‘PANTERA NEGRA’ MARCA PRESENÇA nos PRÊMIOS dos SINDICATOS de DIREÇÃO DE ARTE, FIGURINO e MAQUIAGEM

the favourite

Cena de A Favorita (pic by IMDb)

Depois dos sindicatos de Diretores, saíram os indicados aos prêmios de sindicato dos Diretores de Arte (ADG), dos Figurinistas e dos Maquiadores. Nessas listas, certamente estão vários futuros indicados ao Oscar 2019.

ART DIRECTORS GUILD

Como de costume, o Art Directors Guild (ADG) divide seus prêmios em três categorias: Filme de Época, Filme de Fantasia e Contemporâneo. As primeiras duas categorias são as grandes fornecedoras de indicações ao Oscar. A Academia reverencia demais o design de filmes de época, enquanto a arte Contemporânea é negligenciada frequentemente, tanto que a última que me recordo que foi para o Oscar foi a excelente production design de Ela (2013).

Sem trocadilhos, a arte de Fiona Crombie de A Favorita é a favorita, pois é o filme que mais evidencia a direção de arte. Contudo, é preciso lembrar que o palácio britânico onde foram feitas as filmagens é o verdadeiro, e não uma reprodução feita em estúdio, e isso pode pesar na hora da votação.

Os demais trabalhos indicados na categoria de Filme de Época são fortes concorrentes também. Prestes a conquistar sua 5ª indicação ao Oscar por O Primeiro Homem, Nathan Crowley pode ganhar sua primeira estatueta dourada. Também acredito em uma nova indicação para Jess Gonchor, que é especialista em filmes de western, como The Ballad of Buster Scruggs.

first man

Arte de Nathan Crowley dos anos 60 de O Primeiro Homem (pic by IMDb)

Dos esnobados, destacaria o design futurista de Upgrade, que se resolve com poucos elementos, Aniquilação, que desenvolve uma identidade alienígena, Hereditário, devido às miniaturas criadas pela protagonista.

FILME DE ÉPOCA
THE BALLAD OF BUSTER SCRUGGS Jess Gonchor
BOHEMIAN RHAPSODY Aaron Haye
A FAVORITA Fiona Crombie
O PRIMEIRO HOMEM Nathan Crowley
ROMA Eugenio Caballero

FILME DE FANTASIA
PANTERA NEGRA Hannah Beachler
ANIMAIS FANTÁSTICOS: OS CRIMES DE GRINDELWALD Stuart Craig
O MISTÉRIO DO RELÓGIO NA PAREDE Jon Hutman
O RETORNO DE MARY POPPINS John Myhre
JOGADOR Nº 1 Adam Stockhausen

FILME CONTEMPORÂNEO
UM LUGAR SILENCIOSO Jeffrey Beecroft
NASCE UMA ESTRELA Karen Murphy
PODRES DE RICOS Nelson Coates
MISSÃO: IMPOSSÍVEL – EFEITO FALLOUT Peter Wenham
BEM-VINDOS A MARWEN Stefan Dechant

FILME DE ANIMAÇÃO
O GRINCH Colin Stimpson
OS INCRÍVEIS 2 Ralph Eggleston
ILHA DOS CACHORROS Adam Stockhausen, Paul Harrod
WIFI RALPH: QUEBRANDO A INTERNET Cory Loftis
HOMEM-ARANHA NO ARANHAVERSO Justin K. Thompson

O 23º ADG Awards será entregue no dia 02 de fevereiro.

***

black panther

Figurinos de Ruth E. Carter de Pantera Negra (pic by IMDb)

COSTUME DESIGNERS GUILD

Eu já cravaria a 4ª vitória de Sandy Powell por A Favorita. MAS… o problema é que ela pode concorrer contra ela mesma por O Retorno de Mary Poppins, e isso dividiria seus votos e a estatueta poderia ir para outro figurinista. Esse cenário de dupla indicação já aconteceu com Powell em 2016, quando ela foi indicada por Carol e Cinderela, e acabou perdendo para Jenny Beavan por Mad Max: Estrada da Fúria.

Outro trabalho bem lembrado pelo sindicato foi de Ruth E. Carter, que deve receber sua terceira indicação ao Oscar, depois de Malcolm X (1992) e Amistad (1997), por Pantera Negra. E ela pode atravessar Sandy Powell em caso de dupla indicação. Apesar dos figurinos de Carter recriar o universo africano da Marvel, certamente chamou a atenção por seu aspecto antropológico. E seria uma ótima forma de reconhecer uma figurinista experiente ao mesmo tempo em que reconhece uma das maiores bilheterias de 2018.

Para ocupar as últimas duas vagas, Alexandra Byrne por Duas Rainhas parece ser uma aposta certa, já Julian Day por Bohemian Rhapsody ainda é dúvida, pois Mary Zophres por The Ballad of Buster Scruggs e Paco Delgado por Uma Dobra no Tempo ainda disputam seu espaço.

mary queen of scots

Figurinos de Alexandra Byrne em Duas Rainhas (pic by IMDb)

Gostaria de ver figurinos mais contemporâneos indicados também, afinal não apenas os de época que são bonitos, certo? Poderiam reconhecer os designs de figurinos de Podres de Ricos, mostrando a moda de Singapura, ou de Oito Mulheres e um Segredo, que criou um estilo para cada uma das personagens em Nova York.

FILME CONTEMPORÂNEO
PODRES DE RICOS (Mary E. Vogt )
MAMMA MIA! LÁ VAMOS NÓS DE NOVO (Michele Clapton)
OITO MULHERES E UM SEGREDO (Sarah Edwards)
NASCE UMA ESTRELA (Erin Benach)
AS VIÚVAS (Jenny Eagan)

FILME DE ÉPOCA
INFILTRADO NA KLAN (Marci Rodgers)
BOHEMIAN RHAPSODY (Julian Day)
A FAVORITA (Sandy Powell)
O RETORNO DE MARY POPPINS (Sandy Powell)
DUAS RAINHAS (Alexandra Byrne)

FILME DE FICÇÃO CIENTÍFICA OU FANTASIA
AQUAMAN (Kym Barrett)
VINGADORES: GUERRA INFINITA (Judianna Makovsky)
PANTERA NEGRA (Ruth E. Carter)
O QUEBRA-NOZES E OS QUATRO REINOS (Jenny Beavan)
UMA DOBRA NO TEMPO (Paco Delgado)

A cerimônia do 21º Costume Designers Guild acontece no dia 19 de fevereiro.

***

vice

Maquiagem de envelhecimento e próteses de Vice (pic by IMDb)

MAKE-UP ARTISTS AND HAIR STYLISTS GUILD

Como fã do trabalho de Rick Baker como Um Lobisomem Americano em Londres, Um Príncipe em Nova York e Homens de Preto, o Oscar de Maquiagem não é mais o mesmo depois de sua aposentadoria. Hoje em dia, são mais trabalhos de envelhecimento e de cópia de personagem real ou fictício. A criatividade no ramo foi podada.

É possível confirmar isso nos três favoritos às indicações ao Oscar: Pantera Negra, Stan & Ollie e Vice. Todos reproduzem personagens pré-existentes, que não envolvem uma criatividade que muito faz falta nesse ramo. Pode ser que a maquiagem de Duas Rainhas roube a lugar de algum deles, já que Jenny Shircore já venceu o Oscar por Elizabeth em 1999.

stan & ollie

Maquiagem de O Gordo e o Magro em Stan & Ollie (pic by IMDb)

Claro que todos os trabalhos listados abaixo são de qualidade indubitável. O cinema industrial norte-americano leva muito à sério o entretenimento e investe em tecnologia e profissionais de ponta. A questão da criatividade é mais um desabafo pessoal…

Sobre a competição, acredito que, confirmados esses três filmes, Vice deve levar o Oscar. Toda vez que vemos fotos vazadas de um ator transformado semanas ou meses antes do lançamento do filme (que aconteceu com Christian Bale maquiado como Dick Cheney), o trabalho é reconhecido no Oscar. Foi assim com Jamie Foxx como Ray Charles, Kate Winslet como Hanna Schmitz e Meryl Streep como Margaret Thatcher.

E um trabalho que não consta nas listas daqui, mas que pode conquistar uma indicação é de Suspiria, o remake do filme italiano de Dario Argento. Tilda Swinton faz três personagens, e dois deles precisam de maquiagem pesada.

MAQUIAGEM CONTEMPORÂNEA
QUERIDO MENINO (Jean Black, Rolf Keppler)
BOY ERASED: UMA VERDADE ANULADA (Kimberly Jones, Mi Young, Kyra Panchenko)
PODRES DE RICOS (Heike Merker, Irina Strukova)
NASCE UMA ESTRELA (Ve Neill, Debbie Zoller, Sarah Tanno)
BEM-VINDOS A MARWEN (Ve Neill, Rosalina De Silva)
AS VIÚVAS (Ma Kalaadevi Ananda, Denise Pugh-Ruiz, Jacqueline Fernandez)

CABELO CONTEMPORÂNEO
PODRES DE RICOS (Heike Merker, Sophia Knight)
FELICIDADE POR UM FIO (Dawn Turner, Larry Simms)
NASCE UMA ESTRELA (Lori McCoy-Bell, Joy Zapata, Frederic Aspires)
VOX LUX (Esther Ahn, Daniel Koye)
AS VIÚVAS (Linda Flowers, Daniel Curet, Denise Wynbrandt)

MAQUIAGEM DE FILME E/OU PERSONAGEM DE ÉPOCA
BOHEMIAN RHAPSODY (Jan Sewell, Mark Coulier)
O RETORNO DE MARY POPPINS (Peter Robb-King, Paula Price)
DUAS RAINHAS (Jenny Shircore, Hannah Edwards, Sarah Kelly)
STAN & OLLIE (Jeremy Woodhead, Marc Coulier)
VICE (Kate Biscoe, Ann Pala Williams, Jamie Kelman)

CABELO DE FILME E/OU PERSONAGEM DE ÉPOCA
PANTERA NEGRA (Camille Friend, Jaime Leigh McIntosh, Louisa Anthony)
INFILTRADO NA KLAN (LaWanda Pierre-Weston, Shaun Perkin)
BOHEMIAN RHAPSODY (Jan Sewell, Julio Parodi)
O RETORNO DE MARY POPPINS (Peter Robb-King, Paula Price)
DUAS RAINHAS (Jenny Shircore, Marc Pilcher)

MAQUIAGEM DE EFEITOS
AQUAMAN (Justin Raleigh, Ozzy Alvarez, Sean Genders)
THE BALLAD OF BUSTER SCRUGGS Christien Tinsley, Corey Welk, Rolf Keppler)
PANTERA NEGRA (Joel Harlow, Ken Diaz, Sian Richards)
STAN & OLLIE (Mark Coulier, Jeremy Woodhead)
VICE (Greg Cannom, Christopher Gallaher)

Os vencedores do 6º Makeup Artists and Hairstylists Guild Awards está marcado para o dia 16 de fevereiro. 

Anúncios

ACADEMIA DIVULGA PRÉ-LISTA de SELECIONADOS em 9 CATEGORIAS! COMO ESPERADO, BRASIL ESTÁ FORA DA CORRIDA…

oscars-academy-awards-best-picture-category

ACADEMIA RESOLVE FAZER UMA PENEIRA FORTE EM NOVE CATEGORIAS

Pela primeira vez na longeva história da Academia, divulgaram as short lists em nova categorias ao mesmo tempo. E pela primeira vez desde 1979, anunciaram a pré-lista nas categorias musicais. Portanto, com essa dança das cadeiras, alguns profissionais comemoraram a sobrevivência de chances no Oscar, e muitos outros já deram adeus.

E os números são bem expressivos dessas listas de corte. Na categoria de Filme em Língua Estrangeira, dos 87 inscritos, sobraram apenas nove, enquanto em Melhor Documentário, dos 166 inscritos, 15 continuam na luta. Pelas categorias de Trilha e Canção, de centenas passaram para 15 por categoria.

Em relação às categorias de curtas (documentário, animação e live action), praticamente todos somos Gloria Pires, não podemos opinar. Mas em relação às demais, dá pra comentar um pouco sobre.

Vamos às listas?

DOCUMENTÁRIO-CURTA
Black Sheep
End Game
Lifeboat
Los Comandos
My Dead Dad’s Porno Tapes*
A Night at the Garden
Period. End of Sentence.
’63 Boycott
Women of the Gulag
Zion

* Esse título que já havia me chamado a atenção desde o começo do ano. O diretor quis descobrir mais sobre o falecido pai através de objetos pessoais, inclusive uma pilha de fitas VHS de filmes pornográficos. Não sei se tem chances no Oscar, mas seria engraçado no mínimo.

My Dead Dad's Porno Tapes

My Dead Dad’s Porno Tapes, de Charlie Tyrell (pic by IMDb)

CURTA DE ANIMAÇÃO
Age of Sail
Animal Behaviour
Bao
Bilby
Bird Karma
Late Afternoon
Lost & Found
One Small Step
Pépé le Morse
Weekends

Obviamente, não podia faltar o curta-metragem Bao, que foi exibido nos cinemas antes do filme Os Incríveis 2. A Pixar sempre marca forte presença nessa categoria. Além da qualidade do material, eles tiveram essa brilhante idéia de passar seus curtas para o público em geral nas sessões de seus longas. Em relação ao curta em si, particularmente, acho bem sensível a idéia, mas poderiam dispensar a transformação do dumpling em ser humano. A metáfora já estava compreendida.

Bao_

Cena do curta de animação Bao (pic by Disney/Pixar)

CURTA-METRAGEM
Caroline
Chuchotage
Detainment
Fauve
Icare
Marguerite
May Day
Mother
Skin
Wale

DOCUMENTÁRIO
Charm City
Communion
Crime + Punishment
Dark Money
The Distant Barking of Dogs
Free Solo
Hale County This Morning, This Evening
Minding the Gap
Of Fathers and Sons
On Her Shoulders
RBG
Shirkers
The Silence of Others
Three Identical Strangers
Won’t You Be My Neighbor?

Felizmente, todos os documentários premiados até agora parecem estar nessa pré-lista. Por enquanto, o mais forte candidato é o Won’t You Be My Neighbor?, sobre as lições e legado de um apresentador de programa de TV infantil. Entre outros premiados estão o Hale Country This Morning This EveningMinding the Gap, RBG (sobre uma juíza americana que se tornou um ícone pop, e vale lembrar que o filme está na lista das canções também), Three Identical Strangers, Free Solo, Crime+Punishment e Shirkers, que já está disponível na Netflix e vale a pena dar uma olhada.

Won't You Be My Neighbor? - Still 1

O apresentador Fred Rogers em cena do documentário Won’t You Be My Neighbor? (pic by IMDb)

VISUAL EFFECTS
Homem-Formiga e a Vespa
Vingadores: Guerra Infinita
Pantera Negra
Christopher Robin
O Primeiro Homem
Jurassic World: Reino Ameaçado
O Retorno de Mary Poppins
Jogador Nº1
Han Solo: Uma História Star Wars
Bem-Vindos a Marwen

Bom, em primeiro lugar, acho um desaforo Jurassic World: Reino Ameaçado estar nessa lista. Além dos efeitos não apresentarem nada de novo (daqui a pouco até eu vou saber criar dinossauros em 3D), o filme é de uma gratuidade lucrativa asquerosa. Você assiste e não se importa com ninguém, e quer que todo mundo morra logo.

Enfim, dessa lista, O Primeiro Homem e Jogador Nº 1 parecem ser os mais fortes. Os efeitos de O Retorno de Mary Poppins parecem se assemelhar bastante com os efeitos da década de 60, mas vale lembrar que na época o filme foi um marco nos efeitos e ganhou o Oscar de Efeitos Visuais. E Vingadores: Guerra Infinita e Pantera Negra devem consolidar suas indicações por causa dos números nas bilheterias. Particularmente, considero os efeitos de Pantera Negra meio ruinzinhos. Já os efeitos de Bem-Vindos a Marwen são mais interessantes, já que transformar os atores em bonecos semelhantes às Barbies.

Welcome to Marwen_

Janelle Monáe e Steve Carell como bonecos em Bem-Vindos a Marwen (pic by IMDb)

MAQUIAGEM E CABELO
Pantera Negra
Bohemian Rhapsody
Border
Duas Rainhas
Stan & Ollie
Suspiria
Vice

Sempre fui a favor de maquiagens transformadoras ganharem o Oscar, tipo os trabalhos fenomenais do já aposentado Rick Baker, que fez Um Lobisomem Americano em Londres, O Grinch e Homens de Preto, porque essa coisa de colar um bigodezinho, passar um pózinho na cara e despentear o cabelo não é lá muito evidente pra ganhar esse prêmio.

Nesse quesito de transformação, eu diria que Suspiria sai na frente. Tilda Swinton interpreta três personagens e um deles é um senhor de idade. E você sabe o que aconteceu da última vez que Swinton se transformou numa idosa? O Grande Hotel Budapeste ganhou o Oscar.

Tilda Swinton Suspiria_

Sim, é a Tilda Swinton em Suspiria (pic by IMDb)

Também vale citar o Stan & Ollie, no qual John C. Reilly desaparece na maquiagem que o transforma no comediante Oliver Hardy. Já em Vice, embora temos muito do esforço descomunal de Christian Bale engordar, temos um trabalho de maquiagem de envelhecimento no seu personagem e de Amy Adams, pelo menos.

Já no quesito bigode e pózinho, a ausência de A Favorita se faz notar aqui.

TRILHA MUSICAL ORIGINAL
Aniquilação
Vingadores: Guerra Infinita
The Ballad of Buster Scruggs
Pantera Negra
Infiltrado na Klan
Podres de Ricos
A Morte de Stalin
Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindewald
O Primeiro Homem
Se a Rua Beale Falasse
Ilha dos Cachorros
O Retorno de Mary Poppins
Um Lugar Silencioso
Jogador Nº 1
Vice

Duas trilhas que dá pra garantir indicação são de O Primeiro Homem (Justin Hurwitz) e Se a Rua Beale Falasse (Nicholas Britell). Acredito também nas indicações de Alan Silvestri por Jogador Nº 1 e de Alexandre Desplat por Ilha dos Cachorros. Se John Williams estivesse na lista, eu o incluiria porque ele é sempre hors-concours na Academia. Pela quinta vaga, eu arriscaria Ludwig Göransson (Pantera Negra) ou Terence Blanchard (Infiltrado na Klan), se bem que Marc Shaiman pode ser lembrado por O Retorno de Mary Poppins.

CANÇÃO ORIGINAL
“When A Cowboy Trades His Spurs For Wings” (The Ballad of Buster Scruggs)
“Treasure” (Querido Menino)
“All The Stars” (Pantera Negra)
“Revelation” (Boy Erased: Uma Verdade Anulada)
“Girl In The Movies” (Dumplin’)
“We Won’t Move” (O Ódio que Você Semeia)
“The Place Where Lost Things Go” (O Retorno de Mary Poppins)
“Trip A Little Light Fantastic” (O Retorno de Mary Poppins)
“Keep Reachin’” (Quincy)
“I’ll Fight” (RBG)
“A Place Called Slaughter Race” (WiFi Ralph: Quebrando a Internet)
“OYAHYTT” (Sorry to Bother You)
“Shallow” (Nasce uma Estrela)
“Suspirium” (Suspiria)
“The Big Unknown” (As Viúvas)

Depois que aquela canção de Ritmo de um Sonho levou o Oscar, “It’s Hard Out Here for a Pimp”, nada mais foi o mesmo nessa categoria, o que torna tudo muito imprevisível. Claro que a mais forte aqui é a “Shallows”, que será cantada no Oscar pela Lady Gaga, e que possivelmente será premiada como compositora pra também compensá-la pela derrota como atriz.

Dentre as demais canções, “All the Stars” (Pantera Negra), “I’ll Fight” (RBG), “Girl in the Movies” (Dumplin’) e “Revelation” (Boy Erased) foram as mais lembradas na temporada até o momento, mas pode apostar que pelo menos uma das canções de O Retorno de Mary Poppins estará lá.

FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
Pássaros de Verão – COLÔMBIA
A Culpa – DINAMARCA
Never Look Away – ALEMANHA
Assunto de Família – JAPÃO
Ayka – CAZAQUISTÃO
Capernaum – LÍBANO
Roma – MÉXICO
Guerra Fria – POLÔNIA
Em Chamas – CORÉIA DO SUL

Ok, vamos direto ao ponto. Roma tem absolutamente tudo para ganhar, tornando-se o primeiro filme do México a vencer nesta categoria? 95% de chances que sim. Não estou nem atribuindo esses 5% ao imprevisível, que realmente existe no Oscar, mas devido ao cenário dos prêmios da crítica. Por exemplo, no LAFCA, dos críticos de Los Angeles, Roma sagrou-se como Melhor Filme, enquanto como Filme em Língua Estrangeira deu empate entre Assunto de Família e Em Chamas. Ou seja, num cenário em que Alfonso Cuarón leva o Oscar de Melhor Filme, pode se abrir uma janela para os demais concorrentes na categoria de Filme Estrangeiro.

Claro que são apenas hipóteses por enquanto, afinal, em 90 anos de Oscar, nunca um filme de língua estrangeira levou o Oscar de Melhor Filme. No máximo, são indicados como Amor (2012), A Vida é Bela (1998) e Z (1969), mas só levam o Oscar de Filme em Língua Estrangeira mesmo. Vamos ver se Roma vai crescer com as indicações ao Oscar em janeiro para poder cravar alguma coisa.

E o Brasil? A polêmica escolha de O Grande Circo Místico para representar o cinema nacional foi por água abaixo. Agora nós, cinéfilos, ficamos imaginando se Benzinho ou As Boas Maneiras tivessem sido escolhidos… teríamos uma nova indicação para o Brasil? Acho que a seleção deve levar em consideração apenas dois quesitos: Qualidade fílmica (de nada adianta levar filme de Segunda Guerra Mundial e morrer na praia) e Histórico de Festivais Internacionais. De nada adianta o filme ser ótimo se não for visto lá fora. Os produtores, juntamente com o governo, têm de investir em campanhas de divulgação, que muitas vezes começa com uma seleção em Cannes ou Veneza. E chega de política querer se meter na escolha! Da última vez, Aquarius ficou de fora por picuinha política.

Não assisti a todos dessa pré-lista, mas adoraria ver Em Chamas indicado. Seria a primeira indicação da Coréia do Sul, que tem um cinema formidável, mas nunca lembrado pela Academia. O filme é uma adaptação de um conto do escritor japonês Haruki Murakami, conta com um elenco afiadíssimo, uma fotografia excepcional e com a mão do diretor Lee Chang-dong, que já entregou ótimos filmes como Sol Secreto (2007) e Poesia (2010).

Burning trio

Ah-in Yoo, Jong-seo Jun e Steven Yeun em cena de Em Chamas (pic by IMDb)

Por enquanto, minhas apostas são: México, Japão, Polônia, Líbano e Coréia do Sul.

***

As indicações ao Oscar 2019 serão anunciadas no dia 22 de janeiro.