK WITH MARILYN” (The Weinstein Company)

Outstanding Performance by a Male Actor in a Supporting Role
KENNETH BRANAGH / Sir Laurence Olivier – “MY WEEK WITH MARILYN” (The Weinstein Company)
ARMIE HAMMER / Clyde Tolson – “J. EDGAR” (Warner Bros. Pictures)
JONAH HILL / Peter Brand – “MONEYBALL” (Columbia Pictures)
NICK NOLTE / Paddy Conlon – “WARRIOR” (Lionsgate)
CHRISTOPHER PLUMMER / Hal – “BEGINNERS” (Focus Features)

Outstanding Performance by a Female Actor in a Supporting Role
BÉRÉNICE BEJO / Peppy – “THE ARTIST” (The Weinstein Company)
JESSICA CHASTAIN / Celia Foote – “THE HELP” (DreamWorks Pictures / Touchstone Pictures)
MELISSA McCARTHY / Megan – “BRIDESMAIDS” (Universal Pictures)
JANET McTEER / Hubert Page – “ALBERT NOBBS” (Roadside Attractions)
OCTAVIA SPENCER / Minny Jackson – “THE HELP” (DreamWorks Pictures / Touchstone Pictures)

Outstanding Performance by a Cast in a Motion Picture
THE ARTIST (The Weinstein Company)
BÉRÉNICE BEJO / Peppy
JAMES CROMWELL / Clifton
JEAN DUJARDIN / George
JOHN GOODMAN / Al Zimmer
PENELOPE ANN MILLER / Doris

BRIDESMAIDS (Universal Pictures)
ROSE BYRNE / Helen
JILL CLAYBURGH / Annie’s Mom
ELLIE KEMPER / Becca
MATT LUCAS  / Gil
MELISSA McCARTHY / Megan
WENDI McLENDON-COVEY / Rita
CHRIS O’DOWD / Rhodes
MAYA RUDOLPH / Lillian
KRISTEN WIIG / Annie

THE DESCENDANTS (Fox Searchlight Pictures)
BEAU BRIDGES / Cousin Hugh
GEORGE CLOONEY / Matt King
ROBERT FORSTER / Scott Thorson
JUDY GREER  / Julie Speer
MATTHEW LILLARD  / Brian Speer
SHAILENE WOODLEY  / Alexandra King

THE HELP (DreamWorks Pictures / Touchstone Pictures)
JESSICA CHASTAIN / Celia Foote
VIOLA DAVIS / Aibileen Clark
BRYCE DALLAS HOWARD / Hilly Holbrook
ALLISON JANNEY / Charlotte Phelan
CHRIS LOWELL / Stuart Whitworth
AHNA O’REILLY / Elizabeth Leefolt
SISSY SPACEK / Missus Walters
OCTAVIA SPENCER / Minny Jackson
MARY STEENBURGEN / Elaine Stein
EMMA STONE / Skeeter Phelan
CICELY TYSON / Constantine Jefferson
MIKE VOGEL / Johnny Foote

MIDNIGHT IN PARIS (Sony Pictures Classics)
KATHY BATES / Gertrude Stein
ADRIEN BRODY / Salvador Dali
CARLA BRUNI / Museum Guide
MARION COTILLARD / Adriana
RACHEL McADAMS / Inez
MICHAEL SHEEN / Paul
OWEN WILSON / Gil

Outstanding Performance by a Stunt Ensemble in a Motion Picture
THE ADJUSTMENT BUREAU (UNIVERSAL PICTURES)
COWBOYS & ALIENS (UNIVERSAL PICTURES)
HARRY POTTER AND THE DEATHLY HALLOWS: PART 2 (WARNER BROS. PICTURES)
TRANSFORMERS: DARK OF THE MOON (PARAMOUNT PICTURES)
X-MEN: FIRST CLASS (20TH CENTURY FOX)

Golden Globe Nominations 2011 (Indicações ao Globo de Ouro)

69º Globo de Ouro

Apesar de todos os outros prêmios de críticos e organizações dizerem que o Globo de Ouro não serve mais como parâmetro para o Oscar, é imposível não associar ambos mesmo que as escolhas não sejam mais tão iguais como alguns décadas atrás. Para quem desconhece a premiação, uma das coisas mais bacanas é que a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (que comanda o Globo de Ouro) apresenta duas divisões: Drama e outra de Comédia ou Musical, para as categorias de atuação e filmes. Eu sei que isso pode soar ridículo se levarmos em conta que hoje não há mais como dividir os filmes como uma locadora fazia no século XX através de gênero, mas certamente isso possibilita que mais filmes sejam indicados e, consequentemente, mais divulgados e vistos. Atitude também tomada pela Academia, que desde 2010, resolveu indicar 10 filmes para Melhor Filme, fato que não ocorria desde 1944.

Enfim, as indicações saíram nesta quinta-feira, dia 15, e já é possível tirar algumas conclusões. A primeira coisa que se percebe ao ver as indicações é a total ausência do filme A Árvore da Vida e de seu diretor consagrado Terrence Mallick. O filme ganhou a Palma de Ouro em Cannes e vinha coletando alguns prêmios de críticos americanos, mas não passou do corte desta vez. Além disso, pesou o fato de que o filme é daquele tipo “ame ou odeie”, e parece que os membros da Associção foram mais no “Odeie”. É claro que se for pensar bem, os atores de A Árvore da Vida, Brad Pitt e Jessica Chastain, foram indicados como Melhor Ator – Drama e Melhor Atriz Coadjuvante, contudo por outros filmes: O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball) e Histórias Cruzadas (The Help).

Outro que ficou completamente fora da festa foi o drama Extremely Loud and Incredibly Close (ainda sem título traduzido), dirigido por Stephen Daldry (Billy Elliot e As Horas). Trata-se de uma história de um menino de 9 anos que procura uma fechadura em New York que encaixa a chave deixada por seu pai, que morreu no atentado terrorista de 11 de Setembro. Levando em consideração o diretor e a história, o trailer já anuncia um drama meio meloso, ainda mais se tratando do atentado, além disso, dá a impressão de que o final é daqueles repletos de moral e mensagem de “ame o próximo”. O filme vinha sendo bastante cogitado para a temporada de premiações, pois além do diretor consagrado, as estrelas são Tom Hanks e Sandra Bullock, ambos vencedores de Oscar.

Nesta edição, os recordistas em número de indicações são: O Artista (The Artist), liderando com 6. Os Descendentes (The Descendants) e Histórias Cruzadas (The Help) vêm logo atrás com 5 indicações cada. A produção francesa O Artista vêm conquistando a crítica com sua história de conversão de cinema mudo para o falado nos anos 20 de Hollywood, além de apresentar um espetáculo visual através de fotografia preto-e-branco e direção de arte. Dessa forma, sua vitória já pode ser considerada certa como Melhor Filme – Comédia ou Musical.

O Artista

Os Descendentes

Histórias Cruzadas

Uma surpresa acabou sendo as 4 indicações para o drama político Tudo Pelo Poder (The Ides of March), dirigido por George Clooney (triplamente indicado: como roteirista e diretor, além de ator por Os Descendentes). O longa-metragem tenta recontar o caso amoroso entre o então presidente americano Bill Clinton com a estagiária Monica Lewinski, ocorrido no final dos anos 90, mas com uma dose de ficção e nomes fictícios, claro. Tudo Pelo Poder estava perdendo fôlego nos últimos meses nos prêmios de críticos, mas agora com o reconhecimento do Globo de Ouro, pode ser que ganhe mais espaço no Oscar.

Já o épico drama de guerra dirigido por Steven Spielberg, War Horse (ainda sem título brasileiro), foi apontado por uma penca de críticos e especialistas do site oscarcentral.com como o favorito da temporada. Ok, é compreensível que qualquer filme de Spielberg já seja um papa-prêmios, ainda mais um filme de guerra. Mas quando fui ver o trailer, achei muito estúpido. Perdoe-me o mestre Spielberg (sou fã de Tubarão, Encurralado e os primeiros trabalhos dele), mas por que ele foi aceitar dirigir um filme sobre um cavalo na guerra? Olhem a sinopse e me digam se gostariam de ver: “O jovem Albert se alista no Exército para a Segunda Guerra Mundial depois que seu amado cavalo, Joey, é vendido para a Cavalaria. A jornada cheia de esperança de Albert o leva para fora da Inglaterra e Europa quando a guerra estoura”. Ainda estão aí? Eu já estava dormindo faz tempo… Vi o trailer agora há pouco e na hora me veio à cabeça aquela draga de filme chamado Seabiscuit – Alma de Herói (2003). Alguém aí se lembra? Além disso, dá vontade de vomitar ao ver aqueles longos planos de câmera lenta cobertos por aquela trilha melosa do John Williams para ressaltar o espírito equino de guerra! Já deve ter gente querendo me jogar pedra, mas não estou querendo desmerecer o trabalho de ninguém e posso estar errado porque ainda não vi o filme, mas pelo trailer, parece que estão querendo transformar o cavalo do filme num candidato à presidência americana! Felizmente, só foi indicado a Melhor Filme e Melhor Trilha Musical.

Além das indicações para Os Descendentes e O Artista, gostei que o Globo de Ouro reconheceu o ator Christopher Plummer pelo filme Toda Forma de Amor, em que vive um recém-viúvo que se descobre gay e com doença terminal. Como eu disse no post anterior, não gosto quando a Academia premia alguém simplesmente por tentar compensar derrotas anteriores ou anos de carreira sem uma indicação, mas quando o artista ganha por puro mérito. E parece que Plummer chegou a seu merecido ápice como ator.

Tilda Swinton

Também já estou torcendo pela atriz Tilda Swinton por sua performance em Precisamos Falar Sobre o Kevin. Sempre digo em conversas com amigos que um bom ator ou atriz não é somente aquele que sabe atuar, mas que sabe escolher projetos que propiciem novos desafios com profundidade. E a inglesa Swinton se encaixa nesse perfil. Tirando o blockbuster As Crônicas de Nárnia: o Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, que serviu para pagar suas contas e atendido pedido do filho, suas escolhas têm coerência, seja pelo papel, seja pelo diretor ou pelo elenco.

Morgan Freeman

Lembrando também que o veterano ator Morgan Freeman receberá o prêmio Cecil B. DeMille pelo conjunto da obra. Freeman que teve seu auge nos anos 80 e 90 com filmes como Conduzindo Miss Daisy (1989), Um Sonho de Liberdade (1994) e Seven – Os Sete Crimes Capitais (1995), passou a se tornar coadjuvante de luxo de alguns filmes grandes como Batman – O Cavaleiro das Trevas (2008)e Menina de Ouro (2004) pelo qual ganhou seu único Oscar, sem esquecer que é dono de uma voz idolatrada por documentaristas para ser o narrador como no sucesso A Marcha dos Pinguins (2005). Receber o prêmio Cecil B. DeMille certamente é uma honra, levando-se em consideração que nomes como Jack Nicholson, Elizabeth Taylor, Harrison Ford e Steven Spielberg já receberam.

A 69ª edição do Globo de Ouro será transmitido pelo canal pago Sony no dia 15 de Janeiro de 2012.

Segue a lista dos indicados ao Globo de Ouro:

Melhor Filme – Drama

Os Descendentes

Histórias Cruzadas

A Invenção de Hugo Cabret

Tudo pelo Poder

O Homem Que Mudou o Jogo

War Horse

Melhor Filme – Musical ou Comédia

O Artista

Missão Madrinha de Casamento

50%

Meia-Noite em Paris

My Week with Marilyn

Melhor Ator – Drama

George Clooney  (Os Descendentes)

Leonardo DiCaprio (J. Edgar)

Michael Fassbender (Shame)

Ryan Gosling (Tudo pelo Poder)

Brad Pitt (O Homem Que Mudou o Jogo)

Melhor Atriz – Drama

Glenn Close (Albert Nobbs)

Viola Davis (Histórias Cruzadas)

Rooney Mara (Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres)

Meryl Streep (A Dama de Ferro)

Tilda Swinton (Precisamos Conversar Sobre o Kevin)

Melhor Ator – Musical ou Comédia

Jean Dujardin (O Artista)

Brendan Gleeson (O Guarda)

Joseph Gordon-Levitt (50%)

Ryan Gosling (Amor a Toda Prova)

Owen Wilson (Meia-Noite em Paris)

Melhor Atriz – Musical ou Comédia

Jodie Foster (Carnage)

Charlize Theron (Jovens Adultos)

Kristen Wiig (Missão Madrinha de Casamento)

Michelle Williams (My Week with Marilyn)

Kate Winslet (Carnage)

Melhor Ator Coadjuvante

Kenneth Branagh (My Week with Marilyn)

Albert Brooks (Drive)

Jonah Hill (O Homem Que Mudou o Jogo)

Viggo Mortensen (Um Método Perigoso)

Christopher Plummer (Toda Forma de Amor)

Melhor Atriz Coadjuvante

Bérénice Bejo (O Artista)

Jessica Chastain (Histórias Cruzadas)

Janet McTeer (Albert Nobbs)

Octavia Spencer (Histórias Cruzadas)

Shailene Woodley (Os Descendentes)

Melhor Diretor

Woody Allen (Meia-Noite em Paris)

George Clooney (Tudo Pelo Poder)

Michel Hazanavicius (O Artista)

Alexander Payne (Os Descendentes)

Martin Scorsese (A Invenção de Hugo Cabret)

Melhor Roteiro

Michel Hazanavicius (O Artista)

Alexander Payne, Nat Faxon, Jim Rash (Os Descendentes)

George Clooney, Grant Heslov, Beau Willimon (Tudo Pelo Poder)

Woody Allen (Meia-Noite em Paris)

Steven Zaillian, Aaron Sorkin, Stan Chervin (O Homem que Mudou o Jogo)

 

Melhor Canção

Brian Byrne, Glenn Close(“Lay Your Head Down”) – Albert Nobbs

Elton John, Bernie Taupin(“Hello Hello”) – Gnomeu e Julieta

Mary J. Blige, Thomas Newman, Harvey Mason Jr., Damon Thomas(“The Living Proof”) – Histórias Cruzadas

Chris Cornell(“The Keeper”) – Redenção

Madonna, Julie Frost, Jimmy Harry(“Masterpiece”) – W.E. – O Romance do Século

Melhor Trilha Musical

Ludovic Bource (O Artista)

Trent Reznor, Atticus Ross (Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres)

Howard Shore (A Invenção de Hugo Cabret)

John Williams (War Horse)

Abel Korzeniowski (W.E. – O Romance do Século)

 

Melhor Animação

As Aventuras de Tintim

Operação Presente

Carros 2

Gato de Botas

Rango

Melhor Filme Estrangeiro

Jin líng shí san chai (China)

In the Land of Blood and Honey (EUA)

O Garoto de Bicicleta (Bélgica)

A Separação (Irã)

A Pele que Habito (Espanha)

%d blogueiros gostam disto: