‘TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME’ FATURA 4 GLOBOS DE OURO em NOITE de PROTESTOS

three billboards golden globe.jpg

QUATRO GLOBOS DE OURO PARA TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME. Da esquerda pra direita: Martin McDonagh, Sam Rockwell, Frances McDormand e os produtores Graham Broadbent e Peter Czernin.

COMO ESPERADO, DISCURSOS DE PROTESTOS PREDOMINAM NA CERIMÔNIA

TAPETE VERMELHO FUNÉREO

Como forma de protesto e apoio ao movimento Time’s Up contra os assédios em Hollywood, todos os artistas se uniram e vieram ao evento trajados de preto. Parecia um grande enterro… ou uma festa num cemitério. Além da questão dos abusos que permearam 2017, o movimento buscava igualdade de tratamento e salários.

red carpet golden-globes-2018_lead

Da esquerda pra direita: Meryl Streep com a ativista Ai-jen Poo, Gal Gadot e Viola Davis. pic by indianexpress.com)

A idéia de trazer o assunto incômodo à tona foi bem acertada. Não haveria qualquer clima de premiação se não houvesse qualquer forma de protesto. Foram raros os premiados que não fizeram qualquer menção ao tópico. Particularmente, apoio todos esses protestos, pois esse “sistema” da indústria cinematográfica não poderia mais perdurar; é necessário prover segurança a todos os artistas em sets de filmagens, sejam mulheres ou homens, a fim de evitar formas de abuso. As premiações do filme Três Anúncios Para um Crime e da série Big Little Lies demonstram que os jornalistas do Globo de Ouro assinam embaixo.

big little lies golden globe0.jpg

QUATRO GLOBOS DE OURO PARA BIG LITTLE LIES. Da esquerda pra direita: Laura Dern, Nicole Kidman, Zoe Kravitz, Reese Witherspoon e Shailene Woodley. Pic by hindustantimes.com

Só achei um exagero algumas atrizes trazendo ativistas como convidadas. Me desculpem por reproduzir meu pensamento no momento que vi a cena, lembrando que não quero ofender ninguém, mas parecia que as celebridades estavam trazendo seus cachorrinhos de estimação pra desfilar no tapete vermelho, como numa espécie de competição. Mas falando sério agora, ficou a impressão de que estavam acompanhadas de suas advogadas ou guarda-costas como uma espécie de proteção, ou pior: como se fossem incapazes de se manifestar a respeito dos acontecimentos, como se não tivessem uma voz própria, sabe? As ativistas foram convidadas pelo movimento Time’s Up e falaram no tapete vermelho, mas acredito que as vozes delas seriam melhor ouvidas se todas se unissem no palco durante a cerimônia. Certamente, haveria mais repercussão do que meras entrevistas no tapete vermelho.

HOST SETH MEYERS

Desde que fora anunciado como host, fiquei com o pé atrás, pois minha preferência sempre foi Ricky Gervais, ainda mais para este ano tão conturbado em Hollywood. Tenho certeza de que ele transformaria o Globo de Ouro no evento do século, mas acho que nunca saberemos por que ele não foi host. Enfim, Seth Meyers foi convocado, e sabia que tinha que trazer piadas de assédio. Ele conseguiu mandar bem em boa parte de seu monólogo, mas fiquei com a impressão de que se essas piadas tivessem saído da boca de Gervais, o público aceitaria melhor pois já o conheceriam muito bem.

seth-meyers1.jpg

O host da noite pela primeira vez, Seth Meyers: “o cachorro lançado no espaço”. Pic by Variety

Eis algumas piadas boas de Meyers:

Good evening, ladies and remaining gentlemen. (Boa noite, senhoras e remanescentes senhores)

Happy New Year, Hollywood! It’s 2018, marijuana is finally allowed and sexual harassment finally isn’t. (Feliz Ano Novo, Hollywood! É 2018, maconha finalmente é permitida e assédio sexual finalmente não é)

For the male nominees in the room tonight, this is the first time in three months it won’t be terrifying to hear your name read out loud. (Para os indicados masculinos desta noite, esta será a primeira vez em três meses que não será alarmante ouvir seu nome lido em voz alta).

E não poderiam faltar piadas com o presidente Donald Trump:

Hollywood Foreign Press. A string of three words that could not have been better designed to infuriate our president. The only name that could make him angrier would be the Hillary Mexico Salad Association. (Imprensa Estrangeira de Hollywood. Uma sequência de três palavras que não poderia ser melhor designada para enfurecer nosso presidente. O único nome que poderia deixá-lo mais furioso seria Associação de Salada Mexicana da Hillary).

NÚMEROS DESTA EDIÇÃO

Das seis indicações, Três Anúncios Para um Crime levou quatro prêmios e foi o maior vencedor da noite. Os mais otimistas esperavam três, mas a vitória de Sam Rockwell como coadjuvante foi um bônus. Em segundo lugar, ficaram A Forma da Água, que levou Melhor Diretor e Trilha Musical, enquanto Lady Bird levou Filme – Comédia ou Musical e Atriz – Comédia ou Musical para Saoirse Ronan.

Levando em consideração que A Forma da Água estava indicado em sete categorias, dois prêmios foi um pouco decepcionante. Contudo, o que dizer das seis indicações e NENHUMA vitória de The Post: A Guerra Secreta? Algumas matérias já acusavam Seth Meyers de ter rogado praga pra cima do filme de Spielberg com sua piada:

anigif_sub-buzz-6995-1515378424-1.gif

Meyers: “The Post está indicado para Melhor Filme esta noite. É um filme sobre integridade jornalística, dirigido por Steven Spielberg e estrelado por Tom Hanks e Meryl Streep…”

Além de não ter levado nada, deixou Spielberg todo embaraçado…

SURPRESAS

Numa categoria em que o sueco The Square e o russo Desamor disputavam voto a voto o prêmio de Filme em Língua Estrangeira, que tinha ainda a estrela Angelina Jolie indicada por First They Killed my Father (representante do Camboja), foi o franco-alemão Em Pedaços que ficou com a estatueta. O diretor Fatih Akin trouxe ao palco sua protagonista Diane Kruger, que estava um pouco acanhada no fundo. Não vi o filme ainda, mas vale lembrar que Em Pedaços concorreu à Palma de Ouro em Cannes e saiu vencedor do prêmio de interpretação feminina para a própria Kruger. Com essa vitória, o filme pode ganhar algum impulso para conquistar uma das cinco vagas na categoria de Filme Estrangeiro, e quem sabe Kruger como Atriz?…

Pelo burburinho que havia, muitos esperavam a vitória de Hans Zimmer pela trilha de Dunkirk, mas o Globo de Ouro preferiu premiar Alexandre Desplat por A Forma da Água. Não sei se a trilha de Desplat é boa, mas a de Zimmer não me agrada muito, porque além de repetitiva, é constante. A idéia de gerar tensão através de sua música funciona em algumas cenas, mas tinha outras que sua trilha era totalmente desnecessária e até incômoda.

Se a vitória de James Franco como Ator – Comédia ou Musical não foi nenhuma surpresa, foi bacana vê-lo chamar ao palco Tommy Wiseau, o artista em que Franco se baseou para fazer seu filme O Artista do Desastre. Quando Wiseau se aproximava para falar, Franco o interrompeu e o barrou. Estaria esse discurso guardado para uma possível vitória no Oscar?

james-franco-tommy-wiseau-the-room-golden-globe-win.jpg

CHEGA PRA LÁ: James Franco impede aproximação de Tommy Wiseau do microfone em seu discurso de agradecimento por O Artista do Desastre. Pic by Variety

OPRAH WINFREY COMO PORTA-VOZ

A HFPA acertou em cheio na escolha da homenageada pelo prêmio Cecil B. DeMille Award. Além de ter um histórico excepcional como profissional da TV e cinema, e de seu trabalho filantrópico, Oprah tem credibilidade inquestionável que a permitiu falar sobre tudo de forma bastante aberta. Foi tocante ouvi-la falar quando queria servir de inspiração para outras pessoas por ser a primeira negra a ser homenageada pelo prêmio Cecil B. DeMille assim como quando Sidney Poitier venceu o Oscar em 1964.

oprah-winfrey cecil.jpg

CECIL B. DEMILLE AWARD PARA OPRAH WINFREY: Discurso presidenciável. Pic by AOL

Oprah sabe das coisas, ou como dizem, “manja dos paranauê”. Em seu discurso muito bem elaborado, ela cita o valor inestimável da imprensa e sua busca pela verdade absoluta, e em seguida, enaltece todas as mulheres que tiveram coragem de compartilhar suas histórias de abuso. Há uma forte investida na questão da superação de obstáculos e na esperança de um futuro melhor graças aos esforços dos que lutam hoje para garantir isso. Enfim, um discurso político perfeito. Um discurso que faria dela a próxima presidente dos EUA. Um discurso que traria a paz mundial. Ponto para o Globo de Ouro, que muitos consideram ultrapassado.

O QUE ESPERAR PARA A TEMPORADA E O OSCAR

Num ano bastante competitivo entre as atrizes, as vencedoras do Globo de Ouro, Frances McDormand e Saoirse Ronan, consolidaram seus ares de favoritismo perante as demais: Meryl Streep, Sally Hawkins e Margot Robbie. Claro que tudo pode mudar com o resultado do SAG, prêmio do sindicato dos atores, que acontece no próximo dia 21, mas mesmo se McDormand vencer, Saoirse Ronan ainda tem ótimas chances de vencer no Oscar. Por quê? Porque é muito difícil conquistar uma segunda estatueta hoje em dia. McDormand levou seu Oscar em 1997 por Fargo, mas nunca havia ganhado o Globo de Ouro antes.

A vitória de Sam Rockwell como coadjuvante deu uma desacelerada no favoritismo de Willem Dafoe (Projeto Flórida), que havia ganhado todos os prêmios da crítica. Mas ainda acredito que a Academia vá favorecê-lo no caso de uma terceira indicação, porque existe muito dessa coisa de histórico na hora de votar.

Em relação aos filmes, à princípio, prevejo a típica premiação do Oscar: uma produção caprichada de fantasia (A Forma da Água) levando todos os Oscars técnicos até chegar nas categorias principais quando aquele filme mais sério (Três Anúncios Para um Crime) passa a dominar e levar Melhor Filme. Já aconteceu outras vezes como no ano passado com La La Land e Moonlight, e em 2012 com A Invenção de Hugo Cabret e O Artista. Embora a Academia tenha expandido o número de seus membros votantes, acredito que ainda seja cedo pra acreditar que filmes de temática mais moderna se sobressaiam como o Me Chame Pelo Seu Nome, ou até mesmo Lady Bird. Vamos aguardar pra ver…

VENCEDORES DO 75º GLOBO DE OURO:

CINEMA

Best Motion Picture – Drama:
• Três Anúncios Para um Crime (Three Billboards Outside Ebbing, Missouri)

Best Motion Picture – Musical or Comedy:
• Lady Bird: É Hora de Voar (Lady Bird)

Best Performance by an Actor in a Motion Picture – Drama:
• Gary Oldman (O Destino de uma Nação)

Best Performance by an Actress in a Motion Picture – Drama:
• Frances McDormand (Três Anúncios Para um Crime)

Best Performance by an Actor in a Motion Picture – Musical or Comedy:
• James Franco (Artista do Desastre)

Best Performance by an Actress in a Motion Picture – Musical or Comedy:
Saoirse Ronan (Lady Bird)

Best Performance by an Actor in a Supporting Role in a Motion Picture:
• Sam Rockwell (Três Anúncios Para um Crime)

Best Performance by an Actress in a Supporting Role in a Motion Picture:
• Allison Janney (I, Tonya)

Best Director – Motion Picture:
• Guillermo de Toro (A Forma da Água)

Best Screenplay:
• Martin McDonagh (Três Anúncios Para um Crime)

Best Motion Picture – Foreign Language:
Em Pedaços – ALEMANHA/FRANÇA

Best Motion Picture – Animated:
• Viva – A Vida é uma Festa (Coco)

Best Original Song – Motion Picture:
• “This is Me” (O Rei do Show)

Best Original Score – Motion Picture:
• Alexandre Desplat (A Forma da Água)

TELEVISÃO

Best Television Series – Drama:
• The Handmaid’s Tale

Best Television Series – Musical or Comedy:
• The Marvelous Mrs. Maisel

Best Performance by an Actor in a Television Series – Drama:
• Sterling K. Brown (This Is Us)

Best Performance by an Actress in a Television Series – Drama:
• Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale)

Best Performance by an Actor in a Television Series – Musical or Comedy:
• Aziz Ansari (Master of None)

Best Performance by an Actress in a Television Series – Musical or Comedy:
• Rachel Brosnahan (The Marvelous Mrs. Maisel)

Best Television Limited Series or Motion Picture Made for Television:
• Big Little Lies

Best Performance by an Actor in a Limited Series or Motion Picture Made for Television:
• Ewan McGregor (Fargo)

Best Performance by an Actress in a Limited Series or Motion Picture Made for Television:
• Nicole Kidman (Big Little Lies)

Best Performance by an Actress in a Supporting Role in a Series, Limited Series or Motion Picture Made for Television:
• Laura Dern (Big Little Lies)

Best Performance by an Actor in a Supporting Role in a Series, Limited Series or Motion Picture Made for Television:
• Alexander Skarsgård (Big Little Lies)

Anúncios

WGA indica favoritos ‘Boyhood’, ‘O Jogo da Imitação’, ‘Foxcatcher’ e ‘Garota Exemplar’ mesmo com sua rigidez costumeira

 

WGA: Writers Guild Awards 2013 (logo in theartsyfilmblog.com)

WGA: Writers Guild Awards 2015 (logo in theartsyfilmblog.com)

MESMO COM TANTA RIGIDEZ, FAVORITOS SÃO INDICADOS

Se existe um prêmio de sindicato maldoso, este é o Writers Guild of America (WGA). Sem cerimônia, ele elimina incontáveis ótimos candidatos estrangeiros, animações e produções independentes simplesmente por questão de eligibilidade de um regulamento pré-globalização que parou no século XX (Eles não têm nem categoria de roteiro de animação!!!). Assim, bons concorrentes como Uma Aventura Lego, Birdman, A Teoria de Tudo e Selma foram pro saco num piscar de olhos, totalizando o número ridículo de 60 concorrentes na categoria de roteiro original, e 48 na de roteiro adaptado.

Com tamanha rigidez, só o fato de ser indicado, realmente já se trata de uma vitória. Mas em termos de credibilidade, uma vitória “parcial”? Injusta? Em 2013, o roteiro de Quentin Tarantino de Django Livre também não tinha sido qualificado para o WGA só porque o diretor-roteirista não é membro do sindicato (e não paga as devidas taxas), mas isso não o impediu de ganhar o Oscar no mesmo ano. Esse sentimento de injustiça e indignação pelo alto nível de burocracia é o mesmo que sinto em relação à categoria de Filme em Língua Estrangeira. Enquanto 23 prêmios da Academia interessam à comunidade cinéfila e hollywoodiana, a de Filme Estrangeiro é aquela almejada pelo mundo inteiro, aquela que é possível qualquer país do mundo ganhar de fato. Então, deveriam dar mais atenção e coerência à categoria. Uma das alterações que sou a favor é a inclusão de mais de um filme do mesmo país, afinal, nem sempre haverá apenas um bom filme por país.

Enfim, após esse breve desabafo, vamos aos indicados deste ano. Mesmo se considerando a série de eliminações por eligibilidade, houve pouca surpresa. Em extrema ascensão depois das indicações consecutivas no Art Directors Guild (ADG), Eddie Awards e Producers Guild (PGA), o novo filme de Clint Eastwood, Sniper Americano, obteve mais um êxito que deve incluí-lo na lista final dos indicados a Melhor Filme no Oscar. Já a indicação de Guardiões da Galáxia chama a atenção por se tratar de uma ficção científica (gênero raro no prêmio – os únicos três que ganharam foram A Origem, Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças e E.T. – O ExtraTerrestre) e ainda mais por ser baseado numa história em quadrinhos da Marvel, comprovando que existe qualidade além das fronteiras dos gêneros e convenções artísticas.

Zoe Saldana e Chris Pratt em cena de Guardiões da Galáxia (photo by outnow.ch)

Zoe Saldana e Chris Pratt em cena de Guardiões da Galáxia (photo by outnow.ch)

Uma curiosidade interessante é que dos cinco indicados a Roteiro Original, quatro são os diretores dos filmes também: Richard Linklater, Wes Anderson, Dan Gilroy e Damien Chazelle, o que denota característica de iniciativa dos mesmos. E caso alguns deles venham a ser indicados a Melhor Diretor no Oscar e não ganhem, o Oscar de Roteiro muitas vezes acaba se tornando uma espécie de prêmio de consolação.

Seguem todos os indicados ao WGA:

CINEMA

ROTEIRO ORIGINAL

– Richard Linklater (Boyhood: Da Infância à Juventude)
– 
E. Max Frye, Dan Futterman (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo)
– Wes Anderson, Hugo Guinness (O Grande Hotel Budapeste)
– 
Dan Gilroy (O Abutre)
– 
Damien Chazelle (Whiplash: Em Busca da Perfeição)

ROTEIRO ADAPTADO

– Jason Hall (Sniper Americano) – Baseado no livro de Chris Kyle, Scott McEwen e Jim DeFelice
– Gillian Flynn (Garota Exemplar); Baseado em seu romance
– James Gunn, Nicole Perlman (Guardiões da Galáxia); Baseado nos quadrinhos da Marvel por Dan Abnett e Andy Lanning
 Graham Moore (O Jogo da Imitação); Baseado no livro Alan Turing: The Enigma, de Andrew Hodges
– Nick Hornby (Livre); Baseado no livro de Cheryl Strayed

Reese Witherspoon em cena de Livre (photo by outnow.ch)

Reese Witherspoon em cena de Livre (photo by outnow.ch)

ROTEIRO DE DOCUMENTÁRIO

– John Maloof, Charlie Siskel (A Fotografia Oculta de Vivian Maier)
– Brian Knappenberger (O Menino da Internet: A História de Aaron Swartz)

– 
Mark Bailey, Kevin McAlester (Last Days in Vietnam)
– 
Gabe Polsky (Red Army)

Cena do documentário A Fotografia Oculta de Vivian Maier (photo by outnow.ch)

Cena do documentário A Fotografia Oculta de Vivian Maier (photo by outnow.ch)

TELEVISÃO

SÉRIE DE TV – DRAMA

– David Benioff, Bryan Cogman, George R.R. Martin, D.B. Weiss (Game of Thrones)
– Leonard Dick, Keith Eisner, Ted Humphrey, Michelle King, Robert King, Erica Shelton Kodish, Matthew Montoya, Luke Schelhaas, Nichelle Tramble Spellman, Craig Turk, Julia Wolfe (The Good Wife)
– Bill Cain, Laura Eason, Sam R. Forman, William Kennedy, Kenneth Lin, John Mankiewicz, David Manson, Beau Willimon (House of Cards)
– Lisa Albert, Heather Jeng Bladt, Semi Chellas, Jonathan Igla, David Iserson, Janet Leahy, Erin Levy, Patricia Resnick, Tom Smuts, Matthew Weiner, Carly Wray (Mad Men)
– Nic Pizzolatto (True Detective)

SÉRIE DE TV – COMÉDIA

– Pamela Adlon, Louis C.K. (Louie)
– Stephen Falk, Sian Heder, Tara Herrmann, Sara Hess, Nick Jones, Jenji Kohan, Lauren Morelli, Alex Regnery, Hartley Voss (Orange is the New Black)
– John Altschuler, Alec Berg, Matteo Borghese, Jessica Gao, Mike Judge, Dave Krinsky, Carson Mell, Dan O’Keefe, Clay Tarver, Rob Turbovsky, Ron Weiner (Sillicon Valley)
– Bridget Bedard, Micah Fitzerman-Blue, Noah Harpster, Ethan Kuperberg, Ali Liebegott, Faith Soloway, Jill Soloway (Transparent)
– Simon Blackwell, Kevin Cecil, Roger Drew, Sean Gray, Armando Iannucci, Ian Martin, Georgia Pritchett, David Quantick, Andy Riley, Tony Roche, Will Smith (Veep)

SÉRIE DE TV NOVA

– Dan LeFranc, Hagai Levi, Melanie Marnich, Eric Overmyer, Kate Robin, Sarah Treem (The Affair)
– Jack Amiel, Michael Begler, Steven Katz (The Knick)
– John Altschuler, Alec Berg, Matteo Borghese, Jessica Gao, Mike Judge, Dave Krinsky, Carson Mell, Dan O’Keefe, Clay Tarver, Rob Turbovsky, Ron Weiner (Sillicon Valley)
– Bridget Bedard, Micah Fitzerman-Blue, Noah Harpster, Ethan Kuperberg, Ali Liebegott, Faith Soloway, Jill Soloway (Transparent)
– Nic Pizzolatto (True Detective)

SÉRIE ORIGINAL

– Melissa Carter (Deliverance Creek)
– Sean Hanish (Return to Zero)

SÉRIE ADAPTADA

– Nicholas Meyer; Baseado no livro Houdini: A Mind in Chains: A Psychoanalytic Portrait, de Bernard C. Meyer, M.D. (Houdini)
– Paul T. ScheuringJosh Goldin, Rachel Abramowitz; Baseado no livro Gold Diggers, de Charlotte Gray (Klondike)
– Larry Kramer; Baseado na peça The Normal Heart (The Normal Heart)
– Jane Anderson; Baseado no romance de Elizabeth Strout (Olive Kitteridge)
Damon Lindelof, Tom Perrotta; Baseado no livro de Tom Perrotta (The Leftlovers)

SHORT FORM NEW MEDIA – ORIGINAL

– “Apocalypse No” (Bad Shorts), escrito por Ben Zelevansky; luckybirdsmedia.com
– “City of Angles” (Caper), escrito por Amy Berg, Mike Sizemore; hulu.com
– “Episode 1 – Nurture” (F To 7th), escrito por Ingrid Jungermann; youtube.com
– “Episode 113: Rachel” (High Maintenance), escrito por Katja Blichfeld & Ben Sinclair; helpingyoumaintain.com
– “Episode 204” (Vicky and Lysander), escrito por Damon Cardasis, Shannon Walker; youtube.com
– “Episode 207” (Vicky and Lysander), escrito por Damon Cardasis, Shannon Walker; youtube.com

ANIMAÇÃO

– Greg Thompson (Bob’s Burgers) – Episódio: “Bob and Deliver”
– Brian Kelley (The Simpsons) – Episódio: “Brick Like Me”
– Matt Selman (The Simpsons) –  Episódios: “Covercraft”
– David H. Steinberg (The Simpsons) – Episódio: “Pay Pal”
– J. Stewart Burns (The Simpsons) – Episódio: “Steal This Episode”
– Nora Smith (Bob’s Burgers) – Episódio: “Work Hard or Die Trying, Girl”

EPISODIC DRAMA

– Jonathan Igla, Matthew Weiner (Mad Men) – Episódio: “A Day’s Work”
– Howard Korder (Boardwalk Empire) – Episódio: “Devil You Know”
– Kate Powers, Ray McKinnon (Rectify) Episódio: “Donald the Normal”
– Riccardo DiLoreto, Cristine Chambers, Howard Korder (Boardwalk Empire) – Episódio: “Friendless Child”
– Robert King, Michelle King (The Good Wife) – Episódio: “The Last Call”
– George R.R. Martin (Game of Thrones) – Episódio: “The Lion and the Rose”

EPISODIC COMEDY

– Rick Wiener, Kenny Schwartz (Modern Family) – Episódio: “The Cold”
– Rob Rosell (New Girl) – Episódio: “Landline” (New Girl)
– Nick Jones (Orange is the New Black) – Episódio: “Low Self Esteem City”
– Louis C.K. (Louie) – Episódio: “So Did the Fat Lady”
– Abraham Higginbotham, Steven Levitan, Jeffrey Richman (Modern Family) – Episódio: “Three Dinners”
– Ethan Kuperberg (Transparent) – Episódio: “The Wilderness”

COMEDY / VARIETY (INCLUDING TALK) – SERIES

– Rory Albanese, Dan Amira, Steve Bodow, Tim Carvell, Travon Free, Hallie Haglund, JR Havlan, Elliott Kalan, Matt Koff, Adam Lowitt, Dan McCoy, Jo Miller, John Oliver, Zhubin Parang, Owen Parsons, Daniel Radosh, Lauren Sarver, Jon Stewart, Delaney Yeager (The Daily Show with Jon Stewart)
– Kevin Avery, Tim Carvell, Dan Gurewitch, Geoff Haggerty, Jeff Maurer, John Oliver, Scott Sherman, Will Tracy, Jill Twiss, Juli Weiner (Last Week Tonight with John Oliver)
– Jessi Klein, Emily Altman, Jeremy Beiler, Neil Casey, Kyle Dunnigan, Kurt Metzger, Christine Nangle, Dan Powell, Amy Schumer (Inside Amy Schumer)
– Michael Brumm, Nate Charny, Aaron Cohen, Stephen Colbert, Rich Dahm, Paul Dinello, Eric Drysdale, Rob Dubbin, Ariel Dumas, Glenn Eichler, Gabe Gronli, Barry Julien, Jay Katsir, Sam Kim, Matt Lappin, Opus Moreschi, Tom Purcell, Meredith Scardino, Max Werner (The Colbert Report)
– Molly McNearney, Danny Ricker, Gary Greenberg, Jack Allison, Tony Barbieri, Jonathan Bines, Joelle Boucai, Josh Halloway, Sal Iacono, Eric Immerman, Bess Kalb, Jimmy Kimmel, Jeff Loveness, Bryan Paulk, Rick Rosner, Bridger Winegar (Jimmy Kimmel Live)
– Seth Meyers, Colin Jost, Rob Klein, Bryan Tucker, James Anderson, Alex Baze, Michael Che, Mikey Day, Steve Higgins, Leslie Jones, Zach Kanin, Chris Kelly, Erik Kenward, Lorne Michaels, Claire Mulaney, Josh Patten, Paula Pell, Katie Rich, Tim Robinson, Sarah Schneider, Pete Schultz, John Solomon, Kent Sublette, Lakendra Tookes (Saturday Night Live)
– Billy Martin, Scott Carter, Adam Felber, Matt Gunn, Brian Jacobsmeyer, Jay Jaroch, Chris Kelly, Bill Maher, Danny Vermont (Real Time with Bill Maher)

COMEDY / VARIETY – MUSIC, AWARDS, TRIBUTES – SPECIALS

– The 68th Annual Tony Awards, escrito por Dave Boone; Special Material by Jon Macks; CBS
71st Annual Golden Globe Awards, escrito por Barry Adelman; Special Material by Alex Baze, Dave Boone, Robert Carlock, Tina Fey, Jon Macks, Sam Means, Seth Meyers, Amy Poehler, Mike Shoemaker; NBC
2014 Film Independent Spirit Awards, escrito por Gerry Duggan, Wayne Federman, Patton Oswalt, Erik Weiner; IFC
Bill Maher: Live from D.C., escrito por Bill Maher; HBO
Sarah Silverman: We Are Miracles, escrito por Sarah Silverman; HBO

QUIZ AND AUDIENCE PARTICIPATION

– Hollywood Game Night, escrito por Grant Taylor, Alex Chauvin, Ann Slichter; NBC
Jeopardy!, escrito por John Duarte, Harry Friedman, Mark Gaberman, Debbie Griffin, Michele Loud, Robert McClenaghan, Jim Rhine, Steve D. Tamerius, Billy Wisse; ABC

DAYTIME DRAMA

– Days of Our Lives, escrito por Lorraine Broderick, David Cherrill, Carolyn Culliton, Richard Culliton, Rick Draughon, Christopher Dunn, Janet Iacobuzio, Ryan Quan, Dave Ryan, Melissa Salmons, Christopher Whitesell; NBC
General Hospital, escrito por Ron Carlivati, Anna Theresa Cascio, Suzanne Flynn, Kate Hall, Elizabeth Korte, Daniel James O’Connor, Elizabeth Page, Katherine Schock, Scott Sickles, Chris Van Etten; ABC

CHILDREN’S SCRIPT – EPISODIC AND SPECIALS

– “Girl Meets 1961” (Girl Meets World), Written by Matthew Nelson; Disney Channel
– “Haunted Heartthrob” (Haunted Hathaways), Written by Bob Smiley; Nickelodeon
– “Haunted Sisters” (Haunted Hathaways), Written by Boyce Bugliari & Jamie McLaughlin; Nickelodeon

DOCUMENTARY SCRIPT – CURRENT EVENTS

– “Losing Iraq” (Frontline), escrito por Michael Kirk & Mike Wiser; PBS
– “United States of Secrets: Privacy Lost (Part Two)” (Frontline), escrito por Martin Smith; PBS
– “United States of Secrets: The Program (Part One)” (Frontline); PBS; escrito por Michael Kirk & Mike Wiser; PBS

DOCUMENTARY SCRIPT – OTHER THAN CURRENT EVENTS

– “Episode Five: The Rising Road (1933-1939)” (The Roosevelts: An Intimate History), escrito por Geoffrey C. Ward; PBS
– “League of Denial: The NFL’s Concussion Crisis” (Frontline), escrito por Michael Kirk & Mike Wiser; PBS
– “Standing Up in the Milky Way (Episode 1)” (COSMOS: A Space Time Odyssey), escrito por Ann Druyan and Steven Soter; Fox

TV NEWS SCRIPT – REGULARLY SCHEDULED, BULLETIN, OR BREAKING REPORT

– “50th Anniversary of JFK’s Assassination” (CBS Evening News with Scott Pelley), escrito por Jerry Cipriano, Joe Clines; CBS News
CBS This Morning, escrito por Duane Tollison, Chip Sorrentino, Bruce Meyer, Bill Crowley; CBS News
– “Nelson Mandela: A Man Who Changed the World” (World News with Diane Sawyer), escrito por Diane Sawyer, Lisa Ferri, Dave Bloch; ABC News

TV NEWS SCRIPT – ANALYSIS, FEATURE, OR COMMENTARY

– “Nowhere to Go” (60 Minutes), escrito por Scott Pelley, Oriana Zill de Granados, Michael Rey; CBS

Os vencedores serão conhecidos no dia 14 de fevereiro em cerimônias que acontecem em Los Angeles e Nova York.